XP Expert

O desafio de atrair os funcionários de volta ao escritório. Radar Imobiliário #76

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Cotações

Gráfico de Cotação IFIX


Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em queda de 0,41%, impulsionado negativamente pelos segmentos de Ativos Logísticos e Lajes Corporativas. Quanto aos índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de -0,55%, o XPFT de -0,85% e XPFP de -0,26%, enquanto o IBOV apresentou uma performance de -2,90%.

A decisão do Federal Reserve dos EUA de elevar a taxa básica de juros em 0,75 p.p., na quarta-feira, dominou o noticiário econômico global na semana. O aumento foi o maior desde 1994, e a volatilidade nos mercados internacionais aumentou fortemente nos últimos dias em resposta à decisão da autoridade monetária, que alimentou os receios de uma recessão global em um futuro próximo.

No Brasil, o Copom também decidiu por uma elevação na taxa Selic, de 0,50 p.p., para 13,25%, indicando que o processo de aperto monetário no país se aproxima do fim. Ainda assim, a pressão inflacionária doméstica segue em pauta através de um de seus principais componentes: os preços dos combustíveis. A Petrobras anunciou nesta sexta-feira um novo reajuste nos preços da gasolina e do diesel, elevando novamente a pressão política contra a empresa.

Na pauta política, o começo da semana viu a aprovação, no Senado, do PLP 18/2022, que estabelece um teto para as alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte público. Algumas alterações na versão inicialmente aprovada pela Câmara dos Deputados foram feitas, em especial sobre a compensação aos estados, e os economistas da XP estimam um custo adicional de R$ 35 bilhões para o governo federal. O novo texto foi aprovado na Câmara ainda nesta quarta-feira, e a PLP segue para sanção presidencial.

No campo dos fundos imobiliários, publicamos nesta semana uma análise aprofundada do mercado de lajes corporativas e as nossas recomendações de FIIs no segmento. O mercado de escritórios foi um dos mais diretamente afetados pela pandemia de COVID-19, e, com os sinais de uma possível recuperação na atividade econômica, acreditamos que os reflexos sob os aluguéis e níveis de vacância possam se traduzir em oportunidades em alguns FIIs. Acesse aqui o relatório completo.


Sexta-Feira | Dia 17/06

Mercados

Meu FII vai acabar? Por que HGPO11, BMLC11 e outros fundos podem vender os imóveis – e como ficam os cotistas

Nos últimos meses, pelo menos cinco fundos imobiliários vêm lidando com a venda dos seus portfólios, que deve levar à liquidação das carteiras.


Ganhando com a inflação: Fundo imobiliário realiza sua maior distribuição de dividendos

O fundo imobiliário (FII) Vectis Juros Real (VCJR11) realizou a maior distribuição de dividendos de sua história neste mês. O fundo pagou R$ 1,75 por cota para seus investidores na última segunda-feira (13), o que representa rentabilidade líquida de 173% do CDI, sobre a cota de fechamento de 31 de maio.


Os 10 fundos imobiliários que mais pagaram dividendos em 2022 e como escolher o seu

Assim como no mercado de ações, o maior retorno potencial está atrelado ao maior risco do investimento. Especialistas dão dicas para avaliar fundos imobiliários conforme seu apetite ao risco.


Fundos imobiliários ou cotas de empreendimentos? Veja como o estágio do imóvel mexe com os seus investimentos

Há pontos importantes a se conhecer na hora de buscar por opções de investimento que envolvam imóveis.


Fundos imobiliários: 46,63% tiveram alta em maio

Esse foi o segundo pior desempenho da classe de ativos em um mês no ano de 2022.


Economia

“Hawkish” ou “dovish”? Mercado questiona menção a inflação ao “redor da meta” em comunicado do Copom

Economistas também destacam o fato de a autoridade monetária estar já observando o horizonte de longo prazo, até 2024.


PIB do agro cai neste ano, e renda do produtor cresce menos

Fertilizantes disparam, e relação de troca fica ainda mais desfavorável, segundo consultoria.


Quarta-Feira | Dia 15/06

Mercados

Fundos imobiliários da Rio Bravo vão executar garantias de CRI inadimplente

Os fundos imobiliários Rio Bravo Crédito Imobiliário High Yield (RBHY) e Rio Bravo Crédito Imobiliário High Grade (RBHG11) comunicaram ao mercado, nesta segunda-feira (13), a antecipação do vencimento do certificado de recebíveis imobiliários (CRI) New Village, que compõe o portfólio dos fundos.


