XP Expert

EDP vende UHE Mascarenhas por R$ 1,225 bilhão; veja o Radar Energia XP | Agosto

Criamos este relatório com notícias do setor de energia que complementam nossos comentários publicados no Morning Call.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bom dia! Neste relatório diário publicado todas as manhãs, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo falam sobre os principais assuntos, tendências e companhias que formam o setor. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo.

Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo que tem impactos diretos ou indiretos no setor; e (ii) Nossos últimos relatórios publicados.

Gostaria de receber esse conteúdo por e-mailClique aqui.
Gostou do conteúdo, tem alguma dúvida ou quer nos enviar uma sugestão? Basta deixar um comentário no final do post!

Quarta-Feira, 31 de Agosto

Destaques: (i) EDP vende UHE Mascarenhas por R$ 1,225 bilhão (Canal Energia); (ii) Cade aprova, com ressalvas, venda da refinaria da Petrobras em Manaus para a Atem (Valor Econômico); (iii) ANP espera uma ‘boa disputa’ no leilão de áreas do pré-sal em dezembro. (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

EDP vende UHE Mascarenhas por R$ 1,225 bilhão

Victory Hill Global Sustainable Energy, que já tem ativos solares no país, aumenta presença no setor elétrico. (Canal Energia)

Paraty Energia e fundo inglês pagam R$ 1,2 bilhão por hidrelétrica da EDP

Do montante aportado, R$ 800 milhões serão pagos à vista no closing (fechamento) da operação e R$ 425 milhões serão quitados em março de 2027 caso as condicionantes estabelecidas no processo de renovação de concessão da usina fixadas pelo poder concedente, a União, não sejam alteradas. (Valor Econômico)

Corrupção na área de compras atinge Cemig
Funcionários da empresa e empresários são suspeitos de fraudarem a aquisição de cabos e outros materiais.(Valor Econômico)

Consumo de energia no país cresce 3,3% na 1ª quinzena de agosto, diz CCEE em prévia

A demanda no mercado livre, onde o consumidor escolhe o fornecedor, avançou 5,7%; no mercado regulado, onde a gestão da energia dos consumidores fica a cargo das distribuidoras, cresceu 1,9%. (Valor Econômico)

Aneel aprova leilão de térmicas a gás sem gasodutos previstas em ‘jabutis’ na lei de privatização da Eletrobras

Leilão, marcado para 30 de outubro, conta com 37 projetos cadastrados na Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que somam a potência de 11,9 mil megawatts. (Valor Econômico)

Conta Bandeira vai repassar mais de R$ 121,2 milhões para distribuidoras

Os valores são referente à contabilização de julho de 2022.(Canal Energia)

Descotização não alivia impacto da migração de consumidores, diz diretor da Abradee

Ricardo Brandão reforça necessidade de alteração do modelo comercial como condição para abertura do mercado. (Canal Energia)

Aneel aprova associação de eólicas e fotovoltaicas da Neoenergia

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a associação das usinas do Complexo Eólico Chafariz e do Complexo Fotovoltaico Luzia, da Neoenergia.(Canal Energia)

Braskem vê inserção do H2 verde para 2050

Fabricante vê uso do combustível no futuro para produção de químicos verdes e na eletrificação e descarbonização da indústria, mas prioriza nessa década a gestão energética e outras formas de reduzir em 15% suas emissões.(Canal Energia)

Governo de SP é autorizado a usar um só CNPJ na migração para o ACL

O estado tem mais de 16 mil edifícios próprios da administração direta nos 645 municípios paulistas. Juntos, esses imóveis consomem o equivalente a 1,25 TWh/ano de energia elétrica, com uma despesa anual da ordem de R$ 460 milhões.(Canal Energia)

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$96,02/Barril -3,29%

CÂMBIO

R$ 5,10/USD +0,01%

Petróleo tem forte queda com movimento de realização de lucros

O contrato do petróleo Brent, a referência global da commodity, para novembro fechou em queda de 4,94%, a US$ 97,84 por barril, enquanto o do WTI americano para outubro recuou 5,53%, a US$ 91,64 por barril. (Valor Econômico)

ANP espera uma ‘boa disputa’ no leilão de áreas do pré-sal em dezembro

De acordo com o diretor da agência, a quantidade de empresas inscritas para participar do certame e a rapidez com que houve a manifestação de interesse das companhias são sinais positivos. (Valor Econômico)

Cade aprova, com ressalvas, venda da refinaria da Petrobras em Manaus para a Atem

Petrobras e Atem deverão prestar a “terceiros” o serviço de movimentação de gasolina e diesel por meio do TUP Reman, o terminal de uso privado. (Valor Econômico)

Petrobras reduz em 6,4% preços de venda de asfaltos para distribuidores

Esta é a segunda redução seguida nos preços de asfaltos, que haviam tido queda de 4,5% no início de agosto. (Valor Econômico)

Tesouro já teve confirmação de pagamento de R$ 25 bi em dividendos da Petrobras, diz secretário

O Tesouro solicitou às empresas estatais que, na medida do possível, antecipassem pagamentos de dividendos à União. (Valor Econômico)

Preços de energia caem enquanto UE planeja intervir na crise

Sinais de que a região está intensificando os esforços para conter uma crise que ameaça levar o continente à recessão derrubaram os preços da energia. (Valor Econômico)

UE deve ter “intervenção emergencial” no mercado de energia

Ursula von der Leyen diz que Comissão Europeia está trabalhando em uma reforma estrutural para segurar preços. (Poder 360)

UE atinge meta de armazenamento de gás dois meses antes do prazo

Notícia é um alívio para o bloco, que vem sofrendo com constantes cortes de fornecimento de gás da Rússia em retaliação às sanções impostas por conta da invasão da Ucrânia. (Valor Econômico)

Rússia vai cortar gás para empresa de energia francesa

Apesar do corte, a França disse estar preparada para a possibilidade de interrupção total do fornecimento. (Valor Econômico)

Equinor e Wintershall Dea anunciam acordo para transporte e estocagem de dióxido de carbono

A cadeia de valor vai conectar emissores de dióxido de carbono na Europa com locais de estoque do gás em locais na costa da Noruega. (Valor Econômico)

Exxon escala disputa com Rússia sobre saída de projeto de petróleo e gás

Um decreto do Kremlin que impede certas transações até ao fim do ano tem bloqueado desde o início do mês que a Exxon venda sua participação de 30% na Sakhalin-1 no extremo oriente da Rússia. (Valor Econômico)

Cade publica edital que prevê a saída da Equinor de dois blocos em Campos

Companhia pretende transferir sua participação nos blocos C-M-657 e C-M-709 para a Petrobras e para a ExxonMobil, que já atuam como concessionárias nas áreas. (Petróleo Hoje)

28 cidades do Brasil têm etanol mais caro que a gasolina; saiba quais são

Com a mudança na regra do ICMS sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no fim de junho, cresceu o número de cidades brasileiras com preço do etanol mais caro no posto do que o litro da gasolina. (Valor Econômico)

Terça-Feira, 30 de Agosto

Destaques: (i) Desafio para projetos de eólica em alto-mar é ajustar a relação risco/retorno (Valor Econômico); (ii) Apoio de governos a combustíveis fósseis quase dobrou em 2021, diz OCDE (Valor Econômico); (iii) Petróleo fecha em forte alta com temores sobre a oferta (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

Associação das distribuidoras de energia quer regulação para a abertura do mercado livre
Abradee diz que sem modernização regulatória, a migração dos consumidores do mercado regulado para o livre implica uma transferência de custos para os clientes que ficam no mercado cativo. (Valor Econômico)

Petrobras: Desafio para projetos de eólica em alto-mar é ajustar a relação risco/retorno
O grande desafio para desenvolver projetos de geração de energia eólica em alto-mar (offshore) é ajustar o risco e o retorno, afirmou o diretor de relacionamento institucional e sustentabilidade da Petrobras, Rafael Chaves, em apresentação na tarde de hoje a executivos durante o Offshore Northern Seas (ONS), maior evento de energia da Europa, em Stavanger, na Noruega. (Valor Econômico)

Eólicas e solares fotovoltaicas vão responder por mais da metade da expansão da oferta de energia até 2026
Pelas contas do ONS, o país terá um aumento de 22,1 gigawatts de capacidade instalada entre o fim de 2021 e o fim de 2026, passando de 173,8 GW para 195,9 GW, respectivamente. Ainda como a principal fonte de energia, a hidráulica, que reúne grandes e pequenas usinas hidrelétricas, deve perder participação no mix elétrico, avançando apenas 0,2 GW em cinco anos, vendo sua taxa cair de 58,6% no fim do ano passado para 52,1% no fim de 2026. (Valor Econômico)

Eletronuclear diz negociar acordo coletivo de trabalho com empregados
A Eletronuclear informou nesta segunda-feira, 29, que está conduzindo a negociação para chegar a um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) relativo a 2022-2023 com os seus empregados, “dentro das atuais condições econômico-financeiras da empresa e das diretrizes estabelecidas pelos órgãos de governança externos”. (Broadcast)

Ibama renova licença para instalação de Angra 3
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu na última semana a renovação da licença ambiental de instalação da central nuclear de Angra 3, que ficará no complexo localizado na Praia de Itaorna, no município de Angra dos Reis (RJ). (Canal Energia)

Diretor-geral da Aneel mantém decisão sobre uso da UTE Mário Covas
O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, Sandoval Feitosa, negou pedidos de efeito suspensivo da Anace e da Abrace contra a decisão da diretoria que autorizou a transferência para a térmica Màrio Covas das obrigações assumidas no pelas UTEs Edlux X, EPP II, EPP IV e Rio de Janeiro I. As quatro usinas foram contratadas de forma emergencial no ano passado, por meio de Procedimento Competitivo Simplificado. (Canal Energia)

SIN deverá crescer 22 GW até 2026, aponta ONS
O Sistema Interligado Nacional (SIN) deverá crescer 22 GW nos próximos cinco anos. Essa é uma das principais conclusões do Sumário Executivo do Plano da Operação Energética (PEN 2022) horizonte 2022-2026 divulgado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico nesta segunda-feira, 29 de agosto. O documento apresenta as avaliações das condições energéticas de atendimento ao mercado, no qual a carga deve crescer em média 3,4% ao ano, atingindo 80.818 MWmed e 196 GW no SIN em 2026. (Canal Energia)

. . .

XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$102,3/Barril -2,65%

CÂMBIO

R$ 5,03/USD -0,88%

Petróleo fecha em forte alta com temores sobre a oferta
O contrato do petróleo Brent, a referência global, para outubro fechou em alta de 4,05%, a US$ 105,09 por barril, enquanto o do WTI americano para o mesmo mês subiu 4,24%, a US$ 97,01 por barril. Os contratos futuros do petróleo fecharam em forte alta nesta segunda-feira (29), avançando a novas máximas de um mês, recebendo suporte dos temores relacionados a novas restrições à oferta da commodity. (Valor Econômico)

Petrobras: Desafio para projetos de eólica em alto-mar é ajustar a relação risco/retorno
O grande desafio para desenvolver projetos de geração de energia eólica em alto-mar (offshore) é ajustar o risco e o retorno, afirmou o diretor de relacionamento institucional e sustentabilidade da Petrobras, Rafael Chaves, em apresentação na tarde de hoje a executivos durante o Offshore Northern Seas (ONS), maior evento de energia da Europa, em Stavanger, na Noruega. (Valor Econômico)

Apoio de governos a combustíveis fósseis quase dobrou em 2021, diz OCDE
Levantamento da OCDE junto à Agência Internacional de Energia mostrou que o apoio de governos a combustíveis fósseis em 51 países passou de US$ 362,4 bilhões em 2020 para US$ 697,2 bilhões em 2021. A AIE e a OCDE também alertam que os incentivos a fontes poluentes para a geração de energia aumentarão ainda mais em 2022 devido ao aumento de preços globais desencadeado pela guerra da Ucrânia. (Valor Econômico)

Elon Musk diz que mundo precisa de mais petróleo e gás
O chefe da Tesla, Elon Musk, disse aos líderes europeus de energia que o mundo precisa de mais petróleo e gás natural e deve continuar operando usinas nucleares enquanto investe pesadamente em fontes de energia renovável. “Também sou pró-nuclear”, diz dono da Tesla. (Valor Econômico)

Cade deve aprovar venda da Reman, da Petrobras, ao Grupo Atem
O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deve aprovar, em sessão extraordinária a ser realizada nesta terça-feira, a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), da Petrobras, em Manaus (AM), para a Ream Participações, do grupo Atem. (Valor Econômico)

Diesel volta a registrar defasagem
Diferença entre os preços no mercado interno e nos portos chega a 5%, enquanto estoques globais do combustível caem e podem afetar abastecimento interno. (epbr)

Subsídio a combustíveis fósseis quase dobrou em 2021 sem beneficiar famílias de baixa renda
 O apoio aos combustíveis fósseis quase dobrou em 2021, sem necessariamente atingir a população que mais sofre com o aumento dos custos de energia, alerta uma análise divulgada hoje (29/8) pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e Agência Internacional de Energia (IEA, em inglês). (epbr)

Mudanças à vista para a P-81
A Petrobras deve abandonar o conceito de BOT (Build Operate Transfer) no novo processo de contratação da P-81, que vai operar em Sergipe Águas Profundas. O baixo interesse demonstrado pelo mercado no bid da unidade fez com que a companhia direcionasse estudos para os modelos de EPC (Engineering, Procurement and Construction) e de afretamento – ainda que a opção de BOT não tenha sido descartada por completo. (Petróleo Hoje)

Petrobras reduz 15,7% preços de venda de gasolina de aviação a distribuidoras
 A Petrobras anunciou a redução de 15,7% nos preços de venda da gasolina de aviação (GAV) para distribuidoras. O reajuste, que entra em vigor em 1º de setembro, ocorre após o corte de 5,7% divulgado pela companhia no início de agosto. (Broadcast)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Segunda-Feira, 29 de Agosto

Destaques: (i) Aneel mantém bandeira tarifária verde para o mês de setembro (Valor Econômico); (ii) Preço da gasolina cai mais 2,7% nas bombas, diz ANP (Valor Econômico); (iii) Petróleo sobe e amplia ganhos na semana, em meio a temores sobre corte de produção da Opep (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

Aneel mantém bandeira tarifária verde para o mês de setembro
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manteve a bandeira verde em setembro para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Com a decisão, não haverá cobrança extra na conta de luz pelo quinto mês seguido. (Valor Econômico)

ONS prevê vazões abaixo da média em setembro
O mês de setembro começa com a previsão de energia natural afluente abaixo da média histórica em todo o país. No segundo dia do Programa Mensal de Operação do próximo período, o volume mais elevado continua a ser verificado no Sul do país com 82% da média de longo termo. Em seguida vem o Norte com 77%, o Sudeste/Centro-Oeste com 69% e o Nordeste com 66% da média histórica. (Canal Energia)

Expansão do parque eólico impulsiona o mercado
Cada novo megawatt de energia demanda mais de 100 toneladas de aço, material essencial para as usinas. A expansão da energia eólica impulsiona a indústria do aço. Com 11% do total, a fonte já é a segunda principal da matriz energética nacional, perdendo apenas para as hidrelétricas. Os parques eólicos em operação somam 22 gigawatts de capacidade instalada e outros 14 gigawatts serão inaugurados nos próximos cinco anos. (Valor Econômico)

Abradee sugere abertura de mercado somente após PL 414
A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica defendeu em contribuição à consulta pública sobre abertura de mercado que o calendário proposto pelo Ministério de Minas e Energia seja definido após a aprovação do PL 414. O argumento da Abradee é que sem medidas de alteração do modelo atual, a migração de um novo conjunto de consumidores para o ambiente livre a partir de 2024 vai deixar mais uma conta a ser paga para os que permanecerem no mercado regulado. (Canal Energia)

Engie Soluções possui R$ 1 bi para projetos em 5 anos
Descarbonização para que empresas alcancem o net zero é um dos impulsionadores para os três pilares em que a empresa está apoiada, meta pode aumentar a depender do volume de projetos. (Canal Energia)

Espírito Santo lança atlas para entrar na rota das eólicas offshore
Com potencial estimado em 142 mil GW para eólica offshore e 18,3 mil GW onshore, o ES quer se inserir na rota de investimentos internacionais para geração renovável. (epbr)

Suape lança chamada para instalação de projeto de hidrogênio verde de R$ 20,3 bilhões
O Complexo Industrial Portuário de Suape, em Pernambuco, lançou uma chamada pública até o próximo dia 27 de setembro para empresas interessadas na instalação de uma planta de hidrogênio verde no Estado, após aprovar a manifestação de interesse para o projeto da produtora independente de energia renovável Qair, ex-grupo Lucia. (Broadcast)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$101,7/Barril +0,72%

CÂMBIO

R$ 5,08/USD -0,67%

Petróleo sobe e amplia ganhos na semana, em meio a temores sobre corte de produção da Opep
Ontem, o secretário-geral da Opep, Haitham Al Ghais, disse que apoia a sugestão da Arábia Saudita de cortar a produção de petróleo para equilibrar oferta e demanda. Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão em alta, estendendo os ganhos acumulados na semana, em meio a receios sobre novos cortes de oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). (Valor Econômico)

Preço da gasolina cai mais 2,7% nas bombas, diz ANP
O preço médio da gasolina caiu 2,7% nos postos brasileiros nesta semana, chegando a R$ 5,25 por litro, segundo pesquisa semanal divulgada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis). É o menor valor desde janeiro de 2021, considerando a correção pela inflação. (Valor Econômico)

Preço do GNL ameaça segurança energética do país
Brasil a precisar competir num mercado internacional mais acirrado pelas importações do combustível, segundo analistas. (Valor Econômico)

Escassez de gás deve apertar ainda mais o mercado global de diesel
Os estoques globais do produto estão em níveis excepcionalmente baixos, numa época em que, normalmente, se expandiriam em preparação para um aumento no consumo durante o inverno no hemisfério norte.

