Clipping de Agro, Alimentos & Bebidas

Confira os destaques do setor de Alimentos e Bebidas nesta semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Confira as principais notícias do setor de agronegócios nesta semana

Quais tópicos costumamos abordar? Notícias relevantes para os segmentos de proteínas (bovina, suína e frango); açúcar & etanol; milho e soja; exportações brasileiras; dentre outras. Por que essas notícias são importantes? Porque elas podem impactar os preços de ações como ABEV3, BRFS3, JALL3, MEAL3, MRFG3 e SMTO3.

  • Gostaria de receber nossos relatórios por email de Agro, Alimentos & Bebidas (em inglês)? Clique aqui.
  • Quaisquer críticas, dúvidas ou sugestões são bem vindas: basta deixar um comentário no final do post.
  • Para acessar o pdf (em inglês) do Expresso Agro, Alimentos & Bebidas, com os principais gráficos do setor, clique aqui.
  • Para conferir nossas teses de investimento, basta clicar nos links abaixo. Nossas top picks são Marfrig e Jalles.

AmBev (ABEV3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 20 por ação

BRF (BRFS3):
recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 30 por ação

IMC (MEAL3):
recomendação de Neutro, preço-alvo de R$ 4 por ação

Marfrig (MRFG3): recomendação de Compra, preço-alvo de 24 por ação

Jalles Machado (JALL3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 14 por ação

São Martinho (SMTO3): recomendação de Compra, preço-alvo de R$ 38 por ação


Sexta-feira, 25 de Junho

Destaque para: (i) na China, preço do suíno vivo cai pela vigésima semana consecutiva (EuromeatNews); (ii) no Brasil, diante de cenário desafiador, cai a diferença entre valores da arroba e da carne no atacado (O Portal da Pecuária); (iii) piora o cenário para a safrinha de milho (Valor Econômico)

China’s live pig prices decreased for 20 consecutive weeksEuromeat News

For almost 5 months now, live pig prices in China have dropped continuously, going down from 36.8 yuan ($5.60)/kg in January to 15.8 yuan ($2.31)/kg, current slaughter pig price. That triggered a third-level alert by the National Development and Reform Commission. The recently formed commission aims to alert producers to make changes in their production plans, while at the same time adjusting pork reserves to stabilize prices, informs Lyle L. Jones, Genesus Director of Sales, China.

Mexico rejected tainted pork at U.S. border before barring Smithfield plantReuters

Mexican inspectors have rejected three pork skin cargos at the U.S.-Mexico border since April from the biggest U.S. pork plant operated by industry giant Smithfield Foods as well as another shipper, the country’s health safety agency told Reuters. In Mexico, pork skins are mostly used to make chicharrones, a popular fried delicacy found in a variety of dishes, from tacos to soups. The skins are not as prized by American consumers, underscoring the complementary nature of the binational pork trade.

Chapa fria no Madero: grupo tenta renegociação com credoresPipeline

A pandemia nocauteou os planos do grupo de restaurante Madero. Há dois anos a rede fundada por Junior Durski planejava um IPO em Nova York a múltiplos de Shake Shack. No ano passado, ajustou o plano para estrear na B3, mas os bancos coordenadores aconselharam a adiar os planos mais uma vez – ninguém estava com apetite para companhias que ficariam fechadas sabe-se lá por quanto tempo. Com a chapa fria, não sai hambúrguer, e nem faturamento.

Baixa disponibilidade de soja e milho deve puxar preços no Brasil no 2º semestre, diz analistaNotícias Agrícolas

Pode piorar antes de melhorar, é verdade. Mas o produtor que tem soja e milho para comercializar no Brasil ainda deve ter boas oportunidades e patamares remuneradores de preços no segundo semestre. Como explicou o diretor da Pátria Agronegócios, Matheus Pereira, aos poucos o mercado vai voltando à sua racionalidade e entendo que há os preços precisam estar altos diante de uma relação de oferta e demanda que é bastante apertada ainda. 

