XP Expert

XP Morning Call 18/04/2019: Aversão a risco global

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Votação na CCJ é adiada para a próxima semana (23/04)
  2. Cessão Onerosa: Bônus dos barris excedentes será de R$106 bilhões

Internacional

  1. Argentina: Congelamento de preços que visa conter inflação

Empresas

  1. Usiminas (USIM5): Resultados ainda fracos, mantemos NEUTRO
  2. Rede anuncia taxa zero em antecipação; Negativo para CIEL3
  3.  B3 (B3SA3): Pessoa física cresce na bolsa

COE News

  1. Amazon estuda deixar o mercado de e-commerce na China
  2. Nintendo pretende iniciar a venda do Switch na China

Resumo

Aversão a risco global

Os mercados operam em território negativo hoje, com dados de atividade mais fracos na Europa, estresse geopolítico na Coréia do Norte e volume baixo por conta da véspera de feriado na Europa e nos EUA.
 
Na Europa, os dados de atividade (PMI Manufacturing) desapontaram tanto na Alemanha quanto na França, as duas maiores economias da Zona do Euro, em 44,5 e 49,6 respectivamente, sinalizando uma contração e adicionando pressão aos mercados.
 
Tensões geopolíticas também não ajudam, com a Coréia do Norte divulgando teste de novo armamento de alto alcance, buscando pressionar os EUA para negociar a respeito do seu acordo de desnuclearização.
 
Do lado positivo, os EUA e a China agendaram duas novas rodadas de negociações, na esperança de fechar acordo em breve, com a primeira em Pequim no 29-Abr. Poucos detalhes foram dados quanto aos avanços das últimas semanas, mas a expectativa é que as negociações sejam concluídas no final de maio ou início de junho.
 
No Brasil, sob pressão do centrão, governo adia votação da previdência na CCJ para dia 23 e cede em cinco pontos da reforma, nenhum dos quais têm impacto fiscal relevante, mas que preocupa os mercados. Tudo indica que o governo conseguiu manter a proposta de restringir o abono salarial, que sim teria impacto fiscal relevante, pelo menos até a comissão especial.
 
Na Argentina, em ano de eleições presidenciais, o Governo anunciou um pacote econômico que visa conter o quadro inflacionário e impulsionar a economia por meio do congelamento dos preços de cerca de 60 produtos “básicos” por seis meses. As medidas foram anunciadas um dia após o governo informar que a taxa de inflação atingiu quase 55% nos últimos 12 meses, com os preços subindo ~5% no mês de março.
 
Do lado das empresas, a Rede, adquirente controlada pelo Itaú, anunciou mudanças de condições agressivas para transações à vista no cartão de crédito. A leitura é negativa para Cielo e adquirentes em geral, que deverão reagir e abrir mão de parte relevante das receitas para se adequar ao cenário competitivo.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Votação na CCJ é adiada para a próxima semana (23/04)

  • Sob pressão do centrão, o governo convocou o secretário da Previdência, Rogerio Marinho, para intervir na articulação política. Com isso, a votação na CCJ foi adiada para o dia 23 e diversos pontos estariam em negociação para ficar de fora da reforma já na primeira comissão, embora nenhum dos quais tenha impacto fiscal;
  • Entre os pontos, destacam-se (i) eliminação da exigência futura de que apenas o presidente possa propor alterações em 11 pontos da previdência, como idade mínima e tempo de contribuição; (ii) não seria mais facilitada a mudança na idade de aposentadoria compulsória dos ministros do STF; (iii) manutenção da multa de 40% do FGTS na demissão sem justa causa de aposentados; (iv) manutenção da regra atual que transfere o julgamento de questões previdenciárias para a Justiça estadual nos locais onde não houver Justiça Federal; e (v) eliminação do parágrafo que veda decisões judiciais e novas leis que ampliassem benefícios da seguridade sem fonte de custeio;
  • Entretanto, o governo conseguiu manter a proposta de restringir o abono salarial pelo menos até que o mérito do projeto seja analisado pela comissão especial.

