XP Expert

Planejamento financeiro: como organizar suas finanças

O planejamento financeiro é uma ferramenta estratégica que vai ajudar você a administrar suas finanças, seja no âmbito pessoal, empresarial ou familiar. Neste artigo, descubra como montar um, além de dicas para manter o acompanhamento dos registros.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Planejamento financeiro: como organizar suas finanças

Sabe aquele seu sonho que parece estar distante por falta de dinheiro? Ele poderia estar mais perto se você colocasse em prática duas palavras mágicas que vamos abordar neste texto: planejamento financeiro.  

Mas calma. Embora o conceito possa parecer um bicho de sete cabeças para muitas pessoas, ele não é nada disso.  

Inclusive, muitos especialistas apontam o planejamento financeiro como uma ferramenta muito importante para a conquista dos sonhos. Assim, o controle do seu orçamento deve fazer parte do dia a dia de qualquer casa, independente da sua renda mensal, já que ele deve justamente se adequar a ela. 

Isso porque é por meio da organização de suas finanças que você conseguirá entender a sua situação e planejar o que precisa fazer para melhorar.

O que é planejamento financeiro?  

Planejar significa definir metas, traçar estratégias e analisar os erros passados para melhorar continuamente o processo. Quando o assunto é dinheiro, o planejamento acaba sendo ainda mais importante.  

Assim, o planejamento financeiro acaba por ser uma ferramenta estratégica que vai ajudar, seja no âmbito pessoal, empresarial ou familiar, na administração financeira. 

E para que o planejamento financeiro tenha sucesso, é preciso adotar a disciplina como um mantra. Garantir que ações contínuas aconteçam visando as metas é o que vai determinar o sucesso ou não do seu plano.  

Quando falamos em sucesso, o importante é ser constante. Não adianta nada fazer o planejamento e seguir somente por alguns dias ou semanas.  Seu planejamento financeiro deve mirar em metas de curto, médio e longo prazos, mas sempre com foco em objetivos mais longos, como a aposentadoria, por exemplo.  

Por fim, para cada âmbito de vida (pessoal, empresarial, familiar) deve haver uma forma diferente de se fazer planejamento financeiro, dado que cada um destes setores possuem objetivos diferentes.  

Enviando...

Ao prosseguir, seus dados podem ser usados pelo Grupo XP Inc. para promover suas atividades, incluindo o envio de ofertas de produtos/serviços. Você pode se opor a tal recebimento a qualquer momento, por meio do próprio canal de recebimento. Acesse a Política de Privacidade para mais detalhes.

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do relatório e descubra onde investir em 2024.

Download

Planejamento financeiro pessoal 

O planejamento financeiro pessoal é a definição de uma estratégia para tomada de decisões com o seu dinheiro de olho nas suas necessidades e vontades.  

A ideia é sempre equilibrar o quanto você tem de renda com os seus gastos. Dessa forma, o planejamento financeiro pessoal é uma ferramenta poderosa para se alcançar objetivos e realizar sonhos de curto, médio ou longo prazo.  

Planejamento financeiro empresarial 

O planejamento financeiro empresarial, por sua vez, tem o objetivo de projetar o futuro financeiro da empresa a partir do cenário real atual.  

Para isso, instrumentos contábeis, assim como outros meios administrativos de registro são essenciais para compor esse planejamento.  

O foco nesse tipo de planejamento deve incluir estimativas do fluxo de caixa futuro, prever margens de lucro, identificar pontos fortes e fracos do mercado, dentre outros. Seu tempo de conclusão costuma ser de médio e longo prazo. 

Planejamento financeiro familiar 

Já o planejamento financeiro familiar tende a ser de curto prazo, considerando as necessidades presentes da família, como alimentação, saúde, lazer e educação, mas também de longo prazo, considerando faculdade dos filhos, conquista da casa e do carro próprios, etc. 

