XP Expert

Cenário eleitoral esquenta nos EUA, enquanto no Brasil seguem discussões sobre Renda Cidadã

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -1,10% | 93.580 Pontos

CÂMBIO -0,52% | 5,63/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou em queda de 1,10% nesta terça-feira, aos 93.580 pontos. Já as taxas futuras de juros fecharam o dia em nova alta, principalmente nos vencimentos intermediários, diante da incerteza fiscal em torno das discussões de um novo programa de transferência de renda. Para evitar pressão adicional, o Tesouro Nacional reduziu o tamanho do lote ofertado no leilão de NTN-Bs. DI jan/21 fechou em 1,99%; DI jan/23 encerrou em 4,59%; DI jan/23 foi para 4,59%; DI jan/27 fechou em 7,55%.

Nessa manhã, bolsas globais em queda. Novos estímulos na Europa (-0,3%) devem atrasar, ao passo que nos EUA (-0,8%) seguem as negociações também sobre um novo pacote fiscal. Já na China (-0,1%), a atividade manufatureira veio em linha com as expectativas.

Na seara política internacional, destaque para o primeiro debate presidencial nos EUA. Dentre insultos e muitas interrupções, a noite foi ruim para os dois lados. O time de análise política da XP solta relatório completo nessa manhã. Enquanto isso, o Senado avançou com o pacote que deve evitar “shutdown” do governo. A aprovação é esperada para hoje.

No Brasil, as discussões relacionadas ao Renda Cidadã continuam no centro das atenções. O governo superou o primeiro dia de pressões depois do anúncio de que pretende custear o Renda Cidadã com recursos originalmente destinados ao pagamento de precatórios e ao Fundeb. A pressão, no entanto, levou o presidente Jair Bolsonaro a pedir novas ideias de financiamento, mas a direção apontada por líderes aliados e por integrantes do governo é no sentido de manter a ideia original. Ainda assim, o Congresso discute elevar o teto do pagamento de precatórios e critica o uso dos recursos da educação.

De acordo com o Valor Econômico, uma versão preliminar do texto que será apresentado pelo relator da PEC Emergencial, senador Márcio Bittar, estabelece que nas hipóteses de calamidade pública ou de emergência o governo poderá criar benefícios para famílias que tenham sido “impedidas de obter sua subsistência em razão de situação excepcional”, sem entretanto especificar o que é considerado emergência. O texto limita que programas de transferência de renda, de caráter temporário ou permanente, terão que obedecer ao teto de gastos. Já na ala econômica, o secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, reconheceu a necessidade de uma discussão jurídica sobre o tema e chamou a atenção para a reação negativa do mercado após o anúncio.

Na seara política, hoje também está convocada sessão do Congresso Nacional em que devem ser analisados vetos do presidente Jair Bolsonaro. Entre eles, o que tem provocado mais polêmica é o que impediu a extensão da política de desonerações até 2021. Há ainda os vetos ao marco regulatório do saneamento e o que impediu a ampliação do acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A agenda de indicadores e eventos do dia traz a divulgação de dados do mercado de trabalho brasileiro (Caged e PNAD). No exterior, os destaques serão o relatório de empregos no setor privado americano e a divulgação da leitura final do PIB dos Estados Unidos no segundo trimestre desse ano.

Finalmente, na frente de empresas, notamos que hoje (30/09) se inicia no STF o julgamento presencial sobre a venda de subsidiárias das estatais com o objetivo de alienação de ativos de empresas como a Petrobras sem aprovação legislativa. Segundo o Valor Econômico, o Governo Federal reforçou sua interlocução junto a ministros da suprema corte ao longo dos últimos dias de modo a viabilizar a venda de refinarias pela Petrobras. Por seu lado, o governo alega fatores como (i) o fato do STF já haver decidido que autorização legislativa só seria requerida em caso de venda do controle da “empresa-mãe”, (2) o valor das refinarias corresponde a apenas 7,5% do ativo imobilizado da Petrobras e (3) o fato da Petrobras não estar se retirando da atividade de refino para dar lugar à iniciativa privada, já que continuaria detendo mais da metade de capacidade de refino do Brasil. Acreditamos que o julgamento do STF será tema de grande importância para a avaliação das ações da Petrobras, embora notemos que vemos um risco-retorno positivo nas ações sem assumir a execução do plano de desinvestimentos em nossas estimativas. Mantemos nossa recomendação de Compra, com preços-alvo de12 meses de R$30 e R$29 para PETR4 e PETR3, respectivamente.

