XP Expert

Zeina Latif: Precisamos todos rejuvenescer

Há avanços no debate econômico, mas também resistem muitas ideias do passado que não deram certo. O País clama por renovação, principalmente da agenda econômica. Salvo raras exceções, há amplo reconhecimento entre os pré-candidatos à Presidência de que o envelhecimento da população impõe desafios. Do lado fiscal, pelos gastos crescentes com a Previdência; do lado […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Há avanços no debate econômico, mas também resistem muitas ideias do passado que não deram certo. O País clama por renovação, principalmente da agenda econômica.

Salvo raras exceções, há amplo reconhecimento entre os pré-candidatos à Presidência de que o envelhecimento da população impõe desafios. Do lado fiscal, pelos gastos crescentes com a Previdência; do lado do crescimento, pela menor razão entre população em idade ativa e idosos. Serão menos pessoas para carregar o piano e este ficará mais pesado. A produtividade precisa aumentar. Espera-se um detalhamento das propostas dos candidatos.

Afinal, economistas não são políticos e devem basear suas recomendações em análises de impacto e custo-benefício. Por ora, há apenas rascunhos e, em alguns casos, inconsistências e ideias ultrapassadas de ativismo estatal e proteção de setores.

Ciro Gomes, por exemplo, abraça o compromisso com a disciplina fiscal, mas ao mesmo tempo defende a flexibilização da regra do teto para elevar os gastos públicos com investimento. Ciro defende o protagonismo do Estado na promoção do crescimento, enquanto afirma que poderá rever programas de concessão ao setor privado. Nitroglicerina pura. Junta-se a ineficiência do Estado com a quebra de contratos, o que afugenta o capital privado.

A crença de que o investimento público contribui para o crescimento do PIB não encontra respaldo na experiência mundial. Não de forma satisfatória, especialmente em países emergentes. As evidências são de que o investimento público tem impacto modesto no crescimento em comparação ao investimento privado. Nos emergentes, o setor privado já tem algum dinamismo, enquanto são frequentes as dificuldades de financiamento do governo.

As condições para a eficácia do investimento público na geração de crescimento são a boa alocação de recursos e qualidade dos projetos, e as contas públicas arrumadas gerando um ambiente macroeconômico saudável. Com frequência essas condições não são atendidas. Investimento público é para quem pode, e não para quem quer.

No Brasil, o quadro é desafiador, pois enfrentamos problemas de solvência do setor público, o que pressiona a taxa de juros e inibe o investimento privado. Em uma situação limite, essa política econômica torna-se totalmente ineficaz. Dá com uma mão, tira com a outra. Mas mesmo em situações mais confortáveis nas finanças públicas, o setor público com frequência investe mal, gerando ineficiências e baixo crescimento. Não faltam exemplos de projetos faraônicos e obras inacabadas ou inviáveis do ponto de vista econômico.

Os dados de investimento no Brasil desde 1947, calculados pelo Ibre, levantam dúvidas sobre o poder do investimento público para estimular o investimento privado e o crescimento. De acordo com nossos estudos econométricos, a eficácia é limitada.

Isso não significa que não há benefícios do investimento público. O problema é que manter o modelo atual de gestão implicará mais desperdício de recursos. Sem planejamento estratégico, governança e capacidade de atrair parcerias com o setor privado, essa agenda está fadada ao fracasso.

Precisamos rever velhas crenças que teimam em sobreviver. É necessário trocar o foco das políticas públicas: de investimento público por parcerias com o setor privado e reforço no ambiente regulatório; de crédito de bancos públicos por fortalecimento de garantias e segurança no crédito privado; de política industrial por abertura comercial e redução da complexidade de regras e impostos; de gastos públicos para redução da rigidez orçamentária, melhor alocação de recursos e gestão; de defesa de direitos e proteções por igualdade de oportunidades e segurança jurídica; de aumento de carga tributária por redução de renúncias tributárias; do Estado indutor do crescimento para o Estado que cuida das pessoas.

Agenda bem diferente do voluntarismo que promete muito com base na bravata e entrega baixo crescimento e desigualdade.

10 de Maio de 2018

Fonte: Artigo replicado do Estadão

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º na Resolução CVM 20/2021. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.