XP Expert

Mercados internacionais amanhecem em queda após forte alta dos últimos dias

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 3,18% | 97.645 Pontos

CÂMBIO 2,94% | 4,82/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou em alta de 3,2% ontem, a quase 98 mil pontos, subindo pelo sétimo dia consecutivo com otimismo quanto a recuperação econômica. Enquanto isso, o dólar renovou sua mínima em 3 meses a 4,85 e a abertura da curva de juros vista desde o fim da semana passada teve força apenas pela manhã do dia de ontem.

No curto prazo, as taxas fecharam praticamente estáveis, na parte intermediária o viés de alta se manteve e nas taxas longas pudemos ver recuo com o alívio do câmbio (jan/25 fechou 5 bps para 5,75%).

Nesta manhã, mercados internacionais operam em campo negativo. Depois que as ações globais recuperaram para seus níveis de fevereiro, a preocupação de que a alta tenha superado a recuperação econômica pesou sobre os ativos.

No Brasil, de acordo com as projeções publicadas ontem pelo Banco Mundial no relatório “Perspectivas econômicas globais”, a crise do novo coronavírus deve fazer com que a economia brasileira apresente contração de 8% neste ano, acima da contração de 2,5% esperada para o grupo de países emergentes e da contração de 4,2% prevista para o PIB global. Para o ano que vem, a entidade estima que a recuperação brasileira será tímida, com o PIB crescendo apenas 2,2% no ano.

Durante reunião com líderes partidários ontem, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo deve incluir os beneficiários do auxílio emergencial em um novo programa do Bolsa Família, chamado de “Renda Brasil”. A iniciativa ainda está sendo formulada pelo governo e os valores do benefício e custo para o Orçamento ainda não foram detalhados.

O BNDES anunciou ontem, na véspera prevista para o depósito da primeira parcela do socorro de R$ 60 bilhões a estados e municípios, que vai suspender até o fim ano o pagamento de dívidas que somam R$ 3,9 bilhões de todos os estados e de 44 municípios, além de prorrogar os prazos das operações durante o estado de calamidade pública.

Por fim, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse ontem que o governo deve enviar uma proposta de reforma tributária ao Congresso até o início de agosto.

A agenda de indicadores e eventos do dia traz como destaque a participação do diretor de Política Econômica do Banco Central, Fabio Kanczuk, em evento virtual do Credit Suisse. No exterior, destaque para o relatório Jolts, que traz a abertura de vagas no mês de abril nos Estados Unidos.

Na política, o noticiário segue concentrado na divulgação dos dados da pandemia de Covid-19. O ministro Alexandre de Moraes determinou ontem que ela volte a ser feita “exatamente da maneira como realizada até 4 de junho”, com o total de mortes e casos confirmados no dia e com os totais acumulados. A comissão da Câmara que trata do tema escuta hoje o ministro interino, Eduardo Pazuello.

O Tribunal Superior Eleitoral tem na pauta de hoje duas ações que pedem a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão na eleição de 2018. A tendência relatada pelo noticiário é a de arquivamento, mas há ainda outras seis ações no tribunal em fases anteriores sobre o mesmo tema, sem previsão de julgamento.

Do lado das commodities, os preços de celulose de fibra curta na China tiveram a quarta semana seguida de queda (-US$2,6/t), para US$465,6/t. Mantemos nossa visão positiva no longo prazo com recomposição de margens dos produtores de papel na China. Esperamos uma reação negativa das ações de Suzano e Klabin no pregão de hoje.

Tópicos do dia

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Agenda de resultados

Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados
Clique aqui para acessar o calendário de resultados do 1T20

Internacional

  1. Política internacional: Onda de reabertura em destaque:

    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China
  2. Companhias aéreas (AZUL4, GOLL4): Setor sobe ~60% na última semana; Flexibilização da jornada e valorização do Real
  3. brMalls (BRML3): Retomada da operação de mais 2 shoppings
  4. Banco do Brasil (BBAS3): presidente defende corporation
  5. B3 (B3SA3): Estudando a extensão do período de negociação
  6. CCR (CCRO3): Esclarecimento sobre notícia de negociação de compra da Rodovias do Tietê


Veja todos os detalhes


Internacional

Política internacional: Onda de reabertura em destaque:

  • Após a Nova Zelândia anunciar que não tem mais casos de Covid-19, o primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que deve avaliar planos de flexibilização da quarentena com seu gabinete nesta terça-feira. Também, cidades como Moscou e Nova Iorque, a mais atingida pela pandemia nos Estados Unidos, começam reabertura econômica.

Empresas

Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China

  • Os preços de celulose de fibra curta na China tiveram queda na semana (-US$2,6/t), para US$465,6/t. Mantemos nossa visão positiva no longo prazo com recomposição de margens dos produtores de papel na China;
  • Esperamos uma reação negativa das ações de Suzano e Klabin no pregão de hoje. Temos recomendação de Compra para ambos os nomes, com preço-alvo de R$47 e R$22/ação para Suzano e Klabin, respectivamente.

Companhias aéreas (AZUL4, GOLL4): Setor sobe ~60% na última semana; Flexibilização da jornada e valorização do Real

  • De acordo com notícia veiculada pelo Broadcast, a Azul apresentou uma proposta ao Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) para garantir a estabilidade dos empregos de pilotos e comissários por 18 meses (até o final de 2021), mediante redução de jornada e salários. De acordo com a notícia, a redução de salário seria de 45% entre o terceiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, e a partir de então o percentual começaria a cair. No quarto trimestre de 2021, a redução na remuneração seria de 25%. A Gol concluiu na semana passada acordos similares com seus comissários, copilotos e comandantes, que entrariam em vigor a partir de 1º de julho. Despesas com folha de pagamentos representavam ~20% dos custos operacionais das companhias em média (em um cenário normalizado), sendo uma das linhas mais representativas. Tendo em vista o cenário de crescimento inferior ao esperado da oferta e da demanda, a flexibilização da jornada e dos salários seria uma fonte importante de equalização de custos para as companhias enquanto permite às classes em questão maior estabilidade;
  • As ações do setor valorizaram ~60% desde a última semana, e mais que dobraram desde meados de maio, o que em nossa visão reflete, entre outros fatores, a dinâmica do câmbio e o noticiário mais recente relativo à flexibilização da jornada. Desde o pico de ~R$ 5,9/US$, (13 de maio) o Real valorizou fortemente, sendo que na última semana valorizou ~7% (de um patamar de ~R$ 5,2/US$). Devido ao fato de que (i) uma parte relevante dos custos operacionais das companhias é atrelada ao Dólar e (ii) a maior parte de suas obrigações também é (dívidas e leasing), a valorização do Real, tudo mais constante, impacta positivamente tanto os resultados operacionais como a alavancagem, e portanto o valor das companhias.

brMalls (BRML3): Retomada da operação de mais 2 shoppings

  • A brMalls informou que mais 2 de seus shoppings retomaram suas atividades ontem (8 de Junho), sendo eles o Campinas Shoppings (Campinas/SP) e Shopping Independência (Juiz de Fora/MG). Ambos os empreendimentos estavam fechados desde o dia 23 de Março e agora retornam com funcionamento em horário reduzido das 16h às 20h e das 12h às 20h, respectivamente;
  • O Campinas Shopping representa cerca de 4% da ABL própria da brMalls, e equivaleu a ~3% do NOI de 2019. Já o Shopping Independência representa ~2% da ABL própria e cerca de 2,5% do NOI de 2019. Hoje, a brMalls conta com 13 shoppings reabertos, que representam ~40% da sua ABL própria e cerca de 33% do NOI de 2019;
  • Para acompanhar os shoppings que já tiveram suas atividades retomadas, bem como a data de abertura, a representatividade na receita e a operadora, acesse nosso relatório de acompanhamento, que será sempre atualizado conforme novos ativos forem reabertos.

Banco do Brasil (BBAS3): presidente defende corporation

  • Ontem de tarde, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, declarou que defende a venda de parte das ações do governo no banco para que este se torne uma corporation (empresa sem controlador). A declaração foi feita durante audiência pública da comissão mista do Congresso;
  • A operação não é simples: além de aprovação do congresso, o Banco Central não autoriza um banco não possuir um controlador. Para o sucesso da operação, algumas possibilidades como alguém relevante entrar com o governo em um grupo de controle. Lembrando que a simples criação de ações preferenciais ainda deixariam o governo no controle do banco;
  • Apesar de não considerarmos o caso de privatização no nosso cenário base, nossa visão é de que uma possível perda de controle pelo governo seria positivo para o banco. Ter flexibilidade na contratação, demissão, velocidade de mudanças ajudaria o banco a atravessar a digitalização bancária que está sendo acelerada pela pandemia do COVID-19.

B3 (B3SA3): Estudando a extensão do período de negociação

  • Segundo a mídia, a B3 está estudando a extensão do período de negociação na bolsa, dependendo da demanda pela bolsa brasileira. Gilson Finkelsztain, CEO da B3, disse que a extensão do pregão é uma tendência;
  • Atualmente, o mercado abre às 10 horas e fecha às 17 horas e a extensão poderia ser aplicada estendendo os períodos de early market ou after market, assemelhando-se às bolsas dos EUA;
  • Nossa visão é positiva, uma vez que o pregão mais longo seria positivo para o B3, devido ao maior volume de negociações que podem vir de investidores individuais e estrangeiros principalmente, o último sendo beneficiado pela correspondência do fuso horário.

CCR (CCRO3): Esclarecimento sobre notícia de negociação de compra da Rodovias do Tietê

  • Após notícia veiculada no jornal “O Globo” sobre uma possível negociação entre a Latache e a CCR a respeito da compra de 50% da Rodovias do Tietê pela CCR, a companhia informou que até o momento não há qualquer negociação em curso. O trecho em questão se trata de 415km no interior do estado de São Paulo.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.