XP Expert

XP Morning Call 28/03/2019: Cenário político penaliza Ibovespa

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

1. Política Brasil: Impasse entre Bolsonaro e Maia em destaque
2. Destaques da sabatina de Paulo Guedes no Senado

Internacional

1. China faz propostas sobre tecnologia, avanços nas negociações comerciais
2. Parlamento britânico rejeita oito opções para o Brexit

Empresas

1. Vale (VALE3): Resultado em linha, sem atualizações de Brumadinho
2. Azul (AZUL4): Joint Venture com os Correios não acontecerá
3. Banco Central: Crédito cresce 0,3% em fevereiro

COE News

1. Tech: Reino Unido afirma que Huawei tem falhado na proteção de dados
2. Apple e Google: Novos entrantes no mundo dos games


Resumo

Cenário político penaliza Ibovespa

O impasse entre o executivo e o legislativo intensificou-se ontem, levando a queda de 3,57% do Ibovespa. Brasília teve um dia agitado, com provocações entre o presidente da República e o presidente da Câmara através da imprensa.
 
Paulo Guedes compareceu ontem à audiência no Senado e disse que poderia deixar o cargo caso suas posições não tivessem apoio do governo, elevando a percepção de risco. Enquanto segue o clima de instabilidade, a Câmara aprovou projeto que ajuda o caixa de partidos políticos e deve avançar no Senado a PEC das emendas impositivas com relação ao orçamento.
 
Por outro lado, Rodrigo Maia fez apelo ao presidente para pedir ao entorno parar de criticar, o que indica que tentativas de reconciliação começaram a surgir, o que pode acalmar o mercado, após a forte realização da bolsa desde que atingiu a marca histórica de 100 mil pontos na semana passada.
 
Mercados internacionais operam em campo misto, com futuros nos EUA e Europa em leve alta, Ásia em queda. De acordo com autoridades americanas, a China fez propostas aos Estados Unidos sobre uma série de questões que estavam sendo debatidas, incluindo transferência de tecnologia forçada.
 
No Reino Unido, o cenário segue conturbado, com o parlamento ainda sem um consenso sobre opções alternativas ao acordo de Theresa May para o Brexit. A primeira-ministra anunciou ontem que deixará seu cargo se seu acordo for aprovado pelo parlamento.
 
Do lado das empresas, a Vale reportou ontem o resultado para o 4T em linha com nossas estimativas, com EBITDA de US$4,47 bilhões, 2% abaixo do nosso. A atenção do mercado estava voltada para potenciais atualizações após a tragédia de Brumadinho, mas não foram fornecidas atualizações materiais. A atenção agora muda para detalhes que possam vir durante a teleconferência da empresa que acontecerá nesta manhã.
 
A Azul informou ontem que decidiu não realizar o acordo comercial com os Correios (Joint Venture). Embora o acordo não estivesse embutido em nossas projeções ou nas da empresa, era uma fonte adicional de ganho. Apesar disso, seguimos construtivos com as ações da empresa e com os pilares de crescimento.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Impasse entre Bolsonaro e Maia em destaque

  • Brasília teve um dia agitado. O presidente da República trocou farpas com o presidente da Câmara através da imprensa. É o tipo de discussão em que ambos sofrem, mas da qual Maia sai com uma vitória por pontos. Afinal, com a articulação do Planalto enfrentando sérios problemas, cresce o Congresso, como se viu na aprovação de PEC para tornar obrigatório o pagamento de uma quantidade maior de emendas dos deputados e senadores. São R$ 7,3 bilhões de 2020 a 2022, segundo o IFI;
  • O impacto fiscal da crise ainda não é algo que torne impossível o ajuste necessário, mas a preocupação se justifica pelo impacto da confusão política na tramitação da reforma da previdência. Paulo Guedes compareceu ontem a audiência no Senado e afirmou que poderia abdicar do cargo se não encontrar apoio às suas propostas. Entretanto, o Ministro afirmou que não recuará em face da primeira crise;
  • Para completar, chegou-se a falar de substituição do ministro da Educação, o que foi negado pelo presidente no Twitter. Enquanto segue o clima de instabilidade, a Câmara aprovou projeto que ajuda o caixa de partidos políticos e deve avançar no Senado a PEC das emendas impositivas. 