Alta de estoque e queda de consumo podem livrar UE de racionar gás
Efeito econômico de uma redução controlada do consumo de gás seria muito menor do que o de um racionamento, que afetaria duramente a indústria europeia. Não há fim à vista para a escalada dos preços da energia na Europa. Mas isso pode ajudar a região a evitar os efeitos devastadores de ter de racionar gás natural neste inverno, no fim do ano. (Valor Econômico)

Campanha de Bacalhau inicia em meados de setembro
A Equinor iniciará a campanha de perfuração dos poços do projeto de desenvolvimento de Bacalhau, na Bacia de Santos, em meados de setembro. O navio-sonda West Saturn, da Seadrill, deixou o estaleiro Jurong, em Aracruz, no Espírito Santo, na segunda-feira (22), tendo chegado nesta sexta-feira (26) ao campo vizinho de Carcará, onde serão realizados os teste de aceitação da unidade. (Petróleo Hoje)

IBP vê abastecimento de diesel estável no país
O abastecimento de diesel S10 A (menos poluente, e obrigatório para o transporte rodoviário desde 2012) segue estável no País, com previsão de pequeno déficit em novembro, aponta o Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP) em boletim divulgado nesta semana. O déficit estimado pelo IBP é de 12 mil metros cúbicos do combustível. (Broadcast)

ANP aprova redução de custos para novos campos em terra
Nova resolução abre caminho para reduzir alíquota da compensação financeira paga por petroleiras a proprietários das terras onde são realizadas atividades de E&P. (epbr)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Sexta-Feira, 26 de Agosto

Destaques: (i) ONS obtém certificado por evitar emissões (Valor Econômico); (ii) ANP aprova inclusão de 218 blocos da Margem Equatorial na Oferta Permanente de Concessão (Valor Econômico); (iii) Em sessão de alta volatilidade, petróleo recua com receios sobre a oferta e a demanda (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

ONS obtém certificado por evitar emissões
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) vai receber de presente hoje, dia de seu aniversário de 24 anos, a certificação de que evitou a emissão de 2,3 mil toneladas de CO2, baseada na metodologia criada pela consultoria e gestora Thymos Energia. (Valor Econômico)

Repasse de créditos pode prejudicar o setor elétrico
O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei nº 14.385/22, que obriga as distribuidoras de energia elétrica a devolverem aos consumidores créditos tributários (exceto de IRPJ e CSLL) decorrentes de recolhimentos a maior em razão de alterações normativas, decisões administrativas ou judiciais. Essa medida, embora positiva sob a perspectiva dos consumidores, pode gerar prejuízo às distribuidoras pois não considera os custos incorridos por essas concessionárias de serviço público para recuperação de indébitos. (Valor Econômico)

Abrace defende retirada de R$ 100 bi anuais em custos indevidos do setor
Para a Associação Brasileira dos Consumidores de Energia Elétrica (Abrace), o redimensionamento dos custos indevidos embutidos na conta de luz permitiria retirar R$ 100 bilhões por ano e aliviar as tarifas. A informação deriva de um documento elaborado pela entidade com diversas propostas e ações para os presidenciáveis. (Canal Energia)

Justiça do Rio nega recursos à Karpowership em caso sobre térmicas flutuantes
Projeção está menor do que o estimado na segunda revisão quadrimestral por correções realizadas por reduções em agosto e previsão de queda também em setembro (Valor Econômico)

ONS: carga no ano deve crescer 1,9% em 2022
Decisão confirma o entendimento anterior de primeira instância sobre a obrigatoriedade de apresentação de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (Rima) para o empreendimento. (Canal Energia)

Fabricantes de equipamentos solares apostam no Brasil
O mercado de energia solar segue aquecido no Brasil e os fabricantes de equipamentos solares apostam no País. “O Brasil é um grande provedor de soluções tecnológicas e vemos com bons olhos a possibilidade de fabricação de equipamentos aqui já que o País tem o seu parque tecnológico se desenvolvendo cada vez mais. E acredito que vai haver um crescimento muito forte nos próximos anos porque o Brasil precisará ampliar a sua produção de energia”, disse o sócio-fundador e diretor Comercial e de Marketing da TS Shara, Jamil Mouallem.  (Canal Energia)

Subsídios, mercado de carbono e offshore devem ser prioridade em 2023
Reavaliar os subsídios do setor elétrico e regulamentar com rapidez temas fundamentais para o protagonismo do país na economia verde serão prioridades para o próximo governo, na avaliação do sócio da PwC Brasil Adriano Correia. E quando se trata de regulamentação, os pontos que se sobressaem como os mais urgentes são mercado de carbono e eólica offshore. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$100,9/Barril +1,55%

CÂMBIO

R$ 5,11/USD +0,02%

Em sessão de alta volatilidade, petróleo recua com receios sobre a oferta e a demanda
Os contratos futuros do petróleo encerraram mais uma sessão volátil em queda, nesta quinta-feira (25), pressionados por temores em relação a possíveis reduções da oferta e da demanda global da commodity. O contrato do petróleo Brent para outubro fechou em queda de 1,85%, a US$ 99,34 por barril, enquanto o do WTI americano para o mesmo mês recuou 2,49%, a US$ 92,52 por barril. (Valor Econômico)

ANP aprova inclusão de 218 blocos da Margem Equatorial na Oferta Permanente de Concessão
A diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira (25) a inclusão de 218 blocos da Margem Equatorial na Oferta Permanente de Concessão (OPC). A decisão, que tem como base a Resolução nº 27/21 do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), acrescenta 90.321,65 km2 na área em oferta na OPC. (Valor Econômico)

ANP aprova consulta pública que vai discutir edital de chamada para contratação de capacidade no Gasbol
Objetivo do edital é a identificação de potenciais carregadores e a contratação de capacidade de transporte firme, com garantia de movimentação até o volume contratado, no gasoduto para o período de 2023 a 2027. (Valor Econômico)

Estímulo da China ajuda Ibovespa, mas recuo da Petrobras mantém índice instável
O mercado doméstico e o internacional continuam operando com cautela antes do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, no simpósio de Jackson Hole, agendado para amanhã. (Valor Econômico)

Acordo nuclear com o Irã não aliviará crise de petróleo rapidamente
As recentes negociações entre o Irã e as potências ocidentais para a retomada do acordo nuclear foram comemoradas em todo o mundo. Os preços do petróleo responderam positivamente, já que a perspectiva das exportações iranianas retomarem assim que as sanções forem extintas parecia provável. (Petróleo Hoje)

Prio conclui emissão de R$ 2 bilhões em debêntures
A Prio (ex-PetroRio) concluiu nesta quarta-feira (24) emissão de R$ 2 bilhões em debêntures em duas séries, cujos recursos serão destinados a novos projetos de exploração e produção e despesas corporativas. Do total, a empresa levantou R$ 1,5 bilhão em debêntures de infraestrutura, e R$ 500 milhões restantes foram captados em títulos tradicionais. (Valor Econômico)

IBP estima redução anual de R$ 2,6 bilhões no custo total de distribuição de derivados
Para promover a redução de custos a partir de 2035, entidade afirma que serão necessários investimentos multisetoriais em torno de R$ 109 bilhões, aumento da eficiência logística e redução das perdas tributárias. (Petróleo Hoje)

Gás natural é aposta de campanha em eleições estaduais
As perspectivas de abertura do mercado e de interiorização do gás contagiam as campanhas eleitorais nos estados. Candidatos a governadores apostam no insumo – presente em diversos planos de governo – como motor do desenvolvimento econômico. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quinta-Feira, 25 de Agosto

Destaques: (i)Importação de equipamentos solares dobra no primeiro semestre, aponta estudo (Valor Econômico); (ii) Petrobras foi a maior pagadora de dividendos no mundo durante 2º trimestre, diz Janus Henderson (Valor Econômico); (iii) Exportação de petróleo dos EUA dispara com a guerra (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

Importação de equipamentos solares dobra no primeiro semestre, aponta estudo

Montante pode viabilizar investimentos superiores a R$ 35 bilhões em todo o ciclo de projeto e representa uma capacidade instalada de aproximadamente 8 gigawatts-pico, diz consultoria. (Valor Econômico)

Controlada da Eletrobras é condenada a ressarcir prejuízo na UTE Candiota

O valor a ser reembolsado, segundo a sentença arbitral, é de R$ 37,6 milhões, além das custas arbitrais de R$ 2,7 milhões. (Valor Econômico)

Agenda de empresas: Cemig faz acordo de R$ 824 milhões para usinas fotovoltaicas

O acordo está avaliado em R$ 824 milhões e o cronograma prevê a energização das usinas até setembro de 2023. A companhia também anunciou que a BlackRock reduziu participação acionária de 10,94% para 10,01%. (Valor Econômico)

Imposto e essencialidade da energia elétrica

Os tributos e encargos pagos e registrados nas demonstrações financeiras de empresas geradoras, transmissoras e distribuidoras de eletricidade totalizaram em 2020 nada menos do que 49% da receita do setor. Em 2002 este mesmo percentual era de 33,2%. (Valor Econômico)

GEF Capital aporta R$ 80 mi para supervisão de ativos no setor elétrico

Automalógica vai usar capital para P&D em eficiência e segurança operacional, além de aumentar capacidade de entrega e expansão para outros mercados, mirando 35 GW monitorados até o fim do ano. (Canal Energia)

ONS aperfeiçoa relacionamento com os agentes e a sociedade

Melhorias no ambiente de atendimento estão relacionadas à implantação do CRM -Customer Relationship Management. (Canal Energia)

Aneel aprova parcela de ajuste de R$ 271 mi para NTBE

Valor adicional determinado pelo TRF1 vai cobrir receitas relacionadas a linha de transmissão que vai de Porto Velho a Araraquara. (Canal Energia)

Reservatórios do SE/CO tem recuo de 0,2 p.p e contam com 57,5% da capacidade

O submercado do Sudeste/Centro-Oeste apresentou recuo de 0,2 ponto percentual e a capacidade está em 57,5% na última terça-feira, 23 de agosto, se comparado ao dia anterior, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). (Canal Energia)

Eneva conclui aquisição da TermoFortaleza

A CGTF tem como principal ativo operacional a UTE Fortaleza, implantada a partir do Programa Prioritário de Termoeletricidade (PPT). (Canal Energia)

Enel SP registra 261 ocorrências com postes danificados somente em 2022

Somente na capital de São Paulo, comparando com período entre janeiro e junho de 2021, o aumento registrado é de cerca de 7,28%. Esse número é equivalente a 62% de todos os registros da Região Metropolitana de São Paulo. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$101,3/Barril +1,59%

CÂMBIO

R$ 5,11/USD -0,03%

Petróleo avança com incertezas sobre a oferta e o acordo nuclear com o Irã

Os dados dos estoque americanos da commodity, divulgados nesta quarta (24), e que apontaram uma queda inesperada mexeram com o humor do mercado. (Valor Econômico)

Estoques de petróleo dos EUA caem mais que o esperado na semana passada

Os estoques americanos caíram 3,28 milhões de barris, na semana encerrada na última sexta-feira (19), superando com folga a expectativa dos analistas consultados pelo “Wall Street Journal” de queda de 500 mil barris. (Valor Econômico)

Exportação de petróleo dos EUA dispara com a guerra

País deverá bater recorde de vendas com embarques para a Europa, que está cortando suas compras de energia da Rússia. (Valor Econômico)

EUA devem bater recorde de venda de petróleo em 2023

No início deste mês, números divulgados pelo governo dos EUA mostraram um volume sem precedente de vendas, de 5 milhões de barris sendo exportados por dia. Os envios devem atingir uma média de mais de 4 milhões de barris por dia nos próximos meses e no próximo ano, segundo a “Bloomberg”. (Valor Econômico)

Petrobras foi a maior pagadora de dividendos no mundo durante 2º trimestre, diz Janus Henderson

Companhia pagou US$ 9,7 bilhões no período, acima dos US$ 1 bilhão no segundo trimestre de 2021. (Valor Econômico)

Prio conclui emissão de R$ 2 bilhões em debêntures

As debêntures de infraestrutura, títulos incentivados para projetos como energia, saneamento básico e transportes, possuem prazo de dez anos, com amortização a partir do sexto ano, enquanto os títulos simples terão amortização única, no fim do prazo da emissão, de cinco anos.(Valor Econômico)

Prio diz que não há decisão tomada sobre compra da Dommo Energia (ex-OGX)

A companhia disse ainda no ofício que “é natural que a Prio analise essa potencial oportunidade de negócio”. (Valor Econômico)

CNPE aprova inclusão de novo bloco do pré-sal em oferta permanente da partilha

O novo bloco, Ametista, está localizado no pré-sal da Bacia de Santos. (Valor Econômico)

Cade vai retomar julgamento sobre venda de refinaria da Petrobras na próxima 3ª feira

Está em negociação um novo acordo com a empresa sobre algumas condicionantes (remédios) à operação, de acordo com fontes. (Valor Econômico)

Setor de combustíveis consegue suprir demanda de diesel do país, apesar de volatilidade, afirma IBP

Instituto aponta que o balanço de óleo diesel S10 indica um pequeno saldo positivo entre a oferta e a demanda em agosto, setembro e dezembro, com um quadro praticamente justo em outubro e novembro. (Valor Econômico)

Gasolina cai 16,80% em agosto e é maior impacto negativo no IPCA-15

Movimento reflete a redução do ICMS para combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte público, definida no fim de junho. (Valor Econômico)

Mudanças tributárias continuam a afetar o etanol

De acordo com a União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), as vendas de etanol hidratado recuaram 6,3% na primeira quinzena deste mês em comparação com o mesmo período da safra passada e a comercialização de anidro aumentou 15,7%. (Valor Econômico)

Investimentos globais em GNL podem chegar a US$ 42 bilhões em 2024

Rystad Energy estima um crescimento de 50% em relação aos gastos atuais motivados pela demanda de gás natural na Europa e Ásia. (Petróleo Hoje)

Virada nos mercados de petróleo pode ter vida curta

A queda atual nas cotações do barril tem mais relação com menor demanda e isso pode se reverter rapidamente no futuro.(Valor Econômico)

Alemanha sanciona pacote de medidas para economizar energia

A partir de 1º de setembro, prédios públicos – com exceção de instituições sociais como hospitais – devem ser aquecidos em no máximo 19º e o sistema pode ser desligado inteiramente em corredores e saguões.(Valor Econômico)

Alemanha inaugura 1ª frota de trens movidos a hidrogênio do mundo

Modelos de trem são forma de reduzir as emissões de carbono e substituir o diesel. (Folha de S. Paulo)

Antaq constata conformidade no contrato da Transpetro no Terminal de Mirama

A agência reguladora identificou apenas uma atualização monetária referente ao contrato anterior, recomendando o registro do mesmo pela Superintendência de Outorgas.(Petróleo Hoje)

Japão dá guinada e quer ampliar energia nuclear

O premiê do Japão, Fumio Kishida, anunciou que quer acelerar a reativação dos reatores nucleares e indicou que novas usinas nucleares serão construídas, retomando o status do país de usuário de energia nuclear pela primeira vez desde a crise de Fukushima, em 2011. (Valor Econômico)

Gás da discórdia: tarifa não é revista há cinco anos no Rio, travando queda de até 20% nas contas

Naturgy questiona na Justiça decisão de agência reguladora que determinava redução dos preços. Com demora, perdas para clientes, incluindo residenciais, chega a R$ 1,3 bilhão no período.(O Globo)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quarta-Feira, 24 de Agosto

Destaques: (i)Brasil precisa investir R$ 117,7 bi para atender demanda por combustíveis (Valor Econômico); (ii)Leilão para OPA da Neoenergia Pernambuco será outubro (Canal Energia); (iii) Petróleo sobe e Brent supera marca dos U$ 100 com possível corte de produção da Opep (Valor Econômico)

Elétricas e Saneamento

Leilão para OPA da Neoenergia Pernambuco será outubro

O valor estimado para a totalidade das ações da Neoenergia Pernambuco, ao final de 2021, está no intervalo de R$ 3 bilhões a R$ 3,2 bilhões, com um valor médio de R$ 3,1 bilhões, representando um valor por ação no intervalo de R$ 40,70 a R$ 43,42, a um valor médio de R$ 42,06. (Canal Energia)

Cemig assina contratos com chinesa State Grid para implementar usinas fotovoltaicas em Minas

A Cemig comunicou ao mercado nessa terça-feira (23) que assinou contratos com a CET Brazil Transmissão, subsidiária da chinesa State Grid, para implementar as usinas solares fotovoltaicas Boa Esperança e Jusante.(Valor Econômico)

Comerc desenvolve ferramenta para planejamento de descarbonização pelas empresas

A ferramenta apresenta um relatório de emissões, faz o diagnóstico dos principais fatores de emissão e apresenta soluções de descarbonização para atingir as metas estabelecidas ou até mesmo a neutralidade para o clima.(Valor Econômico)

Feitosa sugere discussão sobre redução estrutural de tarifas

Diretor-geral da Aneel lembrou que há uma conta a ser paga e as pressões de custos continuarão nos próximos anos.(Canal Energia)

Solar acelera e importação dobra no primeiro semestre

Pesquisa semestral da Greener aponta que Brasil recebeu 10 GWp de equipamentos, volume semelhante ao ano de 2021 inteiro. (Canal Energia)

Aneel libera reajustes em SP, MS, PB e MA

Distribuidoras de energia atuam nesses Estados e farão reajustes de até 23,72%.(Valor Econômico)

Aneel aprova reajuste médio de 1,62% nas tarifas da equatorial maranhão

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 23, reajuste médio de 1,62% nas tarifas de energia da Equatorial Maranhão. A distribuidora é responsável por atender 2,7 milhões de unidades consumidoras.(Broadcast)

Aneel aprova reajuste médio de 1,03% nas tarifas de energia da energisa paraíba

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 23, reajuste médio de 1,03% nas tarifas de energia da Energisa Paraíba. A distribuidora é responsável por atender 1,5 milhão de unidades consumidoras. (Broadcast)

Aneel aprova reajuste médio de 15,77% nas tarifas de energia da elektro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 23, reajuste médio de 15,77% nas tarifas de energia da Elektro. A distribuidora é responsável por atender 2,8 milhões de unidades consumidoras em 228 cidades, sendo 223 em São Paulo e cinco em Mato Grosso do Sul.(Broadcast)

Aneel aprova novas tarifas para distribuidoras com aniversário em agosto

Também foi finalizada a RTE da Equatorial Alagoas, sem a apuração de valores adicionais de PIS e Cofins a serem repassados aos consumidores.(Canal Energia)

Aneel confirma resultado do leilão de transmissão de junho

Certame teve todos os 13 lotes contratados. Empreendimentos tem investimento estimado de R$ 15,3 bilhões.(Canal Energia)

EDP inicia construção de linha subterrânea em Guarulhos

Investimento de R$ 53 milhões vale para trecho de 3 km em 138 kV e dois setores de alta tensão nas subestações Iporanga e Gopoúva.(Canal Energia)

Utilities sofreram 885 mi de ataques cibernéticos na América Latina

Volume consolidado vai até agosto e representa menos de 1% dos ataques reportados em geral que somam 137 bilhões de registros, segundo dados da Fortinet.(Canal Energia)

Shell caminha a passos largos para entrar no mercado de renováveis

A empresa protocolou pedidos de licenciamento ambiental para 17 gigawatts (GW) em eólicas offshore no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). (Valor Econômico)

Aneel abre chamada pública para projetos de sandboxes tarifários

Propostas para experimentos de novas modalidades para a baixa tensão deverão ser apresentadas em até 120 dias.(Canal Energia)

Genyx cria banco digital com foco em energia solar

A instituição de pagamento se chama Banco Genyx e nasce em parceria com o S3 Bank e conta com a estrutura Banking as a Service (BaaS) do banco BV. (Valor Econômico)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$101,0/Barril +1,59%

CÂMBIO

R$ 5,11/USD +0,08%

Petróleo sobe e Brent supera marca dos U$ 100 com possível corte de produção da Opep

O contrato do petróleo Brent para outubro fechou em alta de 3,87%, a US$ 100,22 por barril, enquanto o do WTI americano para o mesmo mês subiu 3,74%, a US$ 93,74 por barril.(Valor Econômico)

Brasil precisa investir R$ 117,7 bi para atender demanda por combustíveis

Estudo mostra que até 2035 setor precisa de aplicações diretas de R$ 8,8 bilhões e mais R$ 109 bilhões na infraestrutura geral.(Valor Econômico)

Lei das estatais vira letra morta em assembleia da Petrobras

Na assembleia do dia 19, a vedação ao cargo para Castro e Alencar pelo Comitê de Elegibilidade, que seguiu à risca da lei das estatais, foi desconsiderada e ambos foram referendados para o conselho de administração da companhia.(Valor Econômico)

O novo alvo da PetroRio

A PetroRio, de Nelson Tanure, vai comprar a Dommo (ex-OGX). Mas não agora. E, sim, quando os créditos tributários que possui forem validados pela Receita Federal. (O Globo)

MWM busca seu espaço num mundo sem diesel

Sem abandonar o diesel e os clientes industriais tradicionais, a empresa aposta que seu futuro está no biogás, nos serviços e no consumidor final.(Valor Econômico)

Volkswagen e Mercedes-Benz assinam acordo para garantir insumos de baterias elétricas

