Tensões com precatórios e Evergrande arrefecem; FOMC e COPOM são destaques da “super quarta”

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Clique para ouvir

IBOVESPA +1,3% | 110.250 Pontos

CÂMBIO -1,0% | 5,27/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Acordo entre Lira, Pacheco e Guedes teve efeito positivo no mercado e ajudou o Ibovespa a encerrar a terça-feira (21) no campo positivo aos 110.250 pontos com variação de +1,30%. Já o dólar encerrou o dia cotado aos R$ 5,27 após uma queda de -0,98%. As taxas futuras de juros apresentaram recuo no fechamento de ontem, com maior intensidade nos vencimentos mais longos, também influenciadas pela retomada das negociações entre os poderes no Brasil, além da melhora na percepção de risco externo. DI jan/22 fechou em 7,090%; DI jan/24 foi para 9,505%; DI jan/26 encerrou em 10,03%; e DI jan/28 fechou em 10,38%.

Os mercados globais amanhecem positivos (EUA +0,6% e Europa +0,6%) enquanto investidores aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve hoje seguida por coletiva do presidente Jerome Powell. Na China (-0,7%), preocupações se tornam mais amenas ao passo que subsidiária da Evergrande confirma o pagamento de parcela da dívida doméstica nesta quinta-feira. Além disso, o governo chinês anunciou a injeção de US$ 18,5 bilhões no sistema financeiro. No Japão (-0,7%) o mercado encerra no negativo após decisão do banco central de manter a meta da taxa de juros de curto prazo em -0,1% e a taxa de 10 aos em torno de 0%, justificando que a geração de empregos permanece fraca e o consumo estagnado.

No campo político internacional, a Câmara dos deputados dos Estados Unidos aprovou na noite desta terça-feira (21) um projeto que impede paralisação do governo no final do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022. O projeto avança agora para o Senado, onde o panorama é mais complexo.  

No Brasil, a solução para do pagamento de precatórios parece estar chegando a um desfecho. Consiste em uma mistura de várias propostas, mas tem como base a resolução que vinha sendo costurada via Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O governo asseguraria o pagamento de R$ 39,8 bilhões em precatórios no ano que vem. O pagamento dos precatórios que excedem esse limite – R$ 49,2 bilhões – seria deslocado para 2023, com prioridade de pagamento frente às decisões judiciais posteriores, exceto requisição de pequenos valores. A regra será permanente e valerá para os anos seguintes após 2023. . Na agenda de hoje, destaque para a decisão do Copom depois do fechamento dos mercados. Na agenda de hoje, destaque para a decisão do Copom depois do fechamento dos mercados.

Por fim, ontem aconteceu a 76ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York (link). No geral, a necessidade de maiores esforços globais no combate à pandemia e a situação crítica do clima centralizaram as discussões. Em seu discurso, Jair Bolsonaro optou por um tom mais próximo do defendido por sua base do que por seu entorno político, ainda que tenha adotado uma linha diplomática na pauta ambiental.

Tópicos do dia

Economia

  1. Decisões do FOMC e COPOM são destaques da “super quarta”

Política

  1. Congresso e Economia chegam a solução para precatórios
  2. Comissão Especial tenta votar reforma administrativa
  3. Câmara dos deputados dos Estados Unidos aprovou projeto que impede paralisação do governo no final do mês e suspende teto da dívida até fim de 2022
  4. Crescem as tensões entre democratas sobre a agenda econômica de Biden

Empresas

  1. Engie Brasil (EGIE3): 11 concessões podem ser estendidas e adicionar até R$2,5bi em valor para a companhia; Positivo
  2. Grupo Mateus (GMAT3): Câmara aprova regime de urgência para projeto de lei que estende benefícios de ICMS do comércio até 2032
  3. Via (VIIA3): Marketplace alcança 100 mil sellers
  4. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | SuperApp do Paypal

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 22/09

Veja todos os detalhes

Economia

Decisões do FOMC e COPOM são destaques da “super quarta”

