XP Expert

O mercado estende ganhos ainda refletindo as notícias de ontem sobre a variante Ômicron e sobre o estímulo econômico na China. No Brasil, o impasse da “Pec dos Precatórios” continua

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,7% | 106.859 Pontos

CÂMBIO +0,6% | 5,69/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa emplacou a terceira sessão consecutiva de alta e dessa vez contou com o apoio do exterior para fechar a sessão no terreno positivo cotado aos 106.859 pontos. O dólar comercial fechou em alta de 0,6% a R$ 5,69. Os juros futuros fecharam o dia de ontem em alta nas taxas curtas e em baixa nos vencimentos mais longos, porém em menor magnitude depois das máximas observadas no meio da tarde em decorrência das Treasuries norte-americanas. Foram também motores do movimento a decisão do Copom, amanhã, o apetite a risco observado no mercado externo e a expectativa em relação à PEC dos Precatórios. DI jan/22 fechou em 8,964%; DI jan/24 encerrou em 11,08%; DI jan/26 foi para 10,90%; e DI jan/28 fechou em 11,06%.

Bolsas internacionais amanhecem positivas (EUA +1,2% e Europa +1,8%) ao passo que investidores apostam em um impacto menos severo da variante Ômicron nas economias globais. Segundo Anthony Fauci, médico chefe da Casa Branca, dados iniciais da África do Sul sugerem que, embora a variante tenha um maior poder de transmissibilidade, os casos aparentam ser mais leves do que o esperado. Ainda assim, o médico reforçou que é cedo para tomarmos conclusões definitivas. Na China, o índice de Hang Seng (+2,7%) encerra em campo positivo em consequência do anúncio do PBOC (banco central chinês) sobre uma redução nas reservas requeridas para os bancos a partir do dia 15 de dezembro, o que resultaria em uma política monetária mais expansionista e deverá injetar US$ 282bi na economia do país. O petróleo (+2,5%) amanhece em alta, na esteira dos mercados globais, reduzindo temores em relação a queda de demanda pela commodity em virtude de possíveis novas paralisações globais.

No campo de economia internacional, conforme mencionado, os mercados permanecem em um tom positivo, ainda refletindo as notícias de ontem sobre a variante Ômicron o sobre o corte dos compulsórios na China. A percepção geral é que a nova variante leva a uma versão branda da doença e que as autoridades chinesas não permitirão que os problemas de Evergrande afetem o resto da economia. Divulgada pela manhã, a Produção Industrial Alemã cresceu 2,8% mês a mês em outubro, bem acima das expectativas (1,0%). O Índice de Expectativas Zew para dezembro ficou em 29,9, acima do esperado (25) e confortavelmente acima de zero (sugerindo expansão). Os números indicam que, a menos que a Ômicron mude a perspectiva substancialmente, a recuperação econômica na maior economia da Europa permanece firme.

No Brasil, o impasse da PEC dos Precatórios continua. A legislação foi aprovada no Senado com modificações, e por isso deve voltar à Câmara (por se tratar de uma emenda constitucional, só pode ser promulgada se as duas câmaras aprovarem o mesmo texto). Alguns parlamentares querem promulgar as partes do texto que não foram alteradas no Senado, mas não há consenso. Sem a PEC, que afrouxa algumas restrições fiscais, o governo não poderá incluir no orçamento de 2022 o novo programa de transferência de renda “Auxílio Brasil” (uma versão ampliada do antigo programa Bolsa Família).

Além disso, do lado das empresas iniciamos a cobertura das ações da TIM (TIMS3) com recomendação de compra e um preço-alvo para o final de 2022 de R$ 21,0/ação, implicando um potencial de 54%. Nossa tese de investimento é baseada em (i) execução sólida em um negócio maduro, mas resiliente, sem exposição a negócios legados, levando a empresa a aumentar a geração de caixa ao longo dos anos; (ii) nova fase da indústria deve ser marcada por maior disciplina de capital e outras sinergias decorrentes da consolidação de mercado; (iii) novas linhas de receita além da conectividade, alavancando sua base de clientes e oportunidade 5G e (iv) a TIM está negociando com desconto entre seus pares e múltiplos históricos com uma relação risco-retorno atrativa. Clique aqui para conferir o conteúdo completo. Adicionalmente, publicamos um relatório com a análise ESG de TIM (link). Vemos a empresa bem posicionada em uma perspectiva ESG, com grandes esforços sendo colocados em práticas, além de sólidos compromissos adiante e uma divulgação de dados ESG de alto nível.