Cessão Onerosa: Bônus dos barris excedentes será de R$106 bilhões

  • O leilão dos barris excedentes das áreas da Cessão Onerosa no pré-sal terá bônus de assinatura de R$106,561 bilhões, conforme definido na reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), em linha com as estimativas já veiculadas pelo próprio governo;
  • O leilão dessas áreas ocorrerá em 28 de outubro, sob o regime de partilha de produção (em que ganha o consórcio ou empresa que ofertar maior volume de óleo no governo). Segundo o Ministro da Economia Paulo Guedes, o governo estuda antecipar R$4-6 bilhões em ajuda a Estados e Municípios com os recursos arrecadados com o leilão, condicionado ao avanço das reformas econômicas. 

Internacional

Argentina: Congelamento de preços que visa conter inflação

  • A Argentina anunciou ontem um pacote econômico que visa conter o quadro inflacionário e impulsionar a economia. Esse pacote envolve um acordo com uma série de empresas para congelar os preços de cerca de 60 produtos “básicos” por seis meses;
  • O governo também anunciou que vai cessar o aumento de tarifas de eletricidade, gás e transporte até o final do ano. Os aumentos que já haviam sido anunciados serão absorvidos pelo Estado ao longo de 2019;
  • As medidas foram anunciadas um dia após o governo informar que a taxa de inflação atingiu quase 55% em março, com os preços subindo ~5% no mês. O governo também disse que forneceria mais empréstimos a aposentados e descontos em supermercados, em um esforço para impulsionar uma recuperação econômica.

Empresas

Usiminas (USIM5): Resultados ainda fracos, mantemos NEUTRO

  • A Usiminas acaba de reportar resultados ainda fracos, mas melhores que o esperado para o 1T19, com EBITDA em R$488mi, +7% acima do nosso, +34% acima do 4T18 e -24% abaixo do 1T18;
  • O principal motivo para a surpresa positiva em relação ao nosso EBITDA foram os resultados de exportação da siderurgia, com volume de 119kt e preços em R$3.018/t, 8% e 13% acima das nossas expectativas, respectivamente. Entretanto, dados fracos no doméstico ainda preocupam. O volume de aço doméstico veio em linha com o nosso em 885kt (-2% T/T e -4% A/A) e os preços caíram 1% contra o trimestre anterior, frente aos descontos para a distribuição;
  • Quando comparado ao 4T18, o EBITDA da siderurgia ficou estável, sustentado pelos resultados na exportação. A alta sequencial do EBITDA consolidado foi basicamente explicada pelo resultado da mineração, com preços realizados e volumes mais altos; 
  • No doméstico, o ambiente continua desafiador, com volumes fracos e dificuldade para as siderúrgicas implementarem aumentos de preço, o que deve manter os resultados da Usiminas pressionados ao longo do 2T, talvez se estendendo para o 3T. Mantemos recomendação Neutra.

Rede anuncia taxa zero em antecipação; Negativo para CIEL3

  • A Rede (Itaú) divulgou ontem à imprensa uma nota informando que mudará significativamente seus preços e datas de liquidação para compras à vista no cartão de crédito. Nenhuma taxa será cobrada em adiantamentos a clientes com volumes anuais abaixo de R$30 milhões e com domicílio bancário no Itaú, que receberão o valor em 2 dias. A notícia é negativa para todos os adquirentes listados CIEL, STNE e PAGS em diferentes magnitudes, já que devem reagir ao movimento agressivo da Rede;
  • Assumindo que as transações à vista representem de 30 a 40% do volume total de crédito, a Cielo poderia ter seu lucro líquido de 2019 reduzido em 10-20%. A Stone deve ser mais impactada, uma vez que atua principalmente no mercado de PMEs e possui maior exposição relativa ao pré-pagamento em seus resultados;
  • A iniciativa da Rede, apesar de agressiva, faz parte do processo de corte de preços pelo qual a indústria vem passando nos últimos seis meses. Continuamos cautelosos com a Cielo e os adquirentes puros em geral, uma vez que os grandes bancos têm espaço significativo para abrir mão de receita nesse segmento a fim de reter e atrair clientes SME para sua base.