Vantagens e desvantagens dos fundos imobiliários

Em investimentos, é extremamente válido aquele ditado que diz que a união faz a força.


Fiagro: Como as garantias dos CRAs adicionam segurança a esse tipo de investimento

A rápida aderência dos investidores aos Fiagros (Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais) pode ser explicada por sua familiaridade na estrutura e dinâmica com os fundos imobiliários, ativo já popular entre as pessoas físicas.


Ifix fecha novamente em queda e completa sétima sessão seguida de perdas; 47 FIIs pagam dividendos

Entre os FIIs que compõem o Ifix, Urca Prime e REC Recebíveis são os destaques da lista de pagadores de dividendos


Fundos imobiliários: 46,63% tiveram alta em maio INVESTIMENTOS Fundos imobiliários: 46,63% tiveram alta em maio

Menos da metade dos fundos imobiliários (FIIS) negociados na B3 tiveram retornos positivos em maio, de acordo com um levantamento da Smartbrain, uma plataforma de controle e consolidação de investimentos. Esse foi o segundo pior mês em desempenho da classe de ativos em 2022, com apenas 46,63% dos FIIS com performance de alta em maio.


Economia

Euromonitor vê desaceleração da economia brasileira e inflação mais alta em 2022 e 2023

“Prevemos que a inflação no Brasil atinja 9,7% em 2022 e fique em 5,5% em 2023”, diz a consultoria britânica em relatório


Copom deve estender alta de juros com inflação global descontrolada, avaliam especialistas

O Comitê de Política Monetária, o Copom, inicia sua reunião nesta terça (14) e deve elevar a Selic em 0,5 ponto percentual, segundo o consenso das projeções – deixando-a em 13,25% ao ano.


FATOS RELEVANTES 

TEPP11 - Positivo: O Fundo comunica a celebração do Instrumento Particular de Compromisso de Venda e Compra de Imóveis, cujo objeto é a venda dos conjuntos 51, 52, 53, 54, 61, 62, 63, 64, 71, 72, 73, 74, 81, 82, 83 e 84, correspondentes aos 5º, 6º, 7º e 8º andares do Edifício Timbaúba, situado na Rua Itapeva 538, Bela Vista, São Paulo/SP. O CVC foi celebrado pelo preço total de R$ 30.662.857,96 a ser pago contra a lavratura da escritura de venda e compra, desde que superadas as condições precedentes previstas no CVC. O preço de aquisição do ativo, em dezembro de 2019, foi de R$11.313,06/m², e o preço de venda será de R$13.075,85/m². A operação descrita resultará em um ganho de capital de R$0,47 por cota. Nos termos da regulamentação vigente (que prevê que o Fundo distribua rendimentos equivalente a, no mínimo, 95% dos lucros apurados em regime de caixa em cada semestre), a parcela do lucro com a venda integrará a base de cálculo da distribuição dos rendimentos do Fundo no respectivo semestre de liquidação da parcela do Preço de Aquisição.

Terça-Feira | Dia 14/06

Mercados

Fundos de Galpão: saiba por que devem estar no radar dos investidores

Os preços dos fundos de investimento imobiliário (FIIs) de logística ou de galpão, como também são conhecidos, estão descontados em virtude das incertezas do cenário macroeconômico. De acordo com um levantamento realizado a pedido do E-Investidor pela plataforma de investimentos Monett, essa categoria de FII está em negociação com descontos de 15,2%, em média, no mercado. No entanto, os dividendos pagos nos últimos 12 meses por esses fundos ficaram próximos ou superaram o patamar de dois dígitos.


Fiagro tem risco reduzido e supera problemas de quebras de safra, diz gestor do EGAF11

Há pouco mais de oito meses o investidor pessoa física pode investir no agronegócio com aportes em um fundos de investimentos ‘exclusivos’ do setor, os Fiagro. Considerando que o ativo é ‘novidade’ no mundo dos investimentos, o gestor e CIO da Ecoagro, Bruno Lund, destaca em entrevista exclusiva ao Suno Notícias que os riscos são reduzidos e totalmente atrelados às questões climáticas.


IFIX tem 6ª queda seguida, com IRDM11 e HCTR11 entre os destaques negativos

O IFIX, principal índice de fundos imobiliários da bolsa de valores brasileira (B3), encerrou a sessão de hoje (13) em queda de 0,40%, aos 2.803 pontos, a sexta baixa diária consecutiva. A sequência de baixas do índice ocorre após um total de 14 valorizações seguidas obtidas nos meses de maio e junho.


