XP Expert

Coronavírus nos EUA gera apreensão e mercados globais operam com sinais mistos

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,61% | 99.160 Pontos

CÂMBIO -0,09% | 5,34/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Nesta quinta-feira, o Ibovespa chegou a bater os 100 mil pontos, mas terminou em queda de 0,61% a 99.160 pontos. As preocupações globais a respeito do coronavírus, assim como no dia de hoje, ditaram o ritmo da bolsa brasileira. O dólar comercial teve leve variação negativa de 0,07% cotado a R$ 5,34. Em dia de poucos destaques na agenda nacional, a curva de juros apresentou leve redução da inclinação, com taxas curtas e médias andando de lado e fechamento nos vencimentos mais longos. DI jan/21 permaneceu em 2,12%, indicando apostas na manutenção da Selic nos patamares atuais; DI jan/23 terminou o dia em 4,20%; e DI jan/25 teve leve queda para 5,64%.

Nos mercados internacionais, as bolsas asiáticas fecharam em queda nessa sexta-feira na esteira de uma crescente preocupação com o número de casos nos EUA, fechamento de escolas em Hong Kong e limitações de voos na Austrália.

A escalada de tensões entre a China e os Estados Unidos ganhou novo capítulo nesta quinta-feira: Washington anunciou sanções contra quatro autoridades chinesas, inclusive um dos 25 membros do Politburo chinês, pelo tratamento de minorias em Xianjiang. Em meio as tensões, bancos internacionais correm risco de quebrar leis chinesas por cumprir com legislação americana e aderir às sanções.

No Brasil, a prisão domiciliar concedida ontem a Fabrício Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar, é um elemento a menos de pressão sobre o governo Jair Bolsonaro. A decisão de tirar do presídio o ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi tomada pelo presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, justificada pela pandemia de coronavírus. O Ministério Público pode recorrer.

Na economia, o destaque vai para a agenda de indicadores e eventos do dia. Às 9 horas será divulgado o IPCA de junho e a Pesquisa Mensal de Serviços de maio. Além disso haverá participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento virtual.

Do lado corporativo, notícia negativa para Banco do Brasil e Bradesco, conforme a LatAm anunciou R$1,4 bilhão em dívida com ambos em seu processo de recuperação judicial. O processo foi iniciado ontem nos Estados Unidos. Embora seja provável que parte destas linhas já estejam provisionadas, a notícia é negativa para os bancos. De acordo com nossas estimativas, as linhas representam 3% do lucro do Bradesco e 10% do lucro do Banco do Brasil, ambos para 2020.

Tópicos do dia

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Internacional

  1. Política internacional: Tensões entre EUA e China em destaque

    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Gol (GOLL4): Atualização sobre Capacidade, Consumo de Caixa e Liquidez; Dados prévios do 2T20
  2. EDP Energias do Brasil (ENBR3): Destaques operacionais do 2T20
  3. Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): importações de carne mais lentas na China, além de novos surtos de PSA, agravam a escassez de proteínas no país
  4. Eletrobras (ELET3): Parcela maior dos recursos da potencial privatização poderiam ser destinados para mitigar aumentos da conta de luz para viabilizar processo
  5. Banco do Brasil (BBAS3) e Bradesco (BBDC4): bancos estão entre credores sem garantias da LATAM
  6. Cielo (CIEL3): Autorizada a emitir cartões


Veja todos os detalhes


Internacional

Política internacional: Tensões entre EUA e China em destaque

  • A escalada tensões entre a China e os Estados Unidos ganhou novo capítulo nesta quinta-feira: Washington anunciou sanções contra quatro autoridades chinesas, inclusive um dos 25 membros do Politburo chinês, Can Quanguo, pelo tratamento de minorias em Xianjiang. Em meio ás tensões, bancos internacionais correm risco de quebrar leis chinesas por cumprir com legislação americana e aderir às sanções;
  • O candidato democrata a presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, apresentou um plano econômico de USD 700 bilhões com foco na geração de empregos e compra de produtos americanos (Buy American). A proposta é mais moderada do que as defendidas por outros pré-candidatos do partido durante as primárias e evoca o mesmo nacionalismo que propostas do presidente Trump;
  • Ainda sobre as eleições nos EUA, a Corte Suprema determinou que o promotor de Nova York pode ter aceso ao registros fiscais referentes ao Imposto de Renda de Donald Trump. Entretanto, a informação não deve ser divulgada com o público antes da eleição. Veja mais em nosso relatório semanal sobre as eleições americanas.

