XP Expert

Todas atenções voltadas para a decisão do Fed: redução de estímulos e aumento das taxas de juros estão em pauta

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,6% | 106.759 Pontos

CÂMBIO +0,0% | 5,68/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou a sessão da última terça-feira (14/12) com queda de 0,58% aos 106.759 pontos, enquanto isso, o dólar fechou com leve alta de 0,02% aos R$ 5,68. As taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem em queda nas taxas mais longas, levando a perda de inclinação na curva. O movimento refletiu a ata do Copom, que trouxe tom hawkish (mais duro), e o resultado dos serviços em outubro, que veio fraco. DI jan/23 fechou em 11,47%; DI jan/25 encerrou em 10,46%; DI jan/27 foi para 10,37% e DI jan/29 fechou em 10,42%.

Nesta quarta-feira, mercados globais amanhecem mistos (EUA 0% e Europa +0,3%) enquanto investidores aguardam a decisão do Federal Reserve, que será divulgada hoje, sobre o futuro da política monetária do país. Ainda nos EUA, dados da inflação ao produtor (PPI) vieram acima do esperado (+9,6% vs. +9,2% ano contra ano), representando o seu maior aumento de preços desde novembro de 2010. No continente europeu, a inflação ao consumidor (CPI) do Reino Unido atingiu +5,1% nos últimos 12 meses, um nível bem acima da meta de 2% esperada pelo Banco Central. Na China (-0,9%), a bolsa encerra em campo negativo em consequência das preocupações com possíveis novas sanções dos EUA sobre empresas de tecnologia e biotecnologia do país somadas aos dados de vendas do varejo que mostraram uma desaceleração (+3,9% a.a. em novembro vs. +4,9% em outubro). Por fim, o petróleo (-1,1%) amanhece em queda após pronunciamento da International Agency Association afirmando que novas restrições causadas pela variante Ômicron poderão afetar a demanda futura pela commodity.

Em economia, o mercado espera que a autoridade monetária dos EUA acelere a redução dos estímulos monetários e sinalize aumentos das taxas de juros no ano que vem. Dados de atividade na China indicam que o governo está conseguindo pilotar um pouso suave da economia. No Brasil, dados do setor de serviços abaixo do esperado podem levar a nova queda do PIB no quarto trimestre. Ainda assim, o Copom indicou na ata de sua reunião que deve manter as taxas de juros elevados por mais tempo do que o programado, para garantir a ancoragem das expectativas de inflação.

Além disso, em política internacional, seguido de meses de embate, o Congresso americano aprovou projeto que eleva o teto da dívida por USD 2,5 trilhões, o que deve impedir a volta do assunto à pauta até após as eleições parlamentares de 2022. Na seara diplomática, os EUA avança medidas que geram tensões com a Beijing. Após acordo entre as Casas, a Câmara aprovou projeto que busca proibir importações da região de Xianjing, devido ao suposto uso de mão de obra escrava na região. A iniciativa foi aprovada com apoio bipartidário e deve ser votada no Senado ainda nesta semana.

Por fim, na frente ESG, o fundo de descarbonização criado pela Petrobras – e que envolve um valor de US$248mn para o período 2022-2026 – destinará recursos para iniciativas que permitam à empresa abater emissões de carbono não só dentro das operações da petroleira, mas também poderá beneficiar projetos de reflorestamento; e o governo brasileiro pretende apresentar um projeto para desenvolver uma economia nacional do hidrogênio no primeiro semestre de 2022 e, assim, conectar o país oficialmente a uma das grandes apostas globais para descarbonizar a economia do planeta.

Tópicos do dia

Economia

  1. Todas as atenções voltadas para a decisão do Fed. O mercado espera que a autoridade monetária dos EUA acelere a redução dos estímulos monetários e sinalize aumentos das taxas de juros no ano que vem. No Brasil, dados do setor de serviços abaixo do esperado podem levar a nova queda do PIB no quarto trimestre

Política

  1. Congresso americano aprovou projeto que eleva o teto da dívida por USD 2,5 trilhões
  2. Na seara diplomática, os EUA avança medidas que geram tensões com a Beijing

Empresas

  1. Multilaser (MLAS3): Parceria com a Targus
  2. Embraer Voando Mais Alto do que as Companhias Aéreas
  3. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Petrolíferas solares?

ESG

  1. Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG
  2. Os planos do governo para hidrogênio verde no Brasil | Café com ESG, 15/12

Veja todos os detalhes

Economia

Todas as atenções voltadas para a decisão do Fed. O mercado espera que a autoridade monetária dos EUA acelere a redução dos estímulos monetários e sinalize aumentos das taxas de juros no ano que vem. No Brasil, dados do setor de serviços abaixo do esperado podem levar a nova queda do PIB no quarto trimestre.