Assim, o planejamento financeiro familiar deve envolver esforços dos principais responsáveis pela manutenção da casa na organização dos objetivos e das estratégias a serem seguidas para alcançá-los. 

Qual a importância do planejamento financeiro?  

Falar de dinheiro em casa não é algo comum em muitas famílias brasileiras. E isso é um reflexo da falta de uma educação financeira infantil para a maior parte da população. Então, é comum uma falta de planejamento financeiro de uma forma geral. 

Nas escolas, pouco ou quase nada se fala sobre o tema. É comum, então, que as pessoas nem saibam por onde começar a se organizar.  E é justamente por conta desse cenário que o planejamento financeiro é extremamente importante para as famílias.   

Somente com organização e disciplina é possível colocar as contas em dia e fazer o controle das finanças pessoais. Veja, a seguir, alguns benefícios do planejamento financeiro. 

Comece a planejar já sua aposentadoria. Conheça o Tesouro RendA+ aqui!

Como evitar dívidas? 

Os brasileiros, de maneira geral, têm dívidas. Segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, em setembro de 2022, 79,3% dos brasileiros estavam endividados. Ou seja, mais da metade da população não estava em dia com as contas. 

E um dos principais motivos pode ser a falta de um bom planejamento financeiro, já que, normalmente, não sabemos como manejar o que ganhamos – e gastamos mais do que podemos

Com as dívidas vêm os juros e todo esse processo pode virar uma bola de neve. Portanto, manter as contas em dia é o melhor caminho para evitar dívidas e a melhor forma de fazer isso é contar com um bom planejamento financeiro. 

Como cortar gastos desnecessários? 

Dificilmente as pessoas passam o mês sem gastos desnecessários. Mas você sabe exatamente quais são eles? Se você não tem o controle do seu orçamento, provavelmente não. 

O planejamento financeiro vai te ajudar justamente a identificar com o que você está gastando e questionar se esses gastos são realmente necessários. Será que é preciso assinar todos os canais da TV a cabo? Ou mesmo o plano premium da academia que você frequenta uma vez a cada seis meses? 

Qual é o maior desafio de um bom planejamento financeiro? 

O que fará diferença entre o sucesso e o fracasso da sua vida financeira é o seu comprometimento. Isso significa que quanto mais você se dedicar a organizar as suas finanças, mais sua vida financeira vai ficar tranquila. Porém, comprometimento e disciplina são grandes desafios para manter um bom planejamento financeiro. 

Quando se planeja as finanças com disciplina, é possível saber onde economizar, onde investir e o que fazer para evitar ciladas que podem levar seu dinheiro embora.  

Quando você tem comprometimento e disciplina para manter o planejamento financeiro funcionando, fica muito mais fácil entender por que poupar é melhor que gastar, assim como por que é importante ter uma reserva financeira e, o melhor, você passa a ter muito mais oportunidades para investir

Por que poupar é melhor do que gastar? 

Poupar envolve estar garantido em situações de emergência e de planos a longo prazo. Quando você gasta o que tem (e também o que não tem), sem poupar nada, este torna-se um dos hábitos mais prejudiciais para o seu orçamento. 

Outro ponto importante é que não podemos esperar o fim do mês para ver o que vai sobrar. Fazer isso é correr um grande risco de não sobrar nada, então, é preciso guardar primeiro. Não é preciso começar com muito dinheiro. Poupe de acordo com as suas possibilidades, e você pode começar com pouco e ir aumentando o valor separado para investir.  

Sabia que é possível, por exemplo, comprar um título do Tesouro Direto por R$ 36? Imagine só se você começasse com esse valor e fosse aumentando ao longo do tempo? Os juros compostos fariam a mágica de aumentar o seu patrimônio sem muito esforço.  

Por que é importante ter uma reserva financeira?  

Ter uma reserva de emergência que possa te ajudar em momentos de imprevistos é fundamental para qualquer planejamento financeiro. Desta forma, um bom controle de finanças pessoais precisa levar em conta a criação e manutenção de uma reserva para emergências.  

