XP Expert

Ata do Copom em tom mais rígido é destaque

Ata do copom, petróleo com leve queda e crise na fronteira entre Rússia e Ucrância são alguns dos temas de maior destaque nesta terça-feira, 08/02/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,2% | 111.996 Pontos

CÂMBIO -1,26% | 5,25/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque da semana

Em dia de agenda internacional esvaziada, o destaque é a divulgação da ata do Copom, na manhã de hoje. A ata trouxe um tom mais hawkish (ou seja, mais rígido em relação a inflação) do que o comunicado divulgado na semana passada pelo Banco Central, sinalizando que haverá mais de uma elevação de juros adiante, ou seja, que o ciclo de altas da Selic, mesmo que em menor ritmo, não se encerrará na reunião de março. Além disso, o documento também trouxe mais detalhes sobre o cenário de inflação pressionada, destacando a recente alta além do previsto de commodities, especialmente petróleo, e a elevação das incertezas do cenário fiscal – com iniciativas recentes que podem segurar os preços no imediato, mas pioram as expectativas de alta de inflação no longo prazo. Diante da sinalização, aguardaremos a divulgação de mais dados para calibrar nosso cenário (de Selic terminal em 11,75% em março), mas já atribuímos um viés de alta para projeção atual.

Brasil

O Ibovespa fechou a sessão de segunda-feira (7) em baixa de -0,2%, aos 111.996 pontos, com o cenário fiscal no radar e notícias de que a PEC dos combustíveis obteve número de assinaturas necessárias para tramitar. Enquanto isso, o dólar também encerrou o dia em queda de -1,26% e fechou cotado a R$ 5,25, menor cotação desde setembro do ano passado. Os juros futuros fecharam em queda, mais acentuada nos trechos intermediários e longos, configurando perda de inclinação para a curva. O bom desempenho do câmbio foi apontado um dos fatores, junto da acomodação dos juros das Treasuries após a escalada na semana passada. DI jan/23 fechou em 11,965%; DI jan/24 foi para 11,405%; DI jan/26 encerrou em 11,015%; e DI jan/28 fechou em 11,25%.

Mundo

Bolsas internacionais amanhecem levemente em alta (EUA +0,1% e Europa +0,5%) após a Peloton, que passou por um período turbulento no último trimestre, ver suas ações subirem quase +30%, a maior alta do papel desde o IPO, com rumores de que Amazon e Nike estariam interessadas na aquisição da empresa.  Em relação à temporada de balanços, os destaques do dia os resultados da Pfizer, Harley Davidson e Chipotle. Até o momento, das 286 empresas do S&P 500 que já divulgaram seus resultados, 77% superaram as expectativas do consenso, segundo o Refinitiv. Na China, tanto o índice de Hang Seng (-1,0%) quanto o CSI 300 (-0,5%) encerram em queda um dia após o Departamento do Comércio dos EUA incluir 33 entidades chinesas em uma lista de companhias sujeitas a regras de exportação mais rigorosas. No universo das criptomoedas, o Bitcoin (-0,6%) e o Ethereum (-1,5%) amanhecem em baixa, após a sequência de recuperação, porém com a notícia que a auditoria internacional KPMG adquiriu criptomoedas como estratégia de diversificação de seu tesouro corporativo.

Petróleo

Os preços do petróleo enfraqueceram na terça-feira, continuando a cair após fechar em baixa pela primeira vez em sete sessões, com o mercado focado na retomada das negociações nucleares entre o Ocidente e o Irã no final da sessão, o que pode levar à remoção das sanções às vendas de petróleo iranianas. Embora tal resultado possa potencialmente aumentar a oferta global, as negociações se arrastam por mais de um ano desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo e conseguir que ambos os lados assinem um acordo será difícil.

Política monetária global

Ontem a presidente do BCE, Christine Lagarde, discursou no Parlamento Europeu e reafirmou, em linha com sua entrevista coletiva na semana passada, de que o banco está aberto a encerrar as compras de ativos e aumentar as taxas de juros antes do final do ano.

Rússia e Ucrânia

Realizado na segunda-feira (7),  o encontro entre Emmanuel Macron e Vladimir Putin produziu os primeiros sinais de redução de tensão, apesar de divergências permanecerem. Segundo o presidente francês, o russo teria concordado em reduzir número de tropas em Belarus após conclusão de exercícios se o diálogo com aliados da OTAN continuar na direção correta. No entanto, em declarações à imprensa, o Kremlin considerou muito cedo para fazer afirmações, apesar de mostrar disposição a continuar o diálogo.   

