XP Expert

Gastos essenciais e supérfluos: como identificar?

Você conhece quais são os tipos de gastos financeiros existentes e sabe identificá-los em sua rotina? Gastos essenciais e supérfluos são as principais saídas financeiras para se atentar.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Gastos essenciais e supérfluos: como identificar?

Por que é importante diferenciar gastos essenciais de gastos supérfluos? Hoje e mais do que nunca organizar suas finanças pessoais para ter um orçamento pessoal positivo é importante para qualquer pessoa. Afinal, controlar seus gastos e gastar menos do que se recebe te ajuda a ter um planejamento financeiro básico, e conseguir pensar no longo prazo para realizar seus maiores objetivos, conquistar seus sonhos e ter um futuro mais tranquilo. 

Mas para conseguir realizar seus planos é importante entender quais são as diferenças entre gastos essenciais e supérfluos. Dessa forma você será capaz de organizar melhor sua vida financeira. Continue a leitura e saiba mais sobre. 

Quais são as categorias de gastos? 

São três os tipos principais de gastos: gastos essenciais, gastos supérfluos e desperdícios. De forma resumida, os gastos essenciais são aqueles imprescindíveis de serem feitos e estão relacionados diretamente com as necessidades da pessoa.  

Já os gastos supérfluos estão mais ligados a desejos pessoais, como comprar uma roupa de marca, por exemplo. Por fim, os desperdícios são aqueles gastos que não dizem respeito às necessidades nem aos desejos, são gastos que com um bom controle de finanças podem ser evitados. 

Ao analisar, identificar e classificar quais são seus gastos, você vai observar que pode existir uma linha tênue entre um e outro. Por isso é preciso considerar todo o contexto envolvido no motivo para gastar. Neste artigo, ajudaremos você nesse processo, focando principalmente nos gastos essenciais e supérfluos. 

O que são gastos essenciais? 

Os gastos essenciais são gastos fundamentais para a manutenção da sua rotina de vida ou daqueles dos quais você depende ou que dependem de você. Alimentos e vestuário são considerados despesas essenciais, além de:  

  • custos de moradia, ou seja, o pagamento do aluguel, a prestação de compra de um apartamento, ou o condomínio do imóvel onde mora;  
  • custos de subsistência, isto é,  as contas básicas de água, energia, internet; 
  • gastos com locomoção como com o transporte público ou a manutenção do carro próprio (aluguel, prestações, IPVA…);  
  • gastos com plano de saúde ou qualquer outro tipo de gasto que são fundamentais e não se pode abrir mão. 

Dependendo do poder de compra de cada um, esses gastos fundamentais são diferentes. E quando necessária uma redução no orçamento, até eles podem sofrer ajustes. Mas, como reduzir o valor dos gastos essenciais? Isso é possível? Através de ações de economia doméstica é possível a redução do valor de algumas dessas contas. 

Tendo o controle do seu orçamento pessoal, seja com uma planilha de gastos ou um aplicativo, é possível identificar o crescimento do valor desses itens com o passar do tempo e buscar por descontos ou negociação de preços. Você não acredita o quanto é possível economizar com essa pequena ação. 

O que são gastos supérfluos? 

Os gastos supérfluos são os tipos de gastos que estão mais relacionados ao que você quer e não ao que precisa. Logo, são gastos que podem ser cortados ou economizados em qualquer momento de redução de entradas ou salários, sem que isso afete as necessidades da pessoa.  

Vale lembrar que é exatamente para casos como estes que as reservas de emergência são construídas. Dessa forma, caso ocorra algum evento inesperado, você pode manter os seus gastos essenciais garantidos ainda por alguns meses. 

São exemplos de gastos supérfluos: 

  • assinaturas de tv a cabo; 
  • serviços de streaming; 
  • academia de ginástica; 
  • tratamentos estéticos; 
  • eventos sociais (bares e baladas, por exemplo); 
  • serviços de diaristas; 
  • refeições fora de casa; 
  • delivery; 
  • entre outros. 