Empresas

Gol (GOLL4): Atualização sobre Capacidade, Consumo de Caixa e Liquidez; Dados prévios do 2T20

  • A Gol divulgou ontem sua atualização mensal aos investidores em relação à capacidade, ao consumo de caixa e liquidez, bem como os números prévios, não auditados, referentes ao 2T20Os principais destaques você pode conferir no nosso relatório;
  • Em linhas gerais, destacamos que a companhia mantém uma posição de liquidez saudável considerando o cenário de oferta e consumo de caixa, e deverá apresentar resultados acima das nossas projeções no 2T20. Mantemos nossa recomendação Neutra para as ações, com preço-alvo de R$ 17,0/ação.

EDP Energias do Brasil (ENBR3): Destaques operacionais do 2T20

  • Ontem a EDP divulgou suas informações operacionais referentes ao 2T20. O principal destaque foi a queda de -11,6% no volume de energia do segmento de distribuição, dividido em -12,1% para a EDP São Paulo e -10,7% para a EDP Espírito Santo;
  • Segundo a companhia, a redução do volume de energia nas distribuidoras reflete os efeitos das medidas de prevenção e isolamento social para evitar a propagação do COVID-19. O consumo por clientes residenciais cresceu 5,6% na EDP São Paulo e caiu – e 3,3% na EDP Espírito Santo respectivamente. Já o consumo no segmento comercial teve uma redução de -24,4% e -23,5%, seguido do industrial com redução -17,2% e -12,8% na EDP São Paulo e EDP Espírito Santo respectivamente, refletindo a redução das atividades comerciais e industriais durante a pandemia;
  • Vemos o resultado operacional da EDP Energias do Brasil como negativo, mas esperado por nós (e acreditamos que também pelo mercado) em vista dos impactos negativos advindos da pandemia do COVID-19 não só para a EdP, mas para todo o setor de distribuição de energia a partir do 2T20. Por outro lado, a EDP anunciou na última sexta feira (03/07) sua adesão a Conta-COVID, programa de empréstimo às distribuidoras de energia, solicitando R$ 573 milhões. Os recursos da Conta Covid serão repassados às distribuidoras através de operação financeira sob coordenação da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) o que vai dar liquidez à distribuidora e aliviar seu fluxo de caixa. Temos recomendação de compra nas ações da EDP Energias do Brasil. 

Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): importações de carne mais lentas na China, além de novos surtos de PSA, agravam a escassez de proteínas no país

  • Segundo a Reuters, o ritmo menor das importações de carne da China, imposto pelas duras medidas anti-contaminação do coronavírus, deve fornecer suporte adicional aos preços de carnes no país, já inflados devido a uma severa escassez de carne suína após o início do surto de Peste Suína Africana (PSA), que reduziu em cerca de 30% a produção doméstica de carne suína;
  • Pequim suspendeu as importações de mais de 20 plantas estrangeiras que processam carne suína, bovina e aves desde meados de junho, depois que alguns trabalhadores foram infectados com o vírus. Agora produtos de algumas plantas, embarcados antes das suspensões, estariam presos nos portos;
  • Outro fator que contribui para o cenário de oferta reduzida são os novos surtos de PSA que surgiram em algumas partes do sul da China após fortes chuvas. Os agricultores normalmente enterram porcos infectados e as chuvas podem ter espalhado a doença pelas águas subterrâneas;
  • Segundo Zheng Lili, analista-chefe da consultoria Shandong Yongyi, esses novos casos de PSA  podem prejudicar os esforços de reabastecimento. 20% até agosto a partir de maio ”, disse Zheng à Reuters. “Se as fortes chuvas continuarem ao longo de julho, os estoques de suínos em algumas províncias como Sichuan, Guangdong, Guangxi e Jiangxi poderão cair até 20% em agosto a partir de maio”, disse Zheng à Reuters.

