XP Expert

Tapering do Fed e Ata do COPOM são os destaque hoje

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,3% | 113.583 Pontos

CÂMBIO +1,1% | 5,39/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou em alta de +0,3% atingindo os 113.583 pontos nesta segunda-feira (27). A sessão de ontem teve bastante volatilidade com temores acerca do anúncio da coletiva de imprensa da Petrobras. O presidente da empresa, Joaquim Silva e Luna, acabou negando qualquer possibilidade de mudança da política de preços da estatal.  As taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem em alta, especialmente nos vencimentos médios e longos, levando a uma maior inclinação na curva de juros local. O movimento foi novamente reflexo da elevação da T-Note (nota soberana da dívida norte-americana), aliada à alta do dólar e das commodities, o que aumenta o receio com a inflação local. DI jan/22 fechou em 7,155%; DI jan/24 encerrou em 9,82%; DI jan/26 foi para 10,35%; e DI jan/28 fechou em 10,67%.

Bolsas internacionais amanhecem negativas (EUA -0,3% e Europa -1,4%) devido à venda generalizada das ações de tecnologia nos EUA enquanto investidores se preparam para um possível início do tapering do Federal Reserve. Na China (+0,1%), o mercado encerra sem movimentos expressivos ao passo que ambos Goldman Sachs e Nomura reduziram suas projeções de crescimento do PIB de 7,7% vs. 8.2% anteriormente. A redução das expectativas é consequência da redução da geração de energia através do carvão com o intuito de reduzir as emissões de carbono no país, porém o movimento está causando uma oferta limitada de energia para indústrias, que por sua vez se veem obrigadas a limitar a sua produção. O petróleo (+0,9%) rompe a marca dos US$ 80 e alcança o seu preço mais alto desde 2018. O juro de 10 anos americano amanhece em 1,52%, também atingindo uma máxima desde julho e contribuindo para a correção de empresas de tecnologia.

No campo da política internacional, em linha com o esperado, o projeto que evita shutdown do governo dos EUA no fim do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022 não teve os 60 votos necessários para ser aprovado no Senado americano devido à falta de consenso entre republicanos e democratas. Vale lembrar que parlamentares tem até 5ª feira para evitar um paralisação do governo e, segundo Janet Yellen, o país pode atingir o teto da dívida em outubro. Líderes republicanos defendem que democratas devem aprovaram a elevação do teto da dívida sem ajuda da oposição, uma manobra que visa complicar o panorama para o pacote social de USD 3.5 trilhões. No entanto, poderiam negociar um orçamento de curto-prazo para evitar o shutdown. Portanto, cresce a possibilidade de que as propostas sejam separadas nos próximos dias.

Do lado de economia, o mercado de títulos dos EUA começa a apreçar na normalização da política monetária. Os preços globais da energia disparam em meio ao risco na oferta de petróleo e gás natural. No Brasil, membros do governo sinalizaram que o Auxílio-Emergencial de combate à Covid poderia ser estendido. O destaque hoje é a divulgação ata da última reunião do Copom, com sinais sobre os próximos passos da política monetária.

Por fim, estamos iniciando cobertura de Natura&Co. (NTCO3) com recomendação de Compra e um preço alvo de R$65,0/ação. Nossa visão positiva é baseada em (i) um sólido posicionamento de mercado; (ii) uma estrutura robusta de P&D; (iii) nossa visão positiva da aquisição da Avon; (iv) interessantes riscos positivos; (v) seu forte foco em ESG (veja análise completa do nosso time ESG aqui); e (vi) um valuation atrativo. Veja o relatório de início de cobertura completo aqui.

Tópicos do dia

Economia

  1. O mercado de títulos dos EUA começa a apreçar na normalização da política monetária. Os preços globais da energia disparam em meio ao risco na oferta de petróleo e gás natural. No Brasil, membros do governo sinalizaram que o Auxílio-Emergencial de combate à Covid poderia ser estendido

Política

  1. Senado rejeita projeto que evita shutdown do governo no fim do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022

Empresas

  1. Natura&Co (NTCO3): (R)evolução Natural; Iniciando com recomendação de Compra
  2. Data Expert: A Beleza dos Dados
  3. Grendene (GRND3): Nova fábrica e prorrogação de incentivos fiscais; Positivo
  4. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | O desafio da Apple

ESG

  1. Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade!
  2. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 28/09

Veja todos os detalhes

Economia

O mercado de títulos dos EUA começa a apreçar na normalização da política monetária. Os preços globais da energia disparam em meio ao risco na oferta de petróleo e gás natural. No Brasil, membros do governo sinalizaram que o Auxílio-Emergencial de combate à Covid poderia ser estendido