  • O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) anunciou a manutenção das taxas de juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos, conhecidas como LPRs. A chamada LPR de um ano permaneceu em 3,85%, e a LPR para empréstimos de cinco anos ou mais longos ficou em 4,65%. Este é o 17º mês seguido em que as taxas ficam inalteradas;
  • Mercados atentos a decisão de politica monetária do Fed hoje seguida por coletiva do presidente Jerome Powell. Os dados de empregos mornos de agosto a inflação ao consumidor (CPI) de agosto reduziram os riscos das diretrizes de redução gradual anunciadas nesta reunião. Dessa forma, toda a atenção se voltará para o que pode resultar da versão de setembro do “Resumo das Condições Econômicas” – ou seja, as mudanças em relação à versão de junho do SEP. O foco principal dos mercados será no gráfico de “pontos” . Em junho, um total de sete membros do Fed esperavam que a decolagem ocorresse em 2022; se três outros membros mudarem seus pontos, a mediana começará a prever uma decolagem em 2022, e tal evento poderia ter efeitos materiais no desempenho do mercado;
  • No Brasil, a solução para do pagamento de precatórios parece estar chegando a um desfecho. Consiste em  uma mistura de várias propostas, mas tem como base a resolução que vinha sendo costurada via Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O governo asseguraria o pagamento de R$ 39,8 bilhões em precatórios no ano que vem. O pagamento dos precatórios que excedem esse limite – R$ 49,2 bilhões – seria deslocado para 2023, com prioridade de pagamento frente às decisões judiciais posteriores, exceto requisição de pequenos valores. A regra será permanente e valerá para os anos seguintes após 2023. Para evitar a acumulação dessas dívidas, seria dada a opção para os credores que tiverem o pagamento postergado aderirem a alguma alternativa que seriam pagas fora do teto de gastos, entre elas, recebimento imediato do montante devido com desconto de 40%. O pagamento dos demais precatórios que não forem incluídos nessa negociação especial serão quitados dentro do teto de gastos dos anos seguintes;
  • Na agenda doméstica, destaque para decisão do Copom depois do fechamento dos mercados. Esperamos que o Copom elevará novamente a taxa Selic em 1pp. No comunicado, acreditamos que os parágrafos de política monetária serão pouco alterados frente ao comunicado anterior. O comunicado provavelmente dirá que o ritmo atual é adequado e que que foco é o tamanho do ajuste a ser implementado. Nossa visão é que essa comunicação virá na projeção do cenário base, com a trajetória de juros do Focus. O Focus prevê hoje Selic em 8,25% no final de 2021 e 8,50% em 2022. Se esse for o plano de voo do BC, a projeção do cenário base ficará na meta. Se o Copom entender que precisará ir além, a projeção estará acima da meta.

Política

Congresso e Economia chegam a solução para precatórios

  • Proposta anunciada ontem por Paulo Guedes, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco estabeleceria um subteto para o pagamento de precatórios (que em 2022 seria de R$ 39,9 bilhões). O excedente (cerca de R$ 50 bilhões no ano que vem) passaria por um processo de negociação extrateto. O montante em que não houver acordo teria o pagamento adiado para 2023;
  • Entre as modalidades de negociação estão encontro de contas, compra de imóveis públicos e recebimento imediato do montante devido com desconto de 40%;
  • Saída deve ser suficiente para abrir espaço no teto para a implementação do Auxílio Brasil, com benefício de R$ 300, a partir de 2022;
  • Lira e Pacheco prometeram celeridade na tramitação; hoje às 10h deve ser instalada a comissão especial da Câmara que vai tratar do tema (é a última etapa antes do plenário). Depois disso, a proposta seguirá para o Senado.

Comissão Especial tenta votar reforma administrativa

  • A Comissão Especial da Câmara que analisa a reforma administrativa tem hoje nova tentativa de votar o texto;
  • Como forma de obter acordo, o relatório deve deixar de prever pontos menos rígidos para juízes e integrantes do Ministério Público.

Câmara dos deputados dos Estados Unidos aprovou projeto que impede paralisação do governo no final do mês e suspende teto da dívida até fim de 2022

  • A Câmara dos deputados dos Estados Unidos aprovou na noite desta terça-feira (21) um projeto que impede paralisação do governo no final do mês e suspende o teto da dívida até o fim de 2022. O projeto avança agora para o Senado, onde o panorama é mais complexo;
  • Vale destacar que a expectativa de lideranças democratas é que, apesar da linha dura adotada pelo partido republicano nos últimos dias, o custo político de uma paralisação pública em meio a pandemia favoreça as negociações na semana que vem. No memento, os democratas ainda estão longe de obter os 60 votos requeridos para avançar a inciativa.

Crescem as tensões entre democratas sobre a agenda econômica de Biden

  • Em paralelo as divergências entre os partidos, crescem as tensões entre democratas sobre a agenda econômica de Biden. O principal ponto de embate continua sendo o Plano das Famílias Americanas de USD 3.5 trilhões – enquanto moderados como Joe Manhchin pressionam pela diluição do projeto e até pela postergação do debate, parlamentares da ala mais à esquerda do partido consideram que esse seja prioritário.

Empresas

Engie Brasil (EGIE3): 11 concessões podem ser estendidas e adicionar até R$2,5bi em valor para a companhia; Positivo

  • Na terça-feira (21), a Engie divulgou um comunicado ao mercado informando que tem interesse em acatar a proposta da ANEEL para encerrar a disputa relacionada a repactuação do risco hidrológico (GSF) prorrogando a concessão de 11 usinas hidrelétricas por 2,4 anos em média;
  • A discussão sobre a repactuação do risco hidrológico teve início diante de inúmeras ações judiciais ante o inconformismo das hidrelétricas, quando em meados de 2015, devido à redução dos reservatórios causada pela estiagem no País e o aumento no consumo de energia, o Governo despachou energia a partir das Usinas Termelétricas (fora da ordem de mérito), impedindo que as hidrelétricas vendessem energia, com a pretensão de poupar seus reservatórios. O despacho de energia de Usinas Termelétricas gerou o aumento no custo da energia, criando uma dívida que seria, posteriormente, rateada entre o mercado de energia – geradoras, transmissoras e consumidores. Em agosto de 2021, a ANEEL homologou, por meio da Resolução 2.932/2021, que como medida compensatória desse imbróglio alguns complexos hidrelétricos afetados têm o direito de prorrogar a concessão à medida que abrem mão da judicialização;
  • Vemos a notícia como positiva, pois como não há outorga associada a esta prorrogação, estimamos um aumento de R$2,5 bilhões no valor para o acionista, o que adicionaria R$3,00/ação ao nosso preço alvo, ou 8% do atual valor de mercado da Engie. Mantemos a nossa recomendação Neutra em Engie, com um preço-alvo de R$48/ação.

