XP Expert

Fed inicia reunião; No Brasil, governo trabalha na PEC dos combustíveis

Fed inicia reunião; No Brasil, governo trabalha na PEC dos combustíveis de maior destaque nesta terça-feira, 25/01/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,9% | 107.937 Pontos

CÂMBIO +0,5% | 5,49/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

No Brasil, o governo ainda debate sobre qual seria o conteúdo ideal da PEC dos Combustíveis, em especial a inclusão da possibilidade de redução do ICMS, no entanto, a pressão dos governadores para não perder receita dificultaria ainda mais a viabilidade política da PEC. Segundo estimativas da XP, na situação extrema em que houvesse a zeragem ICMS/PIS/Cofins o impacto no IPCA de 2022 seria de 4,2%, ao custo de R$ 237 bi. Entretanto, esse cenário é improvável, pois sem compensação da União, os estados continuam restritos pela impossibilidade de emitir dívida.

No campo internacional, o Federal Reserve dos EUA inicia sua reunião de dois dias nessa terça-feira. Espera-se que forneça orientação sobre a trajetória de aperto da política monetária antes da reunião de março, na qual os investidores esperam a primeira alta de juros pós-pandemia. O cenário da XP comtempla 3 altas em 2022.

Brasil

O Ibovespa fechou em queda de (-0,92%) nesta segunda-feira (24), aos 107.937 pontos, apagando parte da alta da última semana, apesar de ainda avançar 3,87% no ano, enquanto o dólar à vista fechou alta +0,54% aos R$ 5,49. Os juros futuros fecharam em queda com movimento de aversão ao risco global, acompanhando o recuo dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano. Os mercados de renda fixa aguardam com cautela a reunião do banco central americano (FED) desta quarta-feira, reagindo também para a tensão no conflito do leste europeu e queda do petróleo. O DI jan/23 fechou em 11,82%; DI jan/24 foi para 11,385%; DI jan/26 encerrou em 11,085%; e DI jan/28 fechou em 11,33%.

Mundo

Mercados globais amanhecem mistos (EUA -0,7% e Europa +1,1%) enquanto investidores ponderam os riscos de política monetária do Federal Reserve nesta quarta-feira, bem como tensões entre Rússia e Ucrânia. O mercado acionário global recupera-se de uma segunda-feira conturbada, quando chegou a registrar US$ 3 tri em perda capitalização e com o S&P 500 em território de correção (-10% desde a máxima histórica). O petróleo (+1%) devolve parte das suas perdas de ontem, quando registrou o seu pior dia do ano em termos de performance.

As tensões geopolíticas entre a Rússia e o Ocidente e a decisão de política monetária nos EUA estão no radar do mercado. Um acúmulo de tropas russas na fronteira com a Ucrânia causou temores de que a Rússia invadiria o país. A Otan disse ontem que está colocando a força de prontidão e reforçando a Europa Oriental com mais navios e caças. Do lado de indicadores, o instituto Ifo divulgou hoje cedo seu índice de clima de negócios na Alemanha de janeiro, que subiu em relação ao mês anterior. É a primeira melhora em sete meses com a redução dos gargalos na oferta ajudando a elevar a produção industrial na maior economia da Europa.

Atividade comercial dos EUA cresce em ritmo mais lento

Em janeiro, a atividade comercial dos EUA cresceu em seu ritmo mais lento em 18 meses, com um aumento nas infecções por COVID-19 piorando a escassez de trabalhadores nas fábricas, embora a demanda permanecesse forte. A empresa de dados IHS Markit disse ontem que seu índice PMI composto dos EUA, que acompanha os setores de manufatura e serviços, caiu para 50,8 este mês, ante 57,0 em dezembro. Esse foi o nível mais baixo desde julho de 2020. Uma leitura acima de 50 indica crescimento no setor privado.

Veja todos os detalhes

Economia

Fed inicia reunião de dois dias; Governo trabalha na PEC dos combustíveis

  • A atividade comercial dos EUA cresceu em seu ritmo mais lento em 18 meses em janeiro, com um aumento no inverno nas infecções por COVID-19 piorando a escassez de trabalhadores nas fábricas, embora a demanda permanecesse forte. A empresa de dados IHS Markit disse ontem que seu índice PMI composto dos EUA, que acompanha os setores de manufatura e serviços, caiu para 50,8 este mês, ante 57,0 em dezembro. Esse foi o nível mais baixo desde julho de 2020. Uma leitura acima de 50 indica crescimento no setor privado;
  • O instituto Ifo divulgou hoje cedo seu índice de clima de negócios na Alemanha de janeiro, que subiu em relação ao mês anterior. É a primeira melhora em sete meses com a redução dos gargalos na oferta ajudando a elevar a produção industrial na maior economia da Europa;
  • No Brasil, o governo ainda debate sobre qual seria o conteúdo ideal da PEC dos Combustíveis, em especial a inclusão da possibilidade de redução do ICMS, no entanto, a pressão dos governadores para não perder receita dificultaria ainda mais a viabilidade política da PEC. Segundo estimativas da XP, na situação extrema em que houvesse a zeragem ICMS/PIS/Cofins seria de 4,2% no IPCA de 2022, ao custo de R$ 237 bi. Mas o cenário é improvável, pois sem compensação da União, os estados continuam restrito pela impossibilidade de emitir dívida.

Política

Na seara internacional, as tensões geopolíticas seguem em destaque em meio à crise na fronteira da Rússia e Ucrânia.

