Ibovespa sobe pela 3ª vez consecutiva com ventos favoráveis vindos do exterior; política brasileira no radar

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.


Compartilhar:


Clique para ouvir

IBOVESPA 1,3% | 119.725 Pontos

CÂMBIO 0,4% | 5,38/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Ontem, o Ibovespa subiu 1,3% e acumulou a terceira alta consecutiva (+4,05% no período), fechando o pregão em 119.725 pontos. Os principais destaques do Ibovespa foram: BPCA11 (+7,8%), BRKM5 (+6,2%), MULT3 (+5,6%), RAIL3 (+4,5%) e WEGE3 (+4,3%) entre as maiores altas, e TOTS3 (-2,3%), CVCB3 (-2,3%), BRDT3 (-1,5%), GOLL4 (-1,5%) e VVAR3 (-1,3%) entre as maiores baixas. O dólar comercial avançou 0,35% e fechou cotado a R$ 5,38 na venda, enquanto as taxas futuras de juros fecharam o dia praticamente no zero a zero, visto que uma queda adicional das expectativas depende de ações concretas pelo Congresso Nacional em demonstrar compromisso com a responsabilidade fiscal – DI jan/22 em 3,34%; DI jan/24 em 5,66%; DI jan/26 aos 6,55%; e DI jan/28 em 7,14%.

Nesta manhã de quinta-feira, bolsas internacionais amanhecem em leve alta: S&P 500 +0,2%, Nasdaq +0,5%, Europa +0,4%. Nos EUA, investidores aguardam melhora no número de desempregados, enquanto na Europa, resultados corporativos do 4° tri ainda não trazem grandes surpresas. Em relação ao possível pacote de estímulos nos EUA, Biden disse que não cederá às pressões para reduzir o valor do auxílio de US$ 1.400 apresentado em seu pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão. O Petróleo do tipo Brent, que hoje sobe 0,4%, cotado a US$ 58,7 por barril, retomou o nível de fevereiro de 2020, antes do agravamento da pandemia.

No Brasil, o cenário político repercute a relação de 35 propostas prioritárias apresentada pelo governo aos novos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco. A relação inclui a PEC Emergencial, reformas administrativa e tributária, privatizações, agenda regulatória e pauta de costumes. Além do orçamento, da questão fiscal e das definições sobre novas rodadas de auxílio emergencial, o governo pretende investir no curto prazo em propostas que possam se tornar lei rapidamente, para aproveitar o bom ambiente político. A priorização dentro da relação é essencial para que as negociações tenham êxito junto ao Congresso. Em entrevista, o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros, afirmou que não haverá novo auxílio nos mesmos moldes de 2020, descartou uma reforma ministerial ampla e disse ver caminho mais fácil para a aprovação da reforma administrativa do que a tributária.

Já em economia, destaque para o crescimento de 2% das vendas no varejo na Zona do Euro em dezembro (ante novembro). O resultado surpreendeu as expectativas de mercado, que previam uma alta mais modesta diante do recrudescimento de medidas de restrição implementadas em diferentes regiões do bloco. Na agenda de indicadores do dia, destaque para a decisão de política monetária do Bank of England, no Reino Unido, e divulgação de pedidos de seguro desemprego nos EUA, além da produção de veículos de janeiro no Brasil.

Do lado das empresas, o Bradesco reportou ontem resultados muito fortes no último trimestre de 2020, com lucro de R$ 6,8 bilhões e um ROE nível pré-pandemia de 20%. Acreditamos que o banco deve superar o índice IFNC no pregão de hoje e reiteramos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$ 27, pois acreditamos que o banco esteja comparativamente atraente, mais bem defendido e com boa dinâmica de lucros. Clique aqui para acessar o relatório completo.

Do lado das commodities, o minério de ferro teve um pregão de forte alta (+4%), voltando a negociar acima dos US$150 por tonelada. Além de recuperar parte das quedas recentes, a commodity reflete os dados de produção da Vale no quarto trimestre de 2020 2% abaixo do consenso da Bloomberg, em 84,5 milhões de toneladas. Acreditamos em reação positiva para o setor no pregão de hoje.

Tópicos do dia

Agenda de resultados

Temporada de Resultados do 4° Trimestre – O que esperar?
Calendário do 4T20

Clique aqui para saber mais

Internacional

  1. Política internacional: Biden diz que não cederá às pressões para reduzir o valor do auxílio de USD 1,400 apresentado em pacote de estímulo
  2. Petróleo: Redução no estoque dos EUA acima do esperado pelo mercado
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Bradesco (BBDC4): Resultado surpreendente | Revisão 4T20
  2. Vale (VALE3): Guidance de produção entregue. Mantemos Compra
  3. Aura Minerals (AURA33): Aprovação do Projeto Almas dentro do prazo. Reiteramos Compra
  4. EUA vai começar distribuição de vacina de Covid-19 para farmácias


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: Biden diz que não cederá às pressões para reduzir o valor do auxílio de USD 1,400 apresentado em pacote de estímulo

  • O presidente americano, Joe Biden, disse que não cederá às pressões para reduzir o valor do auxílio de USD 1,400 apresentado em seu pacote de estímulo de USD 1,9 trilhões, pois fazer isso seria romper uma promessa de campanha. Indicou, no entanto, que estaria disposto a alterar os critérios de elegibilidade do programa para reduzir o número de famílias que seriam beneficiadas;
  • Na Câmara dos EUA, representatives americanos aprovaram uma resolução orçamentaria ontem, abrindo caminho para aprovação do pacote de estímulos sem apoio republicano. No entanto, o caminho no Senado pode ser mais conturbado, com um senador democrata, Joe Manchin, indicando resistência.