Veja todos os detalhes

Economia

Petróleo em leve queda; no Brasil,  BC divulga ata do Copom

  • Ontem a presidente do BCE, Christine Lagarde, discursou no Parlamento Europeu e reafirmou, em linha com sua entrevista coletiva na semana passada, de que o banco está aberto a encerrar as compras de ativos e aumentar as taxas de juros antes do final do ano;
  • Os preços do petróleo enfraqueceram na terça-feira, continuando a cair após fechar em baixa pela primeira vez em sete sessões, com o mercado focado na retomada das negociações nucleares entre o Ocidente e o Irã no final da sessão, o que pode levar à remoção das sanções às vendas de petróleo iranianas. Embora tal resultado possa potencialmente aumentar a oferta global, as negociações se arrastam por mais de um ano desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo e conseguir que ambos os lados assinem um acordo será difícil;
  • O presidente da França, Emmanuel Macro, se encontrou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, na tentativa de reduzir as tensões com a Ucrânia. Macron disse ter encontrado pontos de convergência na reunião, mas ressaltou que diferenças ainda permanecem. A Rússia exige que a Ucrânia não faça parte da OTAN. No entanto, aliados reafirmam que os países são livres para formar suas alianças;
  • No Brasil, a atenção se concentra na divulgação da ata do Copom às 8:00. 

Política

Na seara internacional, os holofotes seguem sobre a crise na fronteira entre Rússia e Ucrânia.

  • Nesta segunda-feira (7), o encontro entre Emmanuel Macron e Vladimir Putin produziu os primeiros sinais de redução de tensão, apesar de divergências permanecerem. Segundo o presidente francês, o russo teria concordado em reduzir número de tropas em Belarus após conclusão de exercícios se o diálogo com aliados da OTAN continuar na direção correta. No entanto, em declarações à imprensa, o Kremlin considerou muito cedo para fazer afirmações, apesar de mostrar disposição a continuar o diálogo; 
  • Em paralelo, Joe Biden afirmou que se a Rússia invadir Ucrânia o gasoduto Nord stream 2 seria fechado. A medida não foi apoiada pelo chanceler alemão Olaf Scholz.

No lado da política doméstica dos EUA, o Orçamento de 2022 continua em destaque

  • Sem avanço nas negociações bipartidárias sobre o Orçamento de 2022, os democratas apresentaram na segunda-feira uma medida provisória que evitaria um shutdown até 11 de março. A matéria deve ser votada na Câmara ainda nesta semana.

Empresas

Hapvida (HAPV3) e GNDI (GNDI3): O Nascimento de um Titã

  • A Hapvida e a GNDI anunciaram as sinergias esperadas com a fusão entre as duas:
    • As empresas anunciaram EBITDA recorrente incremental de R$1,38B após 3 anos da fusão, e estimamos o VPL em R$11B;
    • O benefício fiscal do ágio não foi divulgado, mas estimamos que a incorporação gerará ágio de R$37,6B e economia fiscal nominal de R$12,8B, com VPL de R$9,3B;
    • De acordo com as empresas, ainda há uma série de oportunidades a serem exploradas, que podem aumentar a geração de valor da fusão;
  • Apesar de nossa estimativa de VPL de R$ 20,3 bilhões e outras oportunidades, os números parecem estar abaixo do que o mercado esperava;
  • Acesse o relatório completo aqui.

Oncoclínicas (ONCO3): Com os Olhos no Nordeste

  • A empresa anunciou a aquisição de 100% da Cemise, no Estado de Sergipe, por um EV de R$150M e um investimento adicional de R$18,6M em expansão de capacidade;
  • O EBITDA pós-sinergias estimado do ativo é de R$21M, traduzindo-se em um múltiplo EV/EBITDA de 8,0x, em linha com os negócios mais recentes da empresa (8,1x em média) e abaixo do atual EV/EBITDA 2023E de 9,1x;
  • Cemise é uma rede de clínicas líder em especialidades médicas com foco em saúde integrada, prevenção e diagnóstico com 10 unidades e mais de 140 médicos;
  • Além da avaliação incremental, vemos o negócio como estrategicamente positivo, pois fortalece a presença da ONCO no Nordeste;
  • Acesse o relatório completo aqui.