BOI/CEPEA: cai a diferença entre valores da arroba e da carne no atacadoO Portal da Pecuária

A diferença entre os preços do boi gordo e da carcaça casada bovina está em 9,01 Reais/@ neste mês de junho (até o dia 22) – com vantagem do animal –, um pouco abaixo da observada em maio, de 11,67 Reais/@. Trata-se, também, da segunda menor diferença deste ano, atrás apenas da registrada em janeiro/21, que foi de 5,27 Reais/@. Segundo pesquisadores do Cepea, a atual diminuição na diferença entre os valores se deve à valorização mais intensa da carne bovina frente à registrada para o boi gordo.

Piora o cenário para a safrinha de milhoValor Econômico

A safra brasileira de milho de inverno em 2020/21 ficará 20 milhões de toneladas abaixo de seu potencial produtivo de deverá somar 65,3 milhões de toneladas – a previsão inicial era de 84 milhões. Apesar dessa quebra, que em alguns Estados supera os 30% na comparação com o ciclo anterior, os produtores conseguiram ter uma boa rentabilidade.

Câmbio e petróleo elevam preços do açúcarValor Econômico

O açúcar acompanhou a alta do petróleo e a valorização do real em relação ao dólar e subiu na bolsa de Nova York nesta quinta-feira. O contrato do demerara para outubro, que é hoje o mais negociado, avançou 1,35% (23 pontos), a 17,24 centavos de dólar por libra-peso. Quando o petróleo sobe, cresce a procura por etanol, combustível que, assim como o açúcar, tem a cana como uma de suas matérias-primas.

Receita das exportações brasileiras de ovos cresceu 50,1% em maioValor Econômico

As exportações de ovos (in natura e processados) do país permaneceram aquecidas e alcançaram 470 toneladas em maio, 42% mais que no mesmo mês do ano passado, segundo informações divulgadas hoje pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). A receita dos embarques cresceu 50,1% na comparação, para US$ US$ 797 mil.

São Martinho emite R$ 500 milhões em debênturesValor Econômico

A São Martinho anunciou a emissão de R$ 500 milhões em debêntures simples, não conversíveis em ações e em série única. O banco escriturador dessa emissão, a terceira da companhia, será o Itaú. Em comunicado enviado ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a São Martinho afirmou que os recursos obtidos pelas debêntures serão destinados integralmente ao seu programa de investimentos, que inclui a construção de uma usina até 2023, e para o capex da empresa.

3tentos confirma intenção de IPO restritoValor Econômico

A 3tentos Agroindustrial confirmou ao mercado que considera conduzir uma oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) restrita, ou seja, apenas com a participação de investidores profissionais, conforme antecipou ontem o Valor. “A efetiva realização da potencial oferta restrita está sob análise da companhia e de seus acionistas, sendo que, até a presente data, não há definição sobre o volume efetivo a ser captado, o preço por ação e o cronograma para a sua implementação”, disse a empresa, em comunicado enviado ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Koppert e Acadian firmam parceriaValor Econômico

A Koppert do Brasil, subsidiária da holandesa Koppert, e a canadense Acadian Plant Health estabeleceram uma parceria para a venda conjunta de bioativadores no mercado brasileiro. O objetivo das companhias é faturar R$ 50 milhões com a venda desses insumos na safra 2021/22.

Galvani renova seu plano de expansãoValor Econômico

O executivo Marcos Stelzer, que trabalha há três décadas na indústria de fertilizantes, boa parte delas no grupo Anglo American, chegou à Galvani em abril com a missão de conduzir um plano de investimentos de R$ 2,5 bilhões, com o qual a companhia pretende expandir e diversificar seus negócios nos próximos cinco anos.

Zilor e BTG Pactual Asset criam FIDC para fornecedores de canaValor Econômico

Com três usinas sucroalcooleiras em São Paulo, o grupo Zilor, principal associado da Copersucar, criou, com o BTG Pactual Asset, um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) para financiar custeio e investimento dos fornecedores de cana com os quais tem contratos de longo prazo.