Destaques da sabatina de Paulo Guedes no Senado

  • Complementando a instável semana no ambiente político, o Ministro da Economia Paulo Guedes afirmou em sua sabatina no Senado que apesar de estar disposto a insistir e não recuar diante das primeiras derrotas, não brigará para ficar no cargo se não tiver apoio para suas propostas;
  • O Ministro também admitiu que o Congresso pode tirar da reforma da Previdência as alterações propostas para o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural, pontos mais questionados por congressistas. Entretanto, o mesmo reiterou sua convicção sobre a aprovação da reforma em algum grau, mas também notou que é necessária a consistência na economia de R$1 trilhão. Guedes afirmou que as taxas de juros poderiam ser reduzidas em até 2 pontos percentuais em um cenário de aprovação da reforma;
  • Paulo Guedes também expressou descontentamento com críticas advindas da base aliada do governo e do PSL. Houve algumas tensões entre o Ministro e Senadores no evento que se queixaram de não ter interlocução com a autoridade econômica, ilustrado em uma discussão com a Senadora Katia Abreu (PDT-TO).

Internacional

China faz propostas sobre tecnologia, avanços nas negociações comerciais

  • De acordo com autoridades dos EUA na quarta-feira, a China fez propostas sem precedentes nas conversações com os Estados Unidos sobre uma série de questões, incluindo transferência de tecnologia forçada, enquanto os dois lados trabalham para superar os obstáculos remanescentes a um acordo para acabar com a guerra comercial;
  • A China fez propostas mais abrangentes nas negociações do que no passado, incluindo a transferência de tecnologia, disse um funcionário do governo dos EUA para a Reuters;
  • O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, chegam hoje a Pequim para uma nova rodada de negociações com autoridades chinesas para acabar com uma guerra comercial que custou bilhões de dólares para os dois lados e prejudicou o crescimento econômico global.

Parlamento britânico rejeita oito opções para o Brexit

  • Legisladores britânicos não conseguiram chegar a um acordo ontem sobre as opções para o Brexit alternativas à proposta de May, que já foi rejeitada duas vezes no Parlamento. No entanto, a grande maioria deles concorda em não deixar a União Europeia sem um acordo;
  • Os votos mostraram o desafio de resolver a questão do Brexit no parlamento, mas também reforçaram uma forte preferência por manter laços mais próximos com o bloco. Uma segunda rodada de votos é esperada para a próxima segunda-feira, mas o formato é incerto já que todas as opções foram rejeitadas;
  • De acordo com a CNBC, May anunciou que renunciaria ao cargo de líder do Reino Unido se seu acordo do Brexit finalmente obtivesse a maioria no Parlamento. Ela está atualmente sendo pressionada por políticos conservadores e pela oposição a deixar o cargo.

Empresas

Vale (VALE3): Resultado em linha, sem atualizações de Brumadinho

  • A Vale reportou ontem o resultado para o 4T em linha com nossas estimativas, com EBITDA de US$4,47 bilhões, 2% abaixo do nosso. O foco estava voltado para potenciais atualizações após a tragédia de Brumadinho, mas não foram fornecidas atualizações materiais. A atenção agora muda para detalhes que possam vir durante a teleconferência da empresa que acontecerá nesta manhã;
  • Em relação à Brumadinho, o único destaque foi o anúncio de uma aceleração do plano de descomissionamento da Vale, que a empresa afirmou que aumentará os R$5bi previamente estimados, mas sem novos números fornecidos;
  • Interessante notar que o Fluxo de Caixa Livre (FCFE) acumulou US$13bi em 2018 (antes do dividendo e amortização de dívidas), com um EBITDA de US$16,6bi. Estimamos o EBITDA em ~US$19bi em 2019-20, com US$10bi de FCFE, representando um yield de 15% (FCFE yield); 
  • ​Continuamos a ver as ações da Vale como atrativas, com forte FCFE yield, negociando a 3,6x EBITDA e com um desconto de 20-25% em relação aos pares globais. Temos recomendação de COMPRA, preço alvo de R$68/ação (US$18/ADR). Para mais detalhes, clique aqui para acessar nosso relatório completo.

