XP Expert

XP Morning Call 05/03/2019: Mais estímulo na China

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Destaque para o Supremo Tribunal Federal

Internacional

  1. China: Premier anuncia mais medidas de estímulo
  2. Petróleo: Produção da OPEP em fevereiro é a mais baixa em 4 anos
  3. ​Parlamento do Reino Unido aprova a extensão Brexit

Empresas

  1. Procuradoria cobra 5,5 bi por fraudes em negócios do BNDES e JBS
  2. BR Malls (BRML3): Lucro acima, operacional levemente abaixo no 4T18
  3.  Infraestrutura: Leilão de Aeroportos hoje

COE News

  1. Facebook: Alterações na diretoria são reflexo da recente mudança de estratégia

Resumo

Mais estímulo na China

As bolsas na Ásia subiram 0,5-1% ao longo da noite e a Europa segue o movimento, com destaque para anúncio de corte de imposto na China, foco no Brexit na Europa e, no Brasil, todos no aguardo do projeto de lei sobre aposentadoria dos militares.
 
O Premier Chinês anunciou ontem cortes de imposto com o intuito de estabilizar o crescimento, indicando também que mais medidas de estímulo podem ser implementadas se for necessário. Conforme temos destacado, a expectativa é de aceleração do crescimento ao longo dos próximos meses.
 
A produção de petróleo da OPEP de fevereiro caiu para o nível mais baixo em 4 anos, e espera-se que grupo estenda o atual acordo de redução de oferta tendo em conta projeções de demanda mais baixas e aumento contínuo da produção de petróleo de países não membros da OPEP, o que seria positivo para os preços da commodity.
 
Na Europa, o parlamento britânico votou a favor da extensão do prazo de 29 de março para o Brexit para 30 de junho. O atraso permitirá que a Primeira Ministra tente novamente aprovar seu acordo na próxima semana.
 
No Brasil, os deputados aguardam a chegada do projeto de lei sobre aposentadoria dos militares para iniciar a tramitação da reforma da Previdência na CCJ, enquanto que  Rodrigo Maia e Bolsonaro concordam em deixar para um segundo momento a votação do pacote anticrime do ministro Sérgio Moro, para evitar atropelos na tramitação da previdência.
 
Do lado das empresas, a Procuradoria cobra R$5,5bi por fraudes em negócios do BNDES com a JBS. A J&F, holding que controla a JBS, já havia firmado acordo de leniência com R$ 1,7 bilhão destinados ao BNDES. Os procuradores explicaram que a Operação Bullish não aderiu ao acordo e que caberá à empresa pagar o valor sobressalente, o que a JBS não concorda, mas que pode pesar nas ações no curto prazo até ser esclarecido.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Destaque para o Supremo Tribunal Federal

  • O Supremo Tribunal Federal decidiu tirar da Justiça Federal os processos contra corrupção e outros crimes conexos a casos eleitorais. A decisão foi considerada por procuradores do início do fim da Lava Jato. Na prática, os processos por crimes comuns irão para a Justiça Eleitoral;
  • O presidente STF designou o ministro Alexandre de Moraes para investigar notícias falsas e ofensas contra a Corte e seus integrantes. Procuradores da Lava Jato e auditores da Receita Federal, que fizeram relatório sobre Gilmar Mendes, estão entre os investigados. A investigação ampla e sem alvos determinados gerou reações no Congresso, de ontem tem vindo muitas críticas ao STF, e deu gás para o grupo no Senado que já está de posse de 27 assinaturas para pedir a criação da CPI Lava Toga. Davi Alcolumbre disse que não vai se opor;
  • Deputados aguardam a chegada do projeto de lei sobre aposentadoria dos militares para iniciar a tramitação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça. Ainda para evitar atropelos na tramitação da Previdência, Rodrigo Maia e Bolsonaro concordam em deixar para um segundo momento a votação do pacote anticrime do ministro Sérgio Moro.
     

