PIB brasileiro do primeiro trimestre cresce 1,2%, acima do consenso; Projetamos crescimento de 5,2% no ano

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Clique para ouvir

IBOVESPA 1,6% | 128.267 Pontos

CÂMBIO -1,3% | 5,15/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa teve 5ª alta consecutiva e bateu 128 mil pontos ontem, renovando máxima histórica; dólar bateu mínima desde dezembro, R$ 5,15. As taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem em baixa nos vencimentos mais longos, após divulgação do PIB do primeiro trimestre acima do consenso e em alta nos vencimentos mais curtos, refletindo maiores apostas em aperto monetário mais forte ainda neste ano. DI jan/22 fechou em 5,11%; DI jan/24 foi para 7,51%; DI jan/26 encerrou em 8,18%; e DI jan/28 fechou em 8,61%.

Os mercados globais amanhecem em território neutro para positivo (EUA 0% e Europa +0,2%) na falta de catalisadores para movimentar os índices, que já negociam próximos de níveis recordes. O presidente do Fed Saint Louis disse em entrevista que vê o mercado de trabalho dos EUA como “bastante apertado”. Se essa visão se tornar um consenso entre os membros do FOMC (Comitê de Política Monetária do Fed), isso poderia acelerar o cronograma do banco central para reduzir o estímulo monetário. Investidores aguardam novos comentários do Federal Reserve sobre a atual condição econômica americana. Ontem também, os preços do petróleo atingiram o nível mais alto desde outubro de 2018, outro fator que alimenta as preocupações inflacionárias no mundo.

No Brasil, o PIB do 1T21 divulgado ontem cresceu 1,2%, acima das expectativas de mercado e em linha com nossa projeção, confirmando o desempenho sólido da atividade econômica no período recente e desencadeando uma nova rodada de revisão das projeções de crescimento.  Projetamos agora o crescimento do PIB de 2021 em 5,2%, e a inflação anual do IPCA em 6,2%, após atingir 8,7% em agosto (ver relatório).

O Congresso aprovou ontem cinco projetos de lei que recompõem despesas obrigatórias e remanejam recursos do Orçamento de 2021, encerrando o impasse sobre a matéria que se arrastava desde sua aprovação, no final de março. Algumas demandas dos parlamentares, no entanto, continuam descobertas, e deputados mencionaram, durante a sessão, promessa feita pelo governo de envio de um novo PLN remanejando recursos para cobrir gastos cortados com rodovias e universidades federais. No acordo para que as votações fossem realizadas, o governo consentiu com a derrubada de onze vetos – entre eles o que amplia o recebimento de cota dupla do auxílio emergencial de 2020 e o trecho do Orçamento que amplia recursos para policiais e bombeiros do DF – os vetos ao plano de recuperação de estados e municípios foram adiados.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, formalizou a escolha de Marcos Rogério como relator da MP da capitalização da Eletrobras. O senador é vice-líder do governo e era a escolha preferida pelo Planalto. Há forte disposição do plenário, no entanto, para fazer alterações no texto aprovado pelos deputados. O governo pretende aprovar o texto no Senado na semana que vem para que haja tempo suficiente para nova votação da Câmara até o dia 22, quando se encerra o prazo de vigência da medida provisória.

Na agenda, o IBGE divulga a produção industrial (PIM) de abril as 9:00. Nossa expectativa e do consenso é de recuo de 0,4% m/m (36,2% a/a XP e 36,6% a/a consenso).

Tópicos do dia

Acesse aqui o relatório internacional

Economia

  1. Presidente do Fed Saint Louis vê o mercado de trabalho dos EUA como “bastante apertado”. Preços do petróleo atingiram o nível mais alto desde outubro de 2018. Ambos fatores alimentam as preocupações inflacionárias no mundo. No Brasil, o PIB do 1T ficou acima das expectativas, desencadeando uma nova rodada de revisão das projeções de crescimento. Projetamos agora o crescimento do PIB de 2021 em 5,2%, e a inflação anual do IPCA em 6,2%, após atingir 8,7% em agosto.

Política

  1. Congresso aprova projetos que recompõem despesas do Orçamento e encerra impasse
  2. Senado define Marcos Rogério, vice-líder do governo, como relator da MP da Eletrobras

Commodities

  1. Petróleo: Preços sobem após OPEP+ manter inalterado acordo de produção

Empresas

  1. Vale (VALE3): Trabalhadores da Vale em Sudbury rejeitam acordo e operação é paralisada
  2. Fleury (FLRY3): duas aquisições marcando a entrada no Espírito Santo
  3. Notícias Diárias do Setor Financeiro
  4. Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 02/06

Veja todos os detalhes

Economia

Presidente do Fed Saint Louis vê o mercado de trabalho dos EUA como “bastante apertado”. Preços do petróleo atingiram o nível mais alto desde outubro de 2018. Ambos fatores alimentam as preocupações inflacionárias no mundo. No Brasil, o PIB do 1T ficou acima das expectativas, desencadeando uma nova rodada de revisão das projeções de crescimento. Projetamos agora o crescimento do PIB de 2021 em 5,2%, e a inflação anual do IPCA em 6,2%, após atingir 8,7% em agosto.

