Novos pacotes de estímulo, tensão entre EUA e China e ruídos políticos no Brasil

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.


Compartilhar:


Clique para ouvir

IBOVESPA -0,56% | 80.742 Pontos

CÂMBIO -0,71% | 5,76/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou em queda de 0,6% ontem, a 80.742 pontos, seguindo piora das bolsas americanas no fim da sessão com dúvidas sobre a potencial vacina contra o coronavírus. Nesta manhã, mercados internacionais sobem, com os EUA puxando a alta à medida que o Fed se prepara para tomar mais risco em programas de concessão de crédito. Na Europa, as bolsas seguem em leve alta enquanto o mercado avalia o novo plano de US$ 500bi, que poderá vir um pouco tarde e pequeno demais para ajudar a região no combate aos efeitos do Covid.

Na Ásia, o fechamento foi misto, com tensões geopolíticas impulsionadas pelo apoio dos EUA à Taiwan, desagradando a China. O Ministério de Relações Internacionais da China emitiu nota repudiando a declaração do Secretário de Estado Americano Michael Pompeo que se referiu ao líder de Taiwan Tsai Ing-wen como “presidente” em uma mensagem de congratulações enviada pelo início do seu segundo mandato em Taipei. Em nota divulgada no site do Ministério, o governo chinês disse que tomará medidas de retaliação por todos os atos errôneos cometidos pelo estado americano.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro sancionou ontem o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que prevê aportes de R$ 15,9 bilhões da União para reforçar as garantias a empréstimos durante a pandemia do novo coronavírus. O governo aposta em uma parceria entre a Caixa Econômica Federal e as operadoras de maquininhas de cartão para fazer com que o novo crédito chegue aos empreendedores que precisam do auxílio. A ideia é que as maquininhas já sejam utilizadas no pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial.

Com o intuito de expandir sua atuação e ao mesmo tempo lidar com o problema de falta de dinheiro em espécie para o pagamento do auxílio, a Caixa abriu compulsoriamente uma poupança digital para todos os beneficiários do programa, incluindo aqueles que receberam as primeiras parcelas através de outro banco.

Ontem, em uma reunião fechada com representantes do setor de serviços, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo pretende rever programas sociais para eliminar gradativamente o auxílio emergencial de R$ 600. Essa é a primeira vez que o ministro fala em pagar o auxílio emergencial por mais tempo que os três meses previstos até agora. Durante a reunião, Guedes também disse que pretende propor a criação de um regime especial contra desemprego em massa, com contratos de trabalho mais simplificados e menos interferência social.

Na política, cresce a expectativa sobre a possibilidade de o ministro Celso de Mello decidir pela divulgação da gravação da reunião ministerial em que o então ministro Sergio Moro diz ter havido pressão de Jair Bolsonaro por mudanças na Polícia Federal. Hoje, o empresário Paulo Marinho, suplente de Flávio Bolsonaro no Senado, presta depoimento sobre a afirmação que fez em entrevista de que pode ter havido vazamento de informações de uma operação da PF em 2018, que mirava auxiliares do filho do presidente.

A Câmara e o Senado devem começar a discutir o adiamento das eleições municipais de outubro para dezembro deste ano. A tendência majoritária é que não haja prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores.

Por fim, o presidente afirmou ontem que nesta quarta-feira será assinado pelo general Eduardo Pazuello, o ministro interino da Saúde, o novo protocolo ampliando a recomendação de uso da cloroquina em pacientes de Covid-19.

Tópicos do dia

Coronavírus

Tempos de guerra – revisando o target da Bolsa
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Agenda de resultados

Unidas (LCAM3): Após o fechamento
Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados
Clique aqui para acessar o calendário de resultados do 1T20

Brasil

  1. Pesquisa realizada pela FGV indica os efeitos da pandemia no mercado de trabalho brasileiro

Internacional

  1. Política Internacional
  2. Petróleo: Expectativas do mercado de um aumento de 1,151 milhões de barris nos estoques dos EUA

    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Multiplan (MULT3): Intenção de Venda do Diamond Tower (Morumbi Corporate); R$ 810 mi (~7% do valor de mercado)
  2. Setor Elétrico: Diretora Elisa Bastos será a relatora do processo de socorro ao setor elétrico


Veja todos os detalhes

Brasil

Pesquisa realizada pela FGV indica os efeitos da pandemia no mercado de trabalho brasileiro

  • Segundo o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre), as demissões realizadas durante a pandemia já afetam 12,7% das famílias brasileiras, enquanto 24,9% já tiveram redução de salário e de jornada;
  • O setor de serviços, intensivo em mão de obra, apresentou a maior retração no número de empregados desde então: 45,8% das empresas do setor. Seguido por construção (44,4%), comércio (36,7%) e indústria (24,1%);
  • O resultado da pesquisa indica o baque na demanda para o período pós-pandemia.

