XP Expert

Bolsas voltam a subir com novos estímulos econômicos

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,45% | 92.375 Pontos

CÂMBIO -2,07% | 5,16/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa fechou em leve queda ontem, depois de chegar a cair quase 3% na abertura em meio a preocupações com uma segunda onda do coronavírus.

Duas principais notícias impactaram positivamente a bolsa brasileira. A primeira de que os Estados Unidos permitirão que empresas trabalhem com a chinesa Huawei na implementação da tecnologia 5G. A segunda, que o Federal Reserve anunciou que irá comprar títulos da dívida privada de empresas.

Nesta manhã, mercados internacionais retomam a alta com EUA e Europa subindo 1,4% e 2,7%, respectivamente, após governo Trump anunciar que prepara pacote de US$ 1 trilhão em infraestrutura, além da confirmação do Fed de que começará a comprar dívidas corporativas diretamente no mercado secundário. Ásia fechou em território positivo puxada por Japão (+4,9%), que também anunciou “mais ações sem hesitação, se necessário”.

O Banco Central do Japão manteve a taxa de juros em -0.1% e retorno do papel de 10 anos em 0%, em linha com o esperado. O banco central ainda expandiu o programa especial de empréstimo de aproximadamente JPY 75 tri para JPY 110 tri (USD 1 trilhão) e sugeriu que não aumentará os juros por pelo menos dois anos. Em relação à moeda, a autoridade monetária se comprometeu em promover liquidez ilimitada de yen e dólar. Kuroda salientou que o país enfrenta uma crise severa e que novas medidas de apoio à economia podem ser anunciadas. As novas estimativas oficiais do BoJ devem ser divulgadas até o dia 15 de julho. 

No Brasil, após anúncio de saída de Mansueto Almeida, o novo Secretário do Tesouro Nacional a partir de 31 de julho será o economista Bruno Funchal, conforme anunciado pelo Ministério da Economia. Funchal é atualmente diretor de Programas na equipe de Guedes, e foi secretário de Fazenda do Espírito Santo durante o mandato de Paulo Hartung.

O governo estuda alterar legislação existente para permitir recontratações de funcionários após demissões, estimulando a empregabilidade no cenário de crise. A atual regra coíbe a readmissão no período de 90 dias após a dispensa, de modo a evitar fraudes no FGTS e seguro desemprego, e no dispositivo que veda a redução salarial de acordo com as regras da CLT.

Em entrevista ontem, o presidente Jair Bolsonaro disse que, diante do calendário apertado do segundo semestre, a reforma administrativa fica para 2021 e que há dificuldades para a aprovação de uma reforma tributária ideal. “Tem de ser uma reforma que possa ser aprovada.”

O início da semana trouxe também novos elementos à relação tensa entre o governo e o Judiciário, depois da prisão de ativistas e da entrevista em que o presidente fez críticas à atuação do Supremo. O Palácio do Planalto procurar uma saída honrosa pra Abraham Weintraub, que é um dos pivôs do desgaste entre os poderes.

Na agenda de indicadores do dia, conheceremos o resultado de abril do varejo brasileiro e de mesmo indicador nos EUA, além de apresentação de pronunciamento do presidente do Fed, Jerome Powell, que falará de política monetária ao Congresso norte-americano. Começa hoje também a reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), que se encerra amanhã após o fechamento do mercado.  

Do lado das empresas, a Cielo anunciou ontem uma parceria com o Facebook para possibilitar transações e pagamentos através do WhatsApp. O objetivo é que as transações possam ocorrer 24 horas por dia através de uma aba “pagamentos” no menu do aplicativo. Nossa visão é de que ainda existem muitos detalhes faltando, mas acreditamos que seja um movimento positivo para a adquirente, uma vez que os volumes podem aumentar e a taxa de 3.99% é atrativa. Porém, reiteramos nossa recomendação neutra para Cielo, uma vez que continuamos enxergando competição e disrupção tecnológica como riscos para a adquirente.

Tópicos do dia

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Agenda de resultados

Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados
Clique aqui para acessar o calendário de resultados do 1T20

Internacional

  1. Política internacional: Trump avalia projeto de insfratrutura de USD 1 trilhão

    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Cielo (CIEL3): transações via WhatsApp
  2. JBS (JBSS3): CEO da subsidiária Pilgrim’s Pride é afastado nos EUA
  3. Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China
  4. Shoppings (IGTA3, MULT3): Multiplan reabre ParkShoppingSãoCaetano, atividades restritas em Ribeirão Preto
  5. Setor Elétrico: Aneel prorroga até 31 de julho suspensão de cortes de luz por inadimplência
  6. Setor Elétrico: ANEEL sedia Reunião Pública Extraordinária sobre processo da Conta-COVID, mas diretor pede vistas a processo