As montadoras fizeram parceria com o Canadá para assegurar insumos como lítio, níquel e cobalto.(Valor Econômico)

Escassez de gás na Europa afeta empresas de bebidas por usarem garrafas de vidro

Indústria de vidro da região depende muito do combustível, que é usado para aquecer fornos a 1.400 graus Celsius para derreter cacos e outros ingredientes, e tensões com a Rússia podem aumentar a crise.(Valor Econômico)

Peru: processo contra Repsol de US$ 4,5 bi por vazamento de óleo irá a tribunal

Segundo o governo do Peru, o Poder Judicial aceitou o trâmite por conta dos danos civis à população. A ação será agora julgada nos tribunais.(Broadcast)

Cade julga venda da refinaria reman da petrobras dia 26 em sessão extraordinária

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) marcou para a sexta-feira, 26, sessão extraordinária para julgar a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman) da Petrobras para a Reman Participações, do Grupo Atem. A convocação está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 23. Será a terceira tentativa de votação do caso pelo tribunal de conselheiros do órgão. (Broadcast)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Terça-Feira, 23 de Agosto

Destaques: (i) Leilão de térmicas causa polêmica no setor elétrico (Valor Econômico); (ii) Petrobras (PETR4) elege conselho com dois nomes rejeitados por comitês: “Retrocesso em governança, mas algo já esperado” (Info Money); (iii) Petróleo reduz perdas em meio a receios sobre oferta (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Leilão de térmicas causa polêmica no setor elétrico
Marcado para 30 de setembro, dois dias antes das eleições, o leilão das primeiras usinas térmicas a gás natural incluídas como “jabutis” na lei de privatização da Eletrobras abriu uma nova controvérsia no setor elétrico. Associações e empresas de energia argumentam que os consumidores vão pagar duas vezes pela mesma energia, caso as diretrizes estabelecidas pelo MME para o leilão sejam mantidas. (Valor Econômico)

Mercado aquecido com abertura do ACL
A abertura do comércio de energia no mercado livre poderá trazer mudanças para o setor elétrico e muitos executivos já observam o mercado aquecido desde o ano passado. “Tem um movimento que não sabemos onde vai parar. Só sabemos que vai crescer e diversificar. A abertura de mercado livre favorece o consumidor final. E é preciso trazer mais investimentos de ESG para o Brasil”, disse a CEO da Donna Lamparina, Silla Motta. (Canal Energia)

Energisa eleva aposta no MT e MS com novos negócios
A Energisa está crescendo nas atividades não reguladas com uma estratégia inovadora. Está usando a (Re)energisa, seu braço nos segmentos de geração distribuída, comercialização no mercado livre e serviços de valor agregado, para oferecer na sua área de concessão nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul serviços de assinatura solar e geração distribuída (geração própria). (Valor Econômico)

MME diz que foi ‘diligente’ ao definir as regras de contratação de energia
EPE afirma que é “importante deixar claro que a contratação de energia de reserva sem lastro comercial se aplica apenas ao corrente leilão”. (Valor Econômico)

Diretor-geral da Aneel suspende revogação de outorgas da Karpowership
O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, Sandoval Feitosa, suspendeu os efeitos das resoluções que revogaram as outorgas das usinas térmicas da Karpowership, até o julgamento definitivo do recurso apresentado pela empresa. (Canal Energia)

Consumidores de energia mais digitais e preocupados com sustentabilidade
Não é novidade para ninguém que hoje os consumidores estão mais preocupados com questões como sustentabilidade e a questão do meio ambiente. “Uma realidade mundial que tenho observado é que os consumidores estão mais digitais, porém também temos pessoas que têm expectativa de ter acesso à energia porque nem isso eles têm.  (Canal Energia)

Região Norte tem recuo de 0,1 p.p e conta com 86,6% de sua capacidade
Nordeste está com 75,9%, SE/CO com 58% e Sul com 83,5%. A Região Norte apresentou recuo de 0,1 ponto percentual em seus reservatórios, no último domingo, 21 de agosto, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O subsistema está operando com 86,6% da capacidade.  (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 98,01/Barril +1,59%

CÂMBIO

R$ 5,16/USD -0,03%

Petrobras (PETR4) elege conselho com dois nomes rejeitados por comitês: “Retrocesso em governança, mas algo já esperado”
A Petrobras (PETR3;PETR4) realizou na última sexta-feira (19) uma assembleia geral extraordinária na qual oito nomes foram aprovados para o seu Conselho de Administração. Entre os eleitos, dois indicados que tinham sido, anteriormente, reprovados por comitês internos. (Info Money)

Petróleo reduz perdas em meio a receios sobre oferta
Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda nesta segunda-feira (22), mas moderaram as perdas vistas mais cedo, em meio a temores sobre a oferta limitada da commodity, que compensam parcialmente a perspectiva de diminuição da demanda. (Valor Econômico)

Atual política de dividendos põe em risco futuro da Petrobras
Nos últimos anos, a Petrobras realizou alterações importantes na sua política de remuneração dos acionistas. Por um lado, tais mudanças permitiram um crescente pagamento de dividendos, mas, por outro, estiveram associadas a um forte encolhimento da companhia via redução dos investimentos e venda de ativos. (Valor Econômico)

Distribuidoras de gás natural pedem preço-teto de leilão até 33% mais alto
Para o mercado, sem esses subsídios, as térmicas na região Norte e no Nordeste são talvez as menos críticas para serem de fato implementada. As distribuidoras de gás no Maranhão (Gasmar) e no Piauí (Gaspisa) pedem um aumento de 33% no preço-teto sugerido inicialmente pelo Ministério de Minas e Energia (MME) para o primeiro leilão das usinas térmicas exigidas na Lei da Eletrobras. (Valor Econômico)

Mendonça cobra ANP e Cade sobre preço de combustível
Ministro pede “cronogramas específicos e detalhados” sobre as medidas que serão adotadas para garantir a “transparência e regularidade” na política de preços. (Valor Econômico)

Arábia Saudita diz que pode cortar produção de petróleo caso preços continuem a cair
Segundo o príncipe Abdulaziz bin Salman, ministro da Energia do país, o mercado do petróleo entrou em “um círculo vicioso perpétuo de liquidez muito baixa e volatilidade extrema”. (Valor Econômico)

Ocyan estuda a redução do consumo de combustível em sondas de perfuração
A Ocyan e a startup LZ Energia estão estudando a criação de um produto que reduz o consumo de combustível nas sondas de perfuração por meio da injeção de hidrogênio em motores a diesel, anunciou a empresa na segunda-feira (22). (Petróleo Hoje)

Petrobras fecha três contratos com a DOF
A Petrobras e a DOF Subsea estenderam os contratos dos RSVs Skandi Chieftain, Skandi Olympia e Skandi Commander. Em operação avaliada em US$ 253 milhões, as embarcações iniciarão um novo ciclo contratual de três anos, com opção de extensão por mais dois. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Segunda-Feira, 22 de Agosto

Destaques: (i) Devolução dos créditos do PIS/COFINS aos consumidores divide distribuidoras (Agência Infra); (ii) Novo conselho cria incerteza sobre futuro da Petrobras (Valor Econômico); (iii) Petróleo sobe na sessão, mas perde quase 1,5% na semana com temores sobre a demanda (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Devolução dos créditos do PIS/COFINS aos consumidores divide distribuidoras
As distribuidoras de energia estão divididas sobre a possibiçidade de contestar no judiciário a devolução dos créditos do PIS Eda Confins aos consumidores. A medida, promulgada na Lei 14.385/2022, resultou em uma série de RTEs na ANEEL e teve impactos bilionários nos resultados financeiros das companhias. (Agência Infra)

Oferta interna de energia elétrica deve subir 3% em 2022, aponta MME
A Oferta Interna de Energia (OIE) deve aumentar 1,3% em relação a 2021, ano da crise hídrica, com 305,1 milhões de tep e 46,4% de fontes renováveis, aponta o último Boletim Mensal do Ministério de Minas e Energia referente ao mês de maio e publicado na última quarta-feira, 17 de agosto.  (Canal Energia)

Cemig volta às origens e foca investimentos em Minas Gerais
Após iniciar um movimento de expansão para além das fronteiras de Minas Gerais na década de 1990, a Cemig volta às suas origens. A estatal, fundada em 1952, está se desfazendo de negócios fora do Estado e apostando no território mineiro. Hoje, a empresa de energia elétrica tem o maior programa de investimento da história, de R$ 22,5 bilhões até 2025.  (Broadcast)

Termelétricas flutuantes já podem operar, garante KPS
Empresa turca ainda enfrenta restrições da Justiça do Rio e da Aneel. Depois de vencer o leilão emergencial de energia de reserva de outubro de 2021 e implantar quatro termelétricas flutuantes na Baía de Sepetiba (RJ), a turca Karpowership Brasil (KPS) enfrenta agora o desafio de colocar o empreendimento para funcionar. (Valor Econômico)

Abertura do mercado demanda lei com até 4 artigos, avalia Tolmasquim
A abertura do mercado de energia no Brasil pode ser simples, apenas uma lei com três ou quatro artigos. Essa é a opinião do representante do programa de governo da candidatura de Lula (PT) à Presidência da República, Maurício Tolmasquim. O entrevistado da série Abraceel nas Eleições e defendeu a divisão dos custos da segurança com todos os consumidores além de criticar a atual governança do setor elétrico. (Canal Energia)

Banco Mundial aponta para custos da aposta em usinas a gás
O Banco Mundial avalia que os atuais planos de expansão termelétrica no Brasil, a partir de novas usinas a gás, vão trazer custos financeiros e econômicos significativos para o sistema elétrico e a economia. A conclusão foi apresentada pelo economista da instituição Luis Andres, durante webinário do Tribunal de Contas da União sobre os impactos das mudanças climáticas e as adaptações necessárias na infraestrutura. (Canal Energia)

Carga deverá recuar 1,4% em agosto, aponta ONS
A quarta revisão semanal do Programa Mensal de Operação de agosto aumenta a tendência vista nas previsões anteriores e já projeta carga 1,4% menor quando comparado ao mesmo mês do ano passado, informa o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). No subsistema Norte é esperado uma elevação de 4,7% por conta da retomada de um grande consumidor intensivo.  (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 97,06/Barril +0,35%

CÂMBIO

R$ 5,17/USD -0,08%

Petróleo sobe na sessão, mas perde quase 1,5% na semana com temores sobre a demanda
Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta sexta-feira (19) em alta, mas ainda assim recuaram no acumulado semanal, pressionados por temores sobre a demanda após a divulgação de dados econômicos fracos, incluindo de produção industrial da China, no começo da semana. (Valor Econômico)

Novo conselho cria incerteza sobre futuro da Petrobras
As dúvidas são motivadas pela eleição de nomes indicados pela União e contestados pelos mecanismos internos de governança da companhia. O colegiado, responsável por supervisionar a atuação da diretoria-executiva, definir estratégias de longo prazo e fazer a interlocução com o controlador, ficou ainda mais alinhado ao governo federal, dizem as fontes. (Valor Econômico)

Aram terá teste de formação
A Petrobras vai realizar, no início da próxima semana, o primeiro teste de formação na área de Aram, na Bacia de Santos, onde em novembro de 2021 foi realizada a descoberta de Curaçao. A companhia está preparando os últimos acertos da campanha, que deverá se estender por cerca de 72 horas. (Petróleo Hoje)

Governo propõe lei que libera acesso de empresas a estrutura logística de combustíveis
O presidente Jair Bolsonaro (PL) encaminhou um projeto de lei ao Congresso Nacional para ampliar o acesso às infraestruturas de transporte de combustíveis a diferentes empresas. O movimento promete reduzir os preços aos consumidores em meio à corrida eleitoral, na qual o atual chefe do Executivo aparece em segundo lugar nas pesquisas. (Valor Econômico)

Inflação do gás passa de 20% em 12 meses e pressiona famílias e comerciantes
O gás encanado subiu 26,29% e o gás de botijão, 21,82%, enquanto que a inflação geral do período foi de 10,07. (Valor Econômico)

ANP: Preço da gasolina nos postos cai 3,74% em agosto; diesel S10 caiu 4,55%
A Petrobras reduziu três vezes o valor da gasolina nas refinarias desde julho; a última redução ocorreu no dia 15 de agosto. (Valor Econômico)

Acordo nuclear com Irã seria solução para Europa sem petróleo russo, mas decisão depende dos EUA
Uma última tentativa da Europa de reviver o acordo nuclear iraniano alimentou especulações de que milhões de barris de petróleo poderiam em breve fluir para os mercados mundiais, embora analistas e especialistas estejam moderando seu otimismo. (Valor Econômico)

Raízen solicita acesso às propostas de acordo de venda da Reman
A Raízen solicitou, ao Cade, acesso integral às duas propostas de Acordo em Controle de Concentrações (ACCs) apresentadas pela Petrobras e pelo Grupo Atem no âmbito do processo que analisa a venda da refinaria Isaac Sabbá (Reman) à Ream Participações. (Petróleo Hoje)

PRIO avalia base própria no Porto do Açu
A PRIO, antiga PetroRio, estuda a possibilidade de montar uma base própria para dar suporte às atividades de subsea dos projetos de Wahoo e Albacora Leste, localizados na Bacia de Campos. Segundo fontes, a petroleira vem mantendo conversas há três meses com o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), apoiada pela intenção de adquirir um PLSV.  (Petróleo Hoje)

Nova refinaria só se for para “tapar buraco”, afirma Jean Paul Prates
Um dos parlamentares mais atuantes no que diz respeito à matérias ligadas ao setor de energia, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) defende a revogação do TCC do Refino e a revisão da política de preços da Petrobras num eventual governo Lula em 2023.  (Petróleo Hoje)

O que diz o projeto do governo de livre acesso aos dutos e terminais
O governo federal enviou nesta sexta-feira (19/8), ao Congresso, o projeto de lei que visa a alterar as regras de acesso às infraestruturas de petróleo e combustíveis, como terminais e oleodutos. (epbr)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Sexta-Feira, 19 de Agosto

Destaques: (i) Eólicas e solares oferecem menor risco aos padrões ESG (Valor Econômico); (ii) Venda de refinarias da Petrobras deve levar de 2 a 3 anos (Poder360); (iii) Petróleo fecha em forte alta com alívio dos temores sobre a demanda (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Eólicas e solares oferecem menor risco aos padrões ESG
Usinas eólicas e solares são as fontes de energia que possuem os menores custos e riscos socioambientais para instituições financeiras que concedem crédito de acordo com critérios ESG, na esteira da crescente pressão pela descarbonização. Essa é a conclusão de um estudo do Instituto Escolhas, que resultou na criação do Rating ESG, ferramenta de classificação das fontes de energia do país, conforme as práticas ESG. (Valor Econômico)

Automação de subestações de energia é tendência consolidada para o setor de energia
O mercado mundial de subestações digitais encontra-se em franco crescimento: segundo informações da empresa de pesquisas Future Market Insights (FMI), em 2021, o setor foi avaliado em US$ 6,5 bilhões, e estima-se que deve valer US$ 10,5 bilhões até 2028 – um crescimento superior a 7% ao ano. Embora os países da América Latina e da África estejam no início do processo de implantação das subestações de energia digitais, a tendência de automação dessas estruturas é irreversível e traz vantagens que já estão sendo buscadas por players do mercado de energia. (Canal Energia)

Novo diretor-geral da ANEEL quer acelerar discussão sobre decisões monocráticas e limite para pedidos de vista
Em sua primeira reunião pública no cargo, Sandoval Feitosa disse que quer iniciar “o mais rápido possível” as discussões sobre a atualização das normas da autarquia. O foco será incluir uma previsão de impossibilidade de decisões monocráticas pelos diretores e uma limitação nos pedidos de vista. (Agência Infra)

Energisa emite R$ 738,3 mi em novas ações para o BNDESpar
O conselho de administração da Energisa homologou aumento de capital de R$ 738,310 milhões mediante a emissão de 224.255.200 novas ações, sendo 44.851.040 ações ordinárias e 179.404.160 ações preferenciais. Os títulos vão formar 44.851.040 units. A operação se deve ao exercício de 499.401 bônus de subscrição pelo BNDESpar. (Canal Energia)

Biocombustíveis de resíduos podem impulsionar transição, aponta Wood Mackenzie
Os biocombustíveis baseados em resíduos podem ser um dos principais impulsionadores da transição energética. Essa é a conclusão de um relatório da consultoria Wood Mackenzie. Esse papel seria alcançado ao transformar a oferta limitada de combustíveis de transporte de baixo carbono de hoje criando uma economia circular local. (Canal Energia)

Eólicas conseguem liberação de 43,1 MW para teste
A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para início da operação em teste, a partir de 18 de agosto, unidades geradoras da usinas EOL Assuruá 4, EOL Oitis 2 e EOL Ventos de São Ciríaco, que juntas somam 43,1 MW de capacidade instalada. Para operação comercial, a Aneel liberou 33 MW da EOL Oitis 1. As autorizações foram publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 18 de agosto. (Canal Energia)

XP/Machado: Pretendemos investir em Saneamento
O chefe de infraestrutura da XP Asset, Túlio Machado, disse nesta quinta-feira, 18, que vai continuar investindo em ativos do setor, podendo ampliar seu escopo. “Participávamos do setor de aeroportos através de dívidas, já havíamos feito investimentos via FIP. Já investimos em transmissão, geração e agora aeroportos. Pretendemos investir em saneamento e em outros setores”, afirmou o executivo. (Broadcast)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 94,52/Barril -2,14%

CÂMBIO

R$ 5,17/USD +0,08%

Petróleo fecha em forte alta com alívio dos temores sobre a demanda
Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta quinta-feira (18) em forte alta, estendendo os ganhos de ontem após a divulgação de dados de estoques da commodity nos Estados Unidos que aliviaram os temores de queda da demanda por combustíveis no país. (Valor Econômico)

ANP estuda acabar com chamadas públicas de gasodutos
ANP estuda acabar com as chamadas públicas para contratação de capacidade de gasodutos. NTS espera ofertar em 2022 capacidade disponível no Sudeste. (epbr)

Venda de refinarias da Petrobras deve levar de 2 a 3 anos
O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) está na 4ª revisão do TCC (termo de cessação de conduta) do refino, que obriga a Petrobras a vender 8 de suas refinarias. Segundo o conselheiro Gustavo Augusto Freitas de Lima, o processo deve ser concluído nos próximos 2 a 3 anos. (Poder360)

Abespetro define agenda para impulsionar setor de óleo e gás no Brasil
Para a associação, investimentos em óleo e em gás natural podem ser o caminho para viabilizar projetos de transição energética.(Valor Econômico)

Estados pressionam Congresso a derrubar veto sobre compensação por redução do ICMS
Projeto limita em 17% ou 18%, dependendo da localidade, o ICMS que incide sobre itens como diesel, gasolina, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.(Valor Econômico)

Petrobras: Nosso planejamento não pode ser volátil, diz diretor
Rafael Chaves diz que a opção da estatal de apostar na exploração da Margem Equatorial está ligada a essa visão de longo prazo. (Valor Econômico)

Inflação do gás passa de 20% em 12 meses e pressiona famílias e comerciantes
O gás encanado subiu 26,29% e o gás de botijão, 21,82%, enquanto que a inflação geral do período foi de 10,07%. (Valor Econômico)

Petrobras: Nosso planejamento não pode ser volátil, diz diretor
Rafael Chaves diz que a opção da estatal de apostar na exploração da Margem Equatorial está ligada a essa visão de longo prazo.(Valor Econômico)

