XP Expert

XP Morning Call 24/06/2019: Foco na reunião EUA-China no G20 nesta semana

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Com ajustes, previsão de votos para a Previdência é positiva

Internacional

  1. Trump anuncia potenciais novas sanções ao Irã
  2. Mais empresas chinesas de tecnologia adicionadas à “lista negra” dos EUA

Empresas

  1. Seguradoras: Iniciamos BBSE3, IRBR3 e SULA11 com COMPRA, PSSA3 com NEUTRO
  2. IABr: Números sólidos para maio; Demanda aparente de aço acumula +3,6% no acumulado do ano   
  3. Grupo Carrefour na França vende 80% de sua operação na China

Resumo

Foco na reunião EUA-China no G20 nesta semana 

Futuros nos EUA iniciam a semana em alta, em meio a sessão negativa na Europa e positiva na Ásia durante a noite. Principal foco está nas sanções EUA-Irã e encontro de Trump e Xi Jinping na cúpula do G20 nesta sexta e sábado.

Os riscos geopolíticos se elevaram depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, twittou que estava planejando mais sanções ao Irã, embora mais tarde tenha dito que ainda quer negociar.

Sobre disputa comercial, o Wall Street Journal informou que os EUA estão examinando se exigem que o equipamento celular 5G usado nos EUA seja projetado e fabricado fora da China. Os EUA também adicionaram mais quatro empresas de tecnologia chinesas e um instituto de pesquisa em uma lista negra de comércio, juntando-se à Huawei, mas o mercado aguarda o encontro dos dois países no G20.

No Brasil, grupo de deputados favoráveis à reforma da previdência contam entre 325 e 335 votos a favor do projeto (308 necessários) caso o relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), faça os ajustes solicitados pelos líderes dos partidos. Seriam alterações como a redução na idade mínima para professores e uma nova regra de transição.

O site The Intercept passou a dividir com a Folha o acervo de mensagens dos telefones de procuradores da Lava Jato e Sergio Moro. A primeira reportagem com base na parceria foi sobre articulação da Lava Jato para apoiar Moro em momento de tensão com o STF. Após a divulgação, o ministro da Justiça cancelou ida à CCJ da Câmara, mas o assunto continua não impactando a agenda de reformas, que segue progredindo.

Volta a se elevar a tensão entre executivo e legislativo. Jair Bolsonaro reclama que o Congresso quer transformá-lo em ‘rainha da Inglaterra’ após aprovação de projeto que dará aos parlamentares a prerrogativa de formar uma lista tríplice para preenchimento de cargos de diretoria de agências reguladoras. O presidente só poderia escolher um dos três nomes propostos.

Do lado das empresas, iniciamos cobertura do setor brasileiro de seguros com viés positivo e recomendação de Compra para BB Seguridade, IRB Brasil e SulAmérica. Porto Seguro é um Neutro.


Conteúdo na íntegra

Brasil
 

Política Brasil: Com ajustes, previsão de votos para a Previdência é positiva

  • Grupo de deputados favoráveis à reforma da previdência contam entre 325 e 335 votos a favor do projeto caso o relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), faça os ajustes solicitados pelos líderes dos partidos. Seriam alterações como a redução na idade mínima para professores e uma nova regra de transição;
  • O site The Intercept passou a dividir com a Folha o acervo de mensagens dos telefones de procuradores da Lava Jato e Sergio Moro. A primeira reportagem com base na parceria foi sobre articulação da Lava Jato para apoiar Moro em momento de tensão com o STF. Após a divulgação, o ministro da Justiça cancelou ida à CCJ da Câmara;
  • Volta a se elevar a tensão entre executivo e legislativo. Jair Bolsonaro reclama que Congresso quer transforma-lo em ‘rainha da Inglaterra’ após aprovação de projeto de que dará aos parlamentares a prerrogativa de formar uma lista tríplice para preenchimento de cargos de diretoria de agências reguladoras. O presidente só poderia escolher um dos três nomes propostos. 


Internacional
 

Trump anuncia potenciais novas sanções ao Irã

  • Mediante as tensões junto ao Irã, após as acusações de ataques a navios petroleiros na região do Golfo Pérsico e destruição de um drone não tripulado americano, o Presidente Donald Trump informou neste sábado que os EUA potencialmente anunciarão novas sanções ao Irã. A afirmação foi feita horas depois de declarar que seria o novo “melhor amigo” do país se ela renunciasse às armas nucleares;
  • Além disso, Trump afirmou que uma ação militar contra o Irã está “sempre na mesa”, mas que está aberto para chegar rapidamente a um acordo com o país;
  • Nesta última sexta-feira, o presidente americano disse que havia aprovado ataques contra o Irã, mas voltou atrás e cancelou a operação. A atitude foi tomada após o Irã ter derrubado um drone americano.