Petróleo: Redução no estoque dos EUA acima do esperado pelo mercado

  • Ontem a Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) divulgou, em seu relatório oficial de fornecimento, uma redução no estoque de -0,994 milhões de barris contra expectativa de +0,446 milhões de barris, o que foi visto como positivo por indicar uma menor oferta em relação à demanda. Com isso, ontem a commodity encerrou o pregão em alta de +1,7% em US$58,46/barril;
  • Por outro lado, os estoques de gasolina nos EUA cresceram +4,466 milhões de barris, acima das expectativas de mercado de um aumento de +1,134 milhões de barris;
  • Nessa manhã de quinta-feira, o petróleo tipo Brent opera em território positivo, em alta de +0,41% em US$58,70/barril (Brent).

Empresas

Bradesco (BBDC4): Resultado surpreendente | Revisão 4T20

  • O Bradesco reportou ontem resultados muito fortes no último trimestre de 2020, com lucro 23% acima do consenso da Bloomberg, totalizando R$ 6,8 bilhões e implicando em um ROE nível pré-pandemia de 20%;
  • O resultado foi impulsionado por: i) forte margem financeira que se expandiu significativamente no trimestre, uma vez que o banco foi capaz de melhorar o spread por meio de um portfólio mais rentável e voltado para o varejo; ii) receitas de serviços mais altas do que o esperado, uma vez que o banco se beneficiou da recuperação da atividade econômica; e também por iii) custos menores do que o previsto, uma vez que o Bradesco lidera a redução de custos dentro do setor bancário com o fechamento de 403 agências no trimestre e 1.083 em 2020. Tudo isso sem consumo de cobertura. No entanto, o banco também divulgou um forte guidance para 2021, com uma projeção de crescimento moderado de receitas e forte corte de custos;
  • Acreditamos que o banco sediado em Osasco deve superar o índice IFNC no pregão de hoje e reiteramos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$ 27, pois acreditamos que o banco esteja comparativamente atraente, mais bem defendido e com boa dinâmica de lucros. Clique aqui para acessar o relatório completo.

Vale (VALE3): Guidance de produção entregue. Mantemos Compra

  • A Vale divulgou seu relatório de produção e vendas referente ao quarto trimestre de 2020, com produção de minério de ferro totalizando 84,5 milhões de toneladas (2% abaixo do consenso da Bloomberg) e somando 300,4 milhões de toneladas em 2020, em linha com o guidance da empresa (300-305 milhões de toneladas);
  • No segmento de minério de ferro, os números mais fracos do que o esperado são explicados por volumes mais baixos no Sistema Norte, devido aos níveis de precipitação mais elevados, enquanto a menor produção no Sistema Sul foi afetada pela paralisação parcial das operações de Viga e menor produtividade na mina de Abóboras. Por outro lado, as vendas foram 5% acima da produção no período, alta de 26% no trimestre;
  • Já no lado dos metais básicos, destacamos a performance mais forte de cobre e níquel, devido à melhores condições de mercado;
  • Mantemos nossa recomendação de Compra (preço-alvo de R$122/ação) com fortes dividendos (9% de retorno esperado para 2021) e um valuation atrativo (2,8x EV/EBITDA, considerando nosso EBITDA estimado para 2021);
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Aura Minerals (AURA33): Aprovação do Projeto Almas dentro do prazo. Reiteramos Compra

  • Em Fato Relevante publicado ontem, a Aura Minerals anunciou a aprovação do Projeto Almas pelo Conselho de Administração da companhia, após a conclusão do estudo de viabilidade do projeto. Segundo a companhia, a previsão é que o Projeto Almas inicie suas operações no segundo semestre de 2022, com investimento total, depois de impostos, estimado em aproximadamente US$73 milhões;
  • Segundo a companhia, o projeto tem valor presente estimado de US$183 milhões, usando a média ponderada do consenso dos analistas de mercado para o preço do ouro de US$1.558 por onça. Projeto está previsto para início de construção em abril de 2021, enquanto o ramp-up de produção e a produção comercial somente deverão acontecer no terceiro e quarto trimestres de 2022, respectivamente. Para os quatro primeiros anos, a Aura espera produzir, em média, 51 mil onças por ano, acima das nossas expectativas de 42 mil onças;
  • O anúncio feito pela companhia segue em linha com o cronograma de crescimento proposto. Reiteramos nossa recomendação de Compra para o nome, com preço-alvo de R$95/BDR. Clique aqui para acessar o relatório completo.

EUA vai começar distribuição de vacina de Covid-19 para farmácias

  • O governo americano começará a enviar vacina diretamente para farmácias a partir de 11/fev, com o objetivo de ampliar a distribuição da vacina no país;
  • O programa começará com 6.5k lojas ao redor do país, que deve ser posteriormente expandido para 40k farmácias. Hoje algumas farmácias já estão aplicando vacinas de Covid-19, porém através de parcerias com alguns Estados. Com esse programa, a distribuição virá direto do governo federal;
  • Esse movimento está em linha com o projeto enviado pela Abrafarma (Associação Brasileira de Farmácias) para o governo brasileiro (veja nosso relatório com mais detalhes aqui) onde mais de 4.5k lojas seriam disponibilizadas para permitir uma vacinação mais ampla no Brasil. Caso isso ocorra, seria positivo para o setor farmacêutico pois não só reforçaria a visão da farmácia como um centro de serviços associados a saúde, como também traria um fluxo adicional para a loja. No entanto, primeiro precisamos de uma oferta mais ampla da vacina para depois vermos esse movimento de expansão da distribuição.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.