Desoneração dos combustíveis vira promessa eleitora
Promessa de imposto zero Atrás nas pesquisas de intenção de voto, Jair Bolsonaro (PL) voltou a prometer a inclusão de descontos na tributação federal dos combustíveis no orçamento de 2023. Disse também que avalia um reajuste salarial para servidores públicos. (epbr)

PRIO avalia base própria no Porto do Açu
A PRIO, antiga PetroRio, estuda a possibilidade de montar uma base própria para dar suporte às atividades de subsea dos projetos de Wahoo e Albacora Leste, localizados na Bacia de Campos. A petroleira vem mantendo conversas há três meses com o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), apoiada pela intenção de adquirir um PLSV. A estratégia de aquisição da embarcação está sendo avaliada pela área técnica e a Diretoria da petroleira. (Petróleo Hoje)

ANP reconsidera pedido da Petrobras em Barreirinhas
A diretoria da ANP aprovou o pedido da Petrobras que solicitava a exoneração de cumprimento do Programa Exploratório Mínimo (PEM) do segundo período exploratório do bloco BAR-M-377, localizado na Bacia de Barreirinhas, em reunião realizada na quinta-feira (18). O PEM dizia sobre a perfuração de um poço na região. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quinta-Feira, 18 de Agosto

Destaques: (i) Senado aprova marco regulatório para energia offshore (Canal Energia); (ii) Estoques de petróleo dos EUA contrariam expectativa e caem na semana passada (Valor Econômico); (iii) Eleição na Petrobras pode ser judicializada (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Senado aprova marco regulatório para energia offshore

Projeto foi votado na Comissão de Infraestrutura e tem caráter terminativo, por isso será encaminhado à Câmara dos Deputados a não ser que haja pedido para votação em Plenário. (Canal Energia)

Geração solar e eólica registram novos recordes no Brasil

As marcas foram atingidas no Sistema Interligado Nacional e nas regiões Nordeste e Sudeste. (Canal Energia)

Eólicas e solares oferecem menor risco aos padrões ESG

Instituto Escolhas lança Rating ESG, que classifica custos e riscos ambientais de projetos de geração de energia. (Valor Econômico)

Relator do marco para geração de energia offshore reduz para 1,5% alíquota de compensação

Projeto está na pauta da Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado e tramita em caráter terminativo, o que significa que não precisa passar pelo plenário da Casa. (Valor Econômico)

Projeto que limita repasse de perdas passa no Senado

Proposta foi analisada na Comissão de Infraestrutura e agora avança à Câmara dos Deputados desde que não haja recurso para votação em Plenário. (Canal Energia)

MME aprovou 161 projetos do setor elétrico como prioritários no 1º semestre

Volume de recursos totaliza quase R$ 10,5 bilhões em investimentos sendo a maior parte de geração, cinco de transmissão e três em distribuição. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 94,87/Barril -0,19%

CÂMBIO

R$ 5,17/USD +0,03%

Petróleo sobe após dados de estoques nos EUA indicarem queda inesperada

O contrato do petróleo Brent para outubro fechou a sessão em alta de 1,41%, a US$ 93,65 por barril, enquanto o do WTI americano para setembro avançou 1,82%, a US$ 88,11 por barril. (Valor Econômico)

Estoques de petróleo dos EUA contrariam expectativa e caem na semana passada

Segundo o Departamento de Energia dos Estados Unidos, os estoques americanos caíram 7,05 milhões de barris na semana encerrada na última sexta-feira (12); expectativa era de alta de 100 mil barris no período.(Valor Econômico)

Eleição na Petrobras pode ser judicializada

Anapetro deve questionar assembleia da empresa, prevista para esta sexta-feira (19), se nomes questionados forem eleitos. (Valor Econômico)

Cade adia novamente análise da venda de refinaria da Petrobras ao Grupo Atem

(Reuters) – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) adiou novamente a decisão sobre a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas, da Petrobras para a Ream Participações, do Grupo Atem, após pedido de vista do conselheiro Gustavo Augusto Freitas. (Reuters/Istoé)

Fábricas fecham na UE com disparada do preço da energia

Fundir minério para produzir metal é um dos processos industriais que mais depende da energia, cujo custo está nas alturas.(Valor Econômico)

FT: Norsk Hydro fechará usina de alumínio na Europa por causa do custo de energia

Fundir minério para produzir metal é um dos processos industriais que mais depende da energia.(Financial Times/Valor Econômico)

Novo conselho eleito da estatal terá pouca diversidade

Em meio às reviravoltas nas trocas da alta direção da Petrobras, o novo conselho de administração da companhia estatal provavelmente será um grupo pouco diverso, formado, em sua maioria, por advogados ou engenheiros.(Valor Econômico)

Petrobras faz duas paradas programadas de manutenção na Refinaria de Paulínia

A Replan é responsável por cerca de 20% de todo o refino de petróleo da companhia, e sua produção abrange 30% do território brasileiro.(Valor Econômico)

Petrobras informa operação de novo poço de pré-sal na Bacia de Campos

Esse novo poço, segundo a Petrobras, tem potencial de produção de 15 mil barris de óleo por dia, superando as estimativas iniciais da companhia.(Valor Econômico)

Petrobras recebe licença de operação para o Rota 3

Ibama emitiu a licença de operação para os trechos marítimo raso e terrestre do gasoduto, que somam aproximadamente 58 km. (Petróleo Hoje)

Rudimar Lorenzatto na linha de frente da Karoon

Ex-diretor da Petrobras fará dobradinha com Antonio Guimarães, enquanto Ricardo Abi Ramia ingressa na Enauta. (Petróleo Hoje)

Grupo Ultra quer arrumar a casa antes de voltar a crescer

Companhia avalia negócios na área de energia renovável.(Valor Econômico)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quarta-Feira, 17 de Agosto

Destaques: (i) Especial: Eletrobras começa a entrar no ritmo da empresa privada (Broadcast); (ii) Verba de Itaipu vai dar alívio em conta de luz (Valor Econômico); (iii) Proposta para privatizar Petrobras parece ‘doação’ a sócios privados, diz jurídico do Ministério da Economia (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Verba de Itaipu vai dar alívio em conta de luz

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o uso de R$ 947,76 milhões do saldo de conta atrelada à usina Itaipu Binacional para atenuar tarifa de dez distribuidoras das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.(Valor Econômico)

Especial: Eletrobras começa a entrar no ritmo da empresa privada

A atual gestão da Eletrobras deu início a diversas iniciativas para começar a transformação da companhia, de forma a deixar definitivamente para trás seu caráter estatal e passar atuar como empresa privada. (Broadcast)

EVA Energia vê crescimento rápido em geração com uso de biogás

Até janeiro, a companhia deve concluir investimentos de cerca de R$ 115 milhões que vão agregar 17 megawatts (MW) em potência instalada. (Valor Econômico)

Brasil pode ser líder em energia, diz especialista

Diversificação da matriz é vantagem para o país, segundo executivo da S&P Global.(Valor Econômico)

Leilão de energia tem edital aprovado

Certame é destinado à contratação de energia elétrica produzida por novos empreendimentos e com suprimento a partir de janeiro de 2027.(Valor Econômico)

CTG vence União em julgamento sobre corte na oferta de energia de suas hidrelétricas

O Valor apurou que o impacto no setor elétrico até maio era de R$ 496,1 milhões. Deste montante, 60% foi pago pelo consumidor na conta de luz.(Valor Econômico)

Aneel aprova edital de leilão de energia para setembro, com destaque para fonte solar

O certame, marcado para 16 de setembro, é voltado para a geração por fonte hidrelétrica, eólica, solar (fotovoltaica) e termelétrica a biomassa, a resíduos sólidos urbanos (RSU), a carvão mineral nacional, a biogás e a gás natural.(Valor Econômico)

Aneel aprova aumento médio de 11,32% das tarifas da Celesc (SC)

O reajuste será aplicado ao consumo de energia de 3,28 milhões de clientes da companhia a partir da próxima segunda-feira.(Valor Econômico)

Revogação de outorgas das usinas da Karpowership e da Âmbar pode pressionar preços de energia

Segundo a Ampere Consultoria, a alta pode atingir até R$ 10/MWh no Preço de Liquidação das Diferenças médio verificado nos meses de setembro e outubro e de cerca de R$ 20/MWh no bimestre seguinte. (Valor Econômico)

Decisão colegiada e limitação a pedidos de vista entram na agenda da Aneel

Temas serão abordados na revisão do regimento interno da agência reguladora. (Canal Energia)

Novo diretor-geral da aneel defende discutir novas fontes para subsídios na conta

Entre as possibilidades estão alocar parte dos custos no Orçamento da União, usar bônus de novas outorgas ou até mesmo recursos advindos da revisão do anexo C do Tratado de Itaipu. (Broadcast)

Tarifas devem seguir elevadas mesmo com medidas atenuantes, avalia Fitch

Agência publica relatório analisando o preço da energia no Brasil e as medidas mitigadoras, vendo potencial de redução de 12% com a limitação do ICMS, apesar de momento de incertezas. ((Canal Energia)

Leilão A-6 é cancelado por falta de demanda

Certame tinha cadastrados 722 projetos que somavam 56.134 MW em potência instalada, a maior parte de projetos a gás natural. (Canal Energia)

Preços do A-5 variam de R$ 194,96/MWh a mais R$ 600/MWh

Edital do leilão previsto para 16 de setembro foi aprovado pela Aneel nesta terça-feira, 16. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 92,16/Barril -0,19%

CÂMBIO

R$ 5,14/USD -0,96%

Petróleo fecha em forte queda, no menor nível desde janeiro

O contrato do petróleo Brent para outubro fechou em queda de 2,90%, a US$ 92,34 por barril, enquanto o do WTI americano para setembro recuou 3,22%, a US$ 86,53 por barril. (Valor Econômico)

Preço do diesel deve se manter em alta em 2022

Cotação internacional puxa derivado acima da variação do petróleo, dizem especialistas da S&P Global Commodity Insights.(Valor Econômico)

Proposta para privatizar Petrobras parece ‘doação’ a sócios privados, diz jurídico do Ministério da Economia

A assessoria jurídica do Ministério da Economia emitiu um duro alerta ao governo após analisar a proposta de privatização da Petrobras e afirmou, em parecer obtido pela reportagem, que o modelo discutido até agora se assemelha a uma “doação” aos sócios privados da empresa.(Valor Econômico)

Petrobras recebe pedido por voto múltiplo em assembleia que escolherá conselheiros

Na assembleia, os acionistas da Petrobras vão escolher os candidatos para preencher oito vagas no colegiado. Ao todo, o conselho da companhia tem 11 vagas, mas três não foram escolhidas pelo sistema de voto múltiplo e não serão alteradas.(Valor Econômico)

Pessimismo cresce na Alemanha com alta do gás e ‘tempestade perfeita’

O preço do gás natural é o maior em 14 anos e ameaça não só a economia alemã, como a de todo o resto do continente.(Valor Econômico)

Queda dos preços do petróleo desafia previsões. O que pode vir a seguir?

Cotações estão mais baixas do que antes do início do conflito na Ucrânia, mas elas podem subir e descer com a mesma facilidade.(O Estado de São Paulo)

Vibra faz aposta maior na importação

Energia. Ao criar uma trading de combustíveis, a empresa pretende fazer das compras no mercado internacional uma atividade relevante do mix de negócios, usando a capacidade logística e a maior escala de compra para aproveitar eventuais oportunidades de curto prazo, bem como buscar alternativas seguras de suprimento no mercado interno.(Valor Econômico)

Vibra: Buscamos proteção com estoques maiores em meio ao aumento das incertezas

A empresa vai manter importações estruturais de combustíveis, especialmente com a formação da Vibra Trading, subsidiária criada para esse fim.(Valor Econômico)

Abespetro realizará eleições extraordinárias

Diretor substituto irá cobrir a saída antecipada de Ricardo de Luca.(Petróleo Hoje)

Enauta afreta AHTS da Solstad para Atlanta

Embarcação vai atuar no campo de Atlanta a partir do 3T22.(Petróleo Hoje)

Comercializadores compraram 13 mil m³/dia de gás em junho deste ano, diz a ANP

O volume, que diz respeito ao gás vendido e comprado nas bordas da malha integrada do sistema de transporte, é um dos maiores do ano, segundo os dados da agência reguladora.(Petróleo Hoje)

Seca e racionamento de energia na China

Indústrias da Província de Sichuan, na China, terão de racionar energia em razão da diminuição da produção das usinas elétricas da região – afetadas por uma das piores secas já registradas no país.(Valor Econômico)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Terça-Feira, 16 de Agosto

Destaques: (i) Eletrobras prevê aumentar investimentos para modernizar UHEs (Canal Energia); (ii) Petrobras acelera cortes nos combustíveis (Valor Econômico); (iii) Petróleo fecha em forte queda com desaceleração chinesa e possível aumento de oferta (Valor Investe).

Elétricas e Saneamento

Eletrobras prevê aumentar investimentos para modernizar UHEs
A revisão do plano estratégico de investimentos da Eletrobras, o primeiro da empresa privada, poderá constar com mais valores para a renovação e modernização de ativos mais antigos. Entre eles para as usinas hidrelétricas e linhas de transmissão que estão no final de sua vida útil. Atualmente, o plano inclui aportes de R$ 1,5 bilhão para o Complexo de Paulo Afonso (BA). (Canal Energia)

Embate entre CTG e União sobre oferta de energia de hidrelétricas pode pesar na conta de luz
A disputa entre a CTG Brasil, controlada pela China Three Gorges, e a União sobre a revisão do volume de energia que quatro hidrelétricas da empresa podem entregar ao sistema (garantia física) ganha um novo capítulo em um julgamento que vai acontecer no Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) nesta terça-feira (16). (Valor Econômico)

Quem serão os primeiros consumidores de hidrogênio verde no Brasil?
Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre as perspectivas de aplicação do hidrogênio na indústria brasileira identificou que os setores de refino e fertilizantes — grandes consumidores de hidrogênio cinza — têm potencial de uso imediato das opções sustentáveis como estratégia de descarbonização. (epbr)

Região Norte apresenta níveis estáveis e conta com 87,4% de sua capacidade
Nordeste está com 77,7%, SE/CO com 58,9% e Sul com 74%. A Região Norte apresentou níveis estáveis em seus reservatórios, no último domingo, 14 de agosto, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O subsistema está operando com 87,5% da capacidade. A energia armazenada mostra 13.391 MW mês e a ENA aparece com 2.879MW med, o mesmo que 98% da MLT. A UHE Tucuruí segue com 81,81%. (Canal Energia)

Saída da GE e crise na Siemens Gamesa acendem alerta no setor eólico
Em um momento de aquecimento dos investimentos na energia eólica, a decisão da americana GE Renewable Energy de suspender a produção de novas turbinas eólicas no Brasil levanta o temor de uma possível escassez de máquinas e aumentos de preços no setor. (Valor Econômico)

Eletrobras avalia renegociar dívida de Santo Antônio
Com 72% de participação na hidrelétrica de Santo Antônio, a Eletrobras estuda renegociar a dívida da usina, que beira os R$ 20 bilhões, incluindo emissões de debêntures. A empresa passou a ser controladora da hidrelétrica, por meio de Furnas, e o plano inclui avaliar a possibilidade de flexibilizar exigências adicionais por parte dos credores, o chamados “waiver”. (Valor Econômico)

Eletrobras: Após capitalização, está no horizonte avaliar ativos estratégicos e Belo Monte
A Eletrobras não descarta avaliar participação na hidrelétrica de Belo Monte, uma vez que, após a capitalização da companhia, está no horizonte a análise de ativos considerados estratégicos para a empresa, afirmou o presidente da corporação, Rodrigo Limp. Segundo ele, a partir do que aconteceu com a hidrelétrica Santo Antônio, na qual sócios na usina tiveram a participação acionária diluída com a necessidade de aportes para pagamento de arbitragem, a empresa vai verificar prós e contras da participação em Belo Monte. (Valor Econômico)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 94,34/Barril -0,3,88%

CÂMBIO

R$ 5,06/USD -1,63%

Petróleo fecha em forte queda com desaceleração chinesa e possível aumento de oferta
Os preços do petróleo fecharam em forte queda hoje, pressionados por preocupações envolvendo tanto a demanda quanto a oferta. De um lado, dados econômicos da China revelaram uma desaceleração econômica no país que pode derrubar a demanda pelo combustível. A China é o país que mais importa petróleo no mundo. De outro, um acordo nuclear com o Irã pode trazer o país de volta ao mercado, adicionando mais oferta do produto em um momento em que a demanda esfria. (Valor Investe)

Petrobras acelera cortes nos combustíveis
Pela quinta semana consecutiva, a Petrobras fará cortes nos preços dos combustíveis. A estatal anunciou ontem que vai reduzir o preço médio de venda do litro da gasolina nas refinarias às distribuidoras de R$ 3,71 para R$ 3,53 por litro a partir de hoje. O movimento corresponde a uma queda de R$ 0,18 por litro, ou 4,85%. Desde 20 de julho, a companhia reduziu três vezes o preço da gasolina e duas o do diesel. (Valor Econômico)

P-83 a caminho da assinatura
A Petrobras assinará, em breve, o contrato de construção da P-83 com a Keppel Shipyard, assegurando mais uma unidade de Búzios para o grupo. A informação foi confirmada por uma alta fonte da petroleira, antecipando que o fechamento do contrato da P-82 depende apenas que a Sembcorp Marine Rig & Floaters (Jurong) garanta um preço próximo do valor apresentado pela Keppel para a P-80. (Petróleo Hoje)

Bahiagás abre nova Chamada Pública para aquisição de gás natural
A Bahiagás lançou, na quinta-feira (11), um novo edital para aquisição de gás natural, com o objetivo de contratar volumes de até 800 mil m³/dia para o ano de 2023. A CP estabelece que o contrato de fornecimento se inicia em 1 de janeiro de 2023, com duração de um ano. As companhias interessadas em participar do certame devem se inscrever até 9 de setembro. (Petróleo Hoje)

Acelen reclama que paga mais por petróleo brasileiro
Dona da primeira grande refinaria privada do país, Acelen critica estrutura do abastecimento, ainda dependente da Petrobras. Distribuidoras escapam de sanções da ANP; e Bolsonaro volta a mirar lobby do setor. Petróleo abre semana em queda. (epbr)

Alta nos preços do gás natural leva à adoção de combustíveis mais sujos
A capacidade limitada de geração de energia a petróleo é um problema, pois pode ser difícil reativar as usinas de petróleo ou de carvão. Com os altos preços do gás natural sem sinais de redução e as cadeias de produção prejudicadas, alternativas mais baratas, porém mais sujas, ao combustível parecem cada vez mais tentadoras. (Valor Econômico)

Para chinesa Sinopec, boicote do Ocidente ao petróleo da Rússia é um presente
Quem se beneficia com o agravamento das relações entre o Ocidente, que consome muita energia, e a Rússia? Uma resposta aparente: a gigante estatal China Petroleum & Chemical Corporation, mais conhecida como Sinopec. Como é o caso de todas as refinarias, o destino da companhia será determinado por um cabo de guerra entre oferta e demanda. (Valor Econômico)

Redução do preço da gasolina já era esperada e há margem para novos cortes, dizem analistas
A nova redução do preço da gasolina era esperada e faz sentido ao acompanhar a queda das cotações do petróleo e do câmbio, afirmaram dois analistas de bancos de investimentos que pediram anonimato. Para eles, o corte foi técnico e acontece independente da gestão da companhia. (Valor Econômico)

Mesmo após corte, gasolina segue mais cara no Brasil do que no exterior, diz Abicom

Segundo cálculos da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis, o preço médio do produto nas refinarias do país estava R$ 0,27 por litro acima da paridade na abertura do mercado desta terça (16)

