XP Expert

XP Morning Call 22/01/2019: Em compasso de aguardo

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1.  Política Brasil: Votação da previdência na CCJ nessa terça (23)
  2. Semana decisiva para movimento dos caminhoneiros

Internacional

  1. Petróleo salta + 2,4% com o fim das isenções para compra de petróleo iraniano

Empresas

  1. Mineração: Relator da CPI de Brumadinho quer elevar de 3,5% para 10% royalty para exploração mineral
  2.  Aéreas: Imbróglio da Avianca Brasil continua
  3. Cielo (CIEL3): Adquirentes despencam seguindo anúncio da Rede/Itaú

COE News

  1. Samsung cancela apresentação, mas mantém data de lançamento do Galaxy Fold

Resumo

Em compasso de aguardo

Os mercados operam em território levemente negativo nesta segunda-feira, com uma série de mercados ainda fechados pelo feriado de Páscoa, e volume leve.
 
Na Ásia, o índice em Shanghai fechou com 1,7% de queda após reunião do Politburo (comitê central de planejamento) afirmar que com sinais estabilização da atividade no país e volta da confiança nos mercados, o foco dos reguladores estaria voltando às reformas.
 
Destaque também para notícia do Wall Street Journal que menciona estudo do Banco Central Americano (Fed) em relação à potencial corte de juros, o que fez o dólar enfraquecer, enquanto que o petróleo sobe com notícias de que os EUA poderia voltar a implementar sansões a países que comprarem petróleo do Irã.
 
No Brasil, está planejada para amanhã a sessão da votação na Comissão de Constituição e Justiça. As alterações no projeto da previdência que mencionamos na última quinta serão apresentadas hoje ao centrão pelo secretário Rogério Marinho – 5 alterações sem impacto fiscal relevante.
 
Em resposta à crise dos caminhoneiros, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, se encontrarão com líderes da categoria nesta semana.
 
Do lado das empresas, notícias mencionam discussão de aumento do royalties da mineração em resposta à tragédia de Brumadinho, falando de um aumento dos atuais 3,5% para um patamar próximo de 10% para o minério de ferro. Apesar da discussão ainda incipiente e a proposta parecer excessiva, o debate pode pesar na performance das ações do setor (Vale e CSN). A cada 1% de aumento nos Royalties, o EBITDA esperado da Vale diminuiria 1-1,5%.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Votação da previdência na CCJ nessa terça (23)

  • Alterações no projeto da previdência serão apresentadas hoje ao centrão pelo secretário Rogério Marinho. Fruto de acordo costurado na semana passada, restava alterar o texto formal. A sessão na qual deve ocorrer a votação na Comissão de Constituição e Justiça está marcada para esta terça-feira (23);
  • Além de sofrer na negociação com aliados de outros partidos, a articulação política do governo tem dificuldade também para satisfazer os que fazem parte de sua base. Há parcela relevante de parlamentares do PSL irritados com a condução política do Planalto. Há ainda o embate entre grupos de poder mais próximos, como entre militares e seguidores de Olavo de Carvalho.
     

Semana decisiva para movimento dos caminhoneiros

  • Esta será uma semana decisiva para mitigar riscos de uma nova greve dos caminhoneiros, marcada para o dia 29 de abril, haja visto que várias lideranças se queixaram de não terem sido ouvidas pelo planalto após o aumento de 4,84% dos preços do diesel;
  • Nessa segunda feira, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) tem audiência com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Um dos principais pontos de insatisfação diz respeito ao não cumprimento da tabela de piso do frete, e demandam redução de R$0,50 a R$0,60 nos preços do diesel até que a mesma comece a valer.

Internacional

Petróleo salta + 2,4% com o fim das isenções para compra de petróleo iraniano

  • Os preços do Brent sobem + 2,4% (a US$ 73,7/barril), refletindo expectativas que o Departamento de Estado dos EUA anuncie o fim das permissões para que países continuem a importar petróleo iraniano;
  • Os EUA já haviam concedido a oito países (como a China, a Índia e a Turquia) uma isenção de 180 dias para continuar a comprar o petróleo iraniano, desde que fossem adotadas medidas para reduzir tais compras no período. O prazo para renovar as permissões termina em dia 2 de maio;
  • Resta saber como essa alta nos preços do petróleo será repassada para os preços locais de combustíveis no Brasil, em vista das tensões atuais com caminhoneiros.

