XP Expert

XP Morning Call 29/03/2019: Trégua no mercado doméstico

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Calmaria depois da tempestade entre Executivo e Legislativo

Internacional

  1. EUA & China: Conversas “construtivas” em Pequim
  2. Brexit: Terceira votação do acordo de May ocorre hoje
  3. Rússia e Irã discutem possível extensão do acordo da OPEP +

Empresas

  1. 1. JBS (JBSS3): Resultados sólidos no 4T18. Recorde de geração de caixa livre em 2018
  2. Petrobras (PETR4): Um ciclo virtuoso a caminho; Reiteramos COMPRA
  3. Vale (VALE3): Sem grandes novidades na teleconferência de resultados

COE News

  1. Amazon: Expansão da sede no Texas e foco em computação em nuvem

Resumo

Trégua no mercado doméstico

O Ibovespa reagiu positivamente à trégua no campo político ontem, subindo 2,70% após forte realização nos dias anteriores. A percepção é que o Executivo e o Legislativo querem deixar para trás esse momento de tensão e começar a avançar na agenda de reformas.

O dia de ontem foi de reconciliação no mundo político, em especial, na relação entre Bolsonaro e Rodrigo Maia. Em almoço do presidente da Câmara com Paulo Guedes, ficou decidido que tocarão juntos a articulação para a aprovação da reforma da previdência, o que vemos como positivo.

De fato, houve ontem avanços importantes nas duas principais propostas do governo. O deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) foi escolhido relator da reforma da Previdência na CCJ, o que permite avanço na tramitação, com a votação do parecer na comissão prevista para 17 de abril. Em paralelo, o pacote anticrime será analisado em 45 dias, e não em 90, segundo Maia.

Os mercados internacionais operam em campo positivo nesta manhã, com futuros nos EUA e Europa em leve alta. China sobe 4% seguindo otimismo sobre negociações comerciais, cujo texto de um potencial acordo pode estar próximo de ser finalizado para apreciação de Donald Trump e Xi Jinping.

Na Europa, membros do Parlamento do Reino Unido, que rejeitaram duas vezes o acordo apresentado pela primeira ministra Theresa May sobre o Brexit, participarão de votação hoje às 11h30 (horário de Brasilia).

No final de semana saem dados de atividade industrial na China, importantes termômetros de crescimento econômico global, que vem sendo ponto de atenção dos mercados.

Do lado das empresas, a JBS reportou sólidos resultados no 4T18. Destaque positivo para a forte geração de caixa livre de R$ 5,7 bilhões em 2018, aumento de 105,2% A/A.  Do lado operacional, o EBITDA ajustado de R$ 3.392 milhões foi em linha com o nosso, apesar de 5,7% abaixo do consenso. Mantemos recomendação de Compra.

Sobre Petrobras, reiteramos nossa recomendação de Compra, e ajustamos nossos preços alvo de PETR4 e PETR3 para R$33 e R$32, respectivamente, sustentado por: (1) compromisso com seu plano de venda de ativos, (2) a conclusão iminente da renegociação do Contrato da Cessão Onerosa e (3) menores riscos para preços de petróleo no curto prazo, com esforço da OPEP de reduzir sua produção.

Por último, segundo notícias, a busca da BRF por parceiros na Arábia Saudita avançou e a empresa elegeu finalistas para se associar. A estratégia tem o intuito de atender aos interesses estratégicos da Arábia Saudita de reduzir sua dependência de importações de carne de frango e fomentar a produção local.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Calmaria depois da tempestade entre Executivo e Legislativo

  • Depois da tempestade vem a calmaria. O dia de ontem foi de apaziguamento do clima político, em especial, na relação entre Bolsonaro e Rodrigo Maia. Em almoço do presidente da Câmara com Paulo Guedes, ficou decidido que tocarão juntos a articulação para a aprovação da reforma da previdência;
  • Em live nas redes sociais no fim do dia, Bolsonaro fez afagos a Maia. O presidente já encerrava a transmissão sem falar da reforma da previdência, projeto mais importante de seu governo. Lembrado por Onyx Lorenzoni, que estava nos bastidores, o presidente defendeu a aprovação da reforma para evitar que o Brasil quebre.

Internacional

EUA & China: Conversas “construtivas” em Pequim

  • Autoridades norte-americanas realizaram conversas “construtivas” em Pequim, conforme afirmou o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, nessa sexta-feira à Reuters. Assim, o país concluiu a mais recente rodada de conversas com a China que visa resolver o impasse comercial entre as duas economias;
  • Mnuchin e o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, estiveram na capital chinesa para os primeiros encontros entre os dois lados desde que o presidente Donald Trump adiou o aumento das tarifas chinesas no valor de US$ 200 bilhões, citando avanços nas negociações;
  • ​A China já havia feito propostas em conversas com os EUA sobre uma série de questões que foram além do esperado previamente, tendo em vista que os dois lados trabalham para superar os obstáculos ao fim da prolongada guerra comercial, disseram autoridades americanas à Reuters nessa última quarta-feira.