Alemanha deve adiar fechamento de usinas nucleares

A medida, ainda não oficial, enfatiza o quanto a invação da Ucrânia pela Rússia abalou a Europa, e em especial a Alemanha, cuja economia se tornou dependente do fornecimento de gás natural russo

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Segunda-Feira, 15 de Agosto

Destaques: (i) Entenda até quando vai durar queda no preço dos combustíveis. (G1); (ii) MME abre nova consulta com garantia física de hidrelétricas (Canal Energia); (iii) Petróleo fecha sessão em queda, mas acumula ganhos de mais de 3% na semana (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

MME abre nova consulta com garantia física de hidrelétricas
O Ministério de Minas e Energia divulgou o resultado da consulta pública que tratou da revisão ordinária de garantia física das usinas hidrelétricas despachadas de forma centralizada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico. Uma nova consulta de 15 dias foi aberta nesta sexta-feira, 12 de agosto, trazendo a minuta de portaria com os valores de garantia física que serão aplicados às usinas a partir de 1º de janeiro de 2023. (Canal Energia)

Projeto prevê inclusão de MEIs em tarifa social e desconto de até 65% na conta de luz
O deputado federal Josivaldo JP (PSD-MA), autor do projeto, diz que muitos MEIs estão na baixa renda e já têm tarifas de energia mais baixas, mas o parlamentar não apresenta estimativa de novos beneficiados. (Valor Econômico)

ONS projeta reservatórios do Sudeste com 32,9% ao final de 2022
A previsão do Operador Nacional do Sistema Elétrico para o nível de armazenamento no Sudeste/Centro-Oeste em agosto segue a curva de redução, normal para esse período do ano. A estimativa é de que fique em 54,4%. Com os dados atuais a projeção é de um volume equivalente a 32,9% na hipótese mais conservadora, e na mais favorável, com 49,3%. (Canal Energia)

Lucro da Cemig cai 97,5% no 2º trimestre
A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) registrou lucro consolidado de R$ 49,9 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 97,4% em relação ao mesmo período de 2021. (Valor Econômico)

Consumo de energia deve cair 0,5% em agosto, segundo ONS
A demanda por energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) deve encerrar o mês de agosto em 67.351 megawatts médios (MWm), queda de 0,5% em relação a igual mês no ano passado, segundo a atualização semanal do boletim mensal de operação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). (Valor Econômico)

Novo presidente da Light pretende dar continuidade ao processo de mudança
Na próxima segunda-feira, 15 de agosto, Octavio Lopes assumirá o cargo de presidente da Light e pretende dar continuidade ao processo de mudança da companhia que teve início há dois anos. “É preciso aumentar essa velocidade de transformação”, disse o executivo. (Canal Energia)

ANEEL diz que problemas de conexão e prazo são motivo para fim de subsídio às renováveis
A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, na reunião ordinária da terça-feira (9), as regras que irão regular a “corrida de outra” – ou “corrida das autorgas” – pela manutenção dos subsídeos no “fio” às renováveis. (Agência Infra)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 94,34/Barril -0,3,88%

CÂMBIO

R$ 5,06/USD -1,63%

Petróleo fecha sessão em queda, mas acumula ganhos de mais de 3% na semana
O petróleo encerrou a sessão desta sexta-feira (12) com perdas, em meio a uma forte valorização do dólar no exterior. Nas últimas sessões, a fraqueza da moeda americana, após dados de inflação abaixo do esperado nos Estados Unidos, deu espaço para um aumento nos preços da commodity, que subiram na semana, em um movimento alimentado pela preocupação com um descasamento entre oferta e demanda. (Valor Econômico)

Produção de petróleo da Rússia caiu apenas 3% desde o início da guerra, diz AIE
A produção de petróleo da Rússia diminuiu apenas 3% em relação aos níveis pré-guerra, um indicativo de que as sanções impostas por países ocidentais contra o combustível russo estão tendo pouco efeito para prejudicar economicamente o país. (Valor Econômico)

Entenda até quando vai durar queda no preço dos combustíveis
Castelar informa que a previsão para o PIB global é de avançar somente 2,3% em 2023, bem abaixo da média história, em torno de 3,5%. Se o crescimento for maior, “os combustíveis sobem”, mas a perspectiva é de tempestade para o ano que virá, com a possibilidade de recessão. (G1)

Gasoduto de Pão de Açúcar na pauta de contratação
A Equinor deu o pontapé inicial para o gasoduto que garantirá o escoamento da produção do projeto de Pão de Açúcar (BM-C-33), localizado em águas ultraprofundas da Bacia de Campos. Após avançar com os processos de contratação do FPSO e do SURF, a petroleira norueguesa lançou o bid destinado ao serviço de instalação e comissionamento da linha de exportação do gás, que terá 200 km de extensão. (Petróleo Hoje)

Eneva espera retomar negociações do Polo Bahia Terra no 3T22
A Eneva espera retomar as negociações do Polo Bahia Terra com a Petrobras a partir do terceiro trimestre de 2022. De acordo com o CFO da companhia, Marcelo Habibe, a “tese do consórcio vencedor é muito forte”. O executivo afirmou, ainda, que as negociações estavam em estágio avançado com a estatal. O ativo foi bidado pelo consórcio formado por PetroReconcavo (60%) e Eneva (40%), mas uma ação movida pela Aguila Energia (concorrente no processo de compra) paralisou a venda em junho deste ano. (Petróleo Hoje)

Firjan aponta senso de urgência após 25 anos da Lei do Petróleo
“O que se desejava em termos de abertura do setor naquele momento era muito mais do que alcançamos hoje. Isso é um fato. Mas diante do que temos, estamos caminhando”. A frase é de Karine Fragoso, gerente de Óleo, Gás e Naval da Firjan. A executiva se refere à Lei do Petróleo (lei 9.478), que completou 25 anos no dia 6 de agosto. Em sua análise, as políticas públicas precisam ser avaliadas no seu tempo e a cada período histórico. (Petróleo Hoje)

Sai a resolução dos royalties de 5% para campos marginais
Mais um passo para reduzir royalties em troca de investimentos em campos marginais; quando diesel cai, Petrobras é governo (e funciona); consumidores contra térmicas da privatização da Eletrobras; e novo gasoduto europeu. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Sexta-Feira, 12 de Agosto

Destaques: (i) Europa quer entender solução brasileira na crise de 2001, aponta PSR. (Canal Energia); (ii)Entidades pedem cancelamento de leilão de termelétricas a gás. (Valor Econômico); (iii) Petróleo avança com expectativa por maior demanda ante escassez de gás natural. (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Europa quer entender solução brasileira na crise de 2001, aponta PSR
Processo de modernização na forma do PL 414 também pode tirar importantes lições da atual crise de suprimento na Europa para garanti atendimento à demanda, desta publicação mensal Energy Report. (Canal Energia)

Entidades pedem cancelamento de leilão de termelétricas a gás
Entidades do setor elétrico e de defesa do consumidor divulgaram uma carta contra o leilão de contratação de novas usinas termelétricas movidas a gás natural. O certame, marcado para 30 de setembro, é uma exigência imposta pelo Congresso na lei que autorizou a privatização da Eletrobras. (Valor Econômico)

Na transição energética, o feito pode ser melhor que o perfeito
Indústria brasileira pode acelerar a descarbonização global com hidrogênio verde. Vinte e dois projetos de hidrogênio verde já foram anunciados no país e vários outros estão em desenvolvimento. (Valor Econômico)

PCS tem apenas sete usinas em operação comercial
Balanço divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica mostra que sete das 17 usinas emergenciais contratadas em outubro do ano passado estão em operação comercial e uma em fase de testes para entrada no sistema. Mas apenas uma delas, a UTE Fênix, uma usina a cavaco de madeira em Santa Catarina, estava disponível dentro do prazo estabelecido no edital do Procedimento Competitivo Simplificado. (Canal Energia)

Exportação de energia ajuda a elevar receita da Eneva
Três fatores influíram nos resultados da Eneva no segundo trimestre: a exportação de energia para a Argentina, a entrada em operação da térmica Jaguatirica II, em Roraima, e as operações de comercialização da Focus Energia, comprada pela companhia no início do ano. (Valor Econômico)

Taesa não descarta entrar em geração renovável
A Transmissora Aliança de Energia S.A. (Taesa) está na fase de testes finais da linha de transmissão de Ivaí, no Paraná, e o projeto deve entrar em operação definitiva nas próximas semanas. A afirmação foi feita ontem pelo diretor de implantação da companhia, Luis Alves, em teleconferência com analistas sobre os resultados do segundo trimestre. (Valor Econômico)

Taesa: Linha de transmissão de Ivaí deve entrar em operação nas próximas semanas
Em paralelo, a companhia segue avaliando oportunidades para ampliar o portfólio de transmissão, por meio de fusões e aquisições, assim como a possibilidade de participar de leilões da Aneel. (Valor Econômico)

Sabesp tem lucro líquido de R$ 422 milhões no 2T22, queda de 45,4% sobre ano anterior
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado totalizou R$ 1,509 bilhão, alta de 3,9% na comparação anual. A margem Ebitda ajustado foi de 28,7% ante 31,6% na mesma base. O EBIT ajustado ficou em R$ 911,7 milhões, um acréscimo de 1,3%. (epbr)

Região Nordeste está com 79,4% da capacidade
Operando com 79,4% de sua capacidade de armazenamento, os reservatórios do Nordeste tiveram redução de 0,3 ponto percentual em seus níveis na última quarta-feira, 10 de agosto, se comparado ao dia anterior, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Região Norte opera com 87,7%, SE/CO com 59,4% e Sul com 70,2% nos níveis de armazenamento. (Canal Energia)

Usinas solares e eólicas iniciam operação de 63,8 MW
A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para início da operação comercial, a partir de 11 de agosto, unidades geradoras da usinas fotovoltaicas São Gonçalo 19 e Luzia 3, além da eólica Baraúnas XX, que juntas somam 63,8 MW de capacidade instalada. Os empreendimentos estão localizados no estado do Piauí, Bahia e Paraíba. (Canal Energia)

Órgão ambiental do Rio suspende licença de operação para termelétricas da Karpowership
A empresa foi notificada pelo Inea na quarta-feira (10/8), um dia após Aneel revogar outorgas para usinas contratadas no leilão emergencial. (epbr)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 98,78/Barril -0,28%

CÂMBIO

R$ 5,15/USD +1,44%

Petróleo avança com expectativa por maior demanda ante escassez de gás natural
O petróleo fechou a sessão com ganhos nesta quinta-feira (11), dia em que foram divulgados relatórios da IEA e da Opep. Enquanto a primeira revisou para cima sua expectativa de demanda neste ano, uma vez que o petróleo deverá assumir o espaço do gás natural, a segunda derrubou sua projeção. Permaneceu entre os investidores a desconfiança sobre o discurso da Opep de que demanda e oferta se ajustam e caminham para um equilíbrio. (Valor Econômico)

Ineep: Queda de preço do diesel têm relação com mercado, mas não se pode ignorar questão política
Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis aponta o câmbio como outro ponto de influência para decisão da Petrobras. (Valor Econômico)

Enauta fecha 2º trimestre com lucro de R$ 281 milhões, queda de 56%
A Enauta encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 280,6 milhões, uma queda de 55,9% na comparação com os R$ 635,7 milhões de igual período do ano passado. (Valor Econômico)

Premiê da Alemanha propõe construção de novo gasoduto na Europa
O primeiro-ministro da Alemanha, Olaf Scholz, disse que propôs à Comissão Europeia a construção de um gasoduto a partir Portugal, passando por Espanha e França para chegar até o território alemão. A ideia é diminuir a dependência da Rússia, que vem cortando o fornecimento para países que impuseram sanções contra Moscou por conta de sua invasão da Ucrânia. (Valor Econômico)

PetroRecôncavo espera assinar ‘em breve’ contrato pela compra do Polo Bahia Terra
A PetroRecôncavo espera assinar “em breve” o contrato pela compra do Polo Bahia Terra no processo de desinvestimentos da Petrobras, disse o presidente da companhia, Marcelo Magalhães, em teleconferência com analistas nesta quinta-feira (11). Em junho, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) determinou a suspensão das negociações entre a Petrobras e o consórcio formado por PetroRecôncavo e Eneva. (Valor Econômico)

Demanda por petróleo vai aumentar com substituição do gás para geração de energia, diz AIE
O aumento do uso de petróleo para a geração de energia na Europa e no Oriente Médio vai aumentar a demanda pelo combustível até o fim de 2022, afirma a Agência Internacional de Energia (AIE). (Valor Econômico)

Marlim Sul começa a produzir óleo do pré-sal
A Petrobras iniciou a produção de seu primeiro poço na zona do pré-sal no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos. Batizado internamente de MLS-233 (6-BRSA-1349-RJS), o novo poço foi colocado em operação na terça-feira (9) e, desde então, vem produzindo um volume médio de 12 mil bpd, ainda com vazão controlada. (Petróleo Hoje)

3R planeja perfuração nas bacias Potiguar e do Recôncavo
A 3R Petroleum planeja perfurar novos poços na Bacia Potiguar e na Bacia do Recôncavo, com previsão de início no quarto trimestre de 2022 e a partir do segundo trimestre de 2023, respectivamente, informou Ricardo Savini, CEO da companhia, em apresentação de resultados na quinta-feira (11). No caso do Polo Potiguar, Savini disse que a petroleira ativará as sondas de perfuração de imediato assim que assumir a operação do ativo. (Petróleo Hoje)

Uma nova chance para o gasoduto Meio-Norte
O primeiro leilão das termelétricas compulsórias previstas na lei de privatização da Eletrobras traz uma nova oportunidade para tirar o gasoduto Meio-Norte do papel. De quebra, pode viabilizar também o início das operações da Gaspisa, a distribuidora de gás canalizado do Piauí. (epbr)

3R Petroleum vende o gás de Peroá para a Petrobras
Os planos da 3R Petroleum para o gás de Peroá, agora e no futuro; MME faz promoção da retirada de encargos do ICMS da energia; Lojas europeias apagam as luzes — e região teme a falta de diesel.  (epbr)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quinta-Feira, 11 de Agosto

Destaques: (i) Europa apaga luzes, encurta banhos e tira gravata para economizar energia. (Valor Econômico); (ii) Engie planeja investir R$ 10 bi em energias renováveis em dois anos. (Valor Econômico); (iii) Estoques de petróleo dos EUA avançam mais que o estimado, na semana passada. (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Liquidação financeira do mercado de curto prazo soma R$ 1,24 bilhão em junho, diz CCEE

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) concluiu as operações financeiras do Mercado de Curto Prazo (MCP) relativas a junho, com liquidação de R$ 1,236 bilhão, correspondendo a cerca de 52% de um total contabilizado de R$ 2,381 bilhão.(Valor Econômico)

Indústria aumenta investimentos em eficiência energética no Brasil

No caso do Brasil, pouco menos da metade já está investindo no aumento da eficiência energética (48%) e mais da metade está planejando (51%), sendo que 63% devem realizar esses aportes ainda neste ano – o maior índice entre os países pesquisados. (Canal Energia)

Agentes pedem o aumento no preço teto do leilão de térmicas em setembro

Agentes do setor de energia buscam aumentar o preço teto para a realização do primeiro leilão de reserva de capacidade de térmicas a gás previsto na lei 14.182/2021, que permitiu a privatização da Eletrobras. (Agência Infra)

Engie planeja investir R$ 10 bi em energias renováveis em dois anos

R$ 3 bilhões serão investidos com capital próprio para incrementar ao portfólio cerca de 1.500 MW a mais de capacidade instalada. (Valor Econômico)

Transição energética justa

O Banco Mundial mostra que a arrecadação de títulos soberanos verdes passou de US$ 41 bilhões, aproximadamente R$ 215 bilhões. Esses títulos são emitidos pelos países com o objetivo de arrecadar fundos para incentivar o uso de energia renovável ou para cumprir metas de redução de carbono na transição energética. (Valor Econômico)

Aneel veta testes em usinas da Âmbar

Medida da agência impede que térmicas iniciem operação comercial e pode levar à revogação de outorgas da empresa. (Valor Econômico)

Equatorial Energia reverte lucro e tem prejuízo de R$ 170,3 milhões no 2ºtrimestre

Entre abril e junho, a receita líquida da empresa foi de R$ 6,5 bilhões, alta de 42,5% ante o informado um ano antes.(Valor Econômico)

Taesa fecha 2º trimestre com lucro de R$ 564 milhões, queda de 19%

A receita líquida da companhia somou R$ 847,7 milhões, um recuo de 6,25% frente aos R$ 904,3 milhões registrados no mesmo período do ano passado.(Valor Econômico)

Grupo Santa inicia operação de sua primeira usina solar

A empresa será atendida pela usina Brazlândia, de 3,7 megawatts-pico (MWp), composta por 8.352 módulos fotovoltaicos de 450 Wp. (Valor Econômico)

Alupar pretende concluir três projetos de geração de energia renovável

“Sobre os novos projetos, vai depender muito do que a gente achar no mercado. Vamos olhar as oportunidades sim, pois tem muita coisa de transmissão vindo e vamos avaliar onde podemos fazer as melhores alocações de capital”, disse o CFO da companhia, José Luiz Godoy. (Canal Energia)

Modernização de Itaipu foi considerada na nova tarifa, aponta diretor técnico

Usina binacional inciará estudos para avalias se é possível a antecipação do cronograma de atualização tecnológica da usina para até dobrar o número de UGs modernizadas. (Canal Energia)

Eneva conclui 70% das obras de projeto solar

Futura I foi um dos ativos adquiridos com a compra da Focus pela Eneva, concluída em março deste ano. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 98,34/Barril -1,21%

CÂMBIO

R$ 5,09/USD +0,04%

Minério e petróleo fecham com variações distintas

Minério de ferro fecha o dia em queda, enquanto o petróleo termina em alta. (Valor Econômico)

Europa apaga luzes, encurta banhos e tira gravata para economizar energia

As políticas adotadas, até agora focadas nos espaços públicos, visam a poupar energia e contribuir para estocar reservas, além de enviar aos moradores a mensagem de que terão de restringir seu consumo. (Valor Econômico)

3R Petroleum tem lucro líquido de R$ 32,0 milhões no 2º trimestre, recuo de 40,9% em base anual

A 3R Petroleum teve lucro líquido de R$ 32,0 milhões no segundo trimestre deste ano, um recuo de 40,9% em relação aos R$ 54,2 milhões registrados no mesmo trimestre de 2021, segundo dados divulgados pela empresa na noite desta quarta-feira. (Valor Econômico)

PetroReconcavo tem lucro de R$ 131 milhões no 2º trimestre

A PetroReconcavo teve lucro líquido de R$ 131 milhões no segundo trimestre deste ano, aumento de 39% sobre os ganhos de R$ 94,5 milhões em igual período do ano 2021, segundo demonstrações financeiras enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quarta-feira (10). (Valor Econômico)

FUP e Anapetro entram com ação popular contra assembleia para eleger conselho da Petrobras

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários da Petrobras (Anapetro) ingressaram com ação popular na Justiça Federal do Rio de Janeiro contra a União e a Petrobras, relativa à realização da assembleia geral extraordinária para a eleição do conselho de administração da estatal. (Valor Econômico)

França deixa de ser a principal exportadora de energia para a Europa

Onda de calor que assola a Europa nas últimas semanas aumentou ainda mais a pressão sobre a produção de energia na França, principalmente sobre as usinas nucleares. (Valor Econômico)

Europa vai iniciar o inverno com pouco diesel armazenado

Os estoques de diesel armazenado no centro de comércio de petróleo de Amsterdã-Roterdã-Antuérpia estão no nível mais baixo para o período desde pelo menos 2008. (Valor Econômico)

