XP Expert

Bolsas hoje: resultado primário no Brasil e indicadores de atividade nos EUA no radar

Revisão de projeção de taxa Selic de 2024 e os lucros industriais na China são alguns dos temas de maior destaque nesta quarta-feira, 27/12/2023

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

IBOVESPA +0,59% | 133.533 Pontos

CÂMBIO -0,82% | 4,82/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Ibovespa

O Ibovespa teve leve ganhos e fechou em 133.532 mil pontos (+0,59%) na terça-feira, renovando a máxima histórica, chegando ao pico de 133.626 mil pontos durante a sessão. O mercado foi impulsionado pelo setor de commodities, devido ao Brent subindo 1,9% com o monitoramento dos ataques a distribuidoras no Mar Vermelho. A sessão foi marcada por volumes baixos e notícias escassas em todos mercados, devido ao pós-natal.

Movimentos positivos incluem Petroreconcavo (RECV3, +3,08%) e Petrobras (PETR4, +1,6%; PETR3, +1,5%), estimuladas pela subida do Brent. Na outra ponta da curva, papeis sensíveis a juros como Grupo Soma (SOMA3, -1,2%) e Cogna Educação (CGNA3, -1,2%) estiveram entre as maiores baixas devido a uma realização de lucros após fortes subidas consecutivas desde novembro.

Renda Fixa

As taxas futuras de juros fecharam em queda ao longo de toda a estrutura a termo da curva, com mais intensidade nos vértices curtos e intermediários. Em um pregão com baixíssima liquidez devido às festas de fim de ano, o movimento refletiu, principalmente, o reajuste para baixo nos preços do diesel. DI jan/25 fechou em 10,01% (-7bps vs. pregão anterior); DI jan/26 em 9,57% (-7bps); DI jan/27 em 9,68% (-5,5bps); DI jan/29 em 10,04% (-5,5bps).

Mercados globais

Nos Estados Unidos, os futuros operam em leve queda na última terça-feira do ano (S&P 500: -0,1%; Nasdaq 100: -0,1%), em meio a rali que já se estende por mais de oito semanas.

Na China, os índices fecharam em alta (CSI 300: 0,4%; HSI: 1,7%), puxados por empresas de jogos online após o governo indicar que irá prosseguir com cautela com mudanças regulatórias no setor. Já na Europa, o índice pan-europeu tem leve alta (Stoxx 600: 0,2%) liderada pelo setor de óleo e gás e pregão reduzido em algumas regiões ainda devido ao feriado.

Economia

No Brasil, destaque para o recuo nas projeções de mercado para a taxa Selic em 2024. Conforme divulgado ontem no Boletim Focus do Banco Central, a mediana das estimativas para a taxa básica de juros cedeu de 9,25% para 9,00% no final do próximo ano. Já a previsão para o final de 2025 ficou estável em 8,50%. Além disso, o mercado reduziu sutilmente as projeções de inflação – medida pelo IPCA – tanto para o ano corrente (de 4,49% para 4,46%) quanto para o ano que vem (de 3,93% para 3,91%). Por sua vez, a expectativa para 2025 permaneceu em 3,50%, acima da meta (3,00%).   

Na China, os lucros industriais registraram em novembro o quarto aumento consecutivo (salto de 29,5% em comparação ao mesmo mês de 2022). O resultado refletiu a base de comparação baixa do ano passado e medidas de estímulo governamentais. A despeito do melhor desempenho na margem, a lucratividade industrial recuou 4,4% entre janeiro e novembro. Prevemos que a atividade local crescerá moderadamente em 2024.  

Na agenda econômica internacional desta quarta-feira, destaque para a divulgação de indicadores de atividade nos Estados Unidos: Sondagem Industrial do Fed de Richmond e Sondagem de Serviços do Fed de Dallas, ambas referentes a dezembro. No Brasil, o Tesouro Nacional publicará o resultado primário do Governo Central e o Relatório Mensal da Dívida Pública, ambos relativos a novembro. 