Governo estende por um ano estado de emergência contra gafanhotosValor Econômico

O Ministério da Agricultura prorrogou por um ano a vigência do estado de emergência fitossanitária em áreas produtoras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina devido ao risco de surto dos gafanhotos. No ano passado, nuvens de insetos se espalharam pela Argentina e quase entraram no Brasil, forçando o alerta e monitoramento das autoridades sanitárias do país.


Quinta-feira, 24 de Junho

Destaque para: (i)”Dilema de gestor: BR de hoje ou Raízen de amanhã?” (Pipeline); (ii) repercussões do resultado da Jalles Machado no 4T21 fiscal (Valor); (iii) na Argentina, governo teria chegado a acordo quanto à exportação de carne bovina (Bloomberg)

Argentina dials back beef export ban as inflation persists – Bloomberg

Argentina is stepping back from its ban on beef exports, an unorthodox move implemented last month in an effort to rein in runaway inflation. The government brokered a deal with industry leaders that would allow meatpackers such as Minerva SA and Marfrig Global Foods SA to export up tohalf of last year’s levels for some beef cuts, Production Minister Matias Kulfastold reporters Tuesday.

The measure lasts through August. “We’re prioritizing Argentines’ incomes and Argentines’ dinner tables,” Kulfas said. The government, he added, is also strengthening domestic price controls and reviewing next steps for longer-term beef policies. The beef restrictions are a new chapter in the uneasy relationship between Argentina’s leftist government and farmers whose exports rake in tens of billions of much-needed hard currency. The government took office 18 months ago and has has already tried to nationalize a bankrupt soy exporter and banned corn exports, only to backtrack on both.

Brazil beef producer Marfrig cements push into Paraguay with land purchaseReuters

Brazilian beef producer Marfrig Global Foods said on Wednesday it had purchased land in Paraguay to construct a refrigeration plant in the city of Yby Yaú, cementing its entry into the South American country, a major beef exporter. The firm last September announced a non-binding agreement with the Paraguayan Association of Meat Producers and Exporters (APPEC) to explore potential investment opportunities in the country, including plans for a new joint venture.

Dilema de gestor: BR de hoje ou Raízen de amanhãPipeline

Duas ofertas grandes de um mesmo segmento estão na rua e levantando o debate entre os gestores sobre onde alocar capital. A BR Distribuidora já lançou seu follow-on, totalmente secundário, de pouco mais de R$ 11 bilhões. A Raízen, joint venture entre Cosan e Shell, está em roadshow com um IPO em que pretende levantar R$ 10 bilhões exclusivamente para o caixa (pode chegar à casa dos R$ 13 bilhões com lotes extras).

Lucro da Jalles Machado cresceu 122,7% na safra 2020/21Valor Econômico

A sucroalcooleira Jalles Machado, que estreou na B3 no segmento Novo Mercado em fevereiro, encerrou a safra 2020/21 com lucro líquido de R$ 170,4 milhões, um crescimento de 122,7% em relação à temporada anterior. Maior produtor de açúcar orgânico do Brasil, a companhia turbinou seus resultados com maior aposta no mercado de açúcar (orgânico e convencional) e concentrando as vendas de etanol na entressafra, quando obteve preços maiores.

Caixa vai ofertar R$ 35 bi em crédito ao campo em 2021/22Valor Econômico

Estreante na operação da subvenção federal no crédito rural, a Caixa vai disponibilizar R$ 7 bilhões para operações com equalização no Plano Safra 2021/22. Outros R$ 28 bilhões em recursos próprios completam os R$ 35 bilhões que serão ofertados para financiamentos ao campo a partir de 1º de julho, montante recorde para o banco.

Agricultura familiar critica alta de jurosValor Econômico

A decisão de aumentar os juros do crédito rural para a agricultura familiar no Plano Safra 2021/22 foi uma opção do governo para conseguir atender um número maior de produtores, segundo a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. As taxas foram elevadas para entre 3% e 4,5%, ante 2,75% a 4% na temporada que está chegando ao fim. O volume total de recursos foi ampliado em 19%, para R$ 39,3 bilhões no Pronaf.

