XP Expert

Morning Call XP (28.ago): Tensões comerciais pesam sobre mercados; BC fará leilão de Dólar para conter desvalorização

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,88% | 97.276 Pontos

CÂMBIO -0,6% | 4,13/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Em dia de bastante volatilidade, o Ibovespa chegou a subir 1,6% ontem, quando reverteu o movimento para queda, mas ainda fechou em alta de 0,9% nos 97 mil pontos. Em intervenção surpresa, o Banco Central do Brasil anunciou leilão de venda de dólar à vista para conter a maior depreciação do real.

Porém, o movimento foi visto como sinal de que o BC está mais cauteloso com o nível do câmbio, o que poderia trazer alguma pressão inflacionária no curto prazo e diminuiria o espaço para redução de juros adiante. Na nossa visão, ainda é cedo para concluir um cenário diferente do nosso caso base, que prevê inflação em níveis confortáveis e mais dois cortes de juros de 0,5% ao longo do ano, com a Selic chegando em 5%.

Sobre a Reforma da previdência, ontem o relator no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), apresentou relatório que abranda as mudanças no BPC e na pensão por morte, o que desidrata em R$ 98 bilhões o texto aprovado pela Câmara. Em compensação, propôs R$ 155 bilhões em aumento de arrecadação, com o fim de isenções sobre exportações agrícolas e entidades filantrópicas.

A reforma da previdência aprovada pela Câmara previa economia de R$ 934 bilhões em dez anos. Se aprovada apenas a parte que desidrata o texto, o ganho para o Tesouro pode cair a R$ 836 bilhões (-10%). Se aprovada também a parte de aumento de arrecadação, tarefa nada fácil, pode subir para R$ 991 bilhões (+6%).

Além disso, secretário adjunto da Receita Federal defendeu transição mais curta para mudanças a serem aprovadas na reforma tributária. O projeto discutido na Câmara prevê 10 anos para consolidação das alterações, mas ontem, Marcelo de Sousa Silva, falou em implementação do IVA em dois anos para a união do PIS e do Cofins, mais um ano para incorporar o IPI e depois seriam integrados também o ICMS e o ISS.

No internacional, futuros dos EUA operam em queda em meio a sessões mistas na Europa e Ásia durante a noite. O otimismo do início da semana, a partir dos comentários conciliadores de Trump sobre a China, deu lugar ao ceticismo de que os EUA e a China podem superar suas diferenças.

Com a mais recente rodada de tarifas de ambos os lados a partir de 1 de setembro, a China parece estar se preparando para o pior e a credibilidade dos líderes americanos está se tornando um impedimento para um acordo. Notícias destacam potencial anúncio da China de novas medidas para impulsionar o consumo, incluindo a flexibilização das restrições à compra de automóveis.

Na Europa, o primeiro ministro Boris Johnson disse que pedirá a Rainha para suspender o parlamento de meados de setembro a meados Outubro, aumentando o risco de um Brexit sem acordo.

Do lado das empresas, a americana Pilgrim’s Pride, empresa controlada pela JBS, anunciou hoje aquisição da Tulip Company por US$354 milhões (1,9% do Market cap da JBS), 100% financiada pelo caixa da Pilgrim´s. A Tulip Company é líder na produção de carne suína e alimentos preparados com operações no Reino Unido. Vemos o anúncio como positivo e em linha com a estratégia da JBS de focar em oportunidades de aquisição com disciplina financeira.

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Tasso Jereissati apresenta relatório da Previdência no Senado
  2. Após realizar leilão surpresa de dólares ontem, o BC faz quatro tipos de leilões de dólar hoje
  3. Governo estuda a possibilidade de acabar com o adicional de 10% de multa do FGTS pago pelas empresas

Internacional

  1. Reino Unido: Primeiro Ministro articula para suspender o parlamento

Empresas

  1. JBS (JBSS3): Pilgrim’s Pride anuncia aquisição da Tulip Company
  2. Cemig (CMIG4): CEO afirma que privatização poderia levar até 6 meses na Assembleia

Renda Fixa

  1. Rating ‘AA+(bra)’ da 1ª emissão da Extremoz mantido em observação negativa
  2. Eólicas atingem recorde de geração no NE

Fundos de investimento

  1. Aberturas e fechamentos dos fundos na semana de 26 a 30/08


Veja todos os detalhes

Brasil

Política Brasil: Tasso Jereissati apresenta relatório da Previdência no Senado

  • Reforma da previdência: o relator no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), apresentou ontem o relatório que abranda as mudanças no BPC e na pensão por morte, o que desidrata em R$ 98 bilhões o texto aprovado pela Câmara. Em compensação, propôs R$ 155 bilhões em aumento de arrecadação, com o fim de isenções sobre exportações agrícolas e entidades filantrópicas;
  • A reforma da previdência aprovada pela Câmara previa economia de R$ 934 bilhões em dez anos. Se aprovada apenas a parte que desidrata o texto, o ganho para o Tesouro pode cair a R$ 836 bilhões (-10%). Se aprovada também a parte de aumento de arrecadação, tarefa nada fácil, pode subir para R$ 991 bilhões (+6%);
  • Secretário adjunto da Receita Federal defendeu transição mais curta para mudanças a serem aprovadas na reforma tributária. O projeto discutido na Câmara prevê 10 anos para consolidação das alterações, mas ontem, Marcelo de Sousa Silva, falou em implementação do IVA em dois anos para a união do PIS e do Cofins, mais um ano para incorporar o IPI e depois seriam integrados também o ICMS e o ISS.

Após realizar leilão surpresa de dólares ontem, o BC faz quatro tipos de leilões de dólar hoje

  • O dólar comercial fechou ontem a R$ 4,157, uma das maiores cotações em quase um ano. A valorização da moeda americana frente ao real ocorre na esteira do aumento da aversão do risco com tensões comerciais entre EUA e China, das turbulências políticas no Brasil e da fala do presidente do BC, Roberto Campos, no Senado. A cotação chegou a bater 4,195 e levou o BC a realizar um leilão surpresa de dólares à vista (de montante ainda não informado) a fim de conter a valorização do dólar;
  • Desde 2009 o BC não fazia esse tipo de operação e o movimento surpresa gerou suspeitas de que o BC poderia estar preocupado com o efeito inflacionário que o câmbio poderia trazer no curto prazo, o que reduziria o espaço para mais cortes de juros;
  • Hoje, o BC ainda realizará quatro tipos de leilões: venda à vista de dólares (prioritário e no valor de US$ 550 milhões), venda de contratos de swap cambial reverso e de swap cambial tradicional (em montante equivalente ao que não for vendido no leilão à vista), e leilão de linha (de até US$ 1,5 bilhões).

Governo estuda a possibilidade de acabar com o adicional de 10% de multa do FGTS pago pelas empresas

  • De acordo com a mídia local, o governo estuda a possibilidade de acabar com o adicional de 10% de multa sobre o FGTS pago pelas empresas. Hoje, as empresas pagam 50% de multa nas demissões, sendo que 40% ficam com o trabalhador e os outros 10% (que totalizam aproximadamente R$5,4 bilhões) vão para os cofres da União mas são repassados automaticamente para o fundo;
  • Nas últimas semanas, a equipe econômica tem tentado encontrar formas de reduzir as despesas obrigatórias (como o pagamento de salários, aposentadorias e pensões) para não sacrificar ainda mais as despesas com custeio e investimento (chamadas de “discricionárias”);
  • A medida visa diminuir o risco de descumprimento do teto em 2020, mas também visa diminuir as ineficiências geradas pelo fundo no mercado de trabalho;

Internacional

Reino Unido: Primeiro Ministro articula para suspender o parlamento

  • De acordo com o Financial Times, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve suspender o parlamento por pelo menos um mês para frustrar os esforços de parlamentares que articulam para evitar que o “Brexit” (saída da União Européia) ocorra sem um acordo até a data-limite de 31 de outubro;
  • O movimento, conhecido como “prorrogação”, é visto como uma tentativa de reduzir o tempo disponível para os parlamentares de oposição impedirem o governo de implementar um rompimento abrupto com a União Européia sem um acordo. O primeiro-ministro tentaria encerrar a atual sessão parlamentar na segunda semana de setembro, e a rainha Elizabeth II reabriria o parlamento em 14 de outubro;
  • A notícia levou a Libra a cair -0,9% em relação ao dólar, devido a preocupações maiores dos investidores sobre os impactos para a economia britânica com o rompimento dos laços comerciais com o bloco econômico europeu, maior parceiro comercial do país.

