XP Expert

Preocupação com coronavírus e reformas no Brasil em destaque

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -1,2% | 113.770 Pontos

CÂMBIO +0,04% | 4,32/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Após uma semana de volatilidade para a bolsa, o Ibovespa fechou estável. Porém, as preocupações em relação aos impactos do coronavírus, que voltaram a se elevar no fim da semana passada, pesam sobre os mercados internacionais nesta manhã.

São mais de 40 mil casos e 910 mortes, incluindo 136 casos no cruzeiro japonês e 4 novos casos no Reino Unido, cujo governo declarou a doença uma ameaça clara e iminente à saúde pública, elevando as medidas de contenção do vírus.

As principais bolsas asiáticas caíram na segunda-feira, enquanto os investidores monitoram o reinício das fábricas chinesas e o que pode ocorrer a partir do momento que milhares de pessoas começam a voltar ao trabalho em empresas como a Foxconn, fabricante da Apple.

Por outro lado, notícias reportam que muitas cidades, como Pequim e Xangai, estão estimulando as pessoas a trabalhar remotamente, de casa, enquanto algumas das gigantes de tecnologia, como a Alibaba e a Meituan, prolongaram o recesso até o dia 16 ou mais.

Com os casos de coronavírus fora da China continuando a aumentar, descobrir se a taxa de crescimento do vírus está se estabilizando é o grande foco. Enquanto isso, as autoridades monetárias dos mercados emergentes entram em cena. O Banco Popular da China continuou com medidas para manter a liquidez do sistema financeiro na segunda-feira.

No lado econômico, a inflação da China teve forte aceleração em janeiro, atingindo alta recorde de 5,4% na comparação anual de janeiro. O dado surpreendeu a expectativa de mercado que previa 4,9%. A alta dos preços de alimentos, em especial o de carnes, foi o principal destaque da pesquisa.

No Brasil, a semana começa com a expectativa do envio da proposta do governo de reforma administrativa, que está em fase final de elaboração, com uma versão já sob o escrutínio do presidente Bolsonaro. Vale sempre lembrar que o tema já foi adiado algumas vezes. Perda de estabilidade para algumas carreiras e a aplicação para servidores estaduais e municipais são os maiores dilemas.

Além disso, os governadores passaram a pedir que a PEC emergencial mantenha os gatilhos automáticos para corte de despesas. Senadores preferiam que fossem aprovadas leis locais para não arcarem sozinhos com o ônus da medida impopular.

Por fim, hoje começa o nosso especial Super Clássicos da Bolsa, um evento ao vivo, online e gratuito, onde traremos grandes discussões: Via Varejo ou Magazine Luiza? Itaú ou Bradesco? Vale ou Usiminas? JBS ou Ambev? Copel ou Cemig? EZTec ou Cyrela? Entre outros nomes, os analistas de ações da XP e outros especialistas do mercado vão debater os principais confrontos setoriais da Bolsa brasileira. Para participar e assistir aos vídeos em tempo real, basta acessar a página do evento aqui e se inscrever.

Tópicos do dia

Temporada de resultados do 4º trimestre

Clique aqui para acessar o calendário completo
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados

Brasil

  1. Governadores pedem que medidas automáticas de controle de gastos sejam mantidas na PEC emergencial
  2. Proposta de reforma administrativa deve ser finalizada nos próximos dias

Empresas

  1. Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): Coronavírus estaria prejudicando exportações de carnes à China
  2. IRB (IRBR3): incertezas permanecem elevadas após gestora questionar resultados – recomendação sob revisão
  3. CCR (CCRO3): companhia informa decisão judicial favorável à suspensão do corte de 5,26% na tarifa básica da Novadutra

Renda Fixa

  1. Resumo semanal sobre o Tesouro Direto

Veja todos os detalhes

Brasil

Governadores pedem que medidas automáticas de controle de gastos sejam mantidas na PEC emergencial

  • De acordo com o Valor Econômico, governadores pediram ao relator da PEC emergencial, senador Oriovisto Guimaraães, que a implementação automática de gatilhos para corte de despesas e readequação orçamentária seja mantida na proposta de emenda constitucional;
  • A ideia contraria a fala de senadores que, na última semana, pediram ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que governadores e prefeitos tivessem que aprovar as leis locais antes que as medidas para controle de gastos fossem implementadas;
  • Os Parlamentares do Congresso Nacional afirmaram que não querem arcar sozinhos com o ônus de aprovar uma proposta que abrange pontos impopulares, como a suspensão de ajustes para servidores e a proibição de concursos públicos.