Aportes da UE em ‘descarbonização’ têm pouco efeitoValor Econômico

A União Europeia injetou 100 bilhões de euros (pouco mais de R$ 590 bilhões) em ações voltadas a estimular a descarbonização de sua agricultura entre 2014 e 2020, mas os resultados são decepcionantes para o bloco que procura dar lições ao resto do mundo sobre produção sustentável.

Milho e soja recuam em Chicago com clima e área de plantio nos EUAValor Econômico

As cotações de milho e soja voltaram a cair na bolsa de Chicago nesta quarta-feira, em um misto de mercado climático e ajuste de posições dos fundos para o aguardado relatório do Departamento de Agricultura dos EIUA (USDA) que vai atualizar as estimativas de área plantada no país na safra 2021/22, que será divulgado na semana que vem.

Com ajuste de posições, açúcar e café sobem em NYValor Econômico

açúcar demerara retornou ao campo positivo na sessão desta quarta-feira na bolsa de Nova York. O contrato para outubro, o mais negociado, avançou 1,61% (27 pontos), a 17,01 centavos de dólar por libra-peso. O café arábica seguiu a mesma direção, com o contrato com entrega para setembro, o de maior liquidez atualmente, subindo 1,18% (190 pontos), a US$ 1,5390 por libra-peso.

Projeto Reverte, de recuperação de terras, começa a sair do papelValor Econômico

Anunciado em outubro de 2019 pela Syngenta, multinacional de insumos agrícolas controlada por estatais chinesas, o projeto Reverte, que tem por objetivo recuperar 1 milhão de hectares de terras degradadas em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Maranhão, acaba de registrar a assinatura de seu primeiro contrato.


Quarta-feira, 23 de Junho

Destaque para: (i) na União Europeia, indústria de grãos faz alerta para aumento das importações diante dos objetivos sustentáveis do bloco (Reuters); (ii) Argentina impõem limites às exportações de alguns cortes de carne bovina até o final do ano (Reuters); (iii) nos EUA, estoques de etanol sobem e milho cai 3,2% no pregão em Chicago (Valor)

Meat Grown in Israeli Bioreactors Is Coming to American DinersBloomberg

An Israeli startup wants to replace chicken coops, barns and slaughterhouses with bioreactors to churn out cell-based meat for American diners. Future Meat Technologies Ltd. is in talks with U.S. regulators to start offering its products in restaurants by the end of next year. The company has just opened what it calls the world’s first industrial cellular meat facility, which will be able to produce 500 kilograms (1,102 pounds) a day.

EU grain industry warns of import surge from green goalsReuters

European Union targets to reduce the environmental impact of farming could cut crop production sharply and turn the bloc into a net cereal importer, grain industry group Coceral said on Wednesday. Under its “Farm to Fork” strategy set out last year, the European Commission proposed objectives for 2030 including expanding organic production to 25% of farmland from 8% currently, and cutting pesticide use by 50%.

Argentina to limit exports of some beef cuts until end of yearReuters

Argentina’s government said on Tuesday it will limit exports of some beef cuts until the end of the year as part of its effort to control domestic food price inflation. The world’s fifth-largest beef exporter and a key supplier to China, Argentina halted exports for a month in mid-May. “Exports are being re-established, but only up to 50% of last year’s average exports,” Argentine Minister of Productive Development Matias Kulfas told a news conference.

Corteva says CEO James Collins Jr to retireReuters

Pesticide and seed maker Corteva Inc said on Wednesday Chief Executive Officer James Collins Jr will retire, months after activist investor Starboard Value LP had sought his ouster. Starboard had nominated eight directors to the board of Corteva in January, seeking to oust Collins and take control of the company. In March, the activist investor settled after Corteva agreed to appoint three new independent directors backed by Starboard.