Estoques de petróleo dos EUA avançam mais que o estimado, na semana passada

Segundo o Departamento de Energia (DoE) do país, os estoques subiram 5,45 milhões de barris na semana encerrada na última sexta (5); expectativa era de alta de 200 mil barris no período. (Valor Econômico)

Como reagir aos choques do petróleo

Defendo uma revisão do posicionamento governamental, hoje focado no populista tabelamento de ICMS.(O Estado de São Paulo)

Transpetro delibera com ANP sobre o envio de dados dos estoques de combustíveis

Empresa e agência discutiram a implementação da rotina de envio dos dados. (Petróleo Hoje)

Operadoras perfuraram 16 poços até o momento neste ano, segundo dados da ANP

Número é menor da série histórica, sendo semelhante ao total de poços perfurados em blocos em 2020 e em 2016. No entanto, a previsão é que 30 poços sejam perfurados no país em 2022. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quarta-Feira, 10 de Agosto

Destaques: (i) Itaipu vai subsidiar tarifa menor da usina (Valor Econômico); (ii) Paralisação da venda do Polo Bahia Terra preocupa entidades do setor de petróleo (Petróleo Hoje); (iii) Petróleo recua com investidores à espera dos dados de estoque nos EUA (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Itaipu vai subsidiar tarifa menor da usina

Itaipu Binacional vai subsidiar com US$ 220 milhões (R$ 1,128 bilhão, no câmbio de ontem) este ano a redução nas contas de energia dos consumidores brasileiros com a queda da tarifa de energia da usina. (Valor Econômico)

Brasil e Paraguai firmam acordo por tarifa de energia da hidrelétrica de Itaipu

A tarifa de energia da usina foi reduzida em 8,2%, de US$ 22,60 por kilowatt (kw), para US$ 20,75/KW, informou Itaipu Binacional, em comunicado.(Valor Econômico)

Propostas para os candidatos: energia

Em um documento com 16 propostas encaminhado aos presidenciáveis e suas campanhas, a Fórum das Associações do Setor Elétrico (Fase) argumenta que é viável diminuir as contas de luz de R$ 50 bilhões a R$ 80 bilhões por ano, com queda de até 30% nas tarifas de energia. (Valor Econômico)

Copel sai de lucro para prejuízo líquido de R$ 522,3 milhões no segundo trimestre

A Copel – Companhia Paranaense de Energia registrou prejuízo líquido de R$ 522,3 milhões no segundo trimestre de 2022, revertendo em parte o lucro líquido de R$ 1,00 bilhão obtido no segundo trimestre de 2021. (Valor Econômico)

Lucro da Alupar cai 45,8% no 2º trimestre

A holding que atua em geração e transmissão de energia elétrica informou lucro atribuído aos controladores de R$ 180 milhões no período. (Valor Econômico)

Em parceria com a B3, Atiaia Renováveis lança ferramenta via derivativos de energia

A Atiaia Renováveis, em parceria com a B3, lançou uma ferramenta que possibilita a proteção contra a variação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) entre diferentes submercados, o que pode trazer mais previsibilidade e redução dos custos quando comparado com os contratos de energia PPA (Power Purchase Agreement, na sigla em inglês). (Valor Econômico)

Eletrobras pode investir mais de R$ 15 bilhões por ano, diz presidente

Na segunda gestão de Ferreira Jr., a empresa terá o foco em energias renováveis, principalmente nos segmentos eólico e solar, e deve participar de leilões de projetos de energia promovidos pelo governo. (Valor Econômico)

UHEs menores que somam 12 GW são aposta do PT

O coordenador da área de energia do programa do PT, Maurício Tolmasquim, anunciou que a prioridade do partido é o desenvolvimento dos projetos de 98 hidrelétricas de menor porte, que representam 12 GW de potência instalada e não impactam áreas mais sensíveis, como terras indígenas e unidades de conservação. (Canal Energia)

Exus Brasil Investimentos adquire projeto solar de 1 GWp

Empreendimento representará um investimento de R$ 3,5 bilhões e criará cerca de 2.500 empregos diretos e indiretos. (Canal Energia)

Aneel abre Consulta Pública para rever exigências de garantias

Interessados terão 45 dias para enviar contribuição via documento e aplicativo MS Forms. (Canal Energia)

Aneel aprova minuta de Resolução Normativa da consulta pública 8/2022

Decisão refere-se à dispensa de exigência de informação de acesso para concessão de outorgas de autorizações. (Canal Energia)

Telhas fotovoltaicas da Eternit recebem registro do Inmetro

Modelos apresentam ganhos de potência e praticidade na instalação. (Canal Energia)

Eólicas recebem liberação de 44 MW

Já UFV Machadinho irá operar 17 MW de capacidade instalada. (Canal Energia)

Energia pesa mais agora do que há 5 anos, aponta pesquisa da Abrace

Entre as constatações está a de que o brasileiro está mais preocupado com o custo da energia do que a origem, se é de fonte limpa ou poluente. (Canal Energia)

ONS informa recorde de demanda máxima na região Norte

Valor de 7.410 MW superou o recorde anterior que era de 7.358 MW. (Canal Energia)

Energia a partir do lixo para a transformação ambiental

Seguindo a tendência global, gradualmente vamos compreendendo o valor de práticas voltadas à preservação do meio ambiente e à gestão inteligente de recursos naturais. (Valor Econômico)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 95,14/Barril -1,21%

CÂMBIO

R$ 5,12/USD -0,00%

Petróleo recua com investidores à espera dos dados de estoque nos EUA

O contrato do petróleo Brent para outubro fechou a sessão em queda de 0,35%, a US$ 96,31 por barril, enquanto o contrato do WTI americano para setembro recuou 0,28%, a US$ 90,50 por barril. (Valor Econômico)

Paralisação da venda do Polo Bahia Terra preocupa entidades do setor de petróleo

Abpip e FIEB lideram a iniciativa para pressionar a conclusão do processo de venda do ativo. (Petróleo Hoje)

ISS sugere voto contra ‘chairman’ indicado à Petrobras

A empresa de recomendação de voto ISS recomendou aos acionistas da Petrobras que votem contra a eleição de Gileno Barreto como novo presidente do conselho de administração da companhia na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) de 19 de agosto. (Valor Econômico)

Dommo Energia produz 26.909 barris de petróleo em julho

De acordo com a empresa, o número é 3,51% maior que a produção da companhia em junho e 1,64% menor do que em maio. (Valor Econômico)

Entenda a ação judicial contra a Petrobras nos EUA envolvendo a Sete Brasil

Os valores envolvidos no processo somam R$ 1,35 bilhão, segundo informações enviadas pela Petrobras à CVM, regulador do mercado de capitais. (Valor Econômico)

IPCA teria subido 0,70% em julho sem deflação de gasolina, etanol e energia

Gasolina, etanol e energia elétrica foram os três itens com maior influência para o resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em julho, que caiu 0,68% em julho, a menor taxa mensal de toda a série histórica da pesquisa, iniciada em 1980. (Valor Econômico)

Com gasolina e energia, preços monitorados recuam 4,35% em julho, diz IBGE

Resultado acumulado em 12 meses, por sua vez, desacelerou de 11,73% para 5,11%. (Valor Econômico)

Gran Petro solicita condenação de três distribuidoras pelo Cade

Em nova petição enviada ao Conselho, a Gran Petro alega que a Raízen, Vibra Energia e Air BP impedem sua entrada no pool do aeroporto de Guarulhos. (Petróleo Hoje)

Aneel revoga outorgas das usinas flutuantes da Karpowership

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) revogou as outorgas da empresa turca Karpowership Brasil (KPS) Energia por descumprimento do cronograma de implantação de quatro usinas termelétricas flutuantes na Baía de Sepetiba (RJ). (Valor Econômico)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Terça-Feira, 09 de Agosto

Destaques: (i) Bolsonaro diz que vai estender desoneração da gasolina para 2023 (Valor Econômico); (ii) Instituto debate propostas para setor elétrico com campanhas dos presidenciáveis (Valor Econômico); (iii) Petróleo fecha em alta com temores sobre a oferta (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Instituto debate propostas para setor elétrico com campanhas dos presidenciáveis
Um dos principais centros de estudos do setor elétrico, o Acende Brasil também propõe a elaboração de um grande zoneamento ecológico-econômico do território nacional ou de regiões mais sensíveis, como a Amazônia Legal, no próximo governo. (Valor Econômico)

AES compra usinas eólicas da Cubico por R$ 2 bi
Geradora de energia está comprando três ativos eólicos da Cubico Sustainable Investment no Brasil.  As três usinas  – Ventos do Araripe (PI), Caetés (PE) e Cassino (RS) – têm juntas uma capacidade de geração de 456 MW.  A transação envolve R$ 2,03 bilhão: R$ 1,1 bi de equity value e R$ 930 milhões em assunção de dívidas. (Brazil Journal)

Incêndio em subestação da Cemig deixa 8 bairros de Belo Horizonte sem energia
Um incêndio na subestação da Cemig no bairro São Pedro, região centro-sul de Belo Horizonte, deixou oito bairros sem energia. O incêndio começou por volta de 10h48 e ainda não foi debelado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não há registro de vítimas. (Valor Econômico)

Abrace pede suspensão imediata de decisão sobre térmicas do PCS
A Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres protocolou recurso na Agência Nacional de Energia Elétrica com pedido de suspensão imediata dos efeitos da decisão que autorizou a transferência de obrigações de térmicas da Âmbar Energia para a UTE Mário Covas, até a análise pela diretoria.  (Canal Energia)

Coordenadores de Ciro Gomes defendem redução nas tarifas
A redução da tarifas de energia elétrica foi apresentada por coordenadores da campanha de Ciro Gomes (PDT) como um dos temas estratégicos do programa de governo do candidato do PDT à Presidência da República. “Isso é um compromisso claro que vamos assumir. Não é razoável que o Brasil tenha tantas opções de geração de energia e, ao mesmo tempo, convivamos com tarifas elevadas de energia elétrica”, disse o economista Daniel Keller, assessor para Infraestrutura da campanha de Ciro, durante o programa Abraceel nas Eleições. (Canal Energia)

Expansão da potência instalada no Brasil fica em 708,78 MW no mês de julho
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou que o crescimento na matriz elétrica brasileira verificado no mês de julho foi de 708,78 megawatts. Desse total, quase a metade (47%) é decorrente da entrada em operação comercial de usinas solares fotovoltaicas, com total de 330,51 MW. As usinas eólicas que começaram a operar comercialmente em julho totalizam 184,12 MW; as termelétricas, 145,85 MW; as hidrelétricas, 47,3 MW; e uma central geradora hidrelétrica registrou a entrada de 1 MW. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 95,64/Barril -1,05%

CÂMBIO

R$ 5,11/USD -1,04%

Petróleo fecha em alta com temores sobre a oferta
Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta segunda-feira (8) em alta, se afastando das mínimas de seis meses alcançadas na semana passada. Os ganhos foram atribuídos a uma combinação de um movimento de alguns investidores aproveitando os preços baixos da commodity com temores sobre a oferta global da commodity. (Valor Econômico)

Bolsonaro diz que vai estender desoneração da gasolina para 2023
O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta segunda-feira, que está negociando com a equipe econômica para que, caso seja reeleito, o governo mantenha a desoneração dos impostos federais incidentes sobre a gasolina em 2023. Segundo ele, essa determinação também já estaria certa para o diesel, o que tende a beneficiar os caminhoneiros, categoria que é ligada ao seu eleitorado. (Valor Econômico)

Enauta retomará produção no Campo de Atlanta, na Bacia de Santos, após parada programada para a manutenção da área
A companhia Enauta administrou uma parada programada do Campo de Atlanta, na Bacia de Santos, durante os últimos meses para a manutenção da plataforma, e deverá retomar em breve a produção de petróleo e gás natural no ativo. (Petrosolgas)

Análise: Petrolíferas lucram como nos tempos de Rockefeller
As maiores produtoras americanas, europeias e latino-americanas faturaram US$ 594,3 bilhões no segundo trimestre, alta de 77% na comparação anual, e lucraram quase US$ 100 bilhões, o que é o triplo do mesmo período do ano passado. (Valor Econômico)

YPFB: acordo com Petrobras melhora preços do gás boliviano
Novo acordo vai preservar flexibilidade para entrega de gás entre Brasil e Argentina; petróleo em baixa e a redução do consumo na Europa; ANP fora do ar. (epbr)

3R assume operação do Polo Fazenda Belém
A 3R Petroleum informou, na sexta-feira (5), que assumiu as operações do Polo Fazenda Belém. O anúncio vem quase um mês após a aprovação unânime da aquisição pela diretoria da ANP. O valor total da transação foi US$ 35,2 milhões, sendo US$ 8,8 milhões pagos na assinatura do contrato em agosto de 2020, US$ 4,6 milhões pagos ao assumir a operação e US$ 10,0 milhões a serem pagos doze meses após o fim da transação.  (Petróleo Hoje)

Shell fará nova manutenção em ancoragem da Bacia de Campos
A Maersk Supply Service iniciará, ao longo da semana, mais uma campanha de gestão do sistema de ancoragem do FPSO Fluminense, instalado nos campos de Bijupirá e Salema, localizados na Bacia de Campos e operados pela Shell. A empresa dinamarquesa foi contratada pela petroleira para executar o serviço, que contemplará, dessa vez, assistência em duas âncoras. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Segunda-Feira, 08 de Agosto

Destaques: (i) Análise: A Eletrobras já vale quanto pesa seu balanço, mas isso ainda é pouco (Valor Econômico); (ii) “Causa estranheza” a manutenção de nomes inelegíveis ao conselho da Petrobras pela União, diz CVM (Valor Econômico); (iii) Petróleo fecha em alta, mas termina semana com perda de mais de 8% (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Análise: A Eletrobras já vale quanto pesa seu balanço, mas isso ainda é pouco
Para os analistas que acompanham a empresa, ainda falta chão em termos de eficiência operacional. Daí a expectativa otimista para os papéis. Desde da oferta pública em junho, os papéis ordinários e preferenciais subiram respectivamente 15% e 18% até quinta-feira, quando bateram seus recordes com R$ 48,32 e R$ 50,44. (Valor Econômico)

Brasil teve 11 recordes de geração eólica e solar em julho, diz ONS
O Brasil registrou em julho 11 recordes de geração renovável, sendo seis de energia solar fotovoltaica e cinco de geração eólica, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em comunicado. Os recordes são de geração média (ao longo do dia) e instantânea, verificado em algum momento do dia. (Valor Econômico)

Abertura do Mercado de energia por portaria pode ter fragilidade jurídica, dizem agentes
Agentes do setor de energia temem que a abertura do mercado livre por meio de portarias do MME cause insegurança jurísica. Segundo os entrevistados, as portarias podem ser desfeitas rapidamente, por meio de outras portarias. E não possibilitam tratar de temas técnicos e específicos, que deveriam ser debatidos por meio de lei, como é o caso do equilíbrio dos contratos das distribuidoras. (Agência Infra)

Eletrobras será líder em ‘renovável’, diz Ferreira Jr.
A Eletrobras tem potencial de ser uma das maiores empresas de energia renovável do mundo, avalia Wilson Ferreira Jr., recém-eleito pelo novo conselho de administração para presidir a companhia. Para isso, um dos seus maiores desafios vai ser o de demonstrar que a privatização da maior empresa de geração e transmissão do país foi uma medida certa e gerará valor ao acionista. (Valor Econômico)

Santo Antônio Energia fecha acordo com consórcio e suspende ação judicial de R$ 962 milhões
A Santo Antônio Energia (Saesa), sociedade de propósito específico controlada pela Madeira Energia (Mesa), informou nessa sexta-feira (5) que foi aprovado na quinta (4), por seu conselho de administração, acordo com o grupo civil composto pelas empresas CNO, Andrade Gutierrez Engenharia e Novonor (antiga Odebrecht) – integrantes do consórcio que construiu a usina – para encerramento do procedimento arbitral que custaria R$ 962 milhões a empresa. (Valor Econômico)

No debate de SP, Haddad e Tarcísio divergem sobre privatização
Com a Sabesp no centro das discussões do segundo bloco do debate da Band em São Paulo neste domingo, 7, o candidato do PT ao governo do Estado, Fernando Haddad, se colocou “absolutamente contra” a privatização da estatal de capital aberto. O candidato do Planalto, o ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos), deixou a questão em aberto, afirmando ser necessário olhar questões de desempenho da empresa. (Broadcast)

Carga desacelera e beira a estabilidade em agosto, aponta ONS
A primeira revisão semanal do Programa Mensal de Operação para agosto aponta uma retração na previsão de carga. A estimativa apresentada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico é de uma quase estabilidade na comparação com o mesmo mês do ano passado. A nova projeção é de alta de 0,1% ante um crescimento que era estimado inicialmente em 0,6%. (Canal Energia)

PSR mostra resultados de estudos ao Ministério da Economia sobre modernização do setor
Trabalho de um ano e meio contém mais de 500 páginas em cadernos temáticos, que ainda serão colocados pelo ME para ‘escrutínio da sociedade’. (Canal Energia)

Cemig SIM fecha compra de 49% de participação em duas empresas de energia solar
A Cemig Soluções Inteligentes em Energia (Cemig SIM), empresa da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) focada em energias renováveis, fechou nesta sexta-feira (5) acordo para aquisição de 49% de participação societária em duas empresas de energia fotovoltaica. A empresa pagou R$ 27 milhões pelas participações na G2 Energia e Empreendimentos Imobiliários e na Apolo Empreendimentos e Energia. (Valor Econômico)

Potencial IPO da BRK Ambiental poderá ser “caminho para vender participação”, diz Brookfield
Gestora de investimentos canadense detém controle da BRK, com 70% das ações, desde 2016, quando comprou a então Odebrecht Ambiental, e os demais papéis estão com o FI-FGTS, da Caixa. (Valor Econômico)

Após primeira PPP, Sanepar planeja outras duas, diz presidente
A Sanepar planeja mais duas Parcerias Público-Privadas (PPPs), que deverão ser conduzidas após a primeira concessão, já lançada pela companhia, segundo o presidente, Claudio Stabile. A primeira PPP da empresa, que inclui 16 cidades da microrregião Centro-Litoral, terá sua primeira audiência pública na semana que vem. (Valor Econômico)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 93,86/Barril -1,12%

CÂMBIO

R$ 5,16/USD -1,03%

Petróleo fecha em alta, mas termina semana com perda de mais de 8%
Os preços do petróleo fecharam a sessão desta sexta-feira (5) em leve alta, alterando a rota de queda percorrida durante boa parte da semana. O temor por uma recessão global que afete a demanda pela commodity pesou sobre as negociações nos últimos dias, levando o petróleo a acumular perdas semanais de mais de 8,5% tanto em seus contratos mais líquido WTI quanto do Brent. (Valor Econômico)

“Causa estranheza” a manutenção de nomes inelegíveis ao conselho da Petrobras pela União, diz CVM
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) entende que “causa estranheza” o fato da União ter mantido as indicações de candidatos ao conselho de administração depois que os nomes foram considerados inelegíveis pelo Comitê de Elegibilidade (Celeg) e pelo próprio conselho. (Valor Econômico)

Petroleiras globais multiplicam lucro
Companhias americanas, europeias e latinas somam quase US$ 100 bilhões em ganhos no trimestre. As principais petroleiras na América do Norte, América Latina e Europa multiplicaram os lucros no segundo trimestre, impulsionados pelos altos preços de petróleo e gás. A dúvida agora é se esse ímpeto se mantém diante da ameaça de uma retração mais forte da atividade econômica mundial.(Valor Econômico)