Grupo Mateus (GMAT3): Câmara aprova regime de urgência para projeto de lei que estende benefícios de ICMS do comércio até 2032

  • O Plenário da Câmara aprovou regime de urgência para projeto que estende, até 2032, o prazo de fruição de benefícios de ICMS ao comércio convalidados pelo Convênio Confaz n° 190/17. Esse é o principal benefício do utilizado pelo Grupo Mateus hoje;
  • De acordo com nosso time de política, a expectativa é que a votação de mérito ocorra até a próxima semana, com anuência da base do governo e uniformidade dos líderes nas orientações;
  • Conforme discutido na nossa último atualização de GMAT, vemos isso como um trigger positivo uma vez que elimina uma das principais preocupações dos investidores com a empresa (atualmente, os benefícios fiscais expiram em dez/22). Mantemos Compra e preço alvo de R$11,0/ação.

Via (VIIA3): Marketplace alcança 100 mil sellers

  • Ontem, a Via anunciou que seu marketplace alcançou a marca de 100 mil sellers, superando sua estimativa inicial de alcançar 90 mil vendedores em 2021. Segundo a empresa, o número de SKUs também evolui rapidamente, e já soma 33 milhões (vs. 3 milhões no início do ano);
  • Em termos de categoria, destaque para o crescimento de itens como: (i) bebidas (+567% a/a), (ii) produtos automotivos (+378% a/a), (iii) produtos para pets (+230% a/a), (iv) itens de casa e construção (+130% a/a) e (v) produtos de beleza e saúde (+120% a/a);
  • Enxergamos os anúncios como positivos e em linha com a estratégia da empresa de acelerar o crescimento do canal online. Mantemos a nossa recomendação neutra e preço-alvo para o fim de 2021 de R$ 20,0/ação.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Bancos ‘premium’ e digitais têm NPS maior, mostra estudo. Pesquisa da CVA Solutions mostra que o banco com a melhor métrica de satisfação dos usuários é o Safra. (Valor);
    • Banco do Nordeste seleciona bancos para re-IPO. Itaú BBA, BTG Pactual, Bradesco BBI, Bank of America e UBS-BB coordenarão a oferta do banco, conhecido por seus programa de microcrédito e suporte a pequenas e médias empresas. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Via alcança marca de 100 mil vendedores em marketplace e vê maior variedade de produtos. (Valor);
    • Prazo de entrega é principal crítica dos consumidores sobre e-commerces chineses. (Mercado e Consumo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Lucro da Louis Dreyfus cresceu 166,7% no primeiro semestre (Valor)
    • Cbios já subiram quase 45% em setembro na B3 (Valor)
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Com crise hídrica, governo acelera operação de novas usinas para evitar racionamento. (Estadão);
    • Petróleo se recupera parcialmente e fecha em alta à espera de dados de estoques nos EUA. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: : Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | SuperApp do Paypal

  • Paypal lançou a primeira versão de seu “Super Aplicativo” nos EUA;
  • Google confirmou a compra de um prédio de escritórios no valor de US$ 2,1bi em Manhattan;
  • Facebook anunciou a terceira geração dos seus dispositivos de chamadas de vídeo;
  • Economias globais apresentam desaceleração de -7% de março até agosto, segundo indicador do Goldman Sachs;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 22/09

  • O mercado reverteu a queda dos últimos dias e encerrou o pregão de terça-feira em território positivo, com o Ibov e ISE em alta de +1,3% e +1,6%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) a Confederação Nacional da Industrial (CNI) defende a criação de um mercado global regulado de carbono como uma das estratégias para ajudar os países a reduzir as emissões e atingir a meta do Acordo de Paris; e (ii) a Vale desistiu de todos os pedidos de pesquisa e lavra de direitos minerários em terras indígenas no Brasil, entregando, assim, o que demandavam há tempos ativistas de direitos humanos e investidores que adotam princípios ambientais;
  • No internacional, ontem aconteceu a 76ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Dentre os destaques, Joe Biden disse que trabalharia com o Congresso para dobrar os fundos até 2024 para ~US$ 11,4 bilhões por ano para ajudar as nações em desenvolvimento a lidar com a mudança climática (clique aqui para ver nosso relatório completo sobre a Assembleia).
  • Clique aqui para acessar o relatório diário e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.