Empresas

Mineração: Relator da CPI de Brumadinho quer elevar de 3,5% para 10% royalty para exploração mineral

  • O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Brumadinho no Senado, Carlos Viana, pretende propor em seu relatório final um aumento no imposto conhecido como Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) – royalty pago pelas mineradoras;
  • Atualmente, a Cfem tem uma alíquota de 3,5% para minério de ferro sobre a receita bruta da venda. O relator discute um potencial aumento para próximo de 10%;
  • Apesar da tributação de exportações e eventuais royalties maiores ser um tema discutido há tempo no Brasil, a alíquota já foi revista recentemente, de 2% para 3,5%. A nova discussão ainda é incipiente e a proposta nos parece excessiva, porém ressaltamos que o atual debate pode pesar na performance das ações do setor (Vale e CSN). Utilizamos royalty de 3,5% no nosso modelo e a título de referência, a cada 1% de aumento nos Royalties, o EBITDA esperado da Vale diminuiria 1-1,5%.

Aéreas: Imbróglio da Avianca Brasil continua

  • Após uma série de voos cancelados e pedidos de retomada de posse de jatos por parte de credores, o noticiário a respeito da situação da Avianca Brasil permanece conturbado. Com a recente aprovação do plano de Recuperação Judicial proposto pela Elliott, o leilão das unidades operacionais está agendado para dia 7 de Maio;
  • Fontes consultadas pelo Valor levantam que o risco de que a empresa pare as operações antes do leilão tem crescido. Vale relembrar que por conta do plano aprovado Latam e Gol desembolsaram ~US$ 48 mi. Além disso, o veículo também reportou que o Cade vê indícios de que as empresas possam ter cometido condutas anticompetitivas, incorporando algumas preocupações previamente levantadas pelo departamento de estudos econômicos do órgão;
  • Não emitimos opinião sobre o desfecho da situação da companhia ou resultado do leilão, mas mantemos a opinião de que os ativos em questão podem agregar valor às operações das companhias a depender da distribuição. Mantemos recomendação de compra para as ações da Azul (AZUL4), visto que acreditamos que a Azul ofereça uma relação risco/retorno mais atrativa nos patamares atuais de múltiplos.
     

Cielo (CIEL3): Adquirentes despencam seguindo anúncio da Rede/Itaú

  • O movimento agressivo da Rede, anunciado na última quarta-feira e cortando as taxas de antecipação e reduzindo o período de liquidação, deve alterar materialmente a dinâmica competitiva no setor de adquirência. Apesar da carta do CEO da Stone aos acionistas reafirmando que a estratégia não mudará como consequência da estratégia da Rede, esperamos alguma resposta da empresa ao longo do ano se houver perda de participação de mercado;
  • Além disso, ainda há chance do Cade examinar a iniciativa da Rede, conforme solicitado por seus concorrentes. As principais reivindicações são sinais de dumping e venda casada, uma vez que os clientes devem ter contas no Itaú para se beneficiar dos descontos e condições da Rede;
  • No pregão de quinta-feira (18/04), os adquirentes sofreram forte desvalorização após a notícia: STNE (-23,69%), PAGS (-9,74%) e CIEL (-7,30%). Estamos cada vez mais cautelosos com o caso da Cielo, uma vez que o cenário competitivo está piorando e os controladores (BB, Bradesco) tendem a igualar as condições da Rede e impactar negativamente a receita e lucro da empresa para 2019-2020. A Cielo divulgará seus resultados do 1T19 amanhã, após o fechamento do mercado.
     

Frigoríficos: China encontra mais casos de peste suína africana na ilha de Hainan

  • Segundo a Reuters, a China detectou novos casos de peste suína africana em seis fazendas em quatro locais na província de Hainan, informou o Ministério da Agricultura no domingo;
  • Entre os 517 suínos das seis fazendas, 146 morreram da doença, de acordo com um aviso publicado no domingo pelo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China;
  • A China é o maior produtor e consumidor de carne suína do mundo. Um desequilíbrio na oferta / demanda de carne suína também poderia aumentar a demanda e os preços de outras proteínas, beneficiando os frigoríficos brasileiros. Clique aqui para o nosso relatório sobre este assunto.

COE News

Samsung cancela apresentação, mas mantém data de lançamento do Galaxy Fold

  • O maior fabricante de smartphones do mundo cancelou os eventos de pré-lançamento em Hong Kong e Xangai que estavam programados para esta semana;
  • Apesar dos problemas relatados com alguns dispositivos de teste, a Samsung se comprometeu a manter seu plano de iniciar a venda do aparelho no mercado americano nesta sexta-feira;
  • O Galaxy Fold será o primeiro smartphone com tela dobrável e que custará aproximadamente US$ 2 mil. O preço das ações da Samsung acumula alta de 17% no ano, com parte do mercado acreditando na inovação e potencial de crescimento da empresa.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.