  • O FOMC, comitê de política monetária do banco central dos EUA, se reúne hoje pela primeira vez desde que o presidente Jerome Powell disse no mês passado que o aumento da inflação pode não ser temporário e que o banco central pode tomar medidas mais tempestivas.  O mercado espera que a autoridade monetária dos EUA intensifique a redução do estímulo monetário e sinalize aumentos das taxas de juros no ano que vem. Esta semana, cerca de 20 bancos centrais estão decidindo sobre a política monetária. A tendência geral é de taxas mais altas em todo o mundo, para combater as consequências inflacionárias da Covid;
  • O banco central chileno, por exemplo, aumentou sua taxa básica de juros em 1.25 pp ontem, para 4,0%. E sinalizou mais aperto à frente. Projetamos que a taxa atinja 5,75% em meados de 2022;
  • A produção industrial na China cresceu 3,8% ano a ano em novembro, acima das expectativas (3,5%). O crescimento de ativos fixos e investimentos imobiliários também ficaram alinhados com as expectativas, sugerindo uma desaceleração moderada em relação à outubro. O crescimento anual das vendas no varejo, no entanto, desacelerou de 4,9% para 3,9%, uma vez que as pessoas ficaram em casa em meio a novos surtos de coronavírus. Ainda assim, os números mostram que o governo chinês tem conseguido conduzir um pouso suave na economia até agora, com apenas os mercados imobiliários sendo uma exceção;
  • Os preços do petróleo estão caindo pelo terceiro dia consecutivo, à medida que novas restrições foram impostas para conter a disseminação da variante Ômicron do coronavírus;
  • No Brasil, a receita real do setor de serviços caiu 1,2% mês/mês em outubro, abaixo da nossa expectativa (-0,5%) e da de mercado (0,1%). Na comparação com outubro de 2020, a atividade de serviços cresceu 7,5% (projeção XP: 8,6%; consenso: 9,6%). Consequentemente, o efeito de transferência estatística para o crescimento do setor terciário no 4º trimestre é de -1,5% no trimestre. Esse é mais um sinal de que a atividade está perdendo fôlego, mesmo antes de o aperto monetário recente atingir a economia;
  • O Banco Central divulgou a ata da última reunião do Copom. O documento reforçou o tom austero do comunicado pós-reunião, ao afirmar que “o Copom concluiu que o processo de ajuste monetário deve ser mais restritivo do que o utilizado no cenário de base ao longo do horizonte relevante”. Considerando que a atividade já está perdendo fôlego e que boa parte do aperto monetário ainda não atingiu a economia, ainda acreditamos que, após uma nova alta de 1,5pp em fevereiro, o Copom se sentirá confortável em reduzir o ritmo em março para 0,75pp. A partir daí, o Copom deve entrar em modo “esperar para ver”, com a taxa Selic em 11,50%. Mas reconhecemos que o risco é de que a Selic avance para além deste patamar;
  • Na frente Fiscal, o governo indicou que aumentará os salários dos servidores das forças policiais no próximo ano. Segundo o Ministério da Justiça, a decisão aumenta em R $ 2,8 bilhões os gastos com a folha de pagamento do governo. O aumento tem que ser feito dentro do teto de gastos;
  • A China anunciou que vai retomar a importação de carne bovina brasileira. É uma boa notícia para os produtores, mas pode elevar os preços da carne bovina para os consumidores domésticos.

Política

Congresso americano aprovou projeto que eleva o teto da dívida por USD 2,5 trilhões

  • Seguido de meses de embate, o Congresso americano aprovou projeto que eleva o teto da dívida por USD 2,5 trilhões, o que deve impedir a volta do assunto à pauta até após as eleições parlamentares de 2022.

Na seara diplomática, os EUA avança medidas que geram tensões com a Beijing

  • Na seara diplomática, os EUA avança medidas que geram tensões com a Beijing. Após acordo entre as Casas, a Câmara aprovou projeto que busca proibir importações da região de Xianjing, devido ao suposto uso de mão de obra escrava na região. A iniciativa foi aprovada com apoio bipartidário e deve ser votada no Senado ainda nesta semana;
  • E a Casa Branca estaria estudando sanções mais firmes sobre o maior produtor de chips da China. Entre as medidas sendo avaliadas, estão novas restrições de exportações de tecnologia americana utilizada pelas empresas de chips chinesas.