A partir do momento que você formar sua reserva de emergência, vai perceber que estará preparado para qualquer imprevisto.  

E quando falamos em imprevistos, a lista pode incluir: 

  • o aumento da família 
  • um novo emprego 
  • transição de carreira 
  • mudança de cidade ou país 
  • abertura de empresa própria 

São diversas as situações onde você deve utilizar sua reserva de emergência

Como fazer uma boa reserva financeira? 

Para poder servir ao propósito de ser uma garantia ao orçamento familiar, basta multiplicar por 6 o valor mensal dos custos da família. Este será o valor ideal mínimo para formação da sua reserva.  

Quem deve fazer planejamento financeiro?  

O planejamento financeiro é fundamental para qualquer um e a qualquer momento. Afinal, o que faz a diferença e mantém as contas em dia é jamais gastar mais do que se ganha, independente de quanto se ganha. 

Se você ganha R$ 1 mil, mas gasta somente R$ 950, está melhor do que quem ganha R$ 20 mil e gasta R$ 22 mil.  

São os pequenos gastos, inclusive, que fazem a diferença no final do mês. São eles que fazem as pessoas fugirem do controle e corroem o orçamento mensal.  

O principal objetivo do planejamento financeiro é, portanto, manter o orçamento em equilíbrio. Assim, fica mais fácil economizar e juntar dinheiro para investir e se aproximar dos seus objetivos.  

Como fazer um planejamento financeiro em 5 passos  

Em texto: 5 passos para fazer um planejamento financeiro: Anote receitas e despesas; Compre com consciência; Cuidado com o cartão de crédito; Tenha metas e prazos bem definidos e realistas; Revise seu planejamento financeiro com frequência.

Planejar suas finanças é mais fácil do que você imagina. Para começar a fazer seu planejamento, o primeiro passo é ter um bom diagnóstico da situação financeira atual. Isso significa entender seus rendimentos e seus gastos, sejam eles diários, semanais ou mensais.  

Se ainda não faz esse tipo de controle, baixe agora mesmo a sua planilha de controle de gastos. Você também pode anotar tudo num caderninho ou usar um aplicativo, não tem problema. O importante é fazer esse controle.  

Depois, é preciso traçar seus objetivos para os próximos 5, 10 e 20 anos. Onde você quer estar financeiramente dentro desses prazos? Que tipo de vida você quer ter?  

Agora, é preciso descobrir quais são os melhores caminhos para chegar ao futuro desejado e aí colocar em prática o planejamento. Para facilitar a sua organização, listamos abaixo alguns passos simples.  

1) Anote receitas e despesas  

Acompanhar diariamente as suas receitas e despesas é fundamental para o seu planejamento financeiro. Quando não se acompanha de perto tudo o que entra e o que sai das suas finanças, as chances de as coisas saírem do controle são muito grandes.  

E quando não se tem controle sobre o dinheiro, é impossível colocar o planejamento em prática. Afinal, quanto mais você controlar as variáveis que envolvem seu sucesso financeiro, menos vai depender da sorte para alcançar seus objetivos. E aqui a dica é: anote tudo, inclusive os centavos.   

Depois de um tempo, ficará claro como os pequenos gastos, quando somados, podem resultar em altos valores espantosos.  

2) Faça compras com consciência  

Comprar somente o que você precisa é essencial para quem quer se planejar para o futuro. Por isso, aprenda qual é o seu ponto fraco quando o assunto é compras e entenda como controlá-lo.  

Uma forma interessante de controlar os gastos é fazer sempre uma lista de compras necessárias. Assim você poderá controlar o seu impulso consumista ao comprar apenas o que está listado.  

Além disso, evite ir ao shopping sem saber ao certo o que precisa e jamais vá ao mercado com fome. Assim, você fugirá das armadilhas.  

Por fim, faça também pesquisas de preços sempre antes de comprar algo. É assim que você conseguirá descontos e evitará gastos desnecessários.  