Eletrobras (ELET3): Parcela maior dos recursos da potencial privatização poderiam ser destinados para mitigar aumentos da conta de luz para viabilizar processo

  • Segundo o Broadcast, o Ministério da Economia estaria disposto a destinar uma maior parte dos recursos advindos da potencial privatização da Eletrobras para mitigar aumentos na conta de luz, de modo a viabilizar o processo de desestatização da companhia. A medida seria uma exigência de lideranças do Congresso, que já avisaram o Ministro Paulo Guedes que o projeto de privatização não avançará sem mudanças neste aspecto da modelagem;
  • O projeto de lei de Privatização da Eletrobras enviado pelo governo prevê (i) que a desestatização da Eletrobras deve ocorrer por aumento de capital, com diluição da participação do governo de 60% para 40%, (ii) a migração do regime de exploração de energia das usinas da empresa de cotas para preços livres, (iii) destinação de 1/3 dos recursos arrecadados para a CDE de modo a contribuir para uma menor alta das contas de luz e (iv) destinação de R$3,5 bilhões para a recuperação da bacia do Rio São Francisco;
  • Dentre as mudanças defendidas pelos Senadores, uma das principais seria a destinação de 50% do valor arrecadado a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético). Por outro lado, há restrições pelo lado do Governo a uma diminuição muito significativa da arrecadação da União. Outro ponto também em discussão é a possibilidade de antecipação da renovação do contrato da usina hidrelétrica de Tucuruí, que vence em 2024, de modo a elevar o bônus de outorga a ser pago pela Eletrobras (atualmente estimado entre R$14 e R$16 bilhões). Além disso, outros pontos em debate são a inclusão de rios amazônicos como beneficiários dos recursos arrecadas com a privatização e a criação de uma Golden Share que garanta ao governo assento no Conselho de Administração e poder de veto em questões estratégicas;
  • As ações da Eletrobras fecharam em alta de mais de 8% com as notícias acima. Entretanto, destacamos que o processo de negociação política para efetivar tal processo (bem como qualquer privatização de companhia relevante) é muito complexo, demandando muito tempo e articulação política. Notamos que o projeto de lei de privatização da Eletrobras foi enviado pelo governo ao Congresso em novembro do ano passado, mas até o momento não tem sequer um relator indicado. O Presidente da Câmara Rodrigo Maia deixou claro por diversas vezes que não criará comissão especial para analisar a proposta enquanto não houver clareza de que o projeto possa ser aprovado no Senado – casa legislativa onde há maior resistência ao projeto. Não temos cobertura das ações da Eletrobras.

Banco do Brasil (BBAS3) e Bradesco (BBDC4): bancos estão entre credores sem garantias da LATAM

  • No chapter 11 (pedido de recuperação judicial americano) da LATAM constam entre os credores sem garantias o Banco do Brasil e o Bradesco, com linhas de R$ 1 bilhão e R$ 416 milhões, respectivamente;
  • O processo foi iniciado ontem, nos Estados Unidos;
  • Embora seja provável que parte destas linhas já estejam provisionadas, a notícia é negativa para os bancos. De acordo com nossas estimativas, as linhas representam 3% do lucro do Bradesco e 10% do lucro do Banco do Brasil, ambos para 2020.

Cielo (CIEL3): Autorizada a emitir cartões

  • De acordo com a mídia, a Cielo acaba de receber autorização do Banco Central para ser emissora de moeda eletrônica;
  • Na prática, a adquirente vai ser capaz de emitir cartões, operar carteiras digitais (wallets) e outros meios de pagamento e transferências;
  • A autorização é positiva para a Cielo, que vai ter mais flexibilidade para entrar em outros meios de pagamento e tentar mitigar os riscos de disrupção tecnológica.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.