XP Expert

XP Morning Call 08/11/2018

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Tópicos do dia

Brasil

  1.  Política Brasil: Senado aprova reajuste para o STF
  2. Petrobras: Senado aprova requerimento de urgência para cessão onerosa | POSITIVO​
  3. Senado aprova projeto para resolver questão do GSF | POSITIVO para TIET e CMIG

Internacional

  1. China: Balança comercial surpreende positivamente
  2. Bruxelas diz que Itália deve romper teto dos gastos em 2020

Empresas

  1. Ultrapar 3T18: Ainda não chegamos lá, mas a recuperação está a caminho; mantemos Compra.
  2. Movida 3T18: Resultado consolidado acima do esperado
  3. CSN 3T18: Resultado em linha

COE News

  1. Tesla: Nomeia executivo da Telstra para substituir Elon Musk como presidente
  2. Samsung lança novo smartphone, o “Infinity Flex”


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Senado aprova reajuste para o STF

  • O Senado aprovou ontem o reajuste de 16,38% no salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mesmo com manifestação contraria de Bolsonaro;
  • A contrapartida negociada por Temer seria o judiciário terminar com o auxílio-moradia em nível federal, tema ainda pendente de votação pelo Plenário do STF;
  • O projetos de lei agora seguem para a sanção presidencial.

 
Petrobras: Senado aprova requerimento de urgência para cessão onerosa | POSITIVO

  • O Senado aprovou ontem o requerimento de urgência para o Projeto de Lei da Cessão Onerosa. De acordo com o líder do governo, Senador Fernando Bezerra Coelho, a ideia é que o PL seja votado em 27 de Novembro;
  • O Projeto de Lei permite a conclusão das negociações entre a Petrobras e o Governo Federal para a revisão do Contrato da Cessão Onerosa, com a primeira podendo ser reembolsada em barris petróleo ou em dinheiro, o que seria positivo para a empresa;
  • Por outro lado, o governo poderia leiloar o excedente de petróleo nas áreas da Cessão Onerosa em um leilão que poderia arrecadar R$ 100 bilhões​.

Senado aprova projeto para resolver questão do GSF | POSITIVO para TIET e CMIG

  • O Senado aprovou o projeto de lei que contém medidas para lidar com o imbróglio do risco hidrológico, propondo a extensão das concessões de usinas de acordo com o montante devido e condicionada à renúncia de liminares que bloqueiam pagamentos. O texto agra segue para apreciação na Câmara;
  • A proposta é positiva para a AES Tietê, que ainda tem R$ 711 milhões em passivos protegidos pela liminar da APINE contra o risco hídrico, com a possibilidade de extensão de concessões podendo adicionar até R$3,0/unit a nosso preço-alvo de R$15,0/unit;
  • Além disso, o Projeto de Lei é positivo para a Cemig devido a inclusão de uma proposta que resolve uma disputa entre a empresa e o governo relacionada à operação das concessões perdidas das UHEs São Simão, Jaguara e Miranda entre 2013-2017​.

Internacional

China: Balança comercial surpreende positivamente

  • O crescimento das exportações surpreendeu em outubro, atingindo 15,6% A/A, acima dos 14,4% em setembro e das expectativas de consenso em 11,7%, impulsionadas por exportações sólidas para a Ásia, mas com exportações mais fracas para os EUA, provavelmente refletindo o ambiente de tarifas maiores;
  • As importações também surpreenderam e subiram 21,4% A/A em outubro, acima dos 14,5% em setembro e do consenso em 14,5%, impulsionado pelos produtos eletrônicos e pelas importações mais fortes de commodities;
  • ​Esperamos que o crescimento da China se mantenha sustentado em 2019, a medida que as políticas de estimulo já em curso compensam os impactos de tarifas maiores e o subsequente impacto para exportações.

Bruxelas diz que Itália deve romper teto dos gastos em 2020

  • De acordo com as últimas previsões econômicas da Comissão Europeia, a Itália violará o limite de 3% de déficit da União Europeia em 2020 (Financial Times). Bruxelas espera que o déficit atinja 2,9% em 2019 e 3,1% em 2020;
  • A Comissão Europeia espera que a economia italiana cresça apenas 1,25% em 2019, enquanto Roma afirmou que os aumentos de gastos planejados e os cortes de impostos ajudarão a elevar o crescimento para 1,5%;
  • Bruxelas deu a Roma até 13 de novembro para reenviar suas propostas fiscais e de gastos depois de concluir que elas representavam uma “violação particularmente séria” das regras fiscais da UE. A Itália pode enfrentar um processo de sanções e multas se se recusar a cumprir.

Empresas

Ultrapar 3T18: Ainda não chegamos lá, mas a recuperação está a caminho; mantemos Compra

  • A Ultrapar registrou um lucro líquido de R$327,3 milhões no 3T18, acima da nossa estimativa de R$256,2 milhões e em linha com o consenso de R$ 324,3 milhões. O EBITDA ajustado de R$855,0 milhões ficou -4,0% abaixo das nossas estimativas de R$890,7 milhões, mas em linha com o consenso em R$862,9 milhões;
  • Diferenças dos resultados frente às nossas expectativas refletiram (1) melhores resultados na divisão de petroquímicos Oxiteno, tanto em termos de margem como volumes, os quais foram compensados por (2) resultados abaixo das nossas expectativas na divisão de distribuição de combustíveis Ipiranga em virtude de piores margens;
  • Apesar do desapontamento frente às nossas expectativas, mantemos nossa recomendação de Compra para as ações com base na expectativa de recuperação de vendas de combustíveis com a retomada de atividade econômica do Brasil.​ Para maiores detalhes acesse o relatório aqui. 

