XP Expert

XP Morning Call 26/12/2018: Mercados globais seguem em queda

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1.  Política Brasil: Datafolha registra otimismo recorde; Técnicos da Câmara tentarão acelerar reformas
  2.  BC define regras para pagamentos instantâneos

Internacional

  1. Ações americanas e globais despencam à medida que o secretário do Tesouro Mnuchin tenta acalmar mercados
  2.  EUA: Administração de Trump avisa que fechamento pode se estender até janeiro
  3. Petróleo cai abaixo dos US$ 50/bbl com mercado desafiando os cortes da OPEP+

Empresas

  1.  Via Varejo: Saída do GPA e mudança na gestão
  2. Companhias Aéreas: O que está acontecendo?
  3. Anglo American recebe licença para voltar a operar e ampliar Minas-Rio

Resumo

Mercados globais seguem em queda

Em semana mais curta, a expectativa é de liquidez reduzida nos mercados e que a bolsa brasileira seja influenciada por eventos externos. Os mercados reagem às incertezas políticas nos EUA. O dia foi de queda na Ásia, e a Europa acompanha a tendência, operando também no campo negativo. O preço internacional do petróleo segue desvalorizando.

Na véspera do Natal o S&P caiu 2,7%, queda que se deve em parte ao receio de paralização parcial do Governo e em parte sobre as pressões de Trump ao Fed. Trump reforçou ontem que a paralisação parcial do governo vai continuar até que o Congresso atenda sua demanda pela construção do muro na fronteira entre os EUA e o México. Soma-se a isso críticas do presidente em relação ao presidente do Fed por acreditar que a subida de juros tenha sido muito rápida.

Na Ásia os mercados também reagiram negativamente à incerteza política nos EUA, o que se soma a preocupações com o a desaceleração do crescimento Global.

No Brasil, o Banco Central definiu os requisitos fundamentais para o sistema de pagamentos eletrônicos. Sem maiores destaques no âmbito politico-econômico.

Entre os destaques corporativos, vale o destaque para Via Varejo, que teve mudança no comando e poderá ver saída do controlador a mercado. Na última sexta-feira, o Grupo Pão de Açúcar informou que se não achar comprador para a Via Varejo, venderá sua participação na empresa (43%) a mercado até fim de 2019.  


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Datafolha registra otimismo recorde; Técnicos da Câmara tentarão acelerar reformas

  • Datafolha registra otimismo recorde do brasileiro com futuro da economia e do mercado de trabalho às vésperas da posse de Jair Bolsonaro. Os indicadores mostram a força significativa com que o presidente eleito assume o governo a partir de janeiro para tocar sua agenda;
  • Técnicos da Câmara dos Deputados levaram aos articuladores políticos do governo nova proposta de emenda constitucional para acelerar a votação de reformas tributária e a da previdência desses projetos já no começo do mandato de Bolsonaro;
  • Em análise no senado, PL 79/2016 que deve reorientar e destravar investimentos que podem levar a infraestrutura e conexões de banda larga a todas as regiões do país fica para 2019.

 BC define regras para pagamentos instantâneos

  • Na sexta-feira, o Banco Central divulgou os requisitos fundamentais para a implantação do sistema de pagamentos instantâneos no Brasil;
  • Os requisitos fundamentais estabelecem as características básicas do ecossistema, incluindo a governança para a definição de regras, as formas de participação, a infraestrutura centralizada de liquidação, os serviços de conectividade e o provimento de liquidez;
  • A infraestrutura centralizada de liquidação será operada pelo BC e estará disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias do ano. Segundo O Globo, especialistas acreditam que o sistema funcione a partir de 2020.

Internacional

Ações americanas e globais despencam à medida que o secretário do Tesouro Mnuchin tenta acalmar mercados

  • Os índices S&P e Dow Jones caíram quase -3% na véspera de Natal, com os investidores reagindo negativamente à tentativa secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, de tranquilizar os investidores sobre a liquidez dos bancos de Wall Street;
  • Mnuchin também tentou diminuir as preocupações de que o presidente Trump pretendesse remover o presidente do Fed, Jay Powell, do seu cargo uma medida que criaria uma grande volatilidade e levantaria questões sobre interferência política no Banco Central;
  • De acordo com as notícias, a grande queda foi atribuída a sinais de que o governo está preocupado com o desempenho do mercado, bem como com a baixa liquidez do mercado que contribui para maiores oscilações de preço.

 
EUA: Administração de Trump avisa que fechamento pode se estender até janeiro

  • O governo Trump alertou no domingo que a paralisação parcial do governo pode se estender até janeiro, levando a um quarto dos escritórios federais a fechar e a milhares de trabalhadores a tirar licença não remunerada;
  • O impasse deve-se à declaração de Trump de que ele não apoiaria um plano orçamentário de curto prazo, a menos que incluísse um financiamento de US$ 5 bilhões para um muro ao longo da fronteira com o México. Os democratas afirmaram que não apoiariam o financiamento para o muro;
  • As notícias se somam à lista de preocupações com as perspectivas econômicas dos EUA e contribuíram para a forte queda dos índices de ações na véspera de Natal.

