Imposto de Renda: o que é informe de rendimentos e para que serve

Embora a declaração do Imposto de Renda aconteça de forma anual, ainda existem muitas dúvidas sobre o que é o informe de rendimentos e para que ele serve.


Compartilhar:


Embora a declaração do Imposto de Renda aconteça de forma anual, ainda existem muitas dúvidas sobre o que é o informe de rendimentos e para que ele serve. Neste contexto de prestação de contas com a Receita Federal, entender esse conceito e como você precisa dele é fundamental.

Por ser uma obrigação de todas as empresas, também conhecidas como fontes pagadores, o informe de rendimentos é um documento que vai apresentar os números de toda renda recebida pelo funcionário ao longo do ano, assim como os descontos.

Entender os prazos de recebimento dos informes de rendimento e também da declaração do Imposto de Renda é um segundo e importante passo para você que vai precisar prestar contas.

Tendo em vista que se trata de um documento importante, continue a leitura para saber mais sobre:

  • O que é um informe de rendimentos?
  • Tipos de informes
  • Prazo de envio da declaração do IR
  • Onde encontrar o informe de rendimentos da XP
  • Extra: como declarar renda variável

Boa leitura!

O que é um informe de rendimentos?

O informe de rendimentos nada mais é do que um comprovante de todos os rendimentos recebidos por uma pessoa física ao longo de um ano. É uma espécie de ‘holerite’ que resume os ganhos no ano anterior.

Neste documento, constam todos os valores recebidos no período. Em geral, esses números são apresentados de forma acumulada, contando ainda com os descontos de taxas e impostos.

Como declarar ações no imposto de renda em 6 passos

Existem vários modelos de informes de rendimentos que podem ser enviados aos contribuintes porque as fontes de renda são diversas, tais como:

  • Empresas
  • Bancos
  • Corretoras de investimentos
  • INSS

Embora as fontes pagadoras possam ser várias, em muitos casos os informes de rendimento podem ser obtidos de forma online, sendo menos trabalhoso.

Penalidades em caso de descumprimento de prazos

Segundo a Receita Federal, as empresas são obrigadas a disponibilizar o documento dentro do prazo para evitar penalidades.

A fonte pagadora que não der as informações aos beneficiários ou fornecer com inexatidão o informe de rendimentos e de retenção do imposto fica sujeita ao pagamento de multa de R$ 41,43 por documento.

E mais: a empresa que prestar informação falsa sobre rendimentos pagos, deduções ou imposto retido na fonte está sujeita à multa de 300% sobre o valor que for indevidamente utilizado como redução do imposto sobre a renda devido.

Imposto de Renda no Tesouro Direto: guia para preencher a declaração

Tipos de informe de rendimentos

Como falamos acima, existem alguns tipos distintos de informes de rendimento. O mais comum é aquele enviado pelas empresas aos seus funcionários para comprar os rendimentos do ano anterior. Por ser um dos principais documentos necessários para o preenchimento da declaração de IR, existe um prazo para que as empresas enviem esse informe: 28 de fevereiro.

Este prazo é o mesmo que vale também para os bancos. Neste caso, o informe de rendimentos precisa apresentar os extratos de investimentos e saldos em conta (corrente ou poupança). Para conseguir o seu informe, acesse a sua conta via internet banking.

Existem também outros casos distintos de rendas que precisam ser declaradas para a Receita Federal. É o caso por exemplo do INSS para aposentados e pensionistas. Se este é o seu caso, é preciso entrar em contato com o INSS diretamente no site da instituição para pedir o seu informe.

Se você faz aplicações financeiras em plataformas de investimento como a XP, é preciso também pedir o informe para declarar corretamente os valores recebidos ao longo de 2020.

Prazo de envio da declaração do IR

Quem já está habituado ao preenchimento da declaração de Imposto de Renda geralmente chega no final de fevereiro já na expectativa pelo principal documento: o informe de rendimentos.