PIB do agro deverá crescer 2,6% em 2021, prevê IpeaValor Econômico

O valor adicionado (VA) do setor agropecuário do país deverá crescer 2,6% em 2021, projetou hoje o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea). Em março, o órgão previu alta de 2,2% no PIB do campo, e a revisão para cima foi puxada pela melhora nos resultados de produtos como soja e carnes de frango e suína. Porém, a crise hídrica que afeta lavouras de milho, cana, café e laranja, entre outras, continua no radar, bem como as incertezas que cercam a demanda doméstica por bovinos.

Subsídios agrícolas globais continuam a crescerValor Econômico

Os subsídios ao setor agrícola continuam a aumentar e alcançaram US$ 720 bilhões por ano entre 2018 e 2020 em 54 países monitorados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Economico (OCDE). Os países ricos continuam a assegurar boa parte da renda de seus produtores com a política, enquanto China, Índia e Indonésia estão entre os que mais aumentaram as ajudas destinadas ao setor no período.

No Brasil, ajuda caiu para 1,5% da receita bruta do agricultorValor Econômico

Os níveis relativamente baixos de subsídios e proteção ao setor agrícola no Brasil refletem a posição do país de exportador competitivo, destacou a OCDE em relatório divulgado ontem. A ajuda como parte da receita bruta do agricultor brasileiro caiu de 7,6%, entre 2000 e 2002, para 1,5% de 2018 a 2020. Em comparação, subsídios da União Europeia (UE) garantem 19% da renda do produtor. Nos EUA, o percentual é de 12% ao ano, em média.

Ovo é a proteína animal mais consumida do país, e ‘mitos’ ainda precisam ser vencidosValor Econômico

Proteínas animais são consumidas em 98,5% dos lares brasileiros, e o ovo é o principal destaque – com presença em 96% –, seguido pelas carnes de frango (94%), suína (80%), bovina (79%) e, por fim, os pescados (65%). O panorama foi divulgado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta quarta-feira.

Copersucar avalia novas parceriasValor Econômico

Após concluir a safra 2020/21 com margens maiores e alavancagem menor, a Copersucar entra no ciclo atual com uma visão ainda mais otimista. A companhia, que faturou R$ 38,7 bilhões no último ciclo, vê possibilidades para novas parcerias para aproveitar o esperado crescimento do mercado de etanol dos Estados Unidos e para desenvolver seus negócios no Brasil, e já planeja novo aporte em logística.

Estoques de etanol sobem nos EUA, e milho cai 3,2% em ChicagoValor Econômico

As cotações do milho tiveram queda acentuada na bolsa de Chicago nesta terça-feira. Os papéis para dezembro, no momento os de maior liquidez, caíram 3,23% (18 centavos de dólar), a US$ 5,390 o bushel, e o vencimento de segunda posição, para setembro, recuou 3,19% (18,25 centavos de dólar), para US$ 5,530 o bushel.

Resultados dos investimentos da UE para “descarbonizar” sua agricultura decepcionamValor Econômico

A União Europeia injetou 100 bilhões de euros (pouco mais de R$ 590 bilhões) em ações voltadas a estimular a descarbonização de sua agricultura entre 2014 e 2020, mas os resultados são decepcionantes para o bloco que procura dar lições ao resto do mundo sobre produção sustentável. Relatório do Tribunal de Contas Europeu mostra que cerca de 25% dos recursos da Política Agrícola Comum da UE foram alocados para a luta contra o aquecimento global no período examinado, mas as emissões de gases de efeito estufa (GEE) não diminuíram desde 2010.

IFC anuncia empréstimo de até US$ 20 milhões para a Agrofértil no ParaguaiValor Econômico

O IFC, braço de investimentos do Banco Mundial, anunciou um novo empréstimo de até US$ 20 milhões para a Agrofértil, uma das maiores exportadoras de grãos do Paraguai e cliente da instituição desde 2011. A linha de crédito é renovável anualmente por um período de cinco anos. Segundo o IFC, os recursos serão usados pela empresa para financiar e oferecer assistência técnica a seus produtores/fornecedores — 71% dos quais com áreas de cultivo superiores a 500 hectares.