 
Petróleo cai abaixo dos US$ 50/bbl com mercado desafiando os cortes da OPEP +

  • Os preços do Brent caíram abaixo de US$ 50/bbl, o nível mais baixo desde julho de 2017, à medida que a turbulência nos mercados financeiros aumentou e o aumento da oferta dos EUA levanta questões sobre a eficácia dos cortes de oferta da OPEP +;
  • Por outro lado, as notícias apontam que a OPEP estaria pronta para convocar uma reunião extraordinária e estender o período de cortes de produção para sustentar os preços;
  • O ministro do Petróleo iraquiano também reforçou a noção de que o grupo quer estancar o rápido declínio nos preços do petróleo, e o presidente da OPEP vê o excesso de oferta removido no 1T2019.

 
China vai reduzir tarifas sobre importações e exportações em 2019

  • Segundo o Valor Econômico, o governo da China anunciou que vai reduzir as tarifas em mais produtos de exportação e importação no início de 2019;
  • Mais de 700 produtos importados terão suas tarifas reduzidas para impulsionar as compras chinesas no exterior. Segundo o ministério de Finanças, as importações de motores aeronáuticos, urânio natural e robôs utilizados na fabricação de automóveis estarão sujeitas a uma redução de tarifas;
  • Tarifas sobre alimentos variados e algumas das matérias-primas para produzir medicamentos serão eliminadas. O ministério apontou ainda que não vai impor tarifas sobre exportação de 94 produtos, incluindo fertilizantes, minério de ferro e carvão. As alterações das tarifas entram em vigor a partir de 1º de janeiro.
     

Empresas

Via Varejo: Saída do GPA e mudança na gestão

  • Segundo o Valor Econômico, na última sexta-feira, o Grupo Pão de Açúcar informou que se não achar comprador para a Via Varejo, venderá sua participação na empresa (43%) a mercado até fim de 2019 – lembrando que a empresa está à venda desde 2016. O processo de saída começa na próxima quinta-feira, quando serão vendidas em bolsa 50 milhões de ações da Via Varejo, equivalentes a 3,86% do capital;
  • Além disso, Flavio Dias (atual CEO da Via Varejo) deixará o cargo e assumirá novamente Peter Estermann, atual CEO do GPA, que comandou a Via Varejo de setembro/2015 a abril/2018. Segundo a Via Varejo, o Sr. Peter terá como uma de suas principais prioridades, implementar e concluir um processo de turnaround da companhia;
  • Vemos a reestruturação do time como positiva mas reconhecemos que a venda da participação do controlador a mercado, caso a empresa não seja vendida a um comprador estratégico, pode gerar pressão adicional ao papel da Via Varejo, além da incerteza em relação às tomadas de decisão com a potencial falta de um acionista controlador.

 
Companhias Aéreas: O que está acontecendo?

  • O noticiário no setor aéreo tem sido conturbado nas últimas semanas, após o pedido de RJ da Avianca Brasil, MP que permite a entrada de 100% de capital estrangeiro e notícia mencionando potencial interesse da Azul pela Avianca Brasil. Desde então GOLL4 acumula alta de mais de 20% enquanto a AZUL4 ficou estável;
  • Acreditamos que o descolamento recente da Gol tenha em parte incorporado um cenário de menor competição e absorção adicional da demanda da empresa concorrente, embora ainda tenhamos baixa visibilidade dos potenciais efeitos desses eventos no mercado. Mantemos nossa preferência por Azul, com preço-alvo de R$ 40,00 por ação;
  • Para mais detalhes sobre o noticiário recente e nossa visão sobre esses eventos, basta acessar o relatório completo por meio desse link.

 
Anglo American recebe licença para voltar a operar e ampliar Minas-Rio

  • A Anglo Americana, mineradora anglo-sul-africana, obteve as licenças ambientais para voltar a operar seu mineroduto, cujas operações estavam paralisadas desde março, quando houve rompimento de alguns tubos. A retomada das operações neste trimestre já estava prevista e até o fim do mês já estaria em ritmo normal;
  • Além disso, a empresa obteve licença a 3° fase de expansão do Minas-Rio, que permitirá à Anglo ao menos 15 anos de vida e com reservas de minério suficientes para atingir a plena capacidade da mina, além de elevar a flexibilidade operacional e ter acesso a minério com teor mais elevado de ferro para dar suporte ao aumento da capacidade nominal projetada de 26,5mt/ano;
  • O projeto foi orçado em R$1bi, aportado entre este ano e meados de 2019. No entanto, a plena capacidade de produção será atingida gradualmente. A meta de produção para 2019 foi elevada para a faixa de 18-20mt, ante 16-19mt. Neste ano, em razão do rompimento e da paralisação, a Anglo está produzindo apenas 3mt, ante 16,8mt em 2017.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.