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: Trump avalia projeto de insfratrutura de USD 1 trilhão

  • Nos Estados Unidos, o governo Donald Trump avalia projeto de infraestrutura de USD 1 trilhão para estimular a economia. Os recursos seriam destinados a obras de transporte e infraestrutura rodoviária, mas também para o desenvolvimento de uma rede 5G e banda larga rural;
  • Também, em meio as tensões com a China, o secretário de Estado, Mike Pompeo, deve se reunir com delegação chinesa em Hawaii. O tema da reunião ainda não foi divulgado;
  • O Reino Unido e a União Europeia avançaram em negociações sobre as relações pós-Brexit. Após reunião na segunda-feira entre o primeiro ministro Boris Johnson e lideranças do bloco ambos lados falam em “novo impulso” no processo e na intensificação do dialogo em julho;
  • E, enquanto as tensões relaxam entre o Reino Unido e a UE, a escalada de tensões entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul ganha novo capítulo. Em nova tentativa de pressionar seus vizinhos de abandonarem os EUA, Kim Jon Un explodiu um escritório utilizado para comunicação entre os países.

Empresas

Cielo (CIEL3): transações via WhatsApp

  • A Cielo anunciou ontem uma parceria com o Facebook para possibilitar transações e pagamentos através do WhatsApp. O objetivo é que as transações possam ocorrer 24 horas por dia através de uma aba “pagamentos” no menu do aplicativo;
  • Nossa visão é de que ainda existem muitos detalhes faltando, mas acreditamos que seja um movimento positivo para a adquirente, uma vez que os volumes podem aumentar e a taxa de 3.99% é atrativa;
  • Porém, reiteramos nossa recomendação neutra para Cielo, uma vez que continuamos enxergando competição e disrupção tecnológica como riscos para a adquirente. Veja nosso relatório completo aqui.

JBS (JBSS3): CEO da subsidiária Pilgrim’s Pride é afastado nos EUA

  • A Pilgrim’s Pride Corporation (PPC), subsidiária da JBS especializada na operação de carne de frango nos EUA,  anunciou ontem (15) que seu CEO Jayson Penn iniciou uma licença remunerada, com vigência imediata, para que possa concentrar-se em sua defesa da acusação recentemente divulgada contra ele, e da qual se declara inocente;
  • O Conselho de Administração da Pilgrim’s indicou Fabio Sandri, CFO da Pilgrim’s, como presidente e CEO interino. Fabio Sandri ingressou na Pilgrim’s como CFO em junho de 2011. Ele traz para seu cargo de CEO interino nove anos de experiência na companhia como líder da gestão financeira e de relações com investidores;
  • As ações da Pilgrim’s Pride caíram cerca de 12% no dia 03/06 após seu CEO ter sido indiciado pelo Departamento de Justiça americano, sob acusação de formação de cartel junto com um grupo de executivos da indústria de carne frango, conforme reportado pelo Wall Street Journal. Na época, a JBS afirmou em comentário oficial que estava cooperando com as autoridades nas investigações.

Papel & Celulose: Queda no preço da celulose de fibra curta na China

  • Os preços de celulose de fibra curta na China tiveram queda na semana (-US$0,3/t), para US$465,3/t. Mantemos nossa visão positiva no longo prazo com recomposição de margens dos produtores de papel na China. Adicionalmente, preços abaixo do custo marginal (~US$500/t) fazem com que exista pouco espaço para quedas, em nossa visão;
  • Esperamos uma reação negativa das ações de Suzano e Klabin no pregão de hoje. Temos recomendação de Compra para ambos os nomes, com preço-alvo de R$47 e R$22/ação para Suzano e Klabin, respectivamente.

Shoppings (IGTA3, MULT3): Multiplan reabre ParkShoppingSãoCaetano, atividades restritas em Ribeirão Preto

  • A Iguatemi e a Multiplan anunciaram ontem, que os seus shoppings localizados na cidade de Ribeirão Preto/SP, que haviam sido reabertos no dia 01 de Junho, fecharão novamente a partir de hoje, 16 de Junho, com funcionamento somente de operações consideradas essenciais: farmácias, clínicas de atendimento, supermercados, restaurantes/praça de alimentação. A Iguatemi também anunciou a redução das atividades de seus shoppings em Porto Alegre, com funcionamento somente operações consideradas essenciais e lojistas de qualquer segmento que se enquadrem no Simples Nacional;
  • A Multiplan comunicou também a reabertura, a partir de ontem, do ParkShoppingSãoCaetano, localizado em São Caetano/SP, em horário de funcionamento reduzido (~6% da ABL e ~5% da receita de aluguel em 2019);
  • Para acompanhar os shoppings que já tiveram suas atividades retomadas, bem como a data de abertura, a representatividade na receita e a operadora, acesse nosso relatório de acompanhamento, que será sempre atualizado conforme novos ativos forem reabertos.