Brexit: Terceira votação do acordo de May ocorre hoje

  • Hoje, o dia original do Brexit, o parlamento britânico debaterá e votará no acordo de Theresa May para deixar a União Européia em 22 de maio. A primeira-ministra colocará uma versão simplificada de seu acordo para votação, então o impasse não será resolvido hoje embora possa haver evolução;
  • O Acordo de Saída (Withdraw Agreement) é o tema da votação de hoje. Esta parte do acordo envolve a fronteira irlandesa, a lei do divórcio e o direito do cidadão e é necessária nesta semana para cumprir as condições estabelecidas pelos líderes da UE e garantir um atraso até 22 de maio;
  • A futura relação do Reino Unido com a UE não está incluída na discussão e, portanto, exigiria outra votação. A incerteza em torno do Brexit permanece alta.

​Rússia e Irã discutem possível extensão do acordo da OPEP +

  • Segundo a Bloomberg, os ministros da energia da Rússia e do Irã discutirão uma possível extensão do acordo da OPEP + para coibir a produção de petróleo em sua reunião em Moscou na próxima semana, com base em declarações do ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak;
  • Uma possível extensão do acordo, que deve expirar até o final de junho, tornou-se um tema de discussão entre os dois maiores produtores, a Arábia Saudita e a Rússia. O antigo país queria tomar uma decisão já em abril, enquanto o segundo favorecia uma abordagem moderada e cautelosa;
  • Os preços do Brent estão em alta de 1%, provavelmente refletindo as chances de menores riscos de excesso de oferta de petróleo devido ao esforço da Opep para reduzir sua produção.

Empresas

JBS (JBSS3): Resultados sólidos no 4T18. Recorde de geração de caixa livre em 2018

  • A JBS reportou sólidos resultados no 4T18. Destaque positivo para a forte geração de caixa livre de R$ 5,7 bilhões em 2018, aumento de 105,2% A/A. Do lado operacional, o EBITDA ajustado de R$ 3.392 milhões foi em linha com o nosso e 5,7% abaixo do consenso, uma vez que o forte resultado de Bovinos nos EUA foi compensado pelo resultado abaixo do esperado de Bovinos no Brasil e de Suínos nos EUA. A margem EBITDA de 7,2% compara-se a nossa de 7,0%, consenso de 7,4% e 6,9% no 4T17. A receita líquida foi em linha com a nossa, enquanto o lucro líquido de R$ 563 milhões ficou abaixo da nossa estimativa de R$ 1.348 milhões devido a maiores despesas financeiras com impacto cambial. A dívida Líquida/EBITDA caiu de 3.4x no 4T17 para 3.2x no 4T18;
  • O segmento de Bovinos nos EUA reportou fortes resultados, com EBITDA de R$ 1.602 milhões, 29,7% acima do nosso. A margem EBITDA de 7,8% compara-se a nossa de 6,0% e 7,0% no 4T17. A forte economia dos EUA, concomitante ao ciclo positivo do gado, continua a impactar positivamente os negócios, resultando em maiores margens para a indústria de carne bovina nos EUA;
  • Do lado negativo, Bovinos no Brasil e Suínos nos EUA reportaram resultados mais fracos que o esperado. A margem EBITDA de Bovinos Brasil e Suínos EUA foi de 3,9% e 7,6%, respectivamente, -407 pontos-base e -85 pontos-base abaixo da nossa, principalmente devido aos maiores custos operacionais no Brasil e o aumento da capacidade de processamento de carne suína nos EUA, que impactaram os preços. De acordo com a JBS, a empresa está monitorando de perto os eventos relacionados à peste suína africana na Ásia e acredita que a disseminação contínua da doença na região pode trazer mudanças significativas ao comércio global de carne suína;
  • ​Por fim, a margem EBITDA da Seara de 10,3% foi em linha com a nossa, enquanto a Pilgrim’s Pride divulgou há duas semanas margem EBITDA de 6,3% (contra XPe em 5,5%). Mantemos nossa recomendação de compra para a JBS com preço alvo de R$ 16/ação. Na nossa visão, seu forte desempenho operacional em 2018 deve continuar em 2019, impulsionado principalmente pelos sólidos resultados dos EUA e dinâmica positiva para proteínas.