Pro Solus recebe aporte da GEFValor Econômico

A GEF, gestora de private equity que investe em negócios com critérios de sustentabilidade, comprou uma participação na paranaense Pro Solus. A gestora pagou cerca de R$ 75 milhões (US$ 15 milhões), em tranche majoritariamente primária, por ações da companhia de tecnologia para agricultura de precisão.


Terça-feira, 22 de Junho

Destaque para: (i) México bloqueia importação de planta de suínos da Smithfield nos EUA (Reuters); (ii) na China, plantel de suínos estaria próximo dos níveis pré-ASF (Bloomberg); (iii) São Martinho eleva lucro em 2020/21 e propõe dividendo recorde (Valor Econômico)

Mexico blocks pork shipments from world’s biggest hog plant in U.SReuters

Mexico blocked all shipments from the world’s largest pork plant in North Carolina due to concerns about the quality of hog skins from the Smithfield Foods facility, the company said on Monday. The halt in shipments from the plant in Tar Heel, in eastern North Carolina, is a hit to the U.S. pork sector. The facility became ineligible to export to Mexico last Wednesday, according to the U.S. Department of Agriculture.

Crop Watch – Ratings slide again but weekend rains stop further declineReuters

The U.S. Crop Watch corn and soybean fields endured mostly hot and dry weather last week, but an active pattern over the weekend brought rain to nearly every location. In some cases, that moisture stopped what would have been a certain drop in conditions. The need for additional rain is still very present for many of the producers as most rainfall amounts were not the widespread soaking that is needed after several dry weeks.

U.S., Brazil expected to constrain ethanol output in coming monthsReuters

The United States and Brazil, the world’s top two ethanol producers, are expected to hold down production in coming months because of the surging cost of corn and sugar.

EU industry hands Brussels headache over carbon border levyReuters

Brussels policymakers, about to unveil the world’s first carbon border levy, are caught between industry demands to twin it with free carbon permits worth billions of euros, and analysts’ warnings that doing so could expose the EU to legal challenges at the WTO.

Smithfield Sued for Profiting From Covid Meat-Shortage FearsBloomberg

A consumer advocacy group is suing Smithfield Foods Inc. for allegedly fueling fears of a meat shortage during the pandemic to boost demand and prices for its products. Food & Water Watch filed a lawsuit on June 16 in Washington, D.C., claiming Smithfield, the top U.S. pork producer, sought to drive up demand even as it had ample reserves in cold storage and increased exports, mostly to China. The lawsuit also alleges the company misled the public about safety measures for its workers.

China’s Hog Herd Has Almost Recovered From African Swine FeverBloomberg

China’s hog population rose 24% in the year through May and has now almost fully recovered from the recent resurgence in African swine fever, according to the country’s agriculture ministry. Herd sizes are close to normal for this time of year, Xin Guochang, an official at the ministry’s animal husbandry bureau, said in an interview on state television. Meanwhile, around 3.5 million of low-productivity breeding sows were culled in the first five months of the year, he said, which should lead to an improvement in herd fertility.

Chicken Producer Sanderson Exploring Sale, Dow Jones SaysBloomberg

Sanderson Farms Inc., the U.S.’s third-biggest chicken producer, is exploring a sale, Dow Jones reported, citing people familiar with the matter. The company has hired Centerview Partners to give advice about a sale, and potential buyers include Continental Grain Co., according to Dow Jones. Chief Financial Officer Mike Cockrell declined to comment, citing company policy on not responding to market speculation. Centerview and Continental Grain, which owns Wayne Farms LLC, the sixth-biggest U.S. chicken producer, didn’t immediately respond to requests for comment.