Internacional

Política Internacional

  • As tensões entre EUA e China são mais uma vez destaque do cenário internacional. O governo chinês emitiu nota repudiando comentários do secretário do estado Americano, Mike Pompeo, que enviou mensagem parabenizando a recente eleita presidente do Taiwan. O Ministério de Relações Internacionais do país asiático afirmou que não seria tolerado nenhum movimento separatista e prometeu “tomar as medidas contrárias necessárias”.

Petróleo: Expectativas do mercado de um aumento de 1,151 milhões de barris nos estoques dos EUA

  • O relatório oficial de fornecimento da Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) deve ser publicado hoje às 11:30 da manhã (horário de Brasília), com expectativas do mercado de um aumento de 1,151milhões de barris nos estoques dos EUA. Os estoques de petróleo dos EUA caíram -0,7 milhões de barris na semana passada abaixo da expectativa de mercado de +4,1 milhões de barris, o que é visto como positive por sinalizar um equilíbrio entre oferta e demanda da commodity;
  • Após oscilarem ao longo da madrugada, os contratos futuros de petróleo passaram a subir com firmeza após notícias apontando que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e a China se comprometerem a trabalhar juntamente para ajudar a estabilizar os mercados da commodity;
  • Nessa manhã de quarta-feira, a commodity opera em território positivo, com o Brent em alta de +1,1% , aos US$35/barril.

Empresas

Multiplan (MULT3): Intenção de Venda do Diamond Tower (Morumbi Corporate); R$ 810 mi (~7% do valor de mercado)

  • A Multiplan anunciou ontem que assinou uma carta de intenções relacionada à venda do edifício Diamond Tower (36,9 mil m² de ABL), uma das duas torres do complexo Morumbi Corporate (total de 74,2 mil m²), localizado na cidade de São Paulo. O contrato foi assinado com o FII BTG Pactual Corporate Office Fund, por R$ 810 milhões (~7% do valor de mercado da Multiplan). A conclusão da operação depende de condições precedentes, assim como da aprovação final das duas partes;
  • Embora o cap rate não tenha sido divulgado, com base nos dados de 2019 e assumindo (i) que ambas as torres do complexo geraram receitas equivalentes e (ii) uma margem NOI de ~95%, estimamos que a transação resultaria em um cap rate de ~5,5-6%. Se aprovada, vemos essa transação como positiva para a Multiplan, tendo em vista (i) que se trata de um preço atrativo para a companhia, (ii) fornece liquidez adicional em um cenário desafiador (com base no último resultado divulgado, a empresa possuía ao final do 1T20 ~R$ 756 milhões em amortização de dívidas em 2020) e (iii) permite à Multiplan voltar seu foco ao portfólio de shopping centers, que é o core da empresa. Por outro lado, acreditamos que as torres corporativas em geral oferecem resiliência adicional ao portfólio;
  • Segundo a mídia local, o BC Fund pagará 40% em dinheiro e o restante por meio de uma dívida de médio prazo.

Setor Elétrico: Diretora Elisa Bastos será a relatora do processo de socorro ao setor elétrico

  • Segundo o Broadcast, a diretora da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Elisa Bastos Silva será a relatora do processo de regulamentação do decreto que detalhará a operação de socorro ao setor elétrico, denominada Conta-COVID;
  • Segundo o portal de notícias, a operação deve totalizar cerca de R$10 a R$12 bilhões. Em entrevista anterior ao sorteio que culminou em sua relatoria, a diretora Elisa afirmou que o voto deve passar por um curto processo de consulta pública de cerca de 5 dias, durante o qual agentes poderão encaminhar propostas. Somente após tal período de tempo o decreto poderia ser aprovado pelo colegiado. A diretora também ressaltou que foi realizado um esforço para proteger o consumidor e alocar adequadamente custos e riscos a cada agente envolvido;
  • Relembramos que cabe à ANEEL determinar o valor máximo do empréstimo da Conta-COVID, conforme nosso relatório detalhando os principais pontos do decreto 10350/2020 (clique aqui para detalhes). Ontem, a maior parte das ações do setor de distribuição de energia encerrou o pregão em queda, o que atribuímos a potencial desapontamento do mercado com relação a termos do decreto como antecipação de um ativo regulatório pelas distribuidoras e renúncia das mesmas à contestação dos termos do decreto na Justiça. Independente da solução de curto prazo para o setor de distribuição de energia, continuamos a ter uma postura cautelosa no médio e longo prazo em vista dos impactos negativos associados à deterioração da economia brasileira.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM