XP Expert

Morning Call XP (19.jul): Expectativa de corte de juros nos EUA em foco

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +0,83% | 104.717 Pontos

CÂMBIO -1,2% | 3,72/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Futuros nos EUA operam em alta nesta manhã de sexta-feira, com os investidores firmando apostas em um corte de juros no país no final de julho, depois de discursos de diretores do Banco Central americano (FED).
 
Ontem, os comentários do vice-presidente do FED, Richard Clarida, e do presidente do FED de Nova York, John Williams, tornaram praticamente certo, na visão dos mercados, que a instituição poderia cortar 0,5%. Ou seja, mais do que mercado esperava.
 
Apesar do FED de Nova York ter soltado um esclarecimento no fechamento de mercado que o comentário de Williams se referia a estudos da literatura acadêmica e não a uma eventual ação da instituição na próxima reunião, a expectativa de corte do mercado continua em 50% de um corte de 0,5%, o que sustenta as bolsas.
 
Nos mercados de petróleo, os preços sobem depois que os Estados Unidos disseram que sua marinha destruiu um drone iraniano no Estreito de Ormuz, um dos principais pontos críticos para os fluxos globais de petróleo, aumentando as preocupações com a oferta devidos aos rompimentos na região.
 
No Brasil, o governo federal deixou para a próxima semana o anúncio das regras para o saque do FGTS. A determinação, que será editada por uma medida provisória, ainda estaria sendo preparada – e diversas alternativas de modelo são estudadas. O principal setor responsável pela pressão que adiou a decisão foi a construção civil, financiada com recursos do FGTS.
 
Novas contas da equipe econômica estimam em R$ 933,5 bilhões em dez anos a economia com a reforma da Previdência – ante R$ 1,2 trilhão do texto enviado pelo Planalto. Mesmo após a redução, os números ainda estão acima das expectativas do mercado. A proposta precisa ainda ser aprovada em segundo turno na Câmara e no Senado. A preocupação dos deputados favoráveis ao texto gira em torno de uma possível desmobilização após o placar do primeiro turno, a pressão sobre dissidentes do PDT e do PSB e a possibilidade de que votos sejam revertidos no recesso.
 
Por fim, ao nos aproximarmos da temporada de resultados das empresas do 2T19, publicamos ontem nossa prévia com as estimativas e comentários sobre empresas e setores selecionados. Vemos uma temporada de resultados relativamente fraca, frente ao cenário desafiador para a atividade econômica, que impacta as empresas domésticas. De fato, após um 1T19 decepcionante com o PIB caindo -0,2% T/T (ou -0,6% anualizado), esperamos uma leve recuperação no 2T19, com o PIB crescendo apenas +0,3% T/T (ou +1,2% anualizado).
 
Para saber nossa visão para cada um dos resultados das empresas de nossa cobertura, ver nossas estimativas e acessar o calendário completo de resultados, clique aqui.

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Anúncio das regras para saque do FGTS fica para a próxima semana
  2. Saque do FGTS poderá ser feito anualmente ou logo após demissão

Internacional

  1. Discursos de membros do FED sinalizam maior corte de juros nos EUA, mas porta-voz da instituição corrige o entendimento do mercado sobre as declarações
  2. Petróleo sobe à medida que a Marinha dos EUA destrói drone iraniano

Empresas

  1. IRB Brasil (IRBR3): Follow-on precificado em R$88,00/ação
  2. Frigoríficos: Mercado espera habilitação de mais plantas de carne bovina, de frango e suína para exportar à China 

Coe News

  1. Amazon segue em busca de potencializar varejistas start-ups


Veja todos os detalhes

Brasil

Política Brasil: Anúncio das regras para saque do FGTS fica para a próxima semana

  • O governo federal deixou para a próxima semana o anúncio das regras para o saque do FGTS. A determinação, que será editada por uma medida provisória, ainda estaria sendo preparada – e diversas alternativas de modelo são estudadas. O principal setor responsável pela pressão que adiou a decisão foi a construção civil, financiada pelo fundo;
  • Novas contas da equipe econômica estimam em R$ 933,5 bilhões em dez anos a economia com a reforma da Previdência – ante R$ 1,2 trilhão do texto enviado pelo Planalto. A proposta precisa ainda ser aprovada em segundo turno na Câmara e no Senado. A preocupação dos deputados favoráveis ao texto gira em torno de possível uma desmobilização após o placar do primeiro turno, a pressão sobre dissidentes de PDT e PSB e a possibilidade de que votos sejam revertidos no recesso.
     

Saque do FGTS poderá ser feito anualmente ou logo após demissão

  • De acordo com o jornal Valor Econômico, os trabalhadores poderão optar entre ter o direito ao saque anual de parte do seu FGTS e o de sacar seus recursos logo após demissão sem justa causa;
  • Optando pelo saque anual, o trabalhador ainda teria direito de receber a multa de 40% mais o saldo remanescente ao longo do tempo que não tenha sido sacado. A intenção da medida seria dar um impulso extra para a economia, injetando cerca de R$30 bilhões neste ano com a liberação do fundo;
  • De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, as medidas do FGTS deverão ser anunciadas na próxima semana.

