XP Expert

A semana na Renda Fixa (01/04 a 05/04)

O que aconteceu nesta semana? Acompanhe os principais movimentos no mercado de renda fixa e o que esperar para a semana que se inicia.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O que aconteceu nesta semana na renda fixa?

No comparativo semanal, a curva de juros encerrou em alta, principalmente do miolo em diante. O diferencial entre os contratos com vencimento em janeiro 2026 e 2034 saiu de 98,9 pontos-base na quinta-feira passada para 109,5 pontos nesta semana. A curva, portanto, apresentou aumento de inclinação. Com isso, a curva passou a precificar uma Selic terminal entre 9,75% e 10% para 2024. Por mais uma vez, a correlação dos ativos locais com as Treasuries predominou, e o movimento altista acompanhou a maior volatilidade dos títulos americanos ao longo da semana, com os agentes ainda à espera de confirmações acerca do início do ciclo de cortes de juros por lá.

No mercado secundário de Crédito Privado, os spreads das debêntures indexadas ao CDI terminaram a semana próximos em alta. No dia 04/04,o índice IDEX-DI fechou em 1,94%, vs. 1,86% na última semana (27/03). Para as Debêntures Isentas, os spreads terminaram a semana com em alta também, o índice IDEX-Infra saiu de 47,36 bps para 51,56 bps. O movimento refletiu, principalmente, um crescimento de aversão ao risco no mercado. O fluxo médio diário de negociações em debêntures não incentivadas foi de R$ 730 milhões (vs. R$ 898 milhões na semana anterior), R$ 615 milhões em debêntures incentivadas (vs. R$ 689 milhões), R$ 198 milhões em CRIs (vs. R$ 173 milhões) e R$ 410 milhões em CRAs (vs. R$ 344 milhões).

O que esperar para a próxima semana?

No âmbito internacional, o destaque será a divulgação da inflação ao consumidor nos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) e da ata da última reunião do Fed. Na Europa, o Banco Central terá sua próxima reunião de política monetária, a expectativa é de manutenção dos juros estáveis pela última. No Brasil, destaque para o IPCA de março na 4ª feira. A leitura deve trazer a dissipação de efeitos altistas em educação e combustíveis, vistos em fevereiro, além da moderação nos preços de alimentos. Pelo lado fiscal, a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2025 será apresentada na semana que vem.

Relatórios recentes em destaque

Renda Fixa

Outras editorias

Gostou? Tem alguma sugestão? Não deixe de avaliar e deixar seus comentários!

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.