XP Expert

XP Morning Call 15/01/2019: Mercados respiram com anuncio de estimulo Chinês

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Discussão da proposta de reforma hoje; Sindicatos organizam greve
  2. Governo pretende investir R$25 bilhões em 114 obras contra escassez de água e ajustar MP do saneamento
  3. Pedidos de recuperação judicial recuam -0,8% em 2018, com retomada lenta da atividade

Internacional

  1. China planeja corte de impostos para aumentar atividade econômica
  2. May poderá enfrentar a pior derrota do governo em 95 anos na votação do Brexi
  3. Eleitores americanos acreditam que Trump e seu partido são responsáveis ​​pela paralização do governo

Empresas

  1. Avianca prorroga reintegração de posse dos jatos por mais 15 dias
  2. China reportou novo surto do vírus da peste suína africana
  3. Elétricas: State Grid avalia leilões e aquisições após concluir investimentos

COE News

  1. Alibaba: Em meio à desaceleração chinesa, dirigentes seguem confiantes

Resumo

Mercados respiram com anuncio de estimulo Chinês

Os mercados globais operam em alta seguindo anuncio Chinês de suporte ao crescimento. Ásia fechou com 1-1,5% de alta, Europa sobe marginalmente, petróleo sobe 1% esta manhã.

As autoridades chinesas anunciaram uma série de medidas para dar suporte à atividade econômica, incluindo corte do IVA (imposto ao valor agregado), deixando a porta aberta para possíveis cortes nas taxas de juros e prometendo acelerar gastos com infraestrutura.

O anúncio reflete a situação delicada que levou à melhora na percepção de risco em 2019 – a mesma correção dos ativos e dados macroeconômicos fracos que levaram a uma forte aversão a risco no final de 2018, abriram espaço para políticas monetárias mais brandas, que levaram à retomada dos mercados.

No Reino Unido, o foco está na votação do Brexit hoje, com uma série de artigos dando a entender que a Primeira Ministra provavelmente seja derrotada. Nos EUA, a paralisação do governo entra em seu 25º dia e pesquisas mostram que metade ou mais dos americanos acreditam que Trump e seu partido são responsáveis ​​pelo impasse.

No Brasil, Onyx e Guedes discutirão hoje a proposta da reforma da previdência que deve ser levada a Bolsonaro na próxima semana. Está em estudo a redução da transição de 20 anos para 15, com economia de R$120 bi em relação ao projeto de Temer, e idade mínima de 57 anos para mulheres e 62 anos para homens, assim como regimes especiais.

No lado das empresas, a Avianca conseguiu ontem prorrogar a suspensão da reintegração de posse de parte das aeronaves de sua frota por mais 15 dias.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Discussão da proposta de reforma hoje; Sindicatos organizam greve

  • Onyx e Guedes discutirão hoje a proposta de reforma da Previdência que deve ser levada a Bolsonaro na próxima semana. As centrais sindicais tentam organizar uma greve geral para marcar oposição a qualquer formato que tenha o projeto final;
  • Está em estudo a redução da transição de 20 anos para 15, com economia de R$120 bilhões e idade mínima de 57 anos para mulheres e 62 anos para homens. Policiais militares querem mesmas regras para se aposentar que os militares das forças armadas. Para financiar a transição do atual regime para o de capitalização, deve ser criado um fundo que poderia receber aportes com recursos do FGTS;
  • Jair Bolsonaro anuncia o deputado major Vitor Hugo (PSL-GO) para liderança do governo na Câmara. Ele teve experiência prévia na Casa. Até o período eleitoral, exerceu o cargo de consultor legislativo.

 
Governo pretende investir R$25 bilhões em 114 obras contra escassez de água e ajustar MP do saneamento

  • Segundo o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o novo governo pretende anunciar como parte do Plano Nacional de Segurança Hídrica, uma lista de 114 obras que totaliza R$25 bilhões. Desse total, 66 projetos são no Nordeste;
  • O Plano deverá focar em obras de maior impacto, e deverá incluir unidades de dessalinização, como em Fortaleza, por exemplo;
  • Além disso, o ministro destacou a necessidade de ajustes na Medida Provisória 844 que altera o marco regulatório do saneamento básico. A ênfase será dada à criação de incentivos para que municípios de pequeno e médio porte formem consórcios ao contratar projetos de abastecimento de água e tratamento de esgoto.

 
Pedidos de recuperação judicial recuam -0,8% em 2018, com retomada lenta da atividade

  • Segundo dados do Serasa Experian, o Brasil encerrou em 2018 com 1.408 pedidos de recuperação judicial, 0,8% abaixo de 2017 que fechou com 1.420 pedidos;
  • Com relação a máxima histórica de 1.863 em 2016, 2018 fechou com redução de 24,4%;
  • Em dezembro, os requerimentos de recuperação judicial caíram 5,9% em relação a novembro.

Internacional

China planeja corte de impostos para aumentar atividade econômica

  • Segundo a Bloomberg, a China está intensificando o combate à desaceleração econômica e como a primeira linha de defesa está convergindo cada vez mais para cortes de impostos;
  • A segunda maior economia do mundo está sendo atingida por um encontro de desaceleração do crescimento global e pela incerteza relacionada à guerra comercial. Economistas estimam que, no total, essas reduções podem impulsionar o crescimento do PIB em 0,46% (US$300 bilhões);
  • As ações na Europa e na Ásia e os futuros dos EUA foram impulsionados por isso na terça-feira. O potencial estímulo na China foi recebido com otimismo pelos mercados e reflete a situação delicada em que os ativos de risco se encontram em 2019: os mesmos dados macroeconômicos fracos que levaram a um sell-off no final do ano passado têm o potencial de estimular políticas monetárias mais frouxas.