Empresas

JBS (JBSS3): Pilgrim’s Pride anuncia aquisição da Tulip Company

  • A americana Pilgrim’s Pride, empresa controlada pela JBS, anunciou hoje que assinou um contrato para adquirir a Tulip Company, empresa líder na produção de carne suína e alimentos preparados com operações no Reino Unido;
  • A transação foi avaliada em ~US$354 milhões (1,92% do valor de mercado da JBS) e será 100% financiada pelo caixa da Pilgrim´s. O preço de compra representa um múltiplo de 5,4x do EBITDA esperado, atrativo em nossa visão. Com a aquisição, o portfólio da Pilgrim’s de alimentos preparados irá para 21% das vendas globais, tornando a empresa líder em proteína e alimentos preparados na Europa;
  • Vemos o anúncio como positivo e em linha com a estratégia da empresa de focar em oportunidades de aquisição com disciplina financeira. Com a alta dos preços do suíno frente à peste suína africana na China, as indústrias de alimentos processados que têm o animal como matéria-prima, mas não possuem produção integrada – criação e abate – sofrem com a alta dos custos de produção. Esse tipo de empresa pode ser interessante para a JBS, que tem a intenção de avançar no segmento de carnes processadas e alimentos com marca. Reiteramos Compra, preço-alvo de R$37/ação.

Cemig (CMIG4): CEO afirma que privatização poderia levar até 6 meses na Assembleia

  • Em evento na Bolsa de Valores de Nova York, o presidente da Cemig, Cledorvino Bellini, afirmou que a aprovação do projeto de lei que permite a privatização de empresas estatais em Minas Gerais deveria levar “no máximo” seis meses na Assembleia Legislativa;
  • O executivo afirmou que, embora não haja um prazo específico para a aprovação do projeto a partir de seu envio ao poder legislativo, seriam necessários seis meses para negociar e estabelecer a necessidade de privatização da companhia. Além disso, o CFO da Cemig, Maurício Fernandes, afirmou que a empresa está mantendo suas opções financeiras abertas, e que focará em recomprar dívidas mais antigas;
  • Ainda consideramos complexa uma aprovação da privatização da Cemig e outras empresas estatais de Minas Gerais devido às dificuldades de articulação política entre os poderes executivo e legislativo.  Mantemos recomendação Neutra nas ações da Cemig, com preço-alvo de R$15/ação. 

Renda Fixa

Rating ‘AA+(bra)’ da 1ª emissão da Extremoz mantido em observação negativa

  • A Fitch Ratings afirmou no dia 27 de agosto o rating ‘AA+(bra)’ da 1ª emissão de debêntures da Extremoz, com vencimento de 2029. O rating foi mantido em observação negativa, que indica possibilidade de rebaixamento nos próximos 12 meses. A observação, segundo a agência, reflete o processo em andamento de incorporação da Extremoz pela Chesf, controlada da Eletrobras;
  • A pendência para a incorporação é a última aprovação, a ser emitida pelo Tesouro Nacional do Brasil. O prazo limite para a conclusão da incorporação é dia 12 de novembro de 2019. Além da incorporação, a companhia passará por reestruturação de sua dívida, já aprovada pelos debenturistas, que inclui alterações no pacote de garantias e amortização antecipada.

Eólicas atingem recorde de geração no NE

  • Segundo noticiado no Valor Econômico, a produção de energia eólica no Nordeste atingiu novo recorde de geração diária no dia 26 de agosto. A informação é do ONS;
  • A geração alcançou 8.650 MW médios, representando 89% de toda a carga de energia do subsistema Nordeste. Para efeitos de comparação, o recorde anterior havia sido em 15 de agosto, quando foram registrados 8.467 MW médios;
  • A notícia é positiva para as geradoras eólicas da região, que gera 85% da energia eólica do Brasil.

Fundos de investimento

Aberturas e fechamentos dos fundos na semana de 26 a 30/08

  • Fechamentos próximos: XP Macro Plus e Dahlia Total Return Advisory;
  • Aberturas próximas: Crédito Estruturado 360, Novus Retorno Absoluto, Legacy Capital Advisory, AZ Quest Legan Low Vol e Miles Virtus Advisory;
  • Clique aqui para conferir o cronograma.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.