Veja todos os detalhes

Economia

Mercado reduz projeção para a taxa Selic em 2024                      

  • No Brasil, destaque para o recuo nas projeções de mercado para a taxa Selic em 2024. Conforme divulgado ontem no Boletim Focus do Banco Central, a mediana das estimativas para a taxa básica de juros cedeu de 9,25% para 9,00% no final do próximo ano. A previsão para o final de 2025 ficou estável em 8,50%. Além disso, o mercado diminuiu sutilmente as projeções de inflação – medida pelo IPCA – tanto para o ano corrente (de 4,49% para 4,46%) quanto para o ano que vem (de 3,93% para 3,91%). Por sua vez, a expectativa para 2025 permaneceu em 3,50%, acima da meta (3,00%). Em relação ao crescimento do PIB, o mercado manteve a estimativa de 2,92% para 2023, ao passo que a mediana para 2024 subiu ligeiramente de 1,51% para 1,52%. A previsão de crescimento econômico em 2025 continuou em 2,00%. Por fim, as projeções atualizadas do Boletim Focus mostraram redução modesta da taxa de câmbio: de R$/US$ 4,93 para R$/US$ 4,90 no final de 2023; estabilidade em R$/US$ 5,00 no final de 2024; e de R$/US$ 5,08 para R$/US$ 5,05 no final de 2025; 
  • Na China, os lucros industriais registraram em novembro o quarto aumento consecutivo, segundo dados publicados ontem à noite pelo Departamento Nacional de Estatísticas (NBS, em inglês). Os lucros saltaram 29,5% em relação ao mesmo mês de 2022, uma forte aceleração frente ao crescimento de 2,7% observado em outubro. Esse resultado refletiu a base de comparação baixa do ano passado e medidas de estímulo governamentais. A despeito do melhor desempenho na margem, a lucratividade industrial recuou 4,4% entre janeiro e novembro, após contração de 7,8% entre janeiro e outubro. Projetamos que a atividade local crescerá moderadamente em 2024, com elevação do PIB ao redor de 4,5%;    
  • Nos Estados Unidos, o Índice de Atividade Econômica Nacional do Fed de Chicago (CFNAI, em inglês) subiu de -0,66 em outubro (revisado de -0,49) para 0,03 em novembro, com avanços na maioria dos componentes. O índice, utilizado para avaliação da atividade econômica geral e pressões inflacionárias, possui 85 indicadores em quatro grandes categorias: produção e renda; emprego e desemprego; consumo pessoal e habitação; e vendas, encomendas e estoques. Na comparação mensal, 62 indicadores registraram melhoria, enquanto 21 sofreram deterioração e 2 ficaram inalterados. O cenário de controle da inflação sem desaceleração econômica acentuada (conhecido como soft-landing) parece ter ganhado probabilidade no período recente;   
  • Na agenda econômica internacional desta quarta-feira, destaque para a divulgação de outros indicadores de atividade nos Estados Unidos: Sondagem Industrial do Fed de Richmond e Sondagem de Serviços do Fed de Dallas, ambas referentes a dezembro. No Brasil, o Tesouro Nacional publicará o resultado primário do Governo Central e o Relatório Mensal da Dívida Pública, ambos relativos a novembro.  

Commodities

Agro, Alimentos e Bebidas – Data Expert | XPe Oferta e Demanda de Grãos Brasil

  • Com a decepção do clima em dezembro, reduzimos nossa estimativa de safra de soja para uma produção de 156,0 mi de ton. Apesar da menor produção A/A, reforçamos nossa visão de que os preços não devem se recuperar devido aos estoques ainda altos no Brasil, juntamente com a recuperação das safras nos países da América Latina, especialmente na Argentina;
  • No entanto, não podemos ignorar as consecutivas frustrações com o clima, apesar das previsões positivas para janeiro. Com a perspectiva atual, os produtores de grãos (SLC, BrasilAgro) devem sofrer com produtividades mais baixas sem a contrapartida de uma recuperação nos preços das commodities;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Empresas

TMT Brasil Year Ahead: Revendo as nossas teses antes que as luzes se apaguem. Introduzindo os nossos preços-alvo para 2024

  • Neste relatório, atualizamos nossas estimativas;
  • para Locaweb (LWSA3), Allied (ALLD3), Zenvia (ZENVIA:NASDAQ), Brisanet (BRIT3), Vivo (VIVT3), Eletromidia (ELMD3), Positivo (POSI3) e Bemobi (BMOB3), enquanto apresentamos nossos preços-alvo para o final de 2024 para essas empresas;
  • Reiteramos TOTVS como nossa Top-pick em tecnologia e TIM em Telecom para 2024;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Simpar (SIMH3): Reequilíbrio da Ciclus; e nova transação de captação

  • A Simpar anunciou a aprovação do aditivo contratual da Ciclus.;
  • Embora já esteja em nosso modelo (sem valor adicional aos nossos números), consideramos o anúncio positivo, pois:
    1. Elimina um risco regulatório de longa data;
    2. Melhora o perfil de reajuste tarifário da Ciclus;
  • Além disso, a Simpar anunciou uma nova operação de captação de ~R$ 0,9 bilhão envolvendo um instrumento sintético (swap) para manter a propriedade das ações das subsidiárias vendidas;
  • Recomendação de compra reiterada;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Data Expert | Enchendo o Tanque – Dezembro de 2023: acompanhamento dos dados mensais do setor de distribuição de combustíveis da XP