Crise hídrica pode ‘segurar’ o PIB agrícolaValor Econômico

Principal motor do crescimento da economia brasileira no primeiro trimestre, o setor agropecuário poderá perder dinamismo e encerrar 2021 com Produto Interno Bruto (PIB) estável depois de quatro anos consecutivos de crescimento. Diante da consolidação das estimativas de quebras de safra em lavouras como milho, café, cana e laranja, por causa do baixo volume de chuvas, a consultoria MB Agro, por exemplo, já reviu para estabilidade seu cenário para o ano, que era de expansão de 2,5% a 3% do PIB do campo.

São Martinho eleva lucro em 2020/21 e propõe dividendo recordeValor Econômico

A tumultuada safra sucroalcooleira de 2020/21, que começou com uma pandemia e preços negativos de petróleo e terminou com uma das piores secas em 100 anos, está bem longe de ser uma má lembrança para os acionistas do grupo São Martinho. Aproveitando os preços elevados do mercado do açúcar e a recuperação do mercado interno de etanol no fim do ciclo, a empresa alcançou um lucro líquido de R$ 207,4 milhões no quarto trimestre, de entressafra, um aumento de 45,4%. Com isso, o lucro da temporada totalizou R$ 927,1 milhões, um salto de 45,1%, o que fez a diretoria propor aos acionistas o maior pagamento de dividendos da sua história.

CMN aprova condições das linhas de crédito do Plano Safra 2021/22Valor Econômico

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, nesta segunda-feira, as condições das linhas de crédito rural do Plano Safra 2021/22. A votação ocorreu de forma virtual em reunião extraordinária convocada para analisar apenas os votos do Banco Central e do Ministério da Economia. As decisões só serão divulgadas depois do anúncio oficial da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, nesta terça-feira, no Palácio do Planalto.

Clima e câmbio puxam altas de açúcar e café em NYValor Econômico

A falta de chuvas no Centro-Sul do Brasil e a desvalorização do dólar ofereceram suporte às cotações de açúcar e café na bolsa de Nova York nesta segunda-feira. Os contratos do café arábica para setembro, no momento os de maior liquidez, subiram 1,38% (210 pontos), a US$ 1,5405 por libra-peso. Nas negociações do açúcar, os papéis do demerara para outubro avançaram 2,46% (41 pontos), a 17,07 centavos de dólar por libra-peso.

Com chuvas nos EUA, soja e milho fecham em direções opostas em ChicagoValor Econômico

Nesta segunda-feira, em meio às notícias sobre chuvas no cinturão de grãos dos Estados Unidos, os contratos futuros de soja para novembro, no momento os de maior liquidez, fecharam em alta de 0,48% (6,25 centavos de dólar) na bolsa de Chicago, a US$ 13,1925 o bushel. O contrato de segunda posição, para agosto, subiu 1,13% (15,25 centavos de dólar), a US$ 13,7025 o bushel.

Usina Batatais fecha acordo com a Cargill e assumirá a CevasaValor Econômico

A Usina Batatais, empresa de açúcar e etanol do empresário Bernardo Biagi, acertou a compra da Central Energética Vale do Sapucaí (Cevasa), atualmente controlada pela multinacional americana Cargill. A conclusão do negócio depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Começam em Londres audiências de ação que citricultores brasileiros movem contra a CutraleValor Econômico

Começaram nesta segunda-feira na High Court of Justice, em Londres, as audiências no âmbito da ação que está sendo movida por cerca de 1,5 mil citricultores sobretudo de São Paulo contra a Cutrale, uma das maiores exportadoras de suco de laranja do mundo, por prejuízos causados por uma suposta formação de cartel entre indústrias do segmento.

SLC avança para assumir a Terra SantaValor Econômico

Os acionistas da SLC Agrícola aprovaram ontem a incorporação das operações da Terra Santa, acordo assinado em novembro de 2020 e que já tem também o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e dos conselhos de administração das duas empresas. A previsão é que a transação seja fechada por R$ 753 milhões, mas, até a data de conclusão do negócio, prevista para julho, o valor final ainda pode passar por ajustes.

Na InCeres, um cheque do provocador da família MaggiPipeline

A família Maggi nunca passou anônima no campo brasileiro. Reis da soja, os herdeiros de André Maggi já fizeram até ministro de Estado e comandam a maior trading agrícola de capital nacional. Num mundo cada vez mais conectado, também se mexem para não ficar de fora da agricultura 4.0.