Petrobras recebeu demandas com ‘viés eleitoral’, diz conselheiro
Francisco Petros afirma que Lei das Estatais virou letra morta face à invasão da governança da empresa. O Comitê de Elegibilidade da Petrobras rejeitou, em 14 de julho, dois nomes para o Conselho da empresa, o secretário-executivo da Casa Civil, Jonâthas de Castro, e o procurador-geral da Fazenda Nacional, Ricardo Alencar. Quatro dias depois, o Conselho de Administração confirmou a decisão. (Valor Econômico)

ANP aprova inscrições de petroleiras para oferta permanente de partilha de produção
A Comissão Especial de Licitação (CEL) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou as inscrições das primeiras oito empresas para a Oferta Permanente de Partilha da Produção (OPP). (Valor Econômico)

Brasil tem 302 campos marginais de petróleo e gás
A diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) concluiu a primeira análise de enquadramento de campos de petróleo e gás natural que apresentam economicidade ou produção marginal. A agência aprovou nessa sexta-feira (5) o resultado da análise. (Valor Econômico)

Diretoria da ANP derruba proposta que obrigava empresas a aumentar estoques de diesel
Em meio à reação das grandes empresas do mercado de combustíveis contra a proposta que as obrigava a aumentar temporariamente os estoques de diesel S10 no país, entre setembro e novembro, a diretoria colegiada da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) derrubou a medida. (epbr)

Modec e Toyo juntas novamente
Modec e a Toyo Engineering firmaram uma nova joint venture para EPCI (Engineering, Procurement, Construction and Installation) de FPSOs de grande porte. O acordo entre os dois grupos reforça a capacidade de execução de projetos da Modec e promete melhorar o resultado operacional do grupo. (Petróleo Hoje)

ANP aprova medidas mais flexíveis para o acompanhamento dos estoques de diesel S10
Três dos cinco diretores da ANP recusaram a proposta da diretora-relatora Symone Araújo, que previa a formação de estoques para os meses de setembro e novembro. (Petróleo Hoje)

ANP aprova oito primeiras inscritas para oferta permanente do pré-sal
A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou a lista das oito primeiras inscritas para a oferta permanente da partilha do pré-sal, prevista para dezembro. (epbr)

Especialistas contestam contas do governo para privatização da partilha
Chegar a uma precificação adequada para o óleo da União que permita concluir que a privatização da partilha do pré-sal vale a pena tanto para o Tesouro Nacional quanto para a iniciativa privada será um dos grandes desafios do plano, segundo especialistas. (epbr)

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Sexta-Feira, 05 de Agosto

Destaques: (i)Sob pressão, Petrobras reduz 3,56% no óleo diesel (Valor Econômico); (ii)Governo aprova norma do CNPE sobre política do hidrogênio (Canal Energia); (iii) Petróleo recua, com WTI abaixo de US$ 90 pela 1ª vez desde fevereiro (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Eaton foca em transição energética, sustentabilidade e digitalização

Expectativa da empresa em relação ao futuro é o fornecimento de energia confiável, segura e eficiente. (Canal Energia)

Fitch afirma ratings da Taesa com perspectiva estável

Perspectivas são consideradas estáveis, com a transmissora beneficiada pelo amplo acesso a captações e alongamento do perfil de vencimento da dívida. (Canal Energia)

Aneel autoriza teste de 75,48 MW de diversas fontes

Empreendimentos englobam usinas fotovoltaica, eólicas e hidrelétrica. A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para início da operação em teste, a partir de 4 de agosto, unidades geradoras da UFV Janaúba 8, com 49,98 MW, as eólicas Ventos de Santo Alderico e Gravier, que juntas somam 13 MW de capacidade instalada e por fim, a UHE Curuá-Una, com 12,5MW. (Canal Energia)

Região Nordeste está com 81,5% da capacidade

Região Norte opera com 88,87%, SE/CO com 60,8% e Sul com 72,1% nos níveis de armazenamento. (Canal Energia)

Governo aprova norma do CNPE sobre política do hidrogênio

O governo publicou despacho do presidente da República Jair Bolsonaro aprovando a resolução do Conselho Nacional de Politica Energética que institui o Programa Nacional do Hidrogênio e cria o Comitê Gestor da política pública. A norma foi publicada nesta quinta-feira, 4 de agosto, um ano depois da divulgação das diretrizes pelo Ministério de Minas e Energia. (Canal Energia)

Armazenamento se manterá melhor que em anos recentes até janeiro

Mesmo com chuvas abaixo da média, típicas do período seco, os reservatórios das usinas hidrelétricas fecharam o mês de julho com armazenamentos superiores aos dos últimos anos, o que contribui para a segurança do atendimento nos próximos meses. (Canal Energia)

Complexo Solar da Neoenergia inicia operação comercial

Neoenergia Luzia, localizado na Paraíba, tem conclusão prevista para o segundo semestre deste ano. (Canal Energia)

Clientes da RGE com direito à Tarifa Social podem se cadastrar para receber até 65% de desconto

A Rio Grande Energia (RGE) está realizando uma busca ativa dos clientes que têm direito de receber a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Esse benefício concede descontos de até 65% na conta de luz. (Gaúcha ZH)

Lucro da Sanepar cai 29,57% no 2º trimestre

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) registrou lucro líquido de R$ 233,7 milhões no segundo trimestre de 2022, uma retração de 29,57% em relação ao mesmo período do ano anterior. (Valor Econômico)

CSN investe em energia para reduzir o peso dos encargos

A disparada dos encargos e a redução da volatilidade dos preços da energia elétrica foram duas variáveis
determinantes para a siderúrgica CSN adquirir os ativos da CEEE-G, licitados sexta-feira passada. (Agência Infra)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 93,55/Barril -0,61%

CÂMBIO

R$ 5,21/USD -0,07%

Petróleo recua, com WTI abaixo de US$ 90 pela 1ª vez desde fevereiro

Até aqui, a commodity vem sendo penalizada e já perde mais de 9% no acumulado dos últimos quatro dias. Com o recuo de hoje, os contratos para setembro do WTI, a referência americana, fecharam abaixo de US$ 90 o barril, algo visto pela última vez no início de fevereiro deste ano. (Valor Econômico)

Sob pressão, Petrobras reduz 3,56% no óleo diesel

Estatal corta em R$ 0,20 o preço médio de venda do diesel das refinarias às distribuidoras, mas margem para redução era mais do que o dobro, apontam analistas.(Valor Econômico)

Exportação de gás reduz déficit comercial americano

O déficit comercial de bens e serviços dos EUA caiu 6,2% em junho, para US$ 79,6 bilhões, segundo dados oficiais. É a primeira vez que o déficit cai abaixo de US$ 80 bilhões desde dezembro de 2021.(Valor Econômico)

Redução da gasolina é ‘ponta do iceberg’, diz Sachsida

A queda de preço da gasolina é apenas a ponta de um iceberg dos efeitos positivos que a redução de impostos, como o ICMS sobre energia e combustíveis, trará para a economia. A avaliação é do ministro das Minas e Energia, Adolfo Sachsida. O ministro participou nesta quinta feira do evento XP Expert, promovido pela XP Investimentos, em São Paulo.(Valor Econômico)

Estados deverão receber R$ 760 milhões este mês de compensação por etanol

A medida faz parte do “pacote de bondades” da Emenda Constitucional (EC) 123, a mesma que elevou o Auxílio Brasil e instituiu auxílio para caminhoneiros e taxistas.(Valor Econômico)

Derrubada de veto presidencial muda cálculo e alimenta disputa entre Estados e União por ICMS

União e Estados divergem sobre metodologia de cálculo da compensação por perda de receita.(Valor Econômico)

Venda de Albacora perdeu apoio dentro da Petrobras, diz CEO da PRIO

Conforme antecipado pelo PetróleoHoje, a Petrobras deve suspender o processo de desinvestimento de Albacora, mantendo o ativo em seu portfólio. (Petróleo Hoje)

Produção de petróleo cai 2,6% em junho, indica ANP

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, a produção nacional de petróleo em junho ficou em 2,828 milhões de barris por dia (barris/dia). (Valor Econômico)

Shell em negociação com a Maersk Drilling

A Maersk Drilling deve emendar outra campanha de perfuração no Brasil após encerrar os trabalhos para a Karoon, na Bacia de Santos. A empresa vem negociando um contrato com a Shell para executar parte de seu programa exploratório em 2023, perfurando pelo menos dois poços nas bacias de Campos e Santos. (Petróleo Hoje)

Capixaba Energia prepara testes na Bacia do Espírito Santo

Companhia pretende realizar testes nos poços Sintonia e Vida – localizados nos blocos ES-T-441 e ES-T-487, respectivamente – ao longo deste mês e do próximo. (Valor Econômico)

Teto de preço do petróleo russo intriga setores de energia e finanças

Uma proposta do governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , para limitar o preço do petróleo da Rússia é vista com ceticismo por alguns analistas do setor de petróleo e por agentes financeiros, os quais questionam se os americanos e seus aliados podem de fato ditar o preço de venda global de um grande fornecedor da commodity.

Nossos últimos relatórios

Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quinta-Feira, 04 de Agosto

Destaques: (i) Casa branca: Biden continuará a pedir que empresas elevem produção de petróleo (Broadcast); (ii) Estoques semanais de petróleo nos EUA sobem em 4,47 milhões de barris (Valor Econômico); (iii) Mercado livre de energia cresce 19% em 12 meses.(Canal Energia)

Elétricas e Saneamento

Mercado livre de energia cresce 19% em 12 meses

A Abraceel divulgou nesta quarta-feira, 03 de agosto, que o mercado livre de energia elétrica registrou mais uma rodada mensal de indicadores positivos, com mais consumidores que consomem cada vez mais e negociação mais acelerada de energias renováveis para clientes que querem preços mais baixos, mas também produtos ambientalmente sustentáveis. Ao todo já são 28.575 consumidores livres.(Canal Energia)

Engie quer reduzir em 2 anos entrada em operação de projeto de transmissão arrematado em junho

A expectativa também é reduzir em 30% o investimento esperado.(Valor Econômico)

Engie: Movimento de transferência de Jirau para Engie Brasil Energia deve começar em 2023

A partir de julho de 2023, a usina terá uma redução da ordem de 30% na Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão (Tust), o que deve diminuir as despesas anuais do empreendimento em R$ 1,1 bilhão.(Valor Econômico)

Carga deverá ter crescimento médio de 3,4% até 2026

Previsão é da 2ª revisão quadrimestral do planejamento anual da operação energética- Ciclo 2022 que vai até 2026, elaborado pelo ONS, CCEE e EPE. (Canal Energia)

Reservatórios do SE/CO contam com 61,1% do volume útil

O submercado do Sudeste/Centro-Oeste apresentou recuo de 0,2 ponto percentual e a capacidade está em 61,1% na última terça-feira, 02 de agosto, se comparado ao dia anterior, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). (Canal Energia)

MME e ONS investem R$ 31,6 milhões em ações estruturantes no setor de energia elétrica

Projetos devem permitir ao ONS dar mais transparência e visibilidade aos serviços, permitindo a redução de custos e aumento dos benefícios à sociedade.(Canal Energia)

CGT Eletrosul investe R$ 22,5 milhões na ampliação da SE Santa Vitória do Palmar 2

Novo transformador dobrou capacidade do empreendimento e reforça atendimento no Rio Grande do Sul.(Canal Energia)

Usinas solares recebem liberação de 26,8 MW

Eólica e termelétrica são autorizadas com 8 MW para teste.(Canal Energia)

Eternit recebe patente verde para fabricar telhas fotovoltaicas

Empresa também busca a extensão da patente para cerca de 20 países.(Canal Energia)

Maior usina nuclear da Europa está “fora de controle”, diz agência de energia atômica

Apesar de a usina ser controlada pela Rússia, instalação no sudeste da Ucrânia continua em funcionamento com funcionários ucranianos, aponta diretor-geral da AIEA. (Valor Econômico)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 97,50/Barril +0,74%

CÂMBIO

R$ 5,28/USD +0,04%

Petróleo recua e Brent fica abaixo dos US$ 100 pela 1ª vez em duas semanas

Já o contrato do WTI americano para setembro recuou 3,98%, a US$ 90,66 por barril.(Valor Econômico)

Casa branca: Biden continuará a pedir que empresas elevem produção de petróleo

Porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre afirmou nesta quarta-feira, 3, que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, “continuará a pedir para que os produtores de petróleo domésticos e internacionais elevem a produção”, para reduzir os preços do combustível. (Broadcast)

Estoques semanais de petróleo nos EUA sobem em 4,47 milhões de barris

Resultado contrariou a expectativa do mercado, de queda.(Valor Econômico)

Petróleo é negociado em baixa em dia de estoques dos EUA e Opep+

Cartel e aliados acertaram um aumento de produção de 100 mil barris por dia a partir de setembro.(Valor Econômico)

Para onu, governos deveriam tarifar excesso de lucros de petroleiras

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, realizou nesta quarta-feira, 3, duras críticas ao que considera um lucro “imoral” das empresas de petróleo e gás, em meio a uma crise de energia, com as populações mais pobres como mais afetadas e um “custo climático massivo”.(Broadcast)

Não há risco de desabastecimento, garante o IBP

Entidade afasta o risco sistêmico de desabastecimento no país, mas aponta vulnerabilidades na região Norte. (Petróleo Hoje)

Petrobras finaliza venda do Polo Peroá para 3R Petroleum

A companhia recebeu uma parcela de US$ 8,07 milhões, que se soma ao montante de US$ 5 milhões já recebidos.(Valor Econômico)

Prio aumenta venda de petróleo após sanções contra a Rússia

Antiga PetroRio está vendendo sua produção com prêmio sobre o preço do Brent, referência mundial.(Valor Econômico)

Lucro da Prio no 2º trimestre cresce 78%; receita é recorde

A antiga PetroRio informou lucro líquido de US$ 141,3 milhões no período; a receita líquida somou US$ 377 milhões, crescimento de 95% na comparação anual.(Valor Econômico)

Justiça notifica Procuradoria do RJ para barrar térmicas flutuantes na Baía de Sepetiba

Licenciamento para a empresa turca Karpowership foi interrompido pela Justiça por falta de estudos de impacto ambiental, mesmo assim a companhia continuava com a construção das torres, inclusive em mar. (Valor Econômico)

Petrobras ganha 15 dias no Cade para tentar negociar remédios para a venda da Reman

A empresa tem a possibilidade de buscar o Conselho para propor e tentar negociar remédios (restrições) nos 15 dias até a próxima sessão e, assim, tentar uma maioria favorável ao negócio. (Broadcast)

Petrobras estende contrato do Sapura Esmeralda

Acordo avaliado em R$ 685 milhões prorroga serviços da embarcação por mais dois anos. (Petróleo Hoje)

Nossos últimos relatórios

Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Quarta-Feira, 03 de Agosto

Destaques: (i) 3R Petroleum contrata US$ 500 milhões com bancos para aquisição do Polo Potiguar (Valor Econômico); (ii) Projetos de eólicas no mar esbarram em falta de regulamentação da União (Valor Econômico); (iii) Ministro defende que consumidor acesse o mercado livre(Canal Energia) .

Elétricas e Saneamento

Projetos de eólicas no mar esbarram em falta de regulamentação da União

Dos 55 processos em curso, só dois apresentaram EIA/Rima; ambos foram rejeitados. (Valor Econômico)

Ministro defende que consumidor acesse o mercado livre

Após a abertura de consulta pública para a alta tensão, Sachsida disse que consulta para viabilizar a abertura ao mercado de baixa tensão deverá ser lançada em breve. (Canal Energia)

Ação de diretor da Aneel causa incômodo no setor

Efrain Cruz pede em ofício à CCEE exceção em ritos comerciais para usinas da Âmbar Energia, o que contrariaria até mesmo regras de atuação da Aneel. (Valor Econômico)

Novas usinas terão energia mais cara, prevê Engie

As altas dos juros e dos custos de matéria-prima vão encarecer a energia dos novos projetos de geração. (Valor Econômico)

Mudança gradual na infraestrutura

Nos próximos cinco anos, 83% da nova capacidade de geração elétrica virá das usinas contratadas no mercado livre. (Valor Econômico)

Lucro da Copasa recua no 2º trimestre, para R$ 180,4 milhões

Montante equivale a uma queda de 23,9% no lucro líquido, na comparação com o mesmo período do ano passado; receita avança. (Valor Econômico)

Lucro da Engie Brasil cresce 23,8% no 2º trimestre

A empresa de energia informou lucro líquido de R$ 395 milhões no período; a receita operacional líquida da companhia somou R$ 2,996 bilhões, queda de 4,4%. (Valor Econômico)

2W Energia assina contrato com GreenYellow para comercialização de energia

O contrato terá duração de 15 anos, contados do início da operação comercial, previsto para até 18 meses da assinatura do acordo e com a possibilidade de saída sem penalidades em dez anos. (Valor Econômico)

Statkraft mira aumento de 30% no ACL e pipeline de 2,5 GW no Brasil

Companhia de origem norueguesa avança com projetos eólicos e estuda usinas híbridas para oficializar entrada na fonte solar no Brasil, trabalhando com metas agressivas para comercialização da energia. (Canal Energia)

Aneel autoriza teste de 209,94 MW de capacidade instalada

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para início da operação comercial, a partir de 30 de julho, unidades geradoras da EOL São Pedro do Lago, com 3,4 MW de capacidade instalada, e unidades geradoras das usinas fotovoltaicas Janaúba 1, 3 e 4, com 149,94 MW de capacidade instalada, além da UG7 da UTE Povoação, com 9,3 MW. (Canal Energia)

Energia terá aumento de 15,12% no Pará

Reajuste da Equatorial PA foi amortecido por créditos tributários, aportes da Eletrobras na CDE, redução do ICMS e diferimento de custos da concessionária. (Canal Energia)

EDP Brasil começa a operar instalações da Mata Grande Transmissão de Energia

MGTE é composta por uma linha de transmissão de 230 kV com 113 km de extensão no estado do Maranhão. (Canal Energia)

Região Sul tem queda de 0,8 p.p e conta com 74,3% da capacidade

Os reservatórios do Sul apontaram recuo de 0,8 ponto percentual na última segunda-feira, 01 de agosto, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 93.81/Barril -0,72%

CÂMBIO

R$ 5,28/USD -0,02%

Petróleo fecha sem direção única em dia de PIB fraco nos EUA
Diante de uma recessão técnica nos EUA, por conta de um Produto Interno Bruto mais fraco, o investidor calibra sua expectativa sobre qual deve ser a demanda pela commodity nos próximos meses. (Valor Econômico)

Venda de refinaria da Petrobras divide Cade

Aquisição da Reman pelo grupo Atem está na pauta da reunião do órgão marcada para hoje.(Valor Econômico)

3R Petroleum contrata US$ 500 milhões com bancos para aquisição do Polo Potiguar

A 3R Petroleum contratou nesta terça-feira, por intermédio da subsidiária 3R Lux, de Luxemburgo financiamento de US$ 500 milhões com um grupo de bancos liderados pelo Morgan Stanley. (Valor Econômico)

Comissão que busca conciliação entre União e Estados por ICMS faz primeira reunião

Comissão especial criada pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, tem como objetivo discutir impasse entre governos estaduais e federal sobre novas regras para as alíquotas do ICMS. (Valor Econômico)

Auxílio Gás será de R$ 110 em agosto, informa Caixa

O pagamento ocorrerá de 9 a 22 de agosto, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). (Valor Econômico)