Tópicos do dia

Economia

  1. O mercado estende ganhos ainda refletindo as notícias de ontem sobre a variante Ômicron e sobre o estímulo econômico na China. Os dados de atividade na Alemanha sugerem que a recuperação econômica continua no país. No Brasil, o impasse da “Pec dos Precatórios” continua

Empresas

  1. TIM (TIMS3): TIMe to jump in! Resiliência com desconto e gatilhos de reprecificação; Iniciamos com Compra
  2. Data Expert | Monitor Black Friday – Promoções onde?
  3. Natura&Co. (NTCO3): Fundamentos não mudaram, mas curto prazo é desafiador
  4. Mills (MILS3): Aquisição da Altoplat; positivo
  5. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Alibaba reestrutura segmento de e-commerce

ESG

  1. Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG; Fortes esforços, sólidos compromissos e uma divulgação de dados de alto nível
  2. Presidente da Petrobras afirma que ESG é “agenda essencial às organizações | Café com ESG, 07/12

Veja todos os detalhes

Economia

O mercado estende ganhos ainda refletindo as notícias de ontem sobre a variante Ômicron e sobre o estímulo econômico na China. Os dados de atividade na Alemanha sugerem que a recuperação econômica continua no país. No Brasil, o impasse da “Pec dos Precatórios” continua

  • Os mercados permanecem em um tom positivo, ainda refletindo as notícias de ontem sobre a variante Ômicron o sobre o corte dos compulsórios na China. A percepção geral é que a nova variante leva a uma versão branda da doença e que as autoridades chinesas não permitirão que os problemas de Evergrande afetem o resto da economia;
  • Divulgada manhã, a Produção Industrial Alemã cresceu 2,8% mês a mês em outubro, bem acima das expectativas (1,0%). O Índice de Expectativas Zew para dezembro ficou em 29,9, acima do esperado (25) e confortavelmente acima de zero (sugerindo expansão). Os números indicam que, a menos que a Ômicron mude a perspectiva substancialmente, a recuperação econômica na maior economia da Europa permanece firme;
  • No Brasil, o impasse da PEC dos Precatórios continua. A legislação foi aprovada no Senado com modificações, e por isso deve voltar à Câmara (por se tratar de uma emenda constitucional, só pode ser promulgada se as duas câmaras aprovarem o mesmo texto). Alguns parlamentares querem promulgar as partes do texto que não foram alteradas no Senado, mas não há consenso. Sem a PEC, que afrouxa algumas restrições fiscais, o governo não poderá incluir no orçamento de 2022 o novo programa de transferência de renda “Auxílio Brasil” (uma versão ampliada do antigo programa Bolsa Família).

Empresas

TIM (TIMS3): TIMe to jump in! Resiliência com desconto e gatilhos de reprecificação; Iniciamos com Compra

  • Iniciamos a cobertura das ações da TIM (TIMS3) com recomendação de compra e um preço-alvo para o final de 2022 de R$ 21,0/ação, implicando um potencial de 54%;
  • Nossa tese de investimento é baseada em (i) execução sólida em um negócio maduro, mas resiliente, sem exposição a negócios legados, levando a empresa a aumentar a geração de caixa ao longo dos anos; (ii) nova fase da indústria deve ser marcada por maior disciplina de capital e outras sinergias decorrentes da consolidação de mercado; (iii) novas linhas de receita além da conectividade, alavancando sua base de clientes e oportunidade 5G e (iv) a TIM está negociando com desconto entre seus pares e múltiplos históricos com uma relação risco-retorno atrativa;
  • Clique aqui para conferir o conteúdo completo.

Data Expert | Monitor Black Friday – Promoções onde?

  • Estamos lançando nosso Monitor Black Friday, um relatório no qual acompanhamos os preços de 7 produtos em 12 diferentes plataformas de e-commerce, ao longo dos últimos 3 meses;
  • Nossas principais conclusões foram: (i) as empresas distribuíram o período promocional ao longo de todo o mês, transformando a Black Friday em um Novembro Black; (ii) Shopee e Shoptime foram os players mais promocionais, enquanto o Mercado Livre ofereceu fortes descontos nos produtos da linha branca; e (iii) em média, eletrodomésticos foram as categorias mais promocionadas em novembro;
  • Em resumo, a análise confirmou nossa expectativa de que as promoções seriam distribuídas ao longo do mês, enquanto as plataformas aparentemente não foram tão promocionais como esperado. Mantemos nossa visão cautelosa para o segmento de e-commerce;
  • Clique aqui para o relatório completo.