3) Cuidado com o cartão de crédito  

Ao mesmo tempo que o cartão de crédito pode ser um ótimo aliado das suas finanças, ele também pode ser um vilão.  

Para que ele se torne um aliado, acompanhe sempre as suas faturas para evitar que você gaste mais do que pode e inclua esse acompanhamento em seu planejamento financeiro.  

Quando não há um desconto no pagamento à vista, parcele a compra no cartão (se não houver juros). Mas tenha certeza de que há limite disponível e que essa compra não vai estourar o seu planejamento de gastos do mês.  

4) Tenha metas e prazos bem definidos – e realistas  

Para alcançar os seus objetivos e sonhos é preciso ter metas bem definidas – e realistas. Afinal, não adianta nada querer chegar ao seu primeiro milhão em 2 anos investindo R$ 100 por mês, por exemplo.  

São essas metas que vão transformar tudo em números e mostrar se os seus resultados estão indo de acordo com o planejado.  

Para isso, controlar com frequência se você está fazendo tudo o que é preciso para alcançar os objetivos é fundamental.  Desta forma, você eliminará com eficácia os eventuais problemas que surjam e ficará mais próximo do sucesso.  

5) Revise seu planejamento financeiro com frequência  

Para garantir que o seu planejamento está sendo efetivo, preocupe-se em fazer revisões constantes dos números e das metas. Assim, ao manter tudo em ordem e ter a real noção da sua situação financeira, você poderá fazer ajustes (se necessário).   

Caso tenha feito somente um planejamento financeiro de prazo mais longo, verifique se é possível adaptar alguma meta para um prazo mais curto. E, desse modo, vá se adaptando às circunstâncias e possíveis imprevistos que surjam.  

Como fazer um planejamento de investimento? 

Em texto: Perfis de investidor: Conservador - Investimentos de baixo risco e baixa liquidez; Moderado - Investimentos de risco médio e maior liquidez; Agressivo - Investimentos de alto risco e maior liquidez. Em imagem: ícones diferentes de moedas representando cada perfil.

Depois de organizar suas finanças e saber poupar, é hora de pesquisar sobre os investimentos que existem no mercado e começar a fazer o seu dinheiro render! Ter conhecimento sobre o mercado financeiro é um ótimo ponto no seu planejamento. Assim, o primeiro passo é descobrir o seu perfil de investidor. Existem três tipos principais: 

  • Conservador 
  • Moderado 
  • Agressivo 

Eles são classificados de acordo com o apetite ao risco de cada investidor. E isso é muito importante para que você escolha investimentos adequados ao risco que você suporta correr com o seu dinheiro. 

Além disso, é importante escolher investimentos que estejam alinhados ao seu objetivo específico. Por exemplo, se o seu objetivo é montar sua reserva de emergência, é indicado escolher investimentos com boa liquidez e baixo risco. 

Conclusão  

Agora que o planejamento financeiro está no seu vocabulário, você já sabe como organizar as finanças pessoais, assim como sabe também que manter a disciplina para ter o controle das suas finanças é essencial. Afinal, é o seu comprometimento que vai determinar o sucesso ou o fracasso do seu planejamento.  Aqui vão algumas dicas de planejamento financeiro finais: 

  • Coloque o planejamento e o controle de finanças pessoais como uma prioridade na sua vida.  
  • Para construir seu orçamento, tenha em mente que disposição e comprometimento são mais importantes do que conhecimento avançado sobre finanças.  
  • Saiba onde você está e para onde quer ir e, assim, descobrirá qual é o melhor caminho a ser seguido.  
  • Baixe a nossa planilha de planejamento financeiro e comece agora mesmo a controlar suas finanças. Você vai ver que ficará muito mais fácil alcançar seus objetivos.  

Com o simulador XP você cuida melhor do seu dinheiro. Simule e invista de acordo com o seu perfil!

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.