Radar Imobiliário XP #46

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O IFIX fechou a semana em queda de -0,90%, impulsionado negativamente principalmente pelos fundos de logística. Sobre os demais índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de -0,92%, o XPFT de -1,13% e XPFP de -0,52%.

No Brasil, o Ministério da Economia piorou suas projeções oficiais de inflação e PIB em 2021 e 2022, embora elas ainda permaneçam melhores do que as expectativas de mercado. O governo federal estima inflação (IPCA) de 9,7% (ante 7,9%) para este ano e 4,7% (ante 3,75%) para o ano que vem. Em relação ao PIB, as previsões atualizadas apontam para expansão de 5,1% em 2021 versus 5,3% da projeção anterior e crescimento de 2,1% em 2022 contra 2,5% projetado anteriormente. Vale lembrar que a mediana das projeções do mercado para o crescimento do PIB no próximo ano situa-se ligeiramente abaixo de 1,0%, de acordo com o boletim Focus do Banco Central (na mesma linha, a equipe econômica da XP prevê alta de 0,8% para 2022).

No âmbito político, jornais destacaram o desejo de Bolsonaro reajustar o salário de ‘todos os servidores’ com os recursos abertos pela PEC dos Precatórios. Mas o governo está impedido de realizar reajustes em 2021, por conta da PEC emergencial. Caso seja realizado em 2022, a lei impede que a revisão ultrapasse a inflação medida dentro do mesmo ano da eleição. Nesse caso, o reajuste seria apenas feito sobre a inflação acumulada entre janeiro e março do próximo ano.

Por fim, no âmbito dos fundos imobiliários, essa semana divulgamos relatório sobre Fiagro.  Primeiro, é importante a gente pontuar que existem 3 tipos de FIAgro: os FIIs, os FIPs e os FIDCs. Nesse texto, vamos focar no FII, já que deve ser o mais popular entre os três. O FII FIAgro é bem parecido com um fundo imobiliário tradicional. Entretanto, esse investimento é voltado para os ativos ligados ao setor agropecuário, seja ele de natureza imobiliária rural ou de atividades relacionadas a produção do setor. Acesse o relatório completo.

Sexta-feira | Dia 19/11

Mercado aposta na recuperação dos fundos imobiliários em 2022 (Valor)

Como a alta da Selic afeta os fundos imobiliários? (Forbes)

Fundos Imobiliários: Levante vê recuperação no segmento de shoppings e recomenda XP Malls (InfoMoney)

Multiplan vê fim de ano movimentado em shoppings e prepara expansões em 2022 (Folha de S.Paulo)

SDIL11- Neutro: O referido Fato Relevante anunciou a celebração do Compromisso de Compra e Venda do Centro Logístico Contagem, empreendimento de alto padrão, Classe AAA, localizado no município de Contagem, no principal corredor logístico do estado de Minas Gerais, pelo valor total de R$ 350 milhões. Quando da realização do pagamento da primeira parcela de aquisição, e como informado à época, houve a retenção, por parte do Fundo, de uma parcela de cerca de 3% do valor total da operação (ou seja, retenção de R$ 12.008.083,35) para garantia da resolução de um ponto de discussão entre a Parte Vendedora e a Locatária do Imóvel. Foi solicitada pela Locatária, no início de 2021, a aplicação de penalidade de multa por atraso na entrega da obra, contra os antigos proprietários no valor de R$ 24.016.166,70. Diante de tal fato, a Parte Vendedora ajuizou ação para impedir a retenção dos créditos referentes ao valor da locação mensal, obtendo a seu favor uma liminar que impedia a Locatária de realizar qualquer retenção ou compensação. No entanto, em novembro de 2021, a referida liminar foi revogada e, por conseguinte, a Locatária poderá realizar a retenção mensal da locação, a partir do mês de novembro/2021, até que seja alcançado o montante total das multas. o Fundo poderá utilizar a retenção mencionada acima e já realizada, de R$ 12.008.083,35, para completar o montante original do aluguel mensal. Além disto, o Fundo ainda poderá deduzir o valor adicional de R$ 12.008.083,35 da última parcela de aquisição, de R$ 130 milhões, a ser paga até abril de 2022, atingindo a retenção total de R$ 24.016.166,70, montante equivalente à penalidade cobrada pela Locatária.

GGRC11 – Neutro: Conforme mencionado no Fato Relevante publicado em 7 de outubro de 2021, a COVOLAN INDÚSTRIA TÊXTIL foi devidamente intimada sobre a decisão judicial que revogava a liminar conferida pelo Juízo da 1ª Vara Cível do Foro de Santa Bárbara D’Oeste, e garantia a exigibilidade do aluguel atualmente vigente, qual seja, R$537.060,15. Mesmo após a intimação judicial da COVOLAN sobre a revogação da liminar anteriormente obtida, e envio de notificações extrajudiciais pelo Fundo exigindo o pagamento dos valores em atraso, até o presente momento não foi identificado o pagamento do aluguel vigente vencido nos meses de outubro e novembro de 2021. Diante da ausência do pagamento dos valores em atraso, o Fundo continuará tomando todas as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis face a COVOLAN e aos fiadores da operação a fim de resguardar os direitos dos cotistas do Fundo. Todos os cotistas serão informados sobre eventuais desdobramentos.

XPPR11 – Positivo: o Fundo celebrou o Contrato de Locação de Imóvel Urbano Para Fins Não Residenciais com a Ocean Network Express Agência Marítima Ltda., empresa multinacional de serviços logísticos, relativo à totalidade do 8º andar do Edifício Santa Catarina, localizado na Avenida Paulista em São Paulo/SP, com área bruta locável de 1.032,30 m²  e duração de 60 meses a partir de 01/12/2021. A receita acumulada bruta do Contrato, considerando a soma dos recebíveis relativos aos 24 primeiros meses de vigência, é estimada em R$ 0,2243 por cota.