Setor Elétrico: Aneel prorroga até 31 de julho suspensão de cortes de luz por inadimplência

  • Ontem a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decretou que a suspensão dos cortes no fornecimento de energia por falta de pagamento será prorrogada até 31 de julho. Lembramos que o corte de fornecimento de energia foi proibido em 24 de março, por 90 dias, até 23 de junho. A prorrogação da medida foi uma solicitação dos secretários estaduais de energia;
  • Além disso, a Aneel decidiu abrir uma consulta pública para discutir uma proposta de transição sobre essa medida, para vigorar entre os dias 1º de agosto e 31 de dezembro. A consulta pública ficará aberta entre os dias 16 junho a 30 de junho, e discutirá a Resolução 878, que estabeleceu medidas para preservar a prestação do serviço público de distribuição de energia em decorrência da calamidade pública atinente à pandemia;
  • Temos uma visão ligeiramente negativa do anúncio, que poderá implicar em um maior desequilíbrio de arrecadação de tarifas por impedir que distribuidoras exerçam o mecanismo que de fato disciplina o pagamento de contas de luz. Eventualmente, as contas de energia terão de voltar a serem pagas, sob o risco de criar um elevado volume de valores a se receber que terão pouca chance de serem reavidos pelas empresas. Continuamos a ter uma visão negativa para o setor de distribuição de energia elétrica, que sofrerá em maior intensidade os efeitos da deterioração econômica e de renda no médio prazo.

Setor Elétrico: ANEEL sedia Reunião Pública Extraordinária sobre processo da Conta-COVID, mas diretor pede vistas a processo

  • Ontem (15/06), a ANEEL sediou reunião pública extraordinária para votar o processo que regulamenta a Conta-COVID, pacote de socorro ao setor elétrico. A reunião avançou por 10 horas até a madrugada e não foi finalizada, após o diretor Efraim Cruz pedir vista do processo, propondo trazer seu voto para deliberação na sexta-feira, dia 19;
  • Na reunião de ontem, foram trazidas as condições para o pacote de socorro ao setor elétrico, cujo teto foi revisado para R$16,25 bilhões ante R$15,43 anteriormente. A diretora relatora Elisa Bastos também acatou pleito das distribuidoras para contabilizarem em seus balanços ativos regulatórios correspondentes a direitos e possíveis receitas de reequilíbrio econômico-financeiro relacionados aos impactos do coronavírus. Apesar das companhias poderem reconhecer tais ativos antes de deliberação de recomposição tarifária pela ANEEL, tal contabilização não vincularia a agência a reconhecê-los em pedidos de reequilíbrio econômico das concessões. A ANEEL terá 120 dias para abrir consulta pública referente aos pedidos de Revisões Tarifárias Extraordinárias das distribuidoras de energia;
  • A diretora Elisa também rejeitou proposta do diretor Sandoval Feitosa para incorporar na Conta-COVID os reajustes tarifários das distribuidoras anteriormente pertencentes à Eletrobras privatizadas em 2018 nos estados do Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia e Piauí. Houve divergências dos diretores Sandoval Feitosa e Efraim Cruz, tanto quanto (i) à não incorporação dos processos tarifários extraordinários nos estados mencionados na Conta-COVID, uma vez que a operação aliviaria os impactos das revisões tarifárias extraordinárias esperados na casa dos dois dígitos, como (ii) no caso do diretor Efraim, na constituição de direito econômico em favor das distribuidoras de forma antecipado;
  • Ainda que não tenha sido concluído o processo, o encaminhamento até o momento era favorável às distribuidoras de energia elétrica. O motivo é que o registro de ativos regulatórios poderá ajudar as empresas à evitarem cenário de violação de cláusulas restritivas de financiamento (covenants) por queda em seu faturamento devido à inadimplência e queda de mercado. No entanto, não é garantido que os pleitos de Revisão Tarifária Extraordinária sejam acatados e incorporados em magnitude similar aos cálculos das distribuidoras – os quais terão um elevado grau de discricionariedade das companhias e distorcerão os resultados trimestrais do ponto de vista de geração de caixa. Nossa visão setorial negativa sobre o setor de distribuição de energia segue inalterada, uma vez que toda a discussão atual se refere aos efeitos de curto prazo decorrentes da pandemia da COVID-19, mas pouco há a se fazer com relação aos efeitos de médio e longo prazo relacionados à deterioração da economia e renda.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.