As empresas são obrigadas a entregar os informes de rendimentos para os funcionários ou clientes até o fim de fevereiro. Além disso, existem outros momentos importantes para que o contribuinte fique de olho.

Atente-se para as principais datas do IRPF:

  • 28 de fevereiro: data limite para entrega dos informes de rendimentos pelas empresas.
  • 02 de março: início da entrega da declaração preenchida.
  • 30 de abril: fim do prazo para entrega da declaração de IR.

Onde encontrar o informe de rendimentos da XP

Consulte o informe de rendimentos da XP para preencher a declaração do imposto de renda

Tem conta na XP e vai declarar o imposto de renda? Para fazer a sua declaração de IR, você precisará ter em mãos o seu informe de rendimentos da XP, que está disponível por meio do site www.xpi.com.br.

Clique em acesse sua conta e insira a senha. Ao abrir o portal, clique em Minha Conta e vá em Imposto de Renda no item Documentos.

Selecione o ano-base desejado e, em seguida, exibir. Você poderá imprimir o informe ou fazer o download no seu computador.

Nesta mesma tela, baixe o guia prático do imposto de renda pessoa física. Esse ebook vai te ajudar a tirar dúvidas sobre como declarar e obter mais informações.

Abra sua conta na XP Investimentos

Entendendo o informe da XP

O informe de rendimentos financeiros está dividido em seis grupos: rendimentos isentos, rendimentos sujeitos à tributação exclusiva, saldo em conta, créditos em trânsito, informações complementares e detalhamento dos ativos.

Em Rendimentos Isentos, você encontra a posição total consolidada em 31/12/2019 e 31/12/2020 dos ativos LCA, LCI, CRI e CRA, bem como os rendimentos obtidos em todos esses ativos durante o ano de 2019.

Em Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva, você encontra a posição total consolidada em 31/12/2019 e 31/12/2020 dos ativos de renda fixa, fundos de investimento, clubes de investimento, Tesouro Direto e swap.

O Saldo em Conta é exibido no informe e também deverá ser declarado. Isso porque a Receita Federal exige a declaração de qualquer saldo acima de R$ 140.

Em Créditos em Trânsito, são exibidos os valores das operações que, por motivos de funcionamento de mercado, ao final do ano não foram concretizadas. Não deixe de declarar esses valores, pois eles poderão representar uma fatia significativa do seu patrimônio.

Na segunda folha do informe, será exibido o grupo de informações complementares, onde são descritas as informações exigidas pela Receita Federal para exibição dos dados no informe.

No grupo detalhamento dos ativos, observe as informações por ativos, posição e rendimentos.

Extra: como declarar renda variável

Dentre os assuntos que mais geram dúvidas na declaração de imposto de renda está a renda variável. Por serem investimentos com compra e venda de ativos em bolsa de valores, há a obrigatoriedade de se informar os valores.

E aqui fica uma observação importante: mesmo que você não se enquadre em outras regras obrigatórias, precisará declarar os investimentos em renda variável.

Ainda que você não faça operações mensais acima de R$ 20 mil (valor máximo para isenção de IR), é preciso declarar posições e ganhos de capitais obtidos.

Isso porque a Receita Federal vai considerar como tributável todos os valores relativos a um acréscimo no patrimônio, independentemente do tipo de tributação.

Outra informação importante: existem algumas operações que não são isentas de Imposto de Renda, desconsiderando valores mínimos ou máximos.

É o caso de Day Trade, ETF de ações, alienação de ações em operação de exercício de opção, na liquidação antecipada de contratos a termo e também os fundos imobiliários.

Investe em fundos imobiliários? Saiba que os rendimentos pagos pelo fundo são isentos para pessoas físicas no caso de o fundo ter mais de 50 cotistas.

Tire suas dúvidas

Ainda ficou com dúvidas sobre o informe de rendimentosAcesse o site da Receita Federal para ficar por dentro de todos os detalhes da declaração de imposto de renda deste ano.

Ainda não investe com a XP? Abra sua conta e comece agora



Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.