Empresas

Multilaser (MLAS3): Parceria com a Targus

  • Ontem, a Multilaser anunciou que celebrou uma parceria para comercialização e distribuição dos produtos da Targus, empresa de destaque no mercado global de mochilas, cases para notebooks e tablets;
  • Inicialmente, serão contemplados na parceria 30 produtos entre mochilas, cases, pastas, rollers, teclados, mouses e coolers, complementando o atual portfólio de mais de 5 mil produtos Multilaser;
  • Enxergamos o anúncio como positivo, pois está em linha com a estratégia de ampliação do mercado endereçável e diversificação do portfólio da empresa. Reiteramos nossa recomendação de compra e preço-alvo para o final de 2022 de R$13,0/ação.

Embraer Voando Mais Alto do que as Companhias Aéreas

  • Estamos iniciando a cobertura do setor de aviação com uma preferência pela Embraer em relação às companhias aéreas. O relatório cobre a:
    • Embraer (Compra, preço-alvo de R$27,30/ação, 29% de valorização);
    • Azul (Neutro, preço-alvo de R$30,00/ação, 16% valorização); e
    • Gol (Neutro, preço-alvo de R$22,00/ação, 15% valorização).
  • Embora tenhamos uma visão positiva em relação ao cenário competitivo das companhias aéreas brasileiras (disciplina de capacidade esperada), nos vemos impedidos de uma visão mais otimista devido a:
    • um cenário macro desafiador (BRL fraco, preços de combustível elevados e atividade econômica fraca) ; e
    • estimativas de mercado já precificando uma forte recuperação (XPe em linha ou ligeiramente abaixo do consenso).
  • Já para a Embraer, apesar dos desafios impostos pela COVID, vemos uma opcionalidade em seu produto eVTOL.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Pix ganha espaço e já desbanca boleto na preferência de lojistas. (Valor);
    • Produtos e serviços personalizados são aposta dos bancos. Open banking e Pix são alguns dos temas que movimentam a indústria. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Vacinação ajuda varejo de moda neste ano, mas 2022 traz incertezas. (Valor);
    • Vendas físicas no varejo na Black Friday têm queda nominal de 1,5% em relação a 2020. (O Globo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • OMC confirma a vitória do Brasil em disputa com Índia sobre açúcar (Valor);
    • Ambev vai distribuir quase R$ 9,5 bilhões aos acionistas no fim de 2021 (Guia da Cerveja);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • TCU vê falhas e venda da Eletrobras pode atrasar. (Valor Econômico);
    • Petrobras reduz preço da gasolina em 3% a partir de quarta (15). (epbr);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Petrolíferas solares?

  • Intel divulga nova tecnologia para a produção de semicondutores;
  • Instagram atinge a marca de 2 bilhões de usuários ativos mensalmente;
  • Shell anuncia nova aquisição para impulsionar sua frente de energia solar;
  • Políticas monetárias mais contracionistas são apontadas como principal risco para 2022;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Radar ESG | Aviação Brasil (EMBR3, AZUL4 e GOLL4): Voando pelos ares ESG

  • Para o setor de Aviação, vemos o pilar S como o mais importante, seguido pelo G e E, respectivamente;
  • Na nossa visão, em uma perspectiva por companhia, a EMBR3 é a melhor posicionada entre as empresas do setor sob a cobertura da XP, principalmente por sua nova família de aeronaves conceito, Família “Energia”, seguida pela AZUL4, cujo principal destaque é sua boa prática de governança e compromisso com o pilar ambiental;
  • Por fim, também vemos a GOLL4 voando nos ares da tecnologia limpa, mas atrás de seus pares quando o tema é governança corporativa;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Os planos do governo para hidrogênio verde no Brasil | Café com ESG, 15/12

  • O mercado fechou o pregão de terça-feira em território negativo, com ambos índices, Ibov e ISE, em leve queda de -0,6%;
  • No Brasil, (i) o fundo de descarbonização criado pela Petrobras – e que envolve um valor de US$248mn para o período 2022-2026 – destinará recursos para iniciativas que permitam à empresa abater emissões de carbono não só dentro das operações da petroleira, mas também poderá beneficiar projetos de reflorestamento; e (ii) o governo brasileiro pretende apresentar um projeto para desenvolver uma economia nacional do hidrogênio no primeiro semestre de 2022 e, assim, conectar o país oficialmente a uma das grandes apostas globais para descarbonizar a economia do planeta;
  • No internacional, de acordo com o Carbon Disclosure Project (CDP), o número de empresas que compartilham dados climáticos aumentou quase 40% no ano passado, à medida que investidores e legisladores pressionaram os conselhos;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.