XP Expert

PIB cai no 3º trimestre, refletindo inflação alta, escassez de insumos e tombo na agropecuária; recessão técnica registrada

Em valores correntes, o Produto Interno Bruto brasileiro chegou a R$2,2 trilhões no terceiro trimestre, segundo o IBGE

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro ficou em -0,1% no terceiro trimestre de 2021, na comparação com o segundo trimestre, quando houve queda de 0,4%. Na terminologia econômica, isto significa que o país entrou em recessão técnica, uma vez que houve queda do PIB em dois períodos consecutivos. O resultado foi divulgado nesta quinta-feira, 2 de dezembro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em valores correntes, o PIB chegou a R$2,2 trilhões no terceiro trimestre. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, o PIB cresceu 4,0%. No acumulado do ano até o mês de setembro, o PIB brasileiro registra alta de 5,7% em relação ao mesmo período de 2020. Estes resultados positivos na comparação anual já eram esperados, dado o auge da crise da pandemia em 2020.

Por que caímos?

O resultado veio levemente abaixo das nossas expectativas, que eram de estabilidade no crescimento. Acreditávamos que a performance positiva do setor de serviços compensaria a queda já esperada da produção industrial e agropecuária.

A surpresa nos dados do terceiro trimestre veio em uma queda mais acentuada no setor de produção agropecuária, que apresentou contração de 8% no período, especialmente por conta da quebra de safras agrícolas, como do milho, cana de açúcar, algodão e café, além de fraqueza da pecuária (com destaque para o gado bovino).

Em contrapartida, o setor de serviços teve forte crescimento no último trimestre, especialmente devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19 e à normalização das atividades pelo país – e da volta do consumo de serviços, que por muito tempo acabaram substituídos pelos bens no orçamento das famílias.

Do lado da demanda, o consumo das famílias foi o destaque positivo e compensou o resultado fraco dos investimentos e a queda nas exportações. Isto posto, o resultado do PIB já trouxe marcas dos impactos da inflação alta no poder de compra das famílias, pois a expansão do consumo poderia ter sido maior.  

O que esperar daqui pra frente?

Com a derrapagem no 3º trimestre, o PIB pode apresentar crescimento abaixo dos 5% hoje previstos em nosso cenário.

Não devemos esperar crescimento (ao menos elevado) em 2022. Com juros em alta para controlar a inflação, incerteza política e desafios ainda grandes no cenário internacional (especialmente com escassez de produtos e altos preços), a nossa economia deve seguir próxima da estabilidade no próximo ano.

O que é PIB?

O PIB aponta o crescimento da economia, com informações de desempenho dos setores, investimentos e consumo das famílias, por exemplo. Ele é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade.

Entenda o que entra na conta do PIB e como ele influencia seus investimentos.

Agropecuária
Segundo o IBGE, a Agropecuária caiu 8,0% no 3º trimestre de 2021 na série com ajuste sazonal

Variações no terceiro trimestre

Veja alguns dos resultados do terceiro trimestre divulgados hoje pelo IBGE, na comparação com o trimestre anterior:

Entre as atividades industriais, houve quedas em:

  • Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos (-1,1%)
  • Indústrias de transformação (-1,0%)
  • Indústrias extrativas (-0,4%)

Já a Construção apresentou crescimento de 3,9%.

Nos Serviços, tiveram alta:

  • Outras atividades de serviços (4,4%)
  • Informação e comunicação (2,4%)
  • Transporte, armazenagem e correio (1,2%)
  • Administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social (0,8%)

As Atividades imobiliárias (0,0%) ficaram estáveis. Tiveram queda:

  • Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (-0,5%)
  • Comércio (-0,4%)

A Formação Bruta de Capital Fixo, indicador de investimentos, caiu 0,1% na comparação com o trimestre imediatamente anterior. A Despesa de Consumo das Famílias subiu 0,9%, e a Despesa de Consumo do Governo cresceu 0,8%.

No setor externo, as Exportações de Bens e Serviços caíram 9,8% e as Importações de Bens e Serviços tiveram queda de 8,3%.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º na Resolução CVM 20/2021. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.