 
May poderá enfrentar a pior derrota do governo em 95 anos na votação do Brexit

  • De acordo com a Bloomberg, depois de seus pedidos de apoio de última hora não serem ouvidos a primeira-ministra Theresa May poderá ter seu acordo no Brexit rejeitado na maior derrota parlamentar de um governo britânico em 95 anos;
  • Pelo menos 70 membros de seu Partido Conservador, bem como alguns aliados do Partido Democrático se comprometeram a se juntar aos membros da oposição nessa terça-feira, o que significaria uma derrota por uma margem de 150 ou mais;
  • May adiou a votação antes do Natal na esperança de conquistar o Parlamento com concessões para garantir que a fronteira irlandesa pós-Brexit permaneça aberta, mas a oferta foi tratada com desprezo na Câmara dos Comuns.

 
Eleitores americanos acreditam que Trump e seu partido são responsáveis ​​pela paralização do governo

  • De acordo com a Bloomberg, o presidente Donald Trump disse há um mês que ficaria feliz em assumir a culpa por uma paralisação do governo por causa do muro de fronteira proposto por ele. De fato, pesquisas mostram que metade ou mais dos americanos acreditam que Trump e seu partido são responsáveis ​​pela paralização, enquanto um terço ou menos culpa os democratas;
  • A paralisação parcial é a mais longa da história moderna dos EUA e entrou em seu 25º dia hoje, interrompendo o pagamento de 800.000 funcionários federais, enquanto 420.000 deles trabalham sem remuneração. Esforços de republicanos como o senador Lindsey Graham, da Carolina do Sul, para fechar acordo de imigração para resolver o impasse fracassaram, e Trump rejeitou sua última proposta na manhã de segunda-feira.

 
Produção industrial tem forte queda na Europa

  • Dados divulgados OCDE ontem mostraram que produção industrial na região do euro teve queda de 1,7% M/M novembro, com destaque negativo para Alemanha (-1,9%), seguida pela França (-1,3%), Itália (-1,6%) e Espanha (-1,6%);
  • A queda registrada para produção industrial na zona do euro foi a maior em quase três anos, sugerindo que o crescimento econômico continuou fraco após um desapontador terceiro trimestre, apontando para uma desaceleração no crescimento econômico da região. 

Empresas


Avianca prorroga reintegração de posse dos jatos por mais 15 dias

  • A Avianca conseguiu ontem prorrogar a suspensão da reintegração de posse de parte das aeronaves de sua frota por mais 15 dias;
  • A empresa terá até o dia 1° de fevereiro para apresentar propostas de pagamento das dívidas vencidas ou um plano de devolução das aeronaves. Caso não sejam cumpridos no período, a reintegração poderá ser feita automaticamente;
  • Em nota, a Avianca afirmou que está operando normalmente e que seus pousos e decolagens estão mantidos.

 
China reportou novo surto do vírus da peste suína africana

  • De acordo com o Valor Econômico, a China reportou ontem à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) um novo surto do vírus da peste suína africana, na província de Jiangsu;
  • De um total de 68,9 mil suínos suscetíveis, 2,4 mil testaram positivo para a vírus e 1,3 mil morreram em decorrência da doença. Além disso, 39,6 mil suínos foram sacrificados;
  • Responsável por 50% do consumo global de carne suína, a China vem sofrendo, desde o ano passado, para lidar com o vírus da peste suína africana, que se espalhou de forma rápida pelas principais regiões produtoras do país e pode ser positivo para exportações de proteínas do Brasil, beneficiando frigoríficos brasileiros.

 
Elétricas: State Grid avalia leilões e aquisições após concluir investimentos

  • Em entrevista ao Valor Econômico, Cai Hongxian, principal executivo da State Grid Brazil Holding (SGBH), subsidiária de transmissão de energia da gigante chinesa State Grid, afirmou que avalia oportunidade de participação em novos leilões e aquisição de ativos operacionais não só no Brasil, mas na América Latina em geral;
  • O executivo demonstrou otimismo com o novo governo e sua intenção de promover investimentos em infraestrutura. Após a conclusão da linha que levará energia da Usina de Belo Monte para o Sudeste, previsto para ser concluído em junho, os investimentos da companhia deverão cair para R$1 bi ao ano contra os R$5 bi do ano anterior;
  • O executivo também destacou oportunidades de privatização de empresas estaduais de energia como a Cemig. Além disso, notou que a SGBH não faz questão de ser participante majoritário em novos projetos, mas sim de ter participação no controle das empresas.

COE News

Alibaba: Em meio à desaceleração chinesa, dirigentes seguem confiantes

  • Mesmo com a continuidade das tensões comerciais com os EUA e consequente desaceleração da economia chinesa, o presidente do Alibaba, Michael Evans, expressou confiança em relação as vendas e reforçou que a maior volatilidade vista recentemente não deverá impactar negativamente o crescimento no longo prazo; 
  • Por outro lado, os dirigentes da empresa revisaram negativamente para 2018 as projeções de crescimento de receitas para as plataformas (marketplace) Taobao e Tmall, em 4% e 6%, respectivamente. Dentre os motivos citados, destacaram-se a continuidade das tensões comerciais e o alcance do pico de crescimento no mercado de smartphones; 
  • Segundo Evans, tal desaceleração da economia era esperada e, ainda assim, a China poderá tornar-se a maior economia do mundo nos próximos 10 anos. Atualmente, 300 milhões de chineses compõem a classe média, sendo que outros 300 a 400 milhões de pessoas poderão fazer parte deste grupo ao longo dos próximos 5 anos. Isso pode ser visto como importante motor para o crescimento de receitas para o mercado varejista do país.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.