XP Expert

Ibovespa recua pela terceira sessão consecutiva em meio a mau humor internacional e riscos fiscais domésticos

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -1,1% | 116.642 Pontos

CÂMBIO 1,6% | 5,38/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou a sessão da quarta-feira (18) com queda de 1,1%, atingindo 116.642 pontos, o patamar mais baixo desde o início de abril. Este movimento representou o terceiro dia consecutivo de variações negativas do índice acionário brasileiro, que acompanhou o mau humor das principais bolsas internacionais. Destaque para os recuos nas bolsas dos Estados Unidos após a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central americano). O índice Dow Jones declinou 1,08% a 34.960 pontos, o S&P 500 caiu 1,07% a 4.400 pontos e o Nasdaq decresceu 0,89% a 14.525 pontos.

No lado da política internacional, destaque para novos sinais acerca do aperto regulatório promovido pelo governo da China sobre diversos setores. Lideranças do governo chinês teriam afirmado que permitiram que determinados grupos e regiões enriquecessem nas primeiras décadas do novo modelo de crescimento do país, mas que agora chegou o momento de priorizar a “prosperidade de todos”. Nos Estados Unidos, por sua vez, a tomada de poder do Talibã no Afeganistão segue repercutindo negativamente para o governo de Joe Biden. Ainda sobre o tema, o Fundo Monetário Internacional suspendeu o acesso do Afeganistão aos recursos da instituição.

Na agenda econômica de hoje, por sua vez, chamamos a atenção para a publicação de indicadores de atividade nos Estados Unidos (sondagem industrial, pedidos de seguro-desemprego) e para o anúncio do Banco do Povo da China (PBoC, banco central chinês) sobre as taxas de juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos (1 e 5 anos).

No cenário político local, depois da decisão da Câmara dos Deputados de adiar a discussão da reforma do imposto de renda, o governo tenta construir um novo texto, inclusive com a oposição, para permitir uma nova tentativa de votação em quinze dias. Parte do time econômico, no entanto, teme que novas concessões sejam feitas a ponto de inviabilizar a reforma. Neste sentido, a implementação gradual da alíquota de 20% para a taxação dos dividendos estaria sob discussão, medida que enfrenta resistências no Ministério da Economia. Enquanto isso, o time econômico segue na tentativa de mobilizar o Congresso para a aprovação da PEC dos Precatórios, proposta que foi tema de audiência da Comissão Mista de Orçamento ontem.

Tópicos do dia

Economia

  1. Ata do FOMC reforça avaliação de início do processo de tapering no final deste ano

Política

  1. Rendas mais altas seriam mais novo alvo de regulações na China, segundo Xi Jingping
  2. A tomada de poder do Taleban no Afeganistão também segue em destaque na seara internacional
  3. Governo busca alternativas para retomar reforma do IR em quinze dias

Empresas

  1. Assaí (ASAI3): Uma história de crescimento, resiliência e qualidade para se ter – Compra
  2. Notícias Diárias do Setor Financeiro
  3. Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

Internacional

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Facebook e o metaverso

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 19/08

Veja todos os detalhes

Economia

Ata do FOMC reforça avaliação de início do processo de tapering no final deste ano

  • A ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) foi publicada ontem pelo Federal Reserve, banco central americano. De acordo com o documento, a maioria dos dirigentes da instituição julga apropriado começar a reduzir o ritmo de compra de ativos (tapering) ainda em 2021, embora alguns participantes tenham indicado que a retirada gradual desses estímulos seria mais apropriada no começo de 2022. Mais uma vez, a ata revelou opiniões divergentes dos participantes do colegiado a respeito da estrutura, início e velocidade do processo de tapering;
  • Segundo a ata, vários dirigentes do Fed declararam que interrupções nas cadeias de suprimentos mais severas do que o previsto e elevações nos custos de insumos podem manter pressão de alta sobre os preços em 2022, além de observarem que os dinâmica da variante Delta do coronavírus representa riscos baixistas ao cenário econômico. Em relação à inflação, os participantes do comitê elevaram projeções de alta dos preços ao consumidor no curto prazo, mas reforçaram que os movimentos devem ser transitórios. O “progresso substancial adicional” destacado pelo Fed em direção às metas de emprego e inflação ainda não foi atingido, especialmente em relação às condições do mercado de trabalho. Isto posto, a maioria dos dirigentes da autoridade projetam que a economia americana continuará a progredir em direção a essas metas. Além disso, alguns participantes salientaram que a redução das compras de ativos não implica necessariamente que o Fed pode acelerar planos para elevação da taxa básica de juros, pois não há relação mecânica entre esses dois instrumentos de condução da política monetária. Acreditamos que o anúncio do processo de tapering será realizado na reunião do FOMC em setembro, com início efetivo da redução da compra de ativos em dezembro. Em relação à taxa de juros, prevemos que o primeiro movimento de alta será feito apenas em meados de 2023;
  • O segmento imobiliário residencial nos Estados Unidos encolheu mais do que o esperado em julho, uma vez que a pressão dos custos de matérias-primas e os preços mais elevados dos imóveis recém-construídos parecem afetar a demanda das famílias. As construções de moradias contraíram 7,0% entre junho e julho, atingindo 1,534 milhão de unidades (taxa anualizada), ante 1,650 milhão de unidades na leitura anterior (o consenso do mercado indicava queda de 2,6%). Enquanto isso, as permissões para novas construções (indicativo da atividade do setor nos próximos meses) cresceram 2,6% no período, chegando a 1,635 milhão (também em termos anualizados), após declinarem 5,3% na publicação anterior. Na agenda econômica de hoje, destaque para a publicação de outros indicadores de atividade nos Estados Unidos: Sondagem Industrial do Fed da Filadélfia referente a agosto (consenso de mercado: 22,0; anterior: 21,9); pedidos semanais de seguro-desemprego (consenso: 365 mil; anterior: 375 mil); e indicadores econômicos antecedentes relativos a julho (consenso: 0,7%; anterior: 0,7%). Além disso, o Banco do Povo da China (PBoC, banco central chinês) anunciará as taxas de juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos (1 e 5 anos). Por fim, no Brasil, nenhum indicador econômico relevante será divulgado hoje.  