  • Nesse contexto, após reunião virtual da OTAN, os Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (24) que 8,5 mil soldados foram colocados em nível de alerta para um possível deslocamento ao leste Europeu.

Empresas

Cesp (CESP6): Termos e condições para incorporação das ações da companhia pela Votorantim é aprovado

  • Ontem a Cesp informou, via fato relevante, que seu conselho de administração aprovou os termos e condições para a incorporação de suas ações pela VTRM Energia. Adicionalmente, a VTRM deliberou por um grupamento das suas ações, de modo que cada 4,25 ações da VTRM sejam agrupadas em uma ação, sem alteração do capital social, a fim de estimular a liquidez e reduzir oscilações na cotação;
  • Com isso, a relação de substituição da combinação de negócios aprovada em 10 de janeiro de 2022 será ajustada proporcionalmente nos seguintes termos: 1,54 nova ação ordinária de emissão da Votorantim para cada 1 ação da Cesp e 0,02 nova ação preferencial compulsoriamente resgatável da Votorantim para cada 1 ação da Cesp;
  • Também foi aprovada a convocação da assembleia geral extraordinária (AGE), a ser realizada em 15 de fevereiro de 2022, para deliberar a respeito da saída da companhia do segmento Nível 1 de governança corporativa da B3 e demais matérias relacionadas à incorporação de ações;
  • Mantemos nossa visão positiva com relação a transação. Apesar do valuation justo, vemos a transação como estratégica devido (i) à diversificação da matriz energética, que reduz os riscos hídricos da CESP; e (ii) o upside que vem com o desenvolvimento de um pipeline que não é considerado em nossos modelos. Mantemos nossa recomendação de Compra na CESP com preço alvo de R$33/ação (que não incorpora esta transação).

BR Malls (BRML3): CCPIB (Fundo de Pensão Canadense) aumentou sua posição para 5,8% em BRML3; Positivo

  • O CCPIB (Fundo de Pensão Canadense) aumentou sua posição para 5,8% das ações da BR Malls (BRML3). É importante ressaltar que o fundo de pensão tem uma posição significativa em ALSO3 (23%), controlada pelo Renato Rique;
  • Vemos esse movimento como positivo para a potencial combinação de negócios entre BRML e ALSO, talvez acelerando o processo para que a BRML chame uma assembleia, para deliberar sobre uma eventual oferta mais atrativa do que a primeira, tentando fechar os gaps relacionados ao (i) valuation e (ii) governança;
  • Assim, reiteramos nossa visão positiva sobre o BRML3, negociando em 11,4x P/FFO em 2022, o que vemos como atrativo.

Méliuz (CASH3): Vazamento de dados de chaves Pix do Acesso

  • O Banco Central comunicou na última sexta-feira (21) que vazaram dados cadastrais de chaves Pix de mais de 160 mil clientes do Acesso Bank devido a falhas no sistema da companhia;
  • Os dados cadastrais vazados das chaves PIX são de nome dos usuários, CPF, instituições relacionadas, número de agência e conta. No entanto, os dados sensíveis como senhas, informações de saldos e movimentações financeiras, não foram expostos;
  • Apesar de os dados vazados não serem sensíveis, vemos a notícia como negativa para a Méliuz, uma vez que o tema segurança é crucial para os bancos digitais e a Méliuz pretende desenvolver um ecossistema de serviços financeiros junto ao Acesso Bank (pendente de aprovação do BCB), o que pode impactar na credibilidade de execução da estratégia.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Senacon notifica Acesso pelo vazamento de 160 mil chaves Pix. (Valor);
    • BC lança serviço que permite aos cidadãos checar se têm dinheiro a receber de bancos. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • E-commerce ultrapassa barreira de dois dígitos no varejo nacional (Estadão);
    • Indústria retoma estoques de insumos depois de trauma logístico da covid (Valor);
    • Vendas do Hublot da LVMH, Bulgari superam os níveis pré-pandemia (Reuters);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Lavoro conclui aquisição da rede mineira de insumos Agrozap (Valor);
    • Usinas já fixaram preços de 52% do açúcar para embarque em 2022/23 (Valor);
    • ‘Produto dos EUA’ sobre carne estrangeira se torna arma antitruste de Biden (Bloomberg);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • PEC dos combustíveis deve incluir ICMS. (Valor Econômico);
    • Hidrelétricas serão menos da metade da matriz elétrica até 2031, aponta EPE. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Novo segmento da GM

  • IBM surpreende positivamente;
  • GM dará nota para seus motoristas;
  • Airbnb vê oportunidade na crise;
  • Após ano recorde, bancos americanos sofrem com resultados abaixo das expectativas;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Mudanças climáticas em foco | Café com ESG, 25/01

  • O mercado encerrou o pregão de segunda-feira com tanto o Ibov, quanto o ISE em leve queda de -0,9%;
  • No Brasil, a Associação Brasileira Online to Offline (ABO2O), entidade que representa mais de 140 plataformas digitais, anunciou a criação do Comitê ESG, com o objetivo de estimular debates e fomentar o compartilhamento de aprendizados sobre o tema;
  • No internacional, (i) os grandes bancos da União Europeia terão que mostrar como ajudam ou impedem o bloco de cumprir as metas climáticas publicando indicadores “pioneiros” a partir de 2024, de acordo com o órgão de vigilância bancária da UE; e (ii) o Japão está elaborando uma medida de crescimento econômico levando em conta a ação climática e pretende divulgar uma estimativa preliminar até o final de março, chamada de “PIB Verde”, de acordo com o ministro da Economia, Daishiro Yamagiwa;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.