Petrobras (PETR4): Um ciclo virtuoso a caminho; Reiteramos COMPRA

  • Atualizamos nossas estimativas para a Petrobras incorporando os resultados de 2018 e atualizando nossas hipóteses de preço de petróleo de 2019 para US$65/barril (a estimativa de longo prazo de US$60/barril foi mantida por conservadorismo);
  • Enxergamos um alinhamento de fatores positivos para as ações da Petrobras, tais como (1) o compromisso da empresa com seu plano de venda de ativos, que nas nossas estimativas poderia gerar valor adicional de até R$6,8-8,7/ação (apresentamos uma análise detalhada por ativo com foco no segmento de refino), (2) a conclusão iminente da renegociação do Contrato da Cessão Onerosa e (3) menores riscos para preços de petróleo no curto prazo em vista do esforço da OPEP de reduzir sua produção e reequilibrar o balanço de oferta e demanda da commodity;
  • Nós reiteramos nossa recomendação de Compra na Petrobras, e ajustamos nossos preços alvo de PETR4 e PETR3 para R$33 e R$32, respectivamente. Por favor clique aqui para acessar nosso relatório.
     

Vale (VALE3): Sem grandes novidades na teleconferência de resultados

  • A Vale realizou ontem sua teleconferência para os resultados do 4T18, sem grandes atualizações materiais. Principais destaques: 
  • A Vale espera que as vendas de minério de ferro sejam impactadas de 50mt, no melhor dos casos, a 75 mt no caso base. A diferença entre os dois cenários refere-se principalmente ao reinício do complexo de Brucutu (30mt/ano), a ser confirmado em 31 de março. A Vale está confiante de que a estabilidade da barragem será confirmada, permitindo a volta das operações;    
  • Em relação ao seu portfólio de produtos, a Vale afirmou que respeitará os volumes contratuais de finos de Carajás, mas provavelmente reduzirá a disponibilidade de volumes pontuais, pois deslocará mais volumes de finos a serem misturados (para garantir a qualidade), o que deve resultar em um pior mix;
  • Por fim, em relação à capacidade ociosa do minério de ferro (teoricamente de 50mt), a Vale comentou que não está prontamente disponível, e que pode demorar de 1 a 3 anos para de fato iniciar.

BRF (BRFS3): Elege finalistas para parceria na Arábia Saudita

  • Segundo o Valor Econômico, com o intuito de atender aos interesses estratégicos da Arábia Saudita de reduzir sua dependência de importações de carne de frango a BRF tenta se instalar no país como produtora e deixar de ser apenas uma grande fornecedora da proteína produzida no Brasil;
  • Patricio Rohner, responsável pelas operações internacionais da BRF a partir de Abu Dhabi, no Emirados Árabes Unidos, revelou em entrevista, que a busca por parceiros na Arábia Saudita avançou e que inclusive elegeu os finalistas com os quais a BRF tem interesse em se associar;
  • Pelo porte da companhia brasileira, que detém a maior estrutura de exportações de frango do mundo, era importante deixar claro que sua entrada no país estaria alinhada os objetivos do governo da Arábia Saudita, que deseja que a produção local abasteça 60% da demanda de forma consistente até 2030;
  • Nesse caso, a entrada da BRF no setor seria gradual, acompanhando o movimento de mudanças na sociedade saudita. Segundo Rohner, a ascensão da mulher no mercado de trabalho tende a reduzir a alimentação dentro de casa nos próximos anos. O executivo não comentou, mas a entrada gradual no segmento de processados pode ajudar o negócio a ser mais palatável financeiramente para a BRF, que ainda lida com o elevado endividamento.

BRF (BRFS3): Anuncia Lorival Luz Jr como seu presidente global

  • A BRF anunciou ontem em fato relevante a eleição do Lorival Jr, Diretor vice-presidente global, para o cargo de diretor presidente global da BRF no lugar de Pedro Parente;
  • A transição, que já vinha sendo endereçada dentro e fora da companhia, seguirá em andamento nos próximos meses até a efetivação da mudança em junho. Além disso, eles darão continuidade às iniciativas e à execução do plano estratégico aprovado no segundo semestre de 2018;
  • Pedro Parente continuará na posição de Presidente do Conselho de Administração para um mandato de 2 anos.

COE News

Amazon: Expansão da sede no Texas e foco em computação em nuvem

  • Dirigentes da Amazon planejam gerar 800 empregos no campo de tecnologia em sua sede em Austin. O foco será em áreas como engenharia de sistemas, desenvolvimento de computadores e computação em nuvem;
  • A Amazon já destinou US$ 7 bi ao Texas desde 2011, incluindo investimentos em infraestrutura e remuneração de funcionários, além de ter gerado mais de 22 mil empregos, entre posições diretas e agregados;
  • A gigante do e-commerce também está avançando nos planos de transferência de parte de suas operações para o norte da Virgínia.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.