Tópicos do dia

Coronavírus

Revisamos em agosto o target do Ibovespa para 115.000 pontos
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Internacional

  1. Petróleo: Expectativas do mercado de um aumento de 1,5 milhão de barris nos estoques dos EUA 
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Petrobras (PETR4): Hoje se inicia julgamento de refinarias no STF, governo reforça interlocução com ministros
  2. Santander Brasil (SANB11): adquire 60% da Toro Radar
  3. Locaweb (LWSA3): Anúncio de aquisição da “Etus”
  4. Saneamento: Leilão da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) é suspenso pelo TJ de Alagoas
  5. Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários de Outubro


Veja todos os detalhes

Internacional

Petróleo: Expectativas do mercado de um aumento de 1,5 milhão de barris nos estoques dos EUA 

  • O relatório oficial de fornecimento da Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) deve ser publicado hoje às 11:30 da manhã (horário de Brasília), com expectativas do mercado de um aumento de +1,569 milhão de barris nos estoques dos EUA; 
  • Os estoques de petróleo dos EUA caíram -1,639 milhão de barris na semana passada, abaixo das expectativas de mercado de uma queda de –2,325 milhões de barris. A queda do estoque abaixo do esperado é vista como negativa, por indicar uma maior oferta em relação à demanda. Por outro lado, houve uma redução de -4,025 milhões de barris nos estoques de gasolina nos EUA, acima do esperado pelo mercado, o que é visto como positivo por indicar um aquecimento nas atividades e movimentação de pessoas;
  • Nessa manhã de quarta-feira, a commodity opera em território negativo, em queda de -1,29% em US$40,50 barril (Brent). 

Empresas

Petrobras (PETR4): Hoje se inicia julgamento de refinarias no STF, governo reforça interlocução com ministros

  • Hoje (30/09) se inicia no STF o julgamento presencial sobre a venda e subsidiárias das estatais com o objetivo de alienação de ativos de empresas como a Petrobras sem aprovação legislativa. Segundo o Valor Econômico, o Governo Federal reforçou sua interlocução junto a ministros da suprema corte ao longo dos últimos dias de modo a viabilizar a venda de refinarias pela Petrobras;
  • Indo em mais detalhes, o jornal afirma que o advogado-geral da União, José Levi, reuniu-se com o ministro Dias Toffoli para defender a tese de que o governo não agiu de má-fé ao criar as refinarias como subsidiárias, dado que o primeiro anúncio desse modelo de vendas foi feito em 2017 – dois anos antes da decisão do Supremo que facilitou a privatização de subsidiárias. Diante da possibilidade de um revés no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a privatização de refinarias da Petrobras, o governo federal reforçou a sua interlocução com os ministros da Corte ao longo dos últimos dias – e, agora, nutre expectativa mais otimista;
  • Os principais argumentos do governo são: (i) a venda das refinarias corresponde a apenas 7,5% dos ativos imobilizados da Petrobras, o que automaticamente dispensaria a autorização legislativa; (ii) a Petrobras não estaria se retirando da atividade econômica para dar lugar à iniciativa privada, já que continuaria detentora de mais da metade do parque de refino do país e (iii) o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) já avaliou essas operações, inclusive estabelecendo critérios para evitar o monopólio de uma única empresa privada em regiões próximas;
  • Por ora, a situação que se desenha é desfavorável ao governo, já que três ministros já votaram para, em caráter liminar, proibir a alienação: Edson Fachin (relator do caso), Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello. Como o julgamento é o segundo item da pauta de hoje, a expectativa de que a conclusão do julgamento seja amanhã. Os debates, no entanto, prometem ser longos, há a possibilidade de o Supremo iniciar o julgamento com questões jurídicas preliminares, anteriores à análise do mérito;
  • Acreditamos que o julgamento do STF será tema de grande importância para a avaliação das ações da Petrobras, embora notemos que vemos um risco-retorno positivo nas ações sem assumir a execução do plano de desinvestimentos em nossas estimativas. Mantemos nossa recomendação de Compra, com preços-alvo de12 meses de R$30 e R$29 para PETR4 e PETR3, respectivamente.