Petróleo fecha em alta com investidores à espera de reunião da Opep

O contrato do petróleo Brent para outubro fechou a sessão em alta de 0,50%, a US$ 100,54 por barril, enquanto o do WTI americano para setembro subiu 0,56%, a US$ 94,42 por barril. (Valor Econômico)

Petrobras bate recorde no campo de Búzios em julho com produção média de 616 mil barris por dia

O campo de Búzios, operado pela Petrobras na Bacia de Santos, bateu recorde de produção em julho com a extração média mensal de 616 mil barris de petróleo por dia (barris/dia). Esse foi o maior volume de produção média mensal atingido pelo campo desde que começou a operar, em abril de 2018. (Valor Econômico)

Prio inicia produção de segundo poço da campanha de revitalização do campo de Frade

A companhia espera que a produção alcance 3.500 barris por dia, elevando a média da produção diária da empresa para 52 mil barris. (Valor Econômico)

Alemanha reabre usina a carvão no mesmo dia que aprova plano de “aquecimento sustentável”

A Comissão Europeia aprovou nesta quinta-feira um projeto do governo da Alemanha para implementar um sistema de “aquecimento sustentável” no país, que usaria energias renováveis e calefação produzida a partir de lixo para diminuir os gastos energéticos com aquecimento. (Valor Econômico)

Lucro da BP dispara com preços mais altos do petróleo em dez anos

Os números da BP vêm na sequência da ExxonMobil, Chevron e Shell, as três principais petrolíferas do Ocidente, apresentarem um lucro conjunto de US$ 46 bilhões na última semana. (Valor Econômico)

A camisa de força do teto de ICMS

A limitação da alíquota do imposto sobre combustíveis e energia elétrica restringe seu uso como instrumento indutor. (Valor Econômico)

Ibama concede licença de operação para a 3R Petroleum

Companhia recebeu a licença para o sistema de produção e escoamento de gás natural dos campos de Peroá e Cangoá, que fazem parte do Polo Peroá. (Petróleo Hoje)

Prosafe e OOS arrematam novos afretamentos de UMS

A Prosafe e a OOS International irão assegurar novos contratos de afretamento de UMS com a Petrobras pelo prazo de quatro anos. As duas empresas foram declaradas vencedoras do bid lançado no início de 2022, com os floteis Safe Eurus e Tiradentes, que já integram a frota da companhia. (Petróleo Hoje)

Abespetro prevê investimentos de US$ 156 bilhões em E&P até 2030

O segmento upstream irá mobilizar US$ 156 bilhões em investimentos até 2030, gerando 500 mil novos empregos até 2025. Os números foram publicados pela Abespetro, associação que reune as empresas de bens e serviços da cadeia produtiva de petróleo e gás, numa publicação setorial realizada em parceria com a Deloitte.(Petróleo Hoje)

Petrobras perfura em Sépia

Estatal iniciou a perfuração de poço pioneiro adjacente no pré-sal da Bacia de Santos, em lâmina d’água de 2.197.(Petróleo Hoje)

Exclusivo: mudança em regra da anp pode elevar preço do litro do diesel em até r$ 0,07, diz ibp

 A mudança na regra de estoques operacionais mínimos de diesel, em discussão na Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombsutíveis (ANP), pode acarretar elevação de R$ 0,07 no preço médio do litro do diesel comercializado pelas distribuidoras, calcula o Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP). (Broadcast)

Petrogral passa a ter acesso a unidades de gás em sp e rj, diz petrobras

A Petrobras informou nesta terça-feira, 2, que entrou em operação o contrato do Sistema Integrado de Processamento (SIP) celebrado com a Petrogal Brasil. (Broadcast)

Crise energética da europa ameaça desacelerar a transição verde

A guerra na Ucrânia estimulou muitos países a se apoiarem mais nos combustíveis fósseis no curto prazo, enquanto se comprometem a se afastar deles mais rapidamente no futuro. (Broadcast)

Câmara permite a empresas de petróleo tirar dinheiro de pesquisa e aplicar em renovação de caminhões

Texto cria programa Renovar, que busca retirar de circulação progressivamente os veículos em fim de vida útil. (Folha de S. Paulo)

Nossos últimos relatórios

Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Terça-Feira, 02 de Agosto

Destaques: (i) Alemanha tem 3 meses para se salvar de crise do gás no inverno (Estado Minas); (ii) Petróleo fecha em queda com temores sobre desaceleração econômica (Valor Econômico); (iii) Sem privatização, Sabesp mira diversificação e leilões (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Análise: modelo atual de leilões está defasado e não incorpora atualizações tecnológicas e transição energética
A ideia do governo federal de criar leilões de neutralidade tecnológica, lançada semana passada no evento para discutir propostas para o setor elétrico, não é novidade. Ali se lançou a agenda de modernização elétrica, que há cinco anos é debatida, sem êxito, enquanto o setor vivencia a maior transformação tecnológica de sua história. (Agência Infra)

Sem privatização, Sabesp mira diversificação e leilões
Após três anos e meio de especulações em torno de sua privatização, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) caminha para a reta final da atual gestão sem nem mesmo iniciar um processo de venda. Por outro lado, a empresa acumula alta de 52,78% no valor de suas ações desde o início de 2019 e, hoje, se prepara para diversificar sua operação e conquistar novos contratos, segundo o presidente da companhia, Benedito Braga. Empresa busca setor de resíduos, avalia parcerias para disputar licitações e negocia criar SPEs com municípios. (Valor Econômico)

Conta Bandeira vai repassar mais de R$ 78,4 milhões para distribuidoras
A Superintendência de Gestão Tarifária da Agência Nacional de Energia Elétrica fixou os valores da Conta Centralizadora dos Recursos de Bandeiras Tarifárias (Conta Bandeiras), para fins da Liquidação das operações do mercado de curto prazo junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, referente à contabilização de junho de 2022. (Canal Energia)

A camisa de força do teto de ICMS
Dessa forma, estabelecer um limite máximo – um teto – na alíquota do ICMS incidentes sobre combustíveis e energia elétrica tende a aumentar o consumo indistinto dos tipos de combustíveis e de fonte de energia elétrica. Isso pode inviabilizar a utilização do ICMS como instrumento para indução para o controle de emissão dos gases de efeito estufa (GEE), com vistas a que o Brasil atinja os compromissos climáticos internacionais. (Valor Econômico)

Associação quer que presidenciáveis assumam compromisso com energia solar
Em carta enviada aos presidenciáveis, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) quer que os candidatos assumam um compromisso de promover o desenvolvimento da energia solar no Brasil. Ponto central da proposta se norteia pela criação de programas nacionais, sinalizando que a fonte será parte estratégica da política de desenvolvimento do País a partir de uma economia de baixo carbono. (Valor Econômico)

Região Norte conta com 89,2% de sua capacidade
Nordeste está com 83%, SE/CO com 61,5% e Sul com 75,1%. A Região Norte apresentou recuo de 0,1 ponto percentual em seus reservatórios, no último domingo, 31 de julho, segundo o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O subsistema está operando com 89,2% da capacidade. A energia armazenada mostra 13.651 MW mês e a ENA aparece com 3.633 MW med, o mesmo que 86% da MLT. A UHE Tucuruí segue com 84,12%. (Canal Energia)

Energia de Furnas rende quase R$ 138 milhões em compensação financeira
Toda energia gerada pelas 13 hidrelétricas de Furnas rendeu R$ 137,9 milhões em 2021, em Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH), os royalties da água. O montante foi pago pela empresa à Aneel, que distribuiu às administrações estaduais e a 98 municípios de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, além de órgãos do Governo Federal. (Canal Energia)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 102,8/Barril -1,14%

CÂMBIO

R$ 5,17/USD +0,21%

Petróleo fecha em queda com temores sobre desaceleração econômica
Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta segunda-feira (1º) em queda, pressionados por dados industriais fracos na China, Estados Unidos e Europa, que alimentam os temores sobre a demanda global pela commodity. O contrato do petróleo Brent para outubro fechou a sessão em queda de 3,78%, a US$ 100,03 por barril, enquanto o do WTI americano para setembro recuou 4,79%, a US$ 93,89 por barril. (Valor Econômico)

Alemanha tem 3 meses para se salvar de crise do gás no inverno
Grande parte da Europa sente a pressão do aperto da Rússia nos fluxos de gás natural, mas nenhum outro país está tão exposto quanto a maior economia da região. Ainda é verão no hemisfério norte, mas a Alemanha tem pouco tempo a perder para evitar uma escassez de energia neste inverno que seria sem precedentes para uma nação desenvolvida. Grande parte da Europa sente a pressão do aperto da Rússia nos fluxos de gás natural, mas nenhum outro país está tão exposto quanto a maior economia da região, onde quase metade das casas depende do combustível para aquecimento. (Valor Econômico)

Produção de gás da Gazprom em julho foi a menor desde 2008
A produção de gás natural da Gazprom – gigante russa do setor de energia – caiu para o menor patamar desde 2008 em julho. A queda é resultado dos constantes cortes de fornecimento para países da Europa, uma resposta a sanções impostas à Rússia devido à invasão da Ucrânia. Produção da estatal russa em julho foi em média de 774 milhões de metros cúbicos por dia, uma queda de 14% em relação a junho. (Valor Econômico)

“Recessão energética” na Europa é brutal, afirma especialista
Em entrevista, o professor de Relações Internacionais da ESPM, Leonardo Trevisan, afirma que as pressões exercidas pelos EUA sobre os europeus dificultam os acordos em torno do fornecimento de gás russo. (Petróleo Hoje)

Importação de diesel deve ser retomada entre agosto e setembro, dis Abicom
Parte significativa dos players do mercado ainda não ficeram esse tipo de operação neste ano, com exceção das grandes: Petrobras, Raízen, Vibra e Ipiranga. Em entrevista, o presidente da Abicom, Sergio Araujo, disse que as empresas estão mais confiantes do que os preços acompanharão o mercado internacional. (Agência Infra)

Ocyan próxima de sonda da PRIO
A Ocyan deve ficar responsável pela operação da sonda semissubmersível West Capricorn. O grupo brasileiro negocia com a PRIO a assinatura de contrato de prestação de serviço direcionado à unidade, que foi adquirida pela petroleira há dois meses. (Petróleo Hoje)

Petro-Victory suspende atividades em poço da Bacia Potiguar
Os testes realizados no poço Galp-06 não produziram resultados comerciais, informou a Petro-Victory em comunicado na última sexta-feira (29/7). O poço, que começou a ser perfurado em junho deste ano, está em processo de suspensão, “permitindo a possibilidade de reentrar e retomar os testes em uma data posterior, caso a administração da Petro-Victory decida retornar ao poço no futuro”, completou a companhia. (Petróleo Hoje)

Venda da Reman entra na reta final
Área técnica do Cade vê mais concentração na venda da Reman, que pode ser julgada em breve. Diesel recua quatro centavos, e Petrobras não vê margem para corte. Sai a nova licitação do Rota 3. E petroleiras têm lucro recorde. (epbr)

. . .

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)

Segunda-Feira, 01 de Agosto

Destaques: (i) Mudança no setor elétrico provoca corrida pela energia solar. (Estado Minas); (ii) Percebemos uma tendência estrutural na redução de preços da gasolina, diz Petrobras. (Valor Econômico); (iii) Petróleo fecha melhor semana desde maio com queda do dólar (Valor Econômico).

Elétricas e Saneamento

Mudança no setor elétrico provoca corrida pela energia solar
A perspectiva de votação no Congresso Nacional de um projeto de lei que desregulamenta o setor elétrico e a cobrança da “taxa do fio” na geração solar fotovoltaica a partir do ano que vem estão promovendo uma correria das empresas para ampliar a capacidade ou entrar na geração de energia solar. (Estado de Minas)

CSN vence leilão de privatização da CEEE-G com prêmio de 10,93%
A CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), por meio da Companhia Florestal do Brasil, venceu o leilão de privatização da Companhia Estadual de Geração de Energia Elétrica (CEEE-G), realizado na sexta-feira, na sede da B3, em São Paulo. Companhia siderúrgica afirmou que objetivo é buscar autossuficiência de energia e desenvolver plataforma de geração elétrica. (Valor Econômico)

A Auren perdeu – mas acabou ganhando
Na sexta-feira, a Auren Energia perdeu a disputa pela CEEE-G, a geradora de energia do Rio Grande do Sul, por uma diferença de apenas R$ 800 mil. Mas neste caso, perder foi bom – pelo menos na visão do mercado. A ação da Auren chegou a subir 5% e fechou em alta de 1,36% na sexta-feira, quando o resultado do leilão foi conhecido.(Brazil Journal)

Conta de luz continuará com bandeira verde em agosto anuncia Aneel
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (29) que manterá a bandeira tarifária verde para todos os consumidores em agosto. Com isso, não haverá acréscimos à tarifa de energia no mês. A agência afirma que as condições de energia nas hidrelétricas continuam favoráveis e não há necessidade de acionar usinas mais caras. (Valor Econômico)

Isa Cteep prevê retomada de lucros nos próximos trimestres
Depois de sucessivos trimestres com redução nos lucros desde 2021 por conta da mudança no cronograma de pagamento do componente financeiro da Rede Básica Sistema Existente (RBSE), que criou uma redução dos recebimentos no curto prazo, a Isa Cteep acredita que a próxima temporada de balanços vai reverter a curva decrescente de ganhos. (Valor Econômico)

Sanepar lança PPP de esgoto para fazer obras de R$ 1,2 bi
A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) planeja tirar do papel sua primeira Parceria Público Privada (PPP) de esgoto. A ideia é delegar a um operador privado a operação de 16 cidades, localizadas na microrregião Centro-Litoral do Estado. (Valor Econômico)

Reservatórios do SE/CO devem terminar agosto com volume de 53,1%
Os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste deve terminar o mês de agosto com volume esperado de 53,1%. Dados do Informe do Programa Mensal da Operação mostram que no Nordeste, a expectativa para o fim do mês é de 75,9%. Na região Sul, os níveis devem ficar em 72,6%, enquanto no subsistema Norte. a estimativa é de volume de 89,8%.  (Canal Energia)

Consumo de energia sobe 0,8% em junho, afirma EPE
O consumo de energia elétrica no Brasil atingiu 40.718 GWh em junho, crescendo 0,8% em relação ao mesmo mês de 2021, informa o último levantamento mensal da EPE, publicado nessa sexta-feira, 29 de julho. A classe comercial novamente lidera a expansão, seguida pela indústria, enquanto o consumo nas residências retraiu com temperaturas mais amenas. No acumulado em 12 meses a demanda registra 504.729 GWh, acréscimo de 1,8% comparado com o período imediatamente anterior. (Canal Energia)

Espanhola redeia e grupo energia Bogotá compram 5 linhas de transmissão no país por R$ 4,3 Bi
A espanhola Redeia, por meio da Argo Energía, e o Grupo Energía Bogotá (GEB) compraram do fundo de investimento Brasil Energia FIP, administrado por uma afiliada da Brookfield Asset Management, 100% das ações de cinco linhas de transmissão de energia elétrica no Brasil por 815 milhões de euros, cerca de R$ 4,3 bilhões. (Broadcast)

. . .

Óleo & Gás

BRENT CRUDE

US$ 102,8/Barril -1,14%

CÂMBIO

R$ 5,17/USD +0,21%

Petróleo fecha melhor semana desde maio com queda do dólar
Os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta sexta-feira (29) em alta, impulsionados por uma combinação de uma nova desvalorização do dólar com a divulgação de balanços relativamente positivos do setor petrolífero, que sugerem que a demanda pela commodity não deve cair tanto quanto se temia. Com os ganhos de hoje, ambas as referências do petróleo fecharam a melhor semana desde maio. (Valor Econômico)

Percebemos uma tendência estrutural na redução de preços da gasolina, diz Petrobras
O diretor de comercialização e logística da Petrobras, Cláudio Mastella, afirmou que a companhia percebe uma tendência estrutural na redução dos preços da gasolina. Em entrevista coletiva sobre os resultados do segundo trimestre, Mastella disse que os preços da gasolina no mercado internacional tem cedido, o que fez com que a empresa reajustasse os preços para baixo no mercado interno. (Valor Econômico)

Preços do petróleo e minério reagem na reta final do mês
Brent encerra julho a US$ 103,97; ferro a US$ 114 por tonelada. Na reta final de julho, os preços do petróleo e do minério de ferro reagiram à queda que vinham sofrendo durante o mês, pressionados por temor de recessão econômica global, por efeitos da guerra na Ucrânia e em grande parte pela situação da China, envolvida com medidas contra a covid-19. (Valor Econômico)

Produção de petróleo brasileira deve voltar a crescer até o final do ano, diz S&P Global
Depois de ficar próxima aos 3 milhões de barris por dia (barris/dia) desde meados de 2019, a produção de petróleo no Brasil deve ultrapassar essa barreira e voltar a crescer até o fim do ano, segundo um estudo da consultoria S&P Global Commodity Insights. (Valor Econômico)

Chineses de olho nos próximos FPSOs
Os estaleiros chineses Yantai CIMC Raffles Offshore e COOEC (Offshore Oil Engineering Co)  começaram a se movimentar nos bastidores de olho nas novas licitações de FPSOs da Petrobras, que serão lançadas até o final do ano. Três meses após serem incluídos na lista de pré-qualificados para o fornecimento de novas unidades de produção de grande porte sob o regime de EPC (Engineering, Procurement and Construction), os dois grupos se preparam para obter pré-autorização formal de seus boards para dar o pontapé na elaboração dos primeiros trabalhos voltados à disputa dos negócios. (Petróleo Hoje)

Petrobras descobre gás na Colômbia
A Petrobras informou, na sexta-feira (29), a descoberta de um reservatório de gás natural no bloco Tayrona, na Colômbia. A campanha de perfuração do poço Uchuva-1, de lâmina d’água de aproximadamente 830 metros, foi executada pela sonda Development Driller III, da Transocean.  (Petróleo Hoje)

Com dividendos e redução da gasolina, Petrobras põe dois pés na corrida eleitoral
Petrobras antecipa R$ 32 bilhões de dividendos à União, no momento em que governo busca recursos para bancar benesses eleitorais. E reduz novamente o preço da gasolina. Depois do Maranhão, STF autoriza Alagoas a também suspender pagamento de dívida à União, por queda na arrecadação do ICMS dos combustíveis. ANP publica edital da oferta permanente do pré-sal. (epbr)

ZEG Biogás e Aroeira levam biometano a Minas Gerais
A ZEG Biogás, que tem entre seus acionistas a distribuidora Vibra Energia (ex-BR Distribuidora), com 50% de participação, além do grupo ZEG e da consultoria FSL, com os outros 50%, acertou com a usina sucroalcooleira Aroeira um investimento para a construção de uma planta de biometano a partir da biodigestão de resíduos da fabricação de etanol. (Valor Econômico)

. . .

Nossos últimos relatórios

  • Prévia de Materiais Básicos e Óleo e Gás: O que esperar do 2T22? (2/2) (link)
  • Elétricas e Saneamento: Resultados do 2T22 devem ser mistos (link)
  • Taesa (TAEE11): Pouco atraente em termos de retorno (link)
  • Prévia de Materiais Básicos: O que esperar do 2T22? (link)
  • ISA CTEEP (TRPL4): Um ano de entregas: novas linhas de transmissão devem entrar em cena (link)
  • Após dividendos recordes em 2021, conheça planos e estratégia da Unipar (UNIP3) para os próximos anos (link)
  • Data Expert | Acompanhamento do Mercado de Energia – Junho (link)
  • Data Expert | A Força dos Ventos – Junho (link)
  • Elétricas: Resultado do Leilão de Transmissão; Competição continua agressiva (link)
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.