Internacional

Discursos de membros do FED sinalizam maior corte de juros nos EUA, mas porta-voz da instituição corrige o entendimento do mercado sobre as declarações

  • O presidente do FED de NY, John Williams, discursou ontem e sua fala foi interpretada como sinal de que o FED poderia cortar a taxa básica de juros em 0,50%, ao invés de 0,25% como o mercado acreditava. Dentre outras coisas, Williams ressaltou que “medidas rápidas quando confrontado com condições econômicas adversas” são necessárias em um cenário desafiador e que a “fraqueza da inflação” atual é preocupante;
  • O vice-presidente do FED, Richard Clarida, também criou ruído ao declarar que o FED deveria tomar “medidas preventivas” antes que os dados econômicos ficassem “muito ruins”;
  • Por meio de seu porta-voz, o FED de NY afirmou que Williams fez um “discurso acadêmico” e que não se referiu a uma eventual ação do FED na próxima reunião. As expectativas de mercado estão em processo de correção e é possível que o FED seguirá corrigindo o discurso hoje.

Petróleo sobe à medida que a Marinha dos EUA destrói drone iraniano

  • Os preços do petróleo sobem 1,66% nesta manhã, com aumento de tensões no Oriente Médio após um navio da Marinha dos EUA destruir um drone iraniano no Estreito de Ormuz, um dos principais pontos de encontro de fluxos globais de petróleo;
  • A notícia marcou uma pausa no declínio sequencial dos preços nesta semana devido a expectativas que as tensões EUA-Irã alcançaram um ponto de inflexão e com a retomada das atividades de produção de petróleo no Golfo do México após a passagem furacão Barry;
  • Dados positivos para preços de petróleo também foram divulgados pela Agência de Informação de Energia dos EUA em 17 de julho, com uma queda de estoques de petróleo de -3,116 milhões de barris ante as expectativas de mercado de -2,694 milhões de barris.

Empresas

IRB Brasil (IRBR3): Follow-on precificado em R$88,00/ação

  • De acordo com Fato Relevante da BB Seguridade, o follow-on do IRB foi precificado em R$88,00/ação na noite passada, levantando um valor líquido total de R$4,1 bilhões. O Banco do Brasil (através da BB Seguridade) e o Governo Federal venderam 83,9 milhões de ações ordinárias, equivalentes a uma participação de 26,9%;
  • Segundo o Valor Econômico, entre os principais investidores que participaram da oferta estão: Fidelity, Lazard, Schroders, GIC e Previ. Após a oferta, o Itaú e o Bradesco permanecem como os principais acionistas da empresa, com participações de 11,1% e 15,2%, respectivamente;
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra para a ação (Preço-Alvo de R$120,00) e vemos um ponto de entrada atraente após a recente queda. Raramente vemos empresas com tantos atributos positivos como o IRB e, apesar de seu desempenho expressivo desde o IPO, acreditamos que ainda há espaço para mais. A rara combinação de alto crescimento + alto retorno, em nossa visão, justifica os múltiplos com prêmio.
     

Frigoríficos: Mercado espera habilitação de mais plantas de carne bovina, de frango e suína para exportar à China 

  • O Ministério da Agricultura decidiu adotar um modelo inédito de inspeção de frigoríficos por videoconferência, visando agilizar o processo de habilitação de mais plantas de carne bovina, de frango e suína para exportar à China. A transmissão ao vivo mostrará os trabalhos de inspeção de fiscais brasileiros dentro dos abatedouros às autoridades do governo chinês que estarão em Pequim, com as vídeoconferências começando hoje; 
  • Em maio, a ministra Tereza Cristina viajou à China e no fim de junho, a Pasta encaminhou a Pequim uma lista de 30 frigoríficos que desejam embarcar os três tipos de carne e também de asininos. A expectativa era que a China habilitasse até 78 plantas, mas os chineses indicaram que pretendem habilitar cerca de 20;
  • Se confirmado, vemos a habilitação de mais plantas para a China como positivo. Na nossa visão, o avanço das discussões já é uma sinalização muito boa para os frigoríficos que devem continuar se beneficiando com a peste suína africana na China. O potencial desequilíbrio da oferta/demanda global de proteínas já impulsionaram as ações, mas, na nossa visão, há mais por vir. Reiteramos recomendação de Compra na JBS, que segue como nosso nome preferido dentre os frigoríficos, seguido pela Marfrig. Mantemos neutro em BRF.

Coe News

Amazon segue em busca de potencializar varejistas start-ups

  • Através do novo serviço, “Accelerator”, a Amazon segue oferecendo maior suporte aos seus varejistas independentes (“sellers”), via campanhas de marketing e análises especializada dos produtos. Em contrapartida, a gigante do varejo pode adquirir o direito de comprar parte da marca de determinado varejista, à qualquer momento e por um preço fixo ao longo do tempo – próximo de US$ 10.000,00;
  • Este projeto faz parte de uma estratégia do grupo para obter mais marcas exclusivas na plataforma. Este é o primeiro programa de vendas que permite à Amazon obter controle direto sobre marcas independentes;
  • Segundo dirigentes do grupo, o “Accelerator” tem potencial para criar novas oportunidades para os varejistas (“sellers”), além de oferecer aos clientes uma seleção mais ampla de produtos de alta qualidade. O programa também está aberto para potenciais fabricantes ou novos varejistas interessados;
  • Nesse meio tempo, o segmento de marcas próprias da Amazon está a caminho de gerar US$ 25bi em vendas até 2022, aproximadamente 9% das receitas totais do grupo.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.