Segunda-feira, 21 de Junho

Destaque para: (i) nos EUA, fazendeiros apostam no plantio do sorgo em função da demanda chinesa, segundo a Reuters; (ii) no Brasil, expectativa de alta de juros no Plano Safra, que deve ser anunciado amanhã, segundo o Valor; (iii) no campo das empresas, Marfrig adquire terreno no Paraguai e BRF compra empresa de ração para pets

U.S. Plains farmers bet on sorghum as Chinese demand lifts pricesReuters

U.S. farmers are poised to expand plantings of sorghum by nearly 20% this year, a far larger percentage than soy or corn acres, as the crop purchased mainly by China for use in animal feed and to make baiju liquor trades at a premium. Although strong demand for corn and soybeans lifted futures prices of those crops to near-decade highs, farmers said sorghum is particularly appealing this year as it is more resistant to drought.

Expectativa de alta de juros no Plano SafraValor Econômico

O governo federal vai anunciar amanhã, no Palácio do Planalto, o Plano Safra 2021/22, e a expectativa é de elevação nos juros para o financiamento dos produtores. A alta nos custos de produção, reflexo do dólar valorizado nos preços dos insumos, e o apetite aberto para investimentos – efeito de recorde de colheitas, exportações e cotações de commodities nesta temporada – vão forçar um aumento no volume de recursos ofertados para o crédito rural. Que virá mais “verde”, com foco na produção sustentável, e terá mais incentivos para armazenagem e inovação.

Programas de redução de gases ganham forçaValor Econômico

O Plano Safra 2021/22 será “mais verde”. A ministra Tereza Cristina vai apresentar medidas para fortalecer os programas de redução da emissão de gases de efeito estufa (ABC), de inovação tecnológica (Inovagro), de armazenagem (PCA) e de incentivos à irrigação (Moderinfra). As linhas vão passar a financiar também a produção de bioinsumos, energia renovável e a adoção de práticas conservacionistas de uso, manejo e proteção dos recursos naturais.

CTC busca ‘educar’ investidor antes de oferta de açõesValor Econômico

O Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) está buscando “educar” potenciais investidores antes de retomar seu processo de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), que foi interrompido em abril deste ano. Na ocasião, havia uma forte concorrência com várias outras ofertas, e a janela de IPOs no mercado brasileiro começava a se fechar.

CTC eleva ganhos com royalties e quintuplica lucro na safra 2020/21Valor Econômico

Embora a maior parte das usinas tenha reduzido significativamente a área de plantio de cana na safra passada (2020/21) para reforçar a moagem em meio à pandemia, o CTC continuou aumentando seus ganhos com os royalties das variedades vendidas no país. Ganhando participação de mercado, a empresa encerrou a temporada com lucro de R$ 224,9 milhões, mais que cinco vezes o do ciclo anterior.

Marfrig compra terreno no Paraguai para construir frigorífico de US$ 100 milhõesValor Econômico

A Marfrig comprou um terreno para construir um frigorífico no Paraguai, projeto de cerca de US$ 100 milhões que já estava no radar. Em setembro do ano passado, a companhia havia anunciado um acordo não vinculante com a associação de pecuaristas do Paraguai para construir uma unidade. O movimento aconteceu após a firma de Marcos Molina desistir de comprar o Frigonorte, uma empresa em dificuldades financeiras.

BRF compra a Hercosul, um negócio bom para cachorroValor Econômico

A BRF fechou nesta madrugada a aquisição da gaúcha Hercosul, um dos ativos mais disputados da indústria de ração para pets. Num mercado bom para cachorro, com margens da ordem de 20% e grandes multinacionais concorrendo, a dona da Sadia marca o primeiro passo da estratégia que buscar colocá-la entre as duas maiores do mercado brasileiro — um segmento com potencial para movimentar R$ 40 bilhões.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.