  • James Bullard, presidente do St Louis Fed, disse em uma entrevista ao Financial Times que “o mercado de trabalho deve ser interpretado como bastante restrito”. Se essa visão se tornar um consenso entre os membros do FOMC (Comitê de Política Monetária do Fed), isso poderia acelerar o cronograma do banco central para reduzir o estímulo monetário. Bullard é um membro não votante este ano, mas se tornará eleitor em 2022;
  • Os preços do petróleo atingiram o nível mais alto desde outubro de 2018, após a avaliação otimista da OPEP sobre a demanda e com a menor perspectiva de um retorno rápido do Irã o mercado. Esta manhã, o WTI estava sendo negociado a mais de 68 dólares por barril e o Brent acima de 71 dólares por barril. O aumento dos preços do petróleo é combustível para as preocupações inflacionárias globais;
  • As vendas no varejo na Alemanha ficaram aquém das expectativas do mercado em abril, em -5,5% no mês a mês (-2,5% esperado). Apesar do número fraco, vemos a recuperação da economia alemã como sólida;
  • O PIB do Brasil cresceu 1,2% QoQ no 1T21 (1,0% A / A), em linha com nossa estimativa (1,1% A / A; 0,8% A / A) e acima do consenso de mercado (0,9% A / A; 0,5% A / A). Do lado da oferta, todos os setores expandiram no último trimestre (em termos trimestrais). Os números do PIB do primeiro trimestre confirmaram a maior resiliência da economia doméstica no período recente, conforme sugerido por um amplo conjunto de indicadores mensais de atividade divulgados nos últimos meses. O PIB brasileiro continuou em trajetória de recuperação, apesar do agravamento da pandemia em meados de fevereiro e da interrupção das medidas de estímulo do governo no final de 2020 (especialmente as transferências emergenciais de dinheiro para as famílias mais vulneráveis). Em nossa opinião, o impacto do fim do estímulo fiscal (‘abismo fiscal’) foi mitigado pelo uso de ‘poupanças familiares preventivas e circunstanciais’ que aumentaram substancialmente no ano passado (dada a elevada incerteza quanto à dinâmica de Covid 19 crise e as próprias restrições de mobilidade). Além disso, a forte alta dos preços internacionais das commodities e a melhor adaptação de empresas e famílias ao cenário pandêmico também podem ter contribuído para o bom desempenho do PIB;
  • Após a divulgação dos resultados do PIB do 1º trimestre, revisamos nossas principais projeções macroeconômicas para 2021. Em primeiro lugar, elevamos a expectativa de crescimento do PIB este ano, de 4,1% para 5,2%. Devido à pressão altista de custos e à crise hídrica, aumentamos também as previsões para o IPCA em 2021 (de 5,4% para 6,2%) e 2022 (de 3,5% para 3,8%). Com isso, a razão entre dívida pública bruta e PIB deve encerrar este ano em 82,2%, 6,6 pontos percentuais abaixo do nível registrado no final de 2020. Ademais, reduzimos nossa projeção para a taxa de câmbio no final de 2021, de R$/US$ 5,30 para R$/US$ 5,10. Por fim, não acreditamos mais em normalização parcial das condições monetárias este ano. Projetamos que a taxa Selic atingirá seu nível neutro (6,5% a.a.) até o final de 2021;
  • Ontem, o ministro Paulo Guedes reforçou que o presidente Bolsonaro apoia a Reforma Administrativa. No início desta semana, a imprensa publicou que o presidente teria pedido ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que não avançasse com a matéria.

Política

Congresso aprova projetos que recompõem despesas do Orçamento e encerra impasse

  • O Congresso aprovou ontem cinco projetos de lei que recompõem despesas obrigatórias e remanejam recursos do Orçamento de 2021, encerrando o impasse sobre a matéria que se arrastava desde sua aprovação, no final de março. Algumas demandas dos parlamentares, no entanto, continuam descobertas, e deputados mencionaram, durante a sessão, promessa feita pelo governo de envio de um novo PLN remanejando recursos para cobrir gastos cortados com rodovias e universidades federais. No acordo para que as votações fossem realizadas, o governo consentiu com a derrubada de onze vetos – entre eles o que amplia o recebimento de cota dupla do auxílio emergencial de 2020 e o trecho do Orçamento que amplia recursos para policiais e bombeiros do DF – os vetos ao plano de recuperação de estados e municípios foram adiados.