Azul (AZUL4): Joint Venture com os Correios não acontecerá

  • A Azul informou ontem que decidiu não realizar o acordo comercial com os Correios. A estratégia inicial era criar uma empresa privada de solução logística em que a Azul teria ~50,1% de participação;
  • A operação de cargas da Azul, a Azul Cargo Express, teve crescimento de ~57% na receita em 2018, crescimento mais forte que o inicialmente previsto quando os planos da JV foram iniciados. Dessa forma, a empresa entende que é de seu interesse ter flexibilidade para celebrar outros acordos comerciais mais favoráveis, assim como participar de futuros processos de licitação competitiva;
  • Tanto as projeções da empresa como as nossas não embutiam o potencial incremento de margens proveniente do acordo comercial, e portanto permanecem inalteradas. Se tratava de uma alternativa extra de upside para nossas projeções.

Banco Central: Crédito cresce 0,3% em fevereiro

  • Totalizando R$3,2 trilhões em fevereiro, o saldo de crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) apresentou leve aumento (0,3%) em relação a janeiro. O maior responsável pelo avanço no mês foi o crédito com recursos livres às famílias, que apresentou elevação de 0,4% no mês;
  • Ainda na comparação mensal, a carteira de pessoas jurídicas cresceu 0,1%, com empréstimos livres expandindo 0,6%. Além disso, a taxa média de juros dos empréstimos subiu 0,3 p.p. no período, enquanto a taxa de inadimplência cresceu de maneira menos expressiva e o spread bancário registrou aumento de 0,4 p.p;
  • Além disso, na comparação anual, o saldo de crédito do SFN teve crescimento de 5,5%, com elevação tanto para empresas (1,4%), quanto para famílias (9%). Apesar do resultado tímido em fevereiro, as expectativas são que de o mercado de crédito continue expandindo gradualmente no decorrer de 2019.

COE News

Tech: Reino Unido afirma que Huawei tem falhado na proteção de dados

  • Em meio a disputa pela propriedade intelectual da tecnologia 5G e possível espionagem do governo chinês através do uso dos dados da gigante produtora de smartphones, Huawei, os EUA seguem pressionando outros países para aplicar as mesmas sanções;
  • Países como Alemanha não seguiram o mesmo caminho, e ainda buscam provas concretas de que a empresa apresenta uma ameaça à segurança cibernética;
  • Já as autoridades do Reino Unido divulgaram, nesta quarta-feira, um relatório oficial que confirma a falta de diligência e fragilidade do armazenamento em nuvem dos dados dos usuários de smartphones e serviços da Huawei, podendo ter relação com ataques cibernéticos do governo chinês.

Apple e Google: Novos entrantes no mundo dos games

  • Gigantes de tecnologia seguem explorando cada vez mais o mundo dos games, que já desponta como uma indústria de US$ 180bi. Após o recente anúncio da Google e seu serviços de jogos online, Stadia, a Apple anunciou seu serviços no segmento;
  • A Microsoft, que já atua neste mercado, também está desenvolvendo plataforma de jogos em nuvem que será disponibilizado ao público até o final do ano. A Amazon também está desenvolvendo uma plataforma semelhante;
  • Assim como a disruptiva e secular de migração de espectadores do formato TV para vídeo streaming (online), as gigantes de tecnologia que já dominam o setor da internet veem a indústria de games como uma potencial oportunidade que apresenta sinergias. O streaming de jogos requer data centers robustos para processar elevado volume de informações e transmissão de dados em alta velocidade no mundo, no qual apenas grandes empresas de tecnologia oferecem;
  • Um modelo de nuvem no formato da Netflix poderá condenar os consoles ao mesmo destino do DVD player, como uma ameaça aos editores de jogos que desembolsam milhões de dólares e anos desenvolvendo um único título. Embora o Arcade e Stadia ainda não tenham apresentado preços, apontam para o formato de mensalidade como da Netflix e Spotify. Por outro lado, nomes de sucesso como Fortnite, produzido pela Epic Games que faturou US$ 2,4bi em 2018, são oferecidos para o público sem qualquer custo inicial, sendo monetizado através da possível conversão de dinheiro em pontos virtuais para que o jogador possa evoluir no game.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.