GOL (GOLL4): Gol confirma codeshare exclusivo com American Airlines

  • A Gol confirmou seu acordo de codeshare exclusivo com a American Airlines (AA), incluindo uma injeção de capital primária de US$ 200 milhões pela operadora americana;
  • Vemos a transação como positiva do ponto de vista comercial/estratégico, pois o acordo amplia o alcance internacional da Gol com a maior operadora global EUA-América do Sul e fortalece o posicionamento da Smiles (agora o programa de fidelidade integralmente controlado pela Gol), pois seus benefícios serão compartilhado com o AAdvantage (programa da AA);
  • Do ponto de vista financeiro, embora observemos a diluição acionária decorrente da transação de ~16%, saudamos a significativa injeção de capital (R$ 1,05 bilhão, melhoria de 0,34x na dívida líquida/EBITDA de 2022E);
  • Reiteramos nossa recomendação Neutra para a ação;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Saúde: Sala de Espera XP (Parte 1/2) – Prévia de resultados do 4T21

  • Até agora, esperamos que as empresas de saúde apresentem resultados neutros a positivos no 4T21
    • O Covid-19 deve ter um efeito muito mais leve nos resultados em relação a meados de 2020 e meados de 2021, apesar do pico de infecções ocorrido no final de dezembro – o que pode afetar mais fortemente os resultados do 1T22;
    • Espera-se que os laboratórios apresentem um crescimento consistente de receita impulsionado tanto por aquisições quanto pela demanda por testes Covid-19;
    • As empresas farmacêuticas apresentaram crescimento consistente durante a pandemia, e esperamos que a tendência continue no 4T21.
  • Acesse o relatório completo aqui.

Bens de Capital: Prévia de Resultados do 4T21

  • Esperamos resultados mistos para o setor Industrial, com algumas empresas se beneficiando de uma forte perspectiva de demanda estrutural na receita líquida, embora o aumento de custos ao longo do 4T21 deva pressionar as perspectivas de rentabilidade de alguns nomes;
  • Para a WEG, esperamos que as receitas sigam as tendências positivas observadas nos últimos trimestres (+32% A/A [ano contra ano] e +4% T/T [trimestre contra trimestre]), com a margem EBITDA contraindo devido ao aumento de matérias-primas e mix de produtos, no lado negativo (EBITDA +17% e +1% A/A e T/T, respectivamente);
  • Para a Embraer, esperamos que a companhia fique em linha com o guidance previamente divulgado para o ano de 2021 em relação à receita e EBITDA (receita líquida de ~US$4.3 bilhões para 2021 vs. indicações prévias de ~US$4.0 – 4.5 bilhões);
  • Finalmente, para as empresas de Autopeças, destacamos:
    • (i) os fortes indicadores de demanda da Randon, com receita líquida em 2021 de ~R$9 bilhões +7% vs. o guidance pré-anunciado pela empresa; e
    • (ii) indicação de recuperação de receita da Marcopolo (+38% T/T; estável A/A), com margem EBITDA melhorando para ~4% ao longo do 4T21 (embora ainda abaixo do nível de ~10% reportado um ano atrás).
  • Clique aqui para ler o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Pix avança e ameaça ultrapassar boleto (Valor);
    • Crise aumenta saque da previdência privada, mas captação é maior no ano (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Dolce & Gabanna assume área de beleza (Valor);
    • Varejo tem vendas fracas no início do ano (Valor);
    • Amazon avalia oferta pela Peloton, pode enfrentar concorrência da Nike (E-commerce Brasil);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Ações da Tyson Foods batem recorde à medida que os altos preços da carne aumentam os lucros (Reuters);
    • Commodities: Grãos iniciam “semana do USDA” em alta em Chicago (Valor);
    • Cervejarias repensam estratégia para o Carnaval (Infomoney);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Empréstimo ao setor pode aliviar tarifa em 5,5%. (Canal Energia);
    • PEC dos combustíveis no Senado foi elaborada por aliado de Pacheco. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Facebook fora da Europa?

  • Meta ameaça retirar Facebook e Instagram da Europa;
  • SoftBank pretende vender ações de Alibaba (BABA34);
  • Apple retende lançar novos produtos;
  • Mercado reage mal a resultados mais fracos das empresas;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Fundos europeus sustentáveis ​​atingem €4 trilhões, 40% do total de ativos administrados na UE | Café com ESG, 08/02

  • Na segunda-feira, o mercado fechou em território neutro, com o Ibov e o ISE em leve queda de -0,2% e -0,8%, respectivamente.
  • No Brasil, do lado das empresas, a Ambipar desenvolveu uma maneira de fazer reflorestamento em massa respeitando práticas ESG, com a chamada biocápsula, uma tecnologia que permite que cápsulas biodegradáveis de colágeno provenientes de resíduos de indústria farmacêutica carreguem sementes de árvores nativas, agindo assim no reflorestamento em massa de áreas degradadas.
  • No internacional, (i) ativos em fundos europeus comercializados como sustentáveis ​​atingiram 4 trilhões de euros – quase 40% de todos os ativos administrados em fundos domiciliados na União Europeia, de acordo com a Morningstar; e (ii) a CVS Health Corp. estabeleceu uma meta no ano passado de reduzir quase pela metade as emissões de carbono dos bens e serviços que compra até 2030, mas superou essa meta antes mesmo de torná-la pública. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.