Internacional

China: Premier anuncia mais medidas de estímulo

  • De acordo com a Reuters, o primeiro-ministro chinês Li Keqiang anunciou ontem que o governo tem medidas adicionais de política monetária para promover o crescimento econômico este ano, e até cortará “sua própria carne” para ajudar a financiar cortes de impostos em grande escala;
  • A China prometeu bilhões de dólares em cortes de impostos e gastos em infraestrutura para ajudar as empresas e proteger os empregos, já que o crescimento econômico deve arrefecer ainda mais devido à demanda interna mais branda e à guerra comercial com os Estados Unidos;
  • ​Os cortes no IVA e na contribuição para a previdência social começariam a partir de 1º de abril e 1º de maio, respectivamente. A China reforçará seu orçamento nacional arrecadando mais dos lucros obtidos por algumas instituições financeiras e empresas estatais, enquanto as despesas gerais serão cortadas. Isso irá cobrir coletivamente 1 trilhão de yuans dos cortes de impostos planejados pelo governo, disse Li.

​Petróleo: Produção da OPEP em fevereiro é a mais baixa em 4 anos

  • A produção de petróleo da OPEP em fevereiro caiu 240 mil barris/dia (kbpd), para 30,68 milhões de barris/dia (mbpd), o nível mais baixo em 4 anos, de acordo com o relatório mensal da IEA;
  • A produção da Arábia Saudita caiu para 10.14mbpd, 170kbpd abaixo da meta baseada nos cortes de produção acordados pela OPEP+. Quedas acentuadas na produção venezuelana em vista da crise atual do país também contribuíram para a queda, e devem cair ainda mais;
  • Além disso, em seu relatório mensal, a OPEP reduziu as previsões de demanda de petróleo para 2019, o que poderia abrir caminho para a extensão dos acordos de redução da produção, a fim de reequilibrar o mercado, à medida que a produção fora da OPEP continua a aumentar. Um equilíbrio entre demanda e oferta seria positivo para os preços da commodity.

Parlamento do Reino Unido aprova a extensão Brexit

  • Ontem, o parlamento britânico votou a favor da extensão do prazo de 29 de março para o Brexit para 30 de junho. O atraso permitirá que Theresa May tente novamente aprovar seu acordo na próxima semana;
  • O Reino Unido agora tem a opção de pedir à UE um pequeno atraso se o parlamento puder chegar a um acordo até 20 de março, ou um atraso maior se nenhum acordo for feito a tempo. Segundo a Reuters, uma extensão mais longa não tem duração definida e exigiria a aprovação unânime dos outros 27 membros da União Europeia. Assim, a data de saída se nenhum acordo for alcançado ainda é 29 de março;
  • ​Uma nova votação sobre o acordo de May deve ocorrer na próxima semana, quando os parlamentares devem decidir se querem apoiar um acordo que possa ser aceito pela UE, ou rejeitá-lo e aceitar que o Brexit pode ser adiado por um longo período.

Empresas

Procuradoria cobra 5,5 bi por fraudes em negócios do BNDES e JBS

  • Segundo a Folha de São Paulo, o Ministério Público Federal denunciou 12 pessoas ontem, entre elas o ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antônio Palocci, além do empresário Joesley Batista da JBS e do ex-presidente do BNDES;
  • Na ação, procuradores da Operação Bullish, cobram dos implicados um total de R$ 5,5 bilhões, sendo R$ 1,8 bilhão por prejuízos nas operações e mais o dobro disso (R$3,7 bilhões) por reparação de danos ao banco. Seguno a notício, uma ação civil pública será ajuizada para, além dos acusados, acionar a JBS e outros eventuais responsáveis a pagar a cifra;
  • A J&F, holding que controla a JBS, já havia firmado acordo de leniência, se comprometendo a pagar R$ 10,3 bilhões, ao longo de vários anos, pela participação de corrupção em vários órgãos do governo. Desse total, R$ 1,7 bilhão destinam-se ao BNDES, no entanto os procuradores explicaram que a Operação Bullish não aderiu ao acordo e que caberá à empresa pagar o valor sobressalente, o que a JBS não concorda, mas que pode pesar nas ações no curto prazo até ser esclarecido.
     