Natura&Co. (NTCO3): Fundamentos não mudaram, mas curto prazo é desafiador

  • A Natura&Co. realizou uma reunião para fornecer uma atualização de sua estratégia e perspectiva de resultados, após os resultados do 3T21 e a postergação do guidance;
  • As principais mensagens foram: (i) fundamentos de longo prazo permanecem inalterados; (ii) a perspectiva de curto prazo deve permanecer desafiadora; (iii) O modelo comercial da Natura não se encaixa perfeitamente na realidade da Avon, mas ajustes já estão sendo feitos; (iv) A segunda onda de sinergias com a Avon será antecipada; e (v) a Natura Brasil foi impactada pela forte base de comparação, deterioração macroeconômica e mudanças no comportamento do consumidor;
  • Com isso, ajustamos nossas estimativas e reduzimos nosso preço-alvo de 2022 para R$45,0/ação, mantendo a recomendação de Compra;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Mills (MILS3): Aquisição da Altoplat; positivo

  • A Mills anunciou ontem (06) a aquisição da Altoplat, empresa de plataformas elevatórias de Porto Alegre, por R$ 72,5 milhões. A empresa adquirida tem uma frota de 417 equipamentos com idade média de 9 anos e taxa de utilização de ~ 80%, o que vemos como construtivo à taxa de 61% da Mills no 3T21 e níveis ideais de cerca de 70%;
  • A Altoplat teve um EBITDA anualizado de R$ 16,9 milhões para 2021, o que representa um múltiplo EV/EBITDA implícito de 4,3x pré-sinergias, em linha com as aquisições mais recentes do par Armac de 4,3x para Bauko e 4,5x para RCB;
  • Como racional estratégico, a Mills destaca a expansão de sua presença, maior diversificação da base de clientes, ganhos de escala e sinergias operacionais;
  • Vemos a notícia como positiva, pois (i) a Mills encerrou o 3T21 com caixa líquido (-0,6x Dívida Líquida / EBITDA) e, portanto, esta aquisição pode ter retorno positivo e (ii) a transação deve reforçar a liderança da empresa no segmento de locação de plataformas elevatórias, principalmente na região Sul do Brasil. Reiteramos nossa recomendação de Compra para MILS3 e preço alvo de R$8,20/ação.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Maioria dos bancos não bate o custo de capital. Pandemia e novos competidores desafiam instituições financeiras tradicionais no mundo todo. (Valor);
    • Bancos mantêm clientes poluentes apesar das pressões. Os executivos dos bancos afirmam que os grandes poluidores precisam de ajuda para fazer a transição. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Será preciso esforço para repetir a desinflação de 2016 e 2017. (Folha);
    • Mercado tem carne para o fim de ano, mas falta o consumidor, diz consultoria. (Folha);
    • Gastos globais com publicidade devem crescer mais que o esperado em 2021, estima setor. (Folha);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Jalles Machado conclui safra 2021/22 com aumento da moagem de cana. (Valor);
    • China deve enfrentar desabastecimento quando voltar a comprar do Brasil. (PecSite);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • CVM abre processo contra Petrobras após fala de Bolsonaro sobre preço de combustíveis. (Valor Econômico);
    • Eólica tem expansão recorde no Brasil em 2021. (epbr);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Alibaba reestrutura segmento de e-commerce

  • Alibaba anuncia reestruturação em suas equipes internacionais e domésticas de e-commerce;
  • Google e Facebook se beneficiam do aumento de gastos com publicidade digital;
  • Amazon contorna problemas na cadeia de suprimentos com sistema logístico próprio;
  • Investimentos em empresas relacionadas a criptoativos disparam;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Radar ESG | TIM (TIMS3): Chamando a agenda ESG; Fortes esforços, sólidos compromissos e uma divulgação de dados de alto nível

  • Vemos a TIM bem posicionada em uma perspectiva ESG, com grandes esforços sendo colocados em práticas, além de sólidos compromissos adiante e uma divulgação de dados ESG de alto nível;
  • No pilar E, embora menos material, destacamos que a TIM possui diversas iniciativas para reduzir seu impacto ambiental, enquanto na frente S vemos a empresa com fortes esforços para aumentar o acesso da população à comunicação, enquanto a qualidade do serviço continua sendo um desafio. Por fim, no G, vemos com bons olhos a governança da TIM, embora ressaltamos que é válido monitorar os desdobramentos da potencial aquisição da Telecom Itália por um Private Equity;
  • Clique aqui para acessar o conteúdo completo.

Presidente da Petrobras afirma que ESG é “agenda essencial às organizações | Café com ESG, 07/12

  • O mercado encerrou em campo positivo novamente ontem, com o Ibov e o ISE em alta de +1,7% e +1,3%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, disse que as melhores práticas ESG compõem, hoje, uma “agenda essencial às organizações”; e (ii) a Alea – startup da Tenda -, inaugura hoje sua fábrica de casas com estruturas de madeira (“woodframe”) de reflorestamento, que possui uma pegada de carbono 15 toneladas menor do que a de uma casa de concreto;
  • No internacional, o presidente-executivo da Saudi Aramco, maior produtora de petróleo do mundo, pediu aos líderes globais que continuem investindo em combustíveis fósseis nos próximos anos ou corre-se o risco de uma espiral inflacionária e “agitação social” que os forçaria a abandonar as metas de emissões. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.