Quinta-feira | Dia 18/11

Inflação vai prejudicar Black Friday (Valor)

Apenas 34% dos fundos imobiliários ficaram no azul em outubro. Veja quem se deu melhor (Valor)

Central de FIIs: Ifix volta a cair e já opera no menor nível desde maio de 2020 (InfoMoney)

Shoppings ainda vendem abaixo de 2019; recuperação ocorre sobre 2020, diz Abrasce (Valor)

Festas de fim de ano, inflação, perda de renda: o que vai pesar mais para os fundos de shopping nos próximos meses? (InfoMoney)

Trabalho híbrido reúne o pior dos mundos: videochamadas no escritório (Folha de S.Paulo)

HGLG11 – Positivo: o Fundo firmou a Escritura Pública de Venda e Compra de Imóvel bem como outros acordos acessórios com o vendedor, concluindo a aquisição da fração ideal adicional àquela já detida, correspondente a 40% de um terreno, onde já existe um galpão logístico em construção, identificado como “G04”, integrante do complexo logístico denominado Cone Multimodal, localizado na Rodovia BR-101 Sul, 5225, Distrito Industrial Diper – no município de Cabo de Santo Agostinho, estado de Pernambuco. A área total de terreno é de 59.672,97 m² e a área construída projetada é de aproximadamente 18.471 m², sendo importante ressaltar que o Fundo já detinha a fração do terreno e participação correspondente a 30% do Ativo. O valor de aquisição da fração ideal de 40% do terreno, adquirida nessa data, foi de R$ 30 milhões. Além do pagamento do Preço, o Fundo se comprometeu a pagar ao vendedor um prêmio variável, a ser apurado e pago uma única vez, caso e quando o Ativo estiver pronto e com, pelo menos, 80% de sua área locada, de acordo com condições pré-determinadas pelo Fundo.

TRXF11 – Positivo: o Fundo concluiu a aquisição de mais 02 imóveis de propriedade da SENDAS DISTRIBUIDORA S.A., totalizando assim 05 imóveis adquiridos no âmbito do “Instrumento Particular de Compromisso de Investimento Imobiliário, Compromisso de Compra e Venda de Imóveis e de Instituição de Direito Real de Superfície, Sob Condições Suspensivas e Outras Avenças” celebrado anteriormente entre o Fundo e a SENDAS. Os imóveis adquiridos pelo Fundo são lojas atacadistas que serão operadas pela SENDAS sob a bandeira “Assaí Atacadista”, sendo uma localizada na cidade de Ipatinga, Estado de Minas Gerais e outra localizada na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro. Do valor total do preço de aquisição dos Imóveis, o valor correspondente a 36,36% foi pago nesta data e o restante será pago mediante evolução das obras de construção.

Quarta-feira | Dia 17/11

Fundos imobiliários ainda valem a pena ou você vai perder dinheiro? (Uol)

Central de FIIs: Ifix fecha sessão em queda de 0,19% e acumula perdas de quase 9% no ano (InfoMoney)

Shoppings têm, em outubro, vendas acima do nível pré-pandemia pela primeira vez (Estadão)

Pesquisa aponta que 62,5% dos lojistas de shoppings participarão da Black Friday (InfoMoney)

RNGO11 – Negativo:  O fundo informa a variação de valor do patrimônio líquido do Fundo, em virtude da avaliação patrimonial realizada com base na data-base de 31/10/2021, passando o valor do patrimônio líquido de R$ 271.301.134,06 no balancete de setembro/2021 para R$ 234.092.846,37 no balancete de outubro/2021, o que representa uma variação de -13,71%.

GSFI11 – Positivo: Foi disponibilizado a conclusão de valor dos laudos de avaliação dos ativos imobiliários integrantes do patrimônio do Fundo, em 30 de setembro de 2021, realizada pela empresa CBRE Consultoria do Brasil Ltda. Conforme a conclusão de valor, o valor justo dos ativos imobiliários integrantes do patrimônio do Fundo, em 30 de setembro de 2021, é de R$ 1,4 bilhões, o que representa um incremento de 1,6% em comparação com 31 de dezembro de 2020, considerando as mesmas bases de participação e ativos atualmente detidos pelo Fundo.

RECT11 – Neutro: O fundo tomou conhecimento do processo judicial nº 1111202-24.2021.8.26.0100 ajuizado pela AGAXTUR AGÊNCIA DE VIAGENS E TURISMO LTDA. em face do Fundo para requerer a substituição do índice de correção monetária do IGP-M para o IPCA, referente ao contrato de locação celebrado em 23 de setembro de 2020. Cabe ressaltar que, em juízo de caráter liminar, o pedido de tutela de urgência da Agaxtur foi indeferido. O Fundo informa que referida ação não envolve outros questionamentos a respeito do cumprimento do Contrato de Locação, exceto a possibilidade de substituição do índice de correção monetária do IGP-M para o IPCA.

Terça-feira | Dia 16/11

O mercado imobiliário em ciclos ou círculos? (Valor)

Quer receber aluguel sem ter um imóvel? 7 razões para investir em fundos imobiliários (InfoMoney)

Ativos de risco sofrem com a inflação, mas há oportunidades no longo prazo (Valor)

Fundo imobiliário RBCO11 eleva rendimentos para R$ 0,42, maior valor desde março (Suno)

Últimos Relatórios

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.