BR Malls (BRML3): Lucro acima, operacional levemente abaixo no 4T18

  • ​Os resultados do 4T18 da BR Malls mostraram tendências sólidas de recuperação em indicadores como vendas em mesmas lojas (SSS) e aluguéis em mesmas lojas (SSR), e no geral vieram em linha com as expectativas. A receita líquida e o EBITDA ficaram levemente abaixo das expectativas, mas o lucro líquido e a geração de caixa operacional ficaram acima por conta de um resultado financeiro menos negativo que o esperado;
  • Principais números: As SSS cresceram 3,7% A/A no 4T18, enquanto o SSR expandiu 4,5% A/A. A receita líquida atingiu R$ 352 mi, com EBITDA de R$ 244 mi (1% abaixo das nossas estimativas), resultado operacional líquido de R$ 317 mi (1% abaixo), e lucro líquido de R$ 163 mi (+5% em relação ao nosso número). O principal impacto no resultado operacional veio de despesas mais altas, que por sua vez foram impactadas pela reversão de contingências e pela remuneração dos funcionários. Já o lucro foi positivamente impactado por despesas financeiras menores que nossas expectativas;
  • Em resumo, foi um trimestre sem grandes surpresas: apesar da clara evolução nos indicadores operacionais dos ativos, o trimestre foi impactado por despesas mais altas que o esperado. Acreditamos que o setor deverá continuar entregando melhora sequencial nos indicadores operacionais ao longo de 2019, fruto de condições econômicas mais favoráveis.
     

Infraestrutura: Leilão de Aeroportos hoje

  • Acontecerá hoje às 10:00 na B3 o leilão de 12 aeroportos, a serem ofertados em três blocos. A vitória se dará ao operador que ofertar o maior ágio sobre o valor mínimo inicial, e o mesmo operador poderá levar mais de um lote. De acordo com o Valor, o bloco do Nordeste é o mais disputado, e deverá contar com mais de cinco propostas, incluindo grandes operadores estrangeiros como a Vinci;
  • Pelo bloco do Nordeste serão leiloados os aeroportos de João Pessoa, Campina Grande, Recife, Maceió, Aracaju e Juazeiro do Norte. No bloco do Centro-Oeste serão leiloados os aeroportos de Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta, em Mato Grosso. Na Região Sudeste, serão concedidos os terminais de Macaé, no Rio de Janeiro, e de Vitória, no Espírito Santo;
  • Para o Nordeste, o lance mínimo inicial é de R$ 171 milhões. Para o Bloco Sudeste, será de R$ 47 milhões, enquanto para o bloco do Centro-Oeste será de R$ 800 mil, totalizando R$ 219 milhões. Além disso, ainda deverá ser paga uma outorga ao longo da concessão, a ser calculada em cima da receita bruta da futura concessionária, sendo de 8,2% para o bloco Nordeste, 8,8% para o bloco Sudeste e 0,2% para o Centro-Oeste.

Casino pretende vender mais € 1 bi em ativos

  • Segundo o Valor Econômico, a varejista francesa Casino, controladora do Grupo Pão de Açúcar (GPA), ampliou em € 1 bilhão seu plano de venda de ativos, que passará a totalizar € 2,5 bilhões até o primeiro trimestre de 2020;
  • ​O Casino tem sido pressionado por conta de seu endividamento e a nova meta, anunciada ontem pelo CEO do grupo, Jean-Charles Naouri, visa reconquistar a confiança dos investidores. Segundo Naouri, o plano de venda de ativos inclui somente ativos não estratégicos e nada no Brasil ou fora da França, seu principal mercado;
  • Naouri afirma também que existe um número alto de hipermercados que podem ser vendidos, pois atualmente não considera os imóveis um ativo estratégico no varejo. No Brasil, a companhia está tentando vender a Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio.

COE News

Facebook: Alterações na diretoria são reflexo da recente mudança de estratégia

  • O executivo sênior Chris Cox, visto como um potencial sucessor de Zuckerberg, deixou o cargo de supervisão das principais plataformas de comunicação. O chefe da unidade do WhatsApp, Chris Daniels, também anunciou sua saída nesta quinta-feira;
  • As alterações na diretoria da empresa são reflexo da recente mudança de estratégia com foco em mensagens privadas e chats contendo número limitado de pessoas, como ocorre no Whatsapp, ao invés de compartilhamento público de informações. A mudança de estratégia exigirá dos dirigentes novas formas de monetizar as plataformas de comunicação, além de publicidade online que atualmente representa 98% das receitas da empresa;
  • O Facebook planeja oferecer mensagens criptografadas em todos os seus principais produtos, além de apresentar interesse em diversificar suas fontes de receitas e oferecer outros serviços como meio de pagamentos e e-commerce (varejo online). Os dirigentes da empresa não enxergam uma substituição do compartilhamento público de informações, como ocorre em outras plataformas do grupo como Instagram.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.