  • O mercado de títulos dos EUA começou a apreçar que o Fed pode começar a aumentar as taxas dos Fed Funds antes do esperado. Os juros do título do Tesouro de 10 anos subiu acima de 1,5%, enquanto a taxa de cinco anos ultrapassa 1%. Na semana passada, o Resumo de Projeções Econômicas do Fed mostrou que metade dos membros do FOMC (comitê de política monetária) já vê aumentos nas taxas de juros em 2022;
  • Os preços da energia estão disparando, em meio ao risco de oferta de petróleo e gás natural. O petróleo Brent disparou acima de 80 dólares o barril, com sinais de que a demanda está ultrapassando a oferta e esgotando os estoques. O gás natural atingiu uma nova máxima de sete anos nos EUA e na Europa, devido às preocupações com a oferta apertada no inverno. Os altos preços da energia são uma ameaça à recuperação global;
  • Em relação aos dados econômicos, o destaque hoje é o indicador de confiança do consumidor do Conference Board de setembro nos EUA. O consenso do mercado espera um ligeiro aumento frente a agosto (de 113,8 para 115,0);
  • No Brasil, o Ministro da Cidadania João Roma disse que o “Auxílio Emergencial” pode ser estendido. O programa termina neste mês. A ideia original do governo era substituir por um programa permanente (Auxílio Brasil), mas ainda não está claro como o novo programa se enquadrará no atual marco legal fiscal;
  • O banco central publica hoje a ata de sua última reunião do Copom, dando sinais sobre os próximos passos da política monetária. Na semana passada, o Copom elevou a taxa Selic pela quinta vez neste ano, para 6,25%.

Política

Senado rejeita projeto que evita shutdown do governo no fim do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022

  • Em linha com o esperado, o projeto que evita shutdown do governo no fim do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022 não teve os 60 votos necessários para ser aprovado no Senado americano devido à falta de acordo entre republicanos e democratas. Vale lembrar que parlamentares tem até quinta-feira para evitar um shutdown (paralisação) do governo e entes públicos e, segundo Janet Yellen, o país pode atingir o teto da dívida em outubro;
  • Líderes republicanos defendem que democratas devem aprovaram a elevação do teto da dívida sem ajuda da oposição, uma manobra que visa complicar o panorama para o pacote social de USD 3.5 trilhões. No entanto, poderiam negociar um orçamento de curto-prazo para evitar o shutdown. Portanto, cresce a possibilidade de que as propostas sejam desassociadas nos próximos dias.

Empresas

Natura&Co (NTCO3): (R)evolução Natural; Iniciando com recomendação de Compra

  • Estamos iniciando cobertura de Natura&Co. (NTCO3) com recomendação de compra e um preço alvo de R$65,0/ação;
  • Nossa visão positiva é baseada em (i) um sólido posicionamento de mercado, através de quatro marcas globais com preços e portfólios complementares; (ii) uma estrutura robusta de P&D, que leva a produtos inovadores e diferenciados; (iii) nossa visão positiva da aquisição da Avon; (iv) interessantes riscos positivos, como os planos de internacionalização da NTCO ​​(China e EUA), M&A e o desenvolvimento de um ecossistema de beleza; (v) seu forte foco em ESG; e (vi) um valuation atrativo;
  • Os principais destaques do nosso relatório são: i) análise proprietária comparativa das principais marcas do mercado de vendas diretas no Brasil; ii) análise das métricas de mídia social dos principais participantes do mercado de beleza do Brasil e principais iniciativas da NTCO nesta frente; iii) análise das tendências pós Covid esperadas para o mercado de Beleza e como a NTCO está posicionada para cada uma delas; iv) análise do potencial adicional com a entrada na China e nos EUA; e v) análise ESG;
  • Clique aqui para ver o relatório completo.

Data Expert: A Beleza dos Dados

  • Estamos lançando o relatório “A Beleza dos Dados”, onde comparamos as estratégias de venda direta da Avon, Natura e O Boticário. Essa é uma análise proprietária onde analisamos a revista de venda direta de cada marca e mapeamos todas as diferentes marcas, SKUs e linhas de produtos, bem como suas estratégias de preços e descontos;
  • Nossas principais conclusões são: (i) a Avon é altamente complementar ao Portfólio da Natura, tanto em termos de posicionamento de preço quanto de categorias; (ii) Avon é uma marca mais promocional, embora a Natura pratique descontos médios maiores; (iii) a Avon/Natura fixa seus descontos por produto enquanto O Boticário define por marca; e (iv) a alta variedade do O Boticário é impulsionada principalmente por uma “famílias” de perfumes com diferentes aromas para um mesmo produto (por exemplo, spray corporal e loção corporal);
  • Clique aqui para ver o relatório completo.