Movida 3T18: Resultado consolidado acima do esperado

  • ​A Movida reportou resultados consolidados mais fortes que o esperado, impulsionados pelo forte crescimento nos segmentos de aluguel. No entanto, o volume de carros vendidos foi menor que o esperado, resultando em margem negativa no segmento. O lucro líquido atingiu ~R$ 41 mi, acima das expectativas pelos fatores mencionados;
  • O EBITDA consolidado atingiu R$ 119 mi, >10% acima de nossas expectativas. O número foi impactado positivamente i) pela alavancagem operacional, ii) pela melhora na inadimplência e avarias e iii) pelo forte crescimento de volume na gestão de frotas. No entanto, a margem EBITDA em Seminovos ficou negativa em 6,8%, refletindo volumes mais fracos;
  • Os resultados demonstram a melhora e crescimento sequencial nos segmentos de aluguel, e reconhecemos a execução da companhia na redução da inadimplência e nas avarias. No entanto, o segmento de Seminovos permanece pressionado. Mantemos recomendação neutra para as ações. 

​CSN 3T18: Resultado em linha

  • A CSN reportou resultados para o 3T18 em linha com nossas estimativas e com o consenso, com EBITDA de R$1,627mi, +15% T/T e +34% A/A, com resultados de aço um pouco mais fracos do que o esperado sendo compensados pelos segmentos de mineração e logística;
  • No segmento de aço a empresa reportou um EBITDA de R$652mi, 8% menor T/T e 6% abaixo de nossas estimativas, principalmente por conta de custos. Na mineração, o EBITDA foi de R$811mi, um aumento de 52%T/T (8% acima do nosso), impulsionado por volume e preço realizado mais forte;
  • Mantemos recomendação de compra para CSN, com potenciais surpresas positivas por meio da venda de ativos ao longo dos próximos meses, mas destacamos preferência por Usiminas e  Gerdau dentro de siderurgia.

Via Varejo: Migração para Novo Mercado a partir do dia 26

  • Segundo comunicado publicado ontem pela Via Varejo, a partir do dia 26 de novembro de 2018: (i) as ações preferenciais de emissão da companhia e as Units deixarão de ser negociadas, em virtude da conversão da totalidade de suas ações preferenciais em ações ordinárias, na proporção de 1 (uma) ação ordinária para cada 1 (uma) ação preferencial; e (ii) as ações ordinárias da companhia estarão admitidas à negociação no Novo Mercado;
  • Com isso, a Via Varejo conclui o processo de sua migração ao Novo Mercado, iniciado em julho de 2018, visando: (i) aumentar o nível de governança corporativa, com extensão do direito de voto a todos os seus acionistas; (ii) potencializar a liquidez das ações, por meio da concentração de negociação dos valores mobiliários exclusivamente em ações ordinárias.

Anfavea: Dados do mês de outubro – Forte venda de veículos e produção estável

  • A Anfavea reportou ontem os dados referentes ao mês de outubro, com surpresa positiva em termos de vendas no mercado interno. Com 254,7 mil unidades, um avanço de 25,6% em comparação com um ano antes, outubro foi o melhor mês desde dezembro de 2014 (+15,3% no acumulado do ano);
  • A produção de veículos, por sua vez, totalizou 263,2 mil unidades, um avanço de 5,2% A/A. Quanto às exportações, o volume de embarques no mês caiu 37,3% A/A e espera-se que no ano elas sejam prejudicadas pela crise na Argentina, principal mercado externo;
  • Segundo Megale, dirigente da Anfavea, novembro será um mês mais fraco, em razão dos feriados, porém a produção acumulada do ano está em linha com a projeção da entidade (3 milhões). Além disso, o presidente da Anfavea disse ter esperança de que o Rota 2030 seja aprovado pelo Congresso até a abertura do salão do automóvel, na quinta-feira.

COE News

Tesla: Nomeia executivo da Telstra para substituir Elon Musk como presidente

  • A Tesla nomeou Robyn Denholm como seu novo presidente, substituindo o diretor-executivo Elon Musk, indicando sinal positivo de governança corporativa;
  • Denholm era diretora financeira da empresa de telecomunicações australiana Telstra e atua no conselho da Tesla desde 2014, mas tem menos ligações com Musk do que a maioria dos diretores da empresa;
  • O anúncio na noite de quarta-feira vem antes do prazo de 13 de novembro, que fazia parte do acordo de Musk com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA para terminar investigações sobre indução de investidores a erro por publicar possíveis falsas notícias em relação ao plano de fechar o capital da companhia.

Samsung lança novo smartphone, o “Infinity Flex”

  • Nesta quarta-feira, a Samsung anunciou um novo smartphone que deve estar pronto para ser comercializado nos próximos meses, e poderá custar ~US$ 2.000,00;
  • O aparelho possui uma tela dobrável que se abre como se fosse um livro, o que deixa o tamanho da tela próximo ao de um tablet digital (7,3 polegadas);
  • Considerando que (i) as vendas da divisão de smartphones caíram 13% 3T18 A/A, (ii) aumento da competição e (iii) desaceleração no segmento em geral, este lançamento pode ser visto como positivo para a empresa que vem tentando acompanhar a inovação de importantes concorrentes como Apple Inc. e Huawei Technologies.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.