De maneira geral, podemos dizer que os gastos supérfluos são aqueles que estão lado a lado de alternativas que não exigem gastar dinheiro. Ou seja, se posso fazer comida em casa, porque pagar mais caro para comer fora ou pedir um delivery?  

No entanto, às vezes esse tipo de gasto pode ser necessário naquele momento. Por exemplo, um dia em que houve uma reunião no trabalho ou você teve que buscar os filhos na escola e não teve tempo para cozinhar em casa, gastar com um restaurante pode se tornar uma necessidade.  

Por isso a linha tênue que comentamos no começo entre as classificações de gastos. Porém, saiba que você pode se preparar para esse tipo de gasto inesperado fazendo uma reserva de emergência específica para situações como essas. 

Como escolher entre um gasto e outro? 

Nesse processo de planejar suas finanças pessoais para o futuro, você sempre terá que fazer escolhas. Manter gastos supérfluos por muito tempo no seu planejamento financeiro, por exemplo, provavelmente gera menos investimentos que você pode fazer para ter uma aposentadoria mais tranquila.  

Ou, então, não buscar por melhores ofertas e economizar seus gastos essenciais pode reduzir o volume de investimentos que você pode ter para realizar um sonho futuro. 

Esse processo de escolha e renúncia também é chamado de custo de oportunidade, ou quando você abre mão de algo para ter outra coisa. 

De acordo com pesquisa feita pelo CNDL/SPC Brasil, 62% dos participantes compraram algo que não estava no planejamento devido a possibilidade de parcelar no cartão.  

Gastar em algo hoje, sem planejamento ou cuidado com suas finanças pessoais, pode gerar frustração amanhã caso você não consiga realizar objetivos de longo prazo. Por isso é importante, sempre, ter em mente quais são os seus desejos e seus objetivos de vida

Infográfico sobre quais são os gastos essenciais (custos de moradia, subsistência, locomoção, saúde) e gastos supérfluos (assinatura de tv, streaming, academia, estética, eventos sociais, serviços de diaristas, refeições fora de casa e delivery)

Como definir metas financeiras pessoais? 

Todo início do ano é comum fazer uma lista de desejos e planos para o ano seguinte. Mas, normalmente, muitos não se preocupam em traçar estratégias financeiras claras que levaram a fazer esses planos acontecerem.  

É individual o quanto cada um pode fazer para manter seu estilo de vida, entendendo sobre seus próprios custos de oportunidade. Ou o quanto cada um está disposto a mudar para construir uma reserva de emergência, começar a investir ou aumentar a sua carteira de investimentos. 

Nesse caso, entender a diferença entre os gastos do seu orçamento pessoal também pode te ajudar a definir melhor quais são os seus objetivos para ter um planejamento financeiro positivo e consistente. 

Além disso, saber lidar com o desperdício do seu dinheiro, controlar melhor seus gastos essenciais e supérfluos e aprender a economizar, pode favorecer como um montante a ser direcionado para a sua carteira de investimentos. Assim, a maneira como você se organiza é essencial para um planejamento de longo prazo positivo. 

Como direcionar seus gastos supérfluos de forma produtiva? 

Após saber qual a diferença entre gastos essenciais e gastos supérfluos, fica mais fácil organizar as finanças, não é mesmo? Entender o que você gasta de forma extra pode fazer com que você passe a direcionar melhor este valor em algo que vai te trazer mais rendimentos.  

Uma dessas formas é investir seu dinheiro e, para isso, basta abrir sua conta na XP de forma gratuita e rápida. Procure saber, antes de começar a investir, qual é o seu perfil de investidor e consulte nossos assessores de investimentos em caso de dúvidas sobre os produtos disponíveis para aplicação. 

Mas se ainda quer estudar mais sobre o assunto, conhecendo outros termos e vendo outras dicas para lidar cada vez melhor com suas finanças, veja já nossa trilha de artigos sobre como organizar sua vida financeira

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

Você está na trilha:

Organize sua vida financeira

Total relatórios

Aprenda Investir - Leitura recomendada

19 relatórios

Duração total

Aprenda Investir - Duração total

151 minutos de leitura

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.