Santander Brasil (SANB11): adquire 60% da Toro Radar

  • O Santander Brasil anunciou ontem de noite a aquisição de 60% da Toro Investimentos, corretora de investimentos independente sediada em Belo Horizonte. A aquisição ainda precisa ser aprovada por órgãos regulatórios, porém acreditamos que a transação deve ser aceita devido a dimensão das casas;
  • A operação, que provavelmente vai envolver a fusão das operações da Pi e da Toro, deve unir a expertise da primeira com B2B e da segunda em B2C;
  • Nossa visão é positiva, uma vez que a performance do Santander em investimentos era aquém do esperado e a chegada da Toro pode melhorar a posição do banco em capturar um crescente e rentável mercado.

Locaweb (LWSA3): Anúncio de aquisição da “Etus”

  • A Locaweb comunicou após o fechamento de mercado desta terça feira (29) a aquisição da “Etus” (comunicado), empresa de SaaS (software-as-a-service) que oferece soluções de gestão e marketing digital em redes sociais (Facebook, Instagram, LinkedIn, Pinterest e Twitter), por meio de um modelo de assinatura;
  • O múltiplo pago na transação com a Etus não foi revelado pela empresa. De qualquer forma, o valor anunciado da aquisição é de R$ 18,98 milhões, sendo que uma parcela desse valor deverá ser retida pela Locaweb e poderá ser liberada subsequentemente aos vendedores. Vale ressaltar que a transação segue o modelo de aquisição da Locaweb em outras transações – em que os sócios fundadores da adquirida permanecem na operação, com direito a earnout (prêmio adicional aos vendedores, a depender do atingimento de métricas específicas de performance);
  • Esperamos uma reação positiva do mercado ao anúncio, apesar do tamanho relativamente pequeno da transação. As aquisições recentes são sinalizações importantes em relação ao comprometimento da companhia com o plano de M&A desenhado à época do IPO (veja mais detalhes aqui). Vemos espaço para outras oportunidades de aquisições se materializarem ao longo dos próximos meses. Mantemos nossa recomendação de Compra e preço-alvo de R$71,0 ao final de 2021. Clique aqui para conferir o conteúdo completo.

Saneamento: Leilão da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) é suspenso pelo TJ de Alagoas

  • Ontem, o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas divulgou uma nota suspendendo o processo licitatório para concessão dos serviços de água e esgoto da Região Metropolitana de Maceió. O leilão da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) estava marcado para hoje (30/09), na B3;
  • A suspensão veio de uma decisão da desembargadora Elisabeth Carvalho e atende à pedido do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Marechal Deodoro (AL), que também está incluso no leilão. A desembargadora alega que há indícios de irregularidades no processo de privatização e portanto, concedeu decisão liminar de tutela antecipada até que seja julgado o mérito da ação. O Estado de Alagoas tem 15 dias para apresentação de defesa;
  • No dia 25, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou que o leilão recebeu sete propostas de interessados, dentre eles um consórcio formado por Equatorial e Sonel e um consórcio formado por Sabesp e Iguá. Por hora, não consideramos possível avaliar os impactos econômico-financeiros de uma eventual vitória do consórcio Sabesp-Iguá no leilão de Alagoas, assim como no caso de Equatorial Energia. Mantemos nossa recomendação Neutra para ambas as ações, com preço-alvo de R$51/ação para Sabesp e R$22/ação para Equatorial, respectivamente

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários de Outubro

  • No mês de setembro, o IFIX, índice de fundos imobiliários da B3, seguiu em linha com o mês passado (+0,08%), negativamente impactado pelo segmento de shopping centers que sofreram correções em razão das incertezas quanto a uma possível segunda onda do COVID-19 no Brasil e do seu reflexo na recuperação econômica;
  • Nesse mês, alteramos a composição da carteira recomendada de outubro. Aumentamos nossa exposição nos fundos de recebíveis (32,5% para 37,5%) e fundos de lajes corporativas (12,5% para 17,5%). Dito isso, seguimos com 37,5% alocado em recebíveis, 25,0% em ativos logísticos, 17,5% em lajes corporativas, 10,0% em fundos híbridos e 10,0% em shopping centers;
  • Por fim, realizamos uma mudança na carteira recomendada. Estamos retirando o fundo RBR Alpha Multiestratégia (RBRF11) e adicionamos o fundo VBI Prime Offices (PVBI11). Para mais detalhes, acesse o relatório da carteira recomendada.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.