Proposta de reforma administrativa deve ser finalizada nos próximos dias

  • De acordo com o Valor Econômico, o governo pretende finalizar nos próximos dias a proposta de reforma administrativa, que deverá atingir os servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário;
  • Ainda não há consenso sobre quais as carreiras que perderão a estabilidade, os critérios de avaliação dos trabalhadores que deixarão de ter esse benefício e se a reforma atingirá também servidores públicos estaduais e municipais. Até o momento, a proposta inclui o funcionalismo do Legislativo e do Judiciário, mas não atinge parlamentares, procuradores, juízes e militares;
  • Como ainda existem muitos pontos não resolvidos, a ideia é que a proposta seja encaminhada em fases. Em um primeiro momento, que está previsto para acontecer agora em fevereiro, será enviada uma proposta de emenda constitucional (PEC) que englobe os temas de forma mais geral. Em um segundo momento, seriam tratados outros detalhamentos, como as questões salariais dos servidores. A expectativa é de que o texto caminhe no Congresso junto com a PEC emergencial e que todas as mudanças sejam aprovadas e implementadas até 2022.

Empresas

Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): Coronavírus estaria prejudicando exportações de carnes à China

  • Segundo o Valor Econômico, devido ao coronavírus, o sistema portuário chinês está praticamente parado, pondo os frigoríficos brasileiros exportadores em estado de alerta;
  • O Ministério da Agricultura admite que as exportações brasileiras à China podem ser prejudicadas nos próximos meses. Conforme três fontes da indústria, os importadores estão deslocando cargas para portos de Hong Kong e Cingapura; 
  • Ao Valor, o secretário de Relações Internacionais do ministério disse esperar uma recuperação. “Acreditamos que esse baque poderá ser compensado nos meses seguintes”, frisou. Segundo o secretário, a China ainda precisa conviver com a epidemia de peste suína africana: “Não podem parar de comprar comida”.

IRB (IRBR3): incertezas permanecem elevadas após gestora questionar resultados – recomendação sob revisão

  • A gestora Squadra Investimentos divulgou nos últimos dois domingos sua tese de investimento short (posição vendida) em IRB. O conteúdo de 234 páginas contempla as razões que levaram a gestora a acreditar que o lucro reportado da resseguradora não representa seu resultado recorrente;
  • Como reação à divulgação, as ações caíram quase 16% já na parte da manhã da última segunda-feira e mantiveram alta volatilidade desde então;
  • Vamos apresentar neste relatório os principais argumentos da Squadra, bem como a nossa visão preliminar. Até o momento a companhia não se pronunciou oficialmente sobre os questionamentos. Clique aqui para acessar nosso relatório completo.

CCR (CCRO3): companhia informa decisão judicial favorável à suspensão do corte de 5,26% na tarifa básica da Novadutra

  • A CCR informou na sexta-feira, via fato relevante, que seu pedido judicial pela suspensão da Deliberação n° 1.093 da ANTT, ratificado pela Deliberação n° 74, foi deferido. Com isso, fica suspensa a redução de 5,26% da tarifa básica de todas as praças de pegádio compreendidas na BR-116/RJ/SP, trecho sob concessão da NovaDutra;
  • A redução havia sido informada pela ANTT em dezembro e confirmada pelo órgão na última terça-feira (4), após análise das exigências legais questionadas pela Concessionária NovaDutra.

Renda Fixa

Resumo semanal sobre o Tesouro Direto

  • Na semana anterior, todos os títulos apresentaram valorização, como resultado de fechamento da curva DI futuro;
  • Na semana passada houve novo corte na taxa Selic, para 4,25% e o fechamento ocorreu apesar do tom do Banco Central de interrupção nos cortes, uma vez que o mercado espera este patamar baixo por mais tempo;
  • Para maiores detalhes, acesse nosso relatório aqui.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.