Grendene (GRND3): Nova fábrica e prorrogação de incentivos fiscais; Positivo

  • A Grendene anunciou via fato relevante a decisão da construção de uma nova fábrica, prevista para 2022 e localizada em Crato (CE), que deve gerar 1.000 novos empregos para a região e ampliar a capacidade de produção em 500 mil pares mensais;
  • Atualmente, a empresa tem 11 fábricas distribuídas entre CE, RS e BA e uma capacidade de produção de até 250 milhões de pares/ano. A ampliação representa um aumento de 2,4% na capacidade e deve requerer um investimento de R$30 milhões – ou aproximadamente 22% do CAPEX anual de ‘19;
  • Adicionalmente, a companhia divulgou a aprovação da prorrogação e aumento dos incentivos fiscais do ICMS do programa PROVIN/CE até 2032 – incluindo Sobral, Fortaleza e Crato, onde estão suas fábricas atuais no estado. O anúncio deve trazer mais segurança à tese, visto que atualmente cerca de 50% dos lucros da Grendene vêm de incentivos fiscais;
  • Mantemos nossa posição cautelosa com o papel considerando os cenários competitivo e macroeconômico desfavoráveis, mas vemos as notícias como positivas. Com isso, mantemos nossa recomendação Neutra e preço-alvo de R$10,7/ação.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • BC vê números do mercado de crédito de agosto consistentes com retomada econômica. Estoque do crédito para pessoas físicas está crescendo cada vez mais rapidamente, afirmou Fernando Rocha. (Valor);
    • Crédito se aproxima de inflexão com retomada frágil e alta de juros. Saldo para empresas deve continuar perdendo ritmo e cenário macro pode afetar PF. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Para XP, a Natura está montando um exército de microinfluenciadoras (Neofeed);
    • Inflação e juros podem prejudicar o Natal (Valor);
    • Grandes redes de restaurantes preparam aumento de preços (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Asinha e picanha na brasa — mercado tenta antecipar passos de Marfrig e BRF (Pipeline);
    • Vendas de etanol das usinas do Centro-Sul caíram 14,8% na 1ª quinzena de setembro (Valor);
    • The Country That Makes Breakfast for the World Is Plagued by Fire, Frost and Drought (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Cade aprova aquisição da CEEE-T pela CPFL Energia. (Valor Econômico);
    • Petrobras diz que não vai mudar política de preços. (Valor Econômico);
    • Preços do petróleo sobem acima de US$ 80 o barril pela primeira vez em três anos. (Financial Times);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | O desafio da Apple

  • O IATSE revelou que o serviço de streaming da Apple, possuía, em julho, menos de 20 milhões de usuários nos EUA;
  • Elon Musk habilitou que seus clientes solicitem a versão Beta de seu sistema de direção autônomo;
  • O Google anunciou que fará uma redução na comissão cobrada nas compras de software de terceiros em seu marketplace de serviços de nuvem;
  • Dados revelam que 69% dos unicórnios do mundo estão concentrados nos EUA e na China;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Radar ESG | Natura&Co. (NTCO3): Não é apenas maquiagem; ESG é uma realidade!

  • Como uma companhia focada em ESG, a Natura&Co. tem um longo histórico de iniciativas ligadas à sustentabilidade: desde sua fundação (1969), a empresa trabalha duro para integrar a sustentabilidade dentro de sua estratégia, com uma ampla divulgação de informações e metas ambiciosas, construindo uma forte reputação por tratar seus vários stakeholders de forma responsável;
  • Com o objetivo de obter resultados sociais, ambientais e financeiros por meio do uso de ingredientes sustentáveis ​​da Amazônia, vemos a empresa transformando desafios socioambientais em oportunidades de negócios, ao mesmo tempo em que desfrutando de um momento em que todos os olhos estão voltados para ESG;
  • Destacando-se no universo de cobertura da XP, vemos a NTCO entre as  empresas melhores posicionadas sob a ótica ESG;
  • Clique aqui para acessar o conteúdo.

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 28/09

  • A semana começou em campo positivo, com tanto o Ibov quanto o ISE em leve alta de +0,3% no pregão de ontem;
  • No Brasil, (i) um grupo formado por 120 CEOs e presidentes de grandes empresas e lideranças do país assinou uma carta elaborada pelo Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds) que será entregue ao governo com posicionamento claro sobre ações que esperam ver na CoP-26, também em decisões no Brasil; e (ii) Marcelo Barbosa, presidente da CVM, reafirmou ontem em evento que o interesse cada vez maior dos investidores em informações sobre as melhores práticas ESG é um dos motores que guiam a agenda regulatória atual da organização;
  • No internacional, empresas que atuam no setor de mineração de criptomoedas, principalmente Bitcoin, encontraram na energia nuclear uma alternativa para driblar a pressão de políticas ESG, frente às cobranças pela redução no consumo de energia elétrica na mineração. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.