Política

Rendas mais altas seriam mais novo alvo de regulações na China, segundo Xi Jingping

  • Em meio ao endurecimento de regulações para diversos setores na China, o presidente Xi Jinping indicou que estava na hora de regular rendas mais altas como parte da mesma campanha. Lideranças Partido Comunista da China teriam afirmado ainda que teriam permitido que um grupo e regiões enriquecessem primeiro nas primeiras décadas do modelo de crescimento do país, mas que agora chegou o momento de priorizar a “prosperidade de todos”. O mais recente passo na estratégia do governo chinês reitera que e a campanha regulatória deve incluir tanto metas para a economia, quanto metas sociais.

A tomada de poder do Taleban no Afeganistão também segue em destaque na seara internacional

  • Nos EUA, o tema repercute negativamente para Joe Biden, que tentou novamente defender a decisão e afirmou que tropas devem permanecer no país até que todos os americanos que querem sejam evacuados. Em paralelo, o FMI suspendeu acesso do Afeganistão a recursos do fundo.

Governo busca alternativas para retomar reforma do IR em quinze dias

  • Depois da decisão da Câmara de adiar a discussão da reforma do imposto de renda, o governo tenta construir um novo texto, inclusive com a oposição, para permitir uma nova tentativa de votação em quinze dias. Parte do time econômico, no entanto, teme que novas concessões sejam feitas a ponto de inviabilizar a reforma. Umas das que estão em discussão é a implementação gradual da alíquota de 20% para a taxação dos dividendos – proposta que enfrenta resistências da Economia. Enquanto isso, o time econômico segue na tentativa de mobilizar o Congresso para a aprovação da PEC dos Precatórios – a proposta foi tema de audiência da Comissão Mista de Orçamento ontem.

Empresas

Assaí (ASAI3): Uma história de crescimento, resiliência e qualidade para se ter – Compra

  • Nós realizamos uma live com o CEO do Assaí, o Sr. Belmiro Gomes, para discutir a perspectiva do setor e da companhia;
  • As principais mensagens foram: (i) os resultados permanecem sólidos, com o crescimento de receita esperado superior a 20% A/A no 2º semestre; (ii) o plano de expansão continua a todo vapor, com as aberturas recentes surpreendendo positivamente e mais de 25 aberturas previstas para o ano de 2021; (iii) o formato do atacarejo é o vencedor do varejo alimentar, dado seu custo/benefício atrativo;
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra e preço alvo de R$24,0 por ação para o fim de 2022. Veja o relatório completo aqui.

Notícias Diárias do Setor Financeiro

  • Acesse este relatório com notícias do setor financeiro que complementam nossos comentários publicados no Morning Call, mas que não consideramos relevantes o suficiente para serem analisadas. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo nacional e internacional

  • Nesta publicação diária, trazemos as principais notícias do setor de varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.) nacional e internacional, complementando nossa visão sobre as tendências e acontecimentos mais importantes do dia. Além disso, o relatório contém um resumo dos múltiplos e recomendações para as empresas de nossa cobertura;
  • Clique aqui para acessar o relatório.

Internacional

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Facebook e o metaverso

  • A Roblox se juntou ao Facebook ao afirmar que a nova era da internet será o metaverso;
  • A TSMC se tornou a empresa mais valiosa da Ásia, ultrapassando a Tencent (dona do We Chat);
  • O Google anunciou o lançamento do novo Pixel 5a que será lançado no dia 26 de agosto e custará US$ 499;
  • Um levantamento feito pelo Bank of America indicou que apenas 2% dos investidores acreditam em uma possível queda do mercado europeu até o final do ano;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 19/08

  • Neste relatório diário publicado todas as manhãs pelo time ESG do Research da XP, buscamos trazer as últimas notícias para que você comece o dia bem informado e fique por dentro do que o Brasil e o mundo falam sobre um tema que tem ficado cada vez mais relevante: ESG – do termo em inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG – Ambiental, Social e Governança;
  • Quais tópicos abordamos ao longo do conteúdo? (i) Notícias no Brasil e no mundo acerca do tema ESG; (ii) Performance dos principais índices ESG em diferentes países; (iii) Comparativo da performance histórica do Ibovespa vs. ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial, da B3); e (iv) Lista com os últimos relatórios publicados pelo Research ESG da XP;
  • Por que essas informações são importantes? Porque elas indicam os temas dentro da agenda ESG que estão sendo cada vez mais monitoradas por parte dos investidores e das empresas, e podem impactar os preços das ações de diferentes companhias. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.