Mais empresas chinesas de tecnologia adicionadas à “lista negra” dos EUA

  • O governo Trump acrescentou cinco entidades chinesas à sua “lista negra” na última sexta-feira, restringindo ainda mais o acesso da China à tecnologia americana e alimentando a já elevada tensão entre os países logo antes da reunião entre o presidente Trump e o presidente Xi Jinping, da China, no Japão nesta semana;
  • De acordo com o New York Times, o Departamento de Comércio dos EUA afirma que as instituições representam riscos para a segurança nacional americana ou interesses de política externa. A restrição de empresas adicionais poderia complicar ainda mais os esforços para chegar a um acordo comercial;
  • ​Trump reforçou na semana passada que ele teria uma “reunião prolongada” com Xi na cúpula do Grupo dos 20 em Osaka, no Japão – uma conversa que poderia determinar se a guerra comercial termina ou persiste.

Empresas
 

Seguradoras: Iniciamos BBSE3, IRBR3 e SULA11 com COMPRA, PSSA3 com NEUTRO

  • Iniciamos cobertura do setor de seguros com viés positivo baseado em melhores perspectivas econômicas para o final de 2019/início de 2020, sua baixa penetração no Brasil e o bem-sucedido trabalho das empresas para compensar menores ganhos financeiros através de iniciativas de eficiência, investimentos em tecnologia, melhorias na distribuição e outras frentes;
  • Mais especificamente, esperamos que: (1) O seguro de automóveis cresça menos que o segmento de saúde (prefira SULA sobre PSSA); (2) Resseguros siga com sólido crescimento e o IRB se mantenha como líder do setor no longo prazo (preferência na cobertura) e (3) Poder de distribuição (mesmo em um mundo cada vez mais digital) permitirá que a BBSE se recupere dos últimos dois anos fracos;
  • Em resumo, iniciamos com Compra em BB Seguridade e preço-alvo de R$39,00/ação (potencial de 21%); Compra em IRB Brasil e preço-alvo de R$120,00/ação (potencial de 21%); Neutro em Porto Seguro e preço-alvo de R$58,00 (7% de potencial) e Compra em SulAmérica e preço-alvo de R$43,00/ação (26% upside). Para acessar o relatório completo, clique aqui.
     

IABr: Números sólidos para maio; Demanda aparente de aço acumula +3,6% no acumulado do ano   

  • De acordo com o Instituto Aço Brasil, a demanda aparente de aço no Brasil aumentou +28,2% A/A no mês de maio, com alta de +38,8% A/A nos aços planos e de +13,7% A/A nos longos, acumulando +5,3% e +1% no acumulado de 2019, respectivamente;
  • As vendas domésticas tiveram alta de +31,3% A/A, com os aços planos subindo +41,9% A/A (+6,8% Jan-Maio) e os longos +14,2% A/A, mas ainda -0,1% no acumulado do ano. De janeiro a maio a produção de aço bruto teve queda de -1,5%. Vale ressaltar, contudo, que as variações positivas A/A vista nos dados de maio devem considerar a greve dos caminhoneiros, que ocorreu em maio de 2018, e rebaixou a base de comparação;
  • Como temos mencionado, o ano de 2019 tem sido desafiador para a economia brasileira e, consequentemente, para a demanda de aço. Com sinais ainda marginais de uma recuperação, vemos um ambiente bastante desafiador ao longo do próximo ano, com demanda fraca e dificuldade para aumento de preços. No nosso relatório semana passada destacamos uma visão cautelosa para o setor (link para relatório), mantendo Gerdau como preferida dentre as siderúrgicas, e rebaixando a CSN de Compra para Neutro.


Grupo Carrefour na França vende 80% de sua operação na China

  • O Grupo Carrefour na França (controlador do Carrefour Brasil) assinou um acordo para vender 80% de suas operações na China para a varejista local Suning.com, mantendo 20% de participação no negócio e dois assentos no conselho; 
  • A transação é de € 620 milhões e deve ser concluída até o final do ano, pois ainda depende da aprovação das autoridades reguladoras da China.


Eletrobras (ELET3): Plano de capitalização deve ser adiado para julho

  • Segundo o Valor Econômico, o governo deve adiar para o próximo mês a divulgação do plano para a capitalização da Eletrobras. Até o momento, não se sabe o modelo para o processo, nem se o mesmo implicará a privatização da estatal;
  • A versão inicial do plano elaborado na gestão Michel Temer previa a realização de uma oferta de ações para viabilizar o pagamento de bônus de outorga para a concessão por 30 anos das usinas que operam em regime de cotas. Previa-se à época que a transação movimentaria R$12 bilhões;
  • Em declarações recentes, o Ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque afirmou que está trabalhando no plano de capitalização juntamente ao Ministério da Economia, a Advocacia-Geral da União e a própria estatal. Em seguida, a proposta seria encaminhada ao Congresso para discussão e aprovação.


Notícia sugere que Amazon e Alibaba estudam potencial compra dos Correios

  • Segundo matéria publicada pelo O Dia, a Amazon e a chinesa Alibaba estão estudando a compra dos Correios. A notícia ainda sugere que o fato dos Correios atuarem com o Banco Postal pode gerar interesse do setor bancário e potencial parceria para a aquisição;
  • Na nossa visão, ainda que logística seja o principal desafio das empresas de ecommerce no Brasil, acreditamos que a eventual compra dos Correios seria complexa uma vez que a empresa é responsável por atender todos os tipos de pedidos (encomendas e cartas) e em abrangência nacional.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.