Senado define Marcos Rogério, vice-líder do governo, como relator da MP da Eletrobras

  • O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, formalizou a escolha de Marcos Rogério como relator da MP da capitalização da Eletrobras. O senador é vice-líder do governo e era a escolha preferida pelo Planalto. Há forte disposição do plenário, no entanto, para fazer alterações no texto aprovado pelos deputados. O governo pretende aprovar o texto no Senado na semana que vem para que haja tempo suficiente para nova votação da Câmara até o dia 22, quando se encerra o prazo de vigência da medida provisória.

Commodities

Petróleo: Preços sobem após OPEP+ manter inalterado acordo de produção

  • Nesta terça-feira os preços do petróleo (Brent) fecharam em em alta de +1,34% a US$70,25 barril, após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e Aliados (Opep+) manter inalterado seu plano de elevar sua produção cautelosamente em junho e junho;
  • De acordo com a Opep+, foi observado um “fortalecimento contínuo dos fundamentos do mercado, com a demanda de petróleo mostrando sinais claros de melhora e os estoques da OCDE caindo à medida que a recuperação econômica continua na maior parte do mundo diante dos programas acelerados de vacinação”;
  • Adicionalmente, o relatório oficial de fornecimento da Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) deve ser publicado hoje às 11:30 da manhã (horário de Brasília), com expectativas do mercado de uma redução de -2,144 milhões de barris nos estoques dos EUA;
  • Nessa manhã de quarta-feira, a commodity opera em território positivo em alta de +1,14% em US$71,05 barril (Brent). 

Empresas

Vale (VALE3): Trabalhadores da Vale em Sudbury rejeitam acordo e operação é paralisada

  • Em comunicado publicado ontem (1), a Vale anunciou que as atividades nas operações de Sudbury, onde a mineradora tem importante produção de níquel no Canadá, serão suspensas após empregados representados por um sindicato local terem rejeitado proposta da companhia para novo acordo coletivo de trabalho de cinco anos. De acordo com a Vale, os planos de contingência foram implementados para preservar a integridade e segurança das usinas e das minas no local;
  • A operação de Sudbury é responsável por cerca de 22% da produção total de níquel da mineradora e metade do níquel produzido pela Vale no Canadá. Atualmente, a unidade conta com uma capacidade nominal de 66 mil toneladas de níquel refinado por ano;
  • Vemos um impacto limitado para as ações, uma vez que o referido acordo foi anteriormente aprovado pelo comitê de negociação sindical, de acordo com a Vale. Com isso, acreditamos que os problemas sejam resolvidos no curto prazo. Mantemos nossa recomendação de Compra para a Vale;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Fleury (FLRY3): Duas aquisições marcando a entrada no Espírito Santo

  • Fleury anunciou a assinatura de acordo para aquisição dos laboratórios Pretti e Bioclínico por R$315M marcando sua entrada no Estado do Espírito Santo;
  • As duas empresas combinadas possuem um total de 40 unidades de atendimento (“PSC”) e registraram vendas de R$96 milhões em 2020, ou uma média de vendas por PSC de R$199mil/mês que se compara aos R$908mil/mês do Fleury consolidado ou R$325mil/mês das suas marcas regionais;
  • Portanto, a avaliação implícita seria um EV/Vendas de 3,3x, em comparação com o múltiplo EV/Vendas’20 atual de Fleury de 2,8x;
  • Embora pequena, vemos a transação como positiva, pois expande o alcance nacional do Fleury por um preço razoável. Esperamos que os ganhos de sinergia diluam os múltiplos implícitos, especialmente considerando o provável aumento dos serviços oferecidos no Pretti e Bioclínico, dada a diferença considerável de receita por PSC deles e a do Fleury;
  • Finalmente, considerando o tamanho da transação e que vemos a FLRY3 sendo negociada a um P/L’21 de 24,4x e P/L’22 de 21,4x, que está em linha com sua média histórica, reiteramos nossa recomendação Neutra para a empresa e nosso preço-alvo de R$29/ação.

Notícias Diárias do Setor Financeiro

  • Acesse este relatório com notícias do setor financeiro que complementam nossos comentários publicados no Morning Call, mas que não consideramos relevantes o suficiente para serem analisadas. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

  • Nesta publicação diária, trazemos as principais notícias do setor de varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) nacional e internacional, complementando nossa visão sobre as tendências e acontecimentos mais importantes do dia. Além disso, o relatório contém um resumo dos múltiplos e recomendações para as empresas de nossa cobertura;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 02/06

  • Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo falam sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança;
  • Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance histórica do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP;
  • Por que essas informações são importantes? Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.