B3 (B3SA3): Pessoa física cresce na bolsa

  • De acordo com o Valor Econômico, o fluxo de aplicação por pessoas físicas na bolsa atingiu valor recorde desde que a série começou a ser analisada, alcançando R$4,64 bilhões em 2019 até o dia 15 de abril;
  • Apesar da expansão de novas plataformas digitais, alguns analistas se questionam se esta dinâmica é sustentável, visto que a cultura de poupar ainda é baixa (~14,5% do PIB em 2018) e pelas grandes incertezas no Brasil. Entretanto, as corretoras independentes vêm estimulando a educação e formação de investidores e na facilitação do fluxo de informação;
  • A reforma da Previdência, assunto mais discutido nos últimos meses, contribuirá para o crescimento econômico e, consequentemente, para a renda da população. Além disso, o cenário de juros e inflação contribui para investimentos em ações: “a perspectiva é que a Selic fique nesses níveis baixos por um tempo mais longo do que em qualquer outro período”, diz Karel Luketic, analista-chefe da XP Investimentos.

Copel (CPLE6): Conselho aprova estudos sobre potencial alienação da Copel Telecomunicações

  • A Copel divulgou ontem em fato relevante que o conselho administrativo aprovou a continuidade dos estudos sobre potencial alienação do controle da Copel Telecom, subsidiária responsável pela operação de ativos de fibra ótica, internet e telefonia;
  • Não cobrimos as ações da Copel. Entretanto, a notícia deve ser interpretada como positiva por contribuir para a redução do endividamento da companhia, atualmente em 3,1x Dívida Líquida / EBITDA. 

COE News

Amazon estuda deixar o mercado de e-commerce na China

  • Com o agressivo aumento da competição e preferência dos consumidores por marcas locais, a gigante americana estuda deixar de operar sua plataforma de e-commerce (risco de estoque) na China ao discutir uma potencial fusão com o local NetEase. A mudança ocorreria a partir de julho deste ano;
  • Além da parceria, dirigentes da Amazon informaram que pretendem manter sua presença na China através da venda do tablet Kindle e prestação de serviços para computação e armazenamento em nuvem, AWS. Enquanto isso, em conferência com o mercado, o diretor financeiro da NetEase havia informado o interesse da empresa em concluir novas parcerias estratégicas com o intuito de gerar sinergia e alavancar suas operações no e-commerce;
  • Se a parceria da Amazon for concretizada, (i) poderá ajudar o site de venda de roupas e acessórios da NetEase a conquistar a confiança das principais marcas globais no seguimento de vestuário e expandir o portfólio de produtos ofertados da plataforma chinesa, (ii) ganhar mais confiança dos consumidores chineses que se queixam de produtos falsificados, além de poder (iii) expandir sua oferta de games no mercado americano;
  • A Amazon China foi responsável por apenas 6% do volume vendido de mercadorias importadas no 4T18, enquanto que a NetEase – Kaola respondeu por 25% e Alibaba – Tmall International por 32% neste mesmo período.

Nintendo pretende iniciar a venda do Switch na China

  • A Nintendo submeteu um pedido às autoridades chinesas para aprovação da venda de seu console Switch no país, potencialmente abrindo um grande mercado que por muito tempo ficou fechado para os principais fabricantes japonesas de videogames;
  • A gigante chinesa irá trabalhar em parceria com a Tencent, empresa que já domina o mundo dos games no país. A Nintendo registrou vendas acumuladas de 32 milhões de unidades do seu principal console, Switch, desde seu lançamento em março de 2017 até final de 2018;
  • Vale lembrar que seus principais concorrentes, Microsoft – Xbox e Sony – Playstation, iniciaram a venda de seus respectivos consoles quando as autoridades abriram seu mercado em 2014.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.