Quem compra imóvel para ganhar com aluguel leva 18 anos para recuperar investimento; entenda

O mercado imobiliário segue ocupando lugar de preferência entre os investidores brasileiros. Segundo último levantamento da Anbima, o segmento aparece atrás apenas da caderneta de poupança e dos fundos de investimentos.


Índice de fundos imobiliários encerra sessão com maior queda desde março; veja destaques

O Ifix, índice de referência da indústria de fundos imobiliários (FIIs), encerrou a sessão desta segunda-feira (13) com queda de 0,39%, aos 2.802 pontos. O resultado representa a maior queda desde 7 de março deste ano, quando houve desvalorização de 0,4%.


Gestora lança fundo multimercado que investe apenas em fundos imobiliários

Com a maior parte do portfólio em fundos imobiliários de tijolo, fundo multimercado da Rio Bravo tem como objetivo surfar o ganho de capital das cotas e reinvestir os dividendos na própria carteira


Economia

Energia responde por 31% do preço do pão e 26% do da cerveja; veja lista

Os custos com energia representam 31% do preço final do pão no Brasil, projeta estudo divulgado pela Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres).


Banco Central deve elevar taxa básica de juros na quarta e pode deixar porta aberta para mais altas

No último Boletim Focus, a mediana para o IPCA de 2022 estava em 8,89%, já bem acima do teto da meta, de 5%.


FATOS RELEVANTES 

RECT11 - Positivo: O fundo informa que celebrou Contrato de Locação com a EMPRESA BRASILEIRA DE PARTICIPAÇÕES EM ENERGIA NUCLEAR E BINACIONAL S.A., para a locação de quatro salas no Centro Empresarial Parque da Cidade, pelo prazo de 60 (sessenta) meses. O contrato terá vigência a partir de 13/06/2022, com área alugada correspondente a 1.404,52m². Após essa locação, a taxa de vacância do portfólio será de 11,61%.

MGFF11 - Positivo: O fundo informa que contratou a XP INVESTIMENTOS CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., para a prestação de serviços de formador de mercado ao Fundo, por meio da celebração, em 13/06/2022, de “Proposta para Prestação de Serviços de Formador de Mercado”, pelo Formador de Mercado, pelo Fundo e pela Gestora. 

TEPP11 - Positivo: O fundo informa que foi celebrado um Contrato de Locação com a AGÊNCIA COWORKING – PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA REALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS LTDA. (“Club Coworking”), dando em locação os conjuntos nºs 101, 102, 103, 104, 105 e 106 do Edifício Passarelli. Os imóveis locados para a empresa Club Coworking correspondem a 1.018,42m² de área BOMA. O contrato se inicia em 15.06.2022 e tem vigência de 60 meses. Dessa forma, o fundo estima que a locação descrita o impactará positivamente, ao término do prazo de 04 meses de carência, em R$ 0,02/cota no resultado. A taxa de vacância física do Fundo passa de 10,86% para 8,16%.


Segunda-Feira | Dia 13/06

Mercados

Para tornar trabalho presencial mais atraente, empresas dos EUA abrem escritório onde funcionários moram

Após a pandemia, trabalhadores passaram a valorizar tempo antes gasto no transporte.


Com shoppings em recuperação, BTG indica ação ‘incrivelmente atraente’ do setor

O BTG Pactual (BPAC11) tem uma visão positiva para as operadoras brasileiras de shopping centers. 


Cotas do fundo imobiliário NSLU11 sobem após pagamento de dívida milionária

Após suspender o pagamento de dividendos por dois meses, o fundo imobiliário (FII) Nossa Senhora de Lourdes (NSLU11) informou que pagou a dívida de R$ 27 milhões com a Rede D’Or (RDOR3).


A onda de demissões de quem não quer abandonar o trabalho remoto

Durante a pandemia, muitos trabalhadores disseram que pediriam demissão se seus empregadores os forçassem a voltar ao escritório. Em março, a Robert Half, uma empresa global de recrutamento, divulgou uma pesquisa que revelou que 50% dos trabalhadores americanos preferem se demitir do que serem forçados a voltar ao escritório em tempo integral.


Economia

Inflação e risco fiscal levam mercado a esperar taxa Selic ainda maior

Juros devem subir a 13,25% nesta semana; analistas veem nova alta em agosto.


Juro neutro se descola da meta da taxa Selic

Ruptura de padrão que vinha desde a adoção do regime de metas de inflação tem implicações para política monetária.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.