  • Os dados preliminares da ANP de novembro mostram que os volumes do mercado permaneceram fortes. Acreditamos que a cadeia de distribuição de combustíveis está se estocando antes do aumento dos impostos sobre combustíveis que deverá ocorrer no início de 2024;
  • Considerando seu preço relativamente baixo em relação à gasolina, os volumes de etanol hidratado para a Região Sudeste permanecem abaixo dos níveis esperados com base em dados históricos;
  • Em termos de participação de mercado, a Ipiranga recuperou mais terreno e ultrapassou a Raízen como 2º maior player, impulsionada pela maior participação no Diesel;
  • Quanto à Vibra, este foi mais um mês de perdas de participação de mercado (1,4pp), desta vez de forma generalizada;
  • Mas, assim como nos meses anteriores, no geral, as 3 Grandes Distribuidoras estão perdendo participação, principalmente nos volumes de TRR¹ e bandeira branca (exceto Ipiranga, que ganhou participação em todos os canais, moléculas e regiões);
  • A trading da Ipiranga continua muito ativa nos volumes de Diesel, ainda mais que players independentes (considerando uma visão da média mensal de 3 meses, e proporcional às vendas finais de Diesel);
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Enauta realiza aquisições e pode dobrar a sua capacidade produtiva

  • Nos dia 21 e 25 de dezembro, a Enauta Participações S.A. anunciou ao mercado, via fato relevante, três transações visando expandir o seu negócio:
    • i. A aquisição de 100% dos campos de petróleo e gás de Uruguá e Tambaú pelo total de USD 48,5 milhões;
    • ii. A aquisição a plataforma FPSO Cidade de Santos pelo total de USD 10 milhões;
    • iii. A aquisição de uma participação de 23% no Parque das Conchas por um montante final de USD 150 milhões.
  • Em nossa visão, a Enauta deve conseguir diversificar sua produção e reduzir a sua dependência em relação ao Campo de Atlanta. Além disso, visualizamos, neste momento, uma alavancagem dentro do limite do seu covenant de 2,5x;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Saúde: XP Daily | Sua dose diária de notícias
    • MEC publica novas regras para cursos de Medicina sob judicialização (Estadão);
    • Kora Saúde (KRSA3): Cessão de Recebíveis (RI da Companhia);
    • Após quase um ano, Tarcísio regulamenta oferta de remédios à base de canabidiol no SUS (Broadcast);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Combustível XP: As principais notícias que movem o setor de Óleo & Gás
    • Petrobras reduz preço do diesel perto da volta do PIS/Cofins (Valor Econômico);
    • Haddad confirma volta dos impostos do diesel a partir de 1º de janeiro (epbr);
    • Justiça nega bloqueio de R$ 1 bi da Braskem relacionado a afundamento em Maceió (Valor Econômico);
    • Petrobras diz que não recebeu US$ 296 milhões da venda de Polo Carmópolis (Valor Econômico)
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • XP Daily: As principais notícias do setor Imobiliário
    • Análise: Mensagem conservadora do Copom não impede mercado de prever juro menor (Valor);
    • Dados apontam crescimento na construção civil em 2024 (O Globo);
    • Governo publica regras para uso do FGTS no financiamento da habitação e do PAC em 2024 (Valor);
    • FGTS vai destinar R$ 9,9 bi para bancar descontos em financiamentos imobiliários (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Light apresenta a credores nova proposta de pagamento, dizem fontes (Valor Econômico);
    • Curva forward convencional em janeiro está R$ 12,88 acima do PLD mínimo (Canal Energia);
    • Eleições municipais e dívida de Minas geram corrida de políticos até Pacheco (O Tempo);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Renda fixa

De Olho na Renda Fixa: principais notícias de crédito privado, mercados e renda fixa

  • Economistas estimam que a China deve diminuir ritmo de crescimento em 2024 (Valor);
  • Mercado projeta piora do cenário fiscal para 2024, diz boletim do BC (Estadão);
  • Após turbulência, 2024 deve ser ano positivo para debêntures (Valor);
  • Light apresenta a credores nova proposta de pagamento, dizem fontes (Valor);
  • Ratings de emissor e de emissão da Sequoia retirados a pedido do emissor (S&P Global);
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

CVM orienta que ESG entre em formulários de perfil dos investidores | Café com ESG, 27/12

  • O mercado encerrou o pregão de terça-feira em território positivo, com o IBOV e o ISE registrando altas de 0,58% e 0,22%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) a CVM publicou, ontem, um ofício orientando os agentes que vendem produtos financeiros a passar a incluir questões ligadas à sustentabilidade em seus formulários de perfil dos investidores, a fim de mapear e entender o interesse dos clientes pela matéria – de forma geral, a intenção é combater a prática de greenwashing no mercado brasileiro, e garantir que o investidor interessado em produtos ESG seja atendido de forma adequada; e (ii) em entrevista ao Financial Times, a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, defendeu a imposição de limites à exploração de petróleo no país – o jornal britânico também citou a discordância entre Marina e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, sobre o licenciamento na Margem Equatorial;
  • No internacional, o órgão regulador de energia nuclear do Japão suspendeu hoje uma proibição operacional imposta à usina nuclear Kashiwazaki-Kariwa da Tokyo Electric Power há dois anos, permitindo que ela inicie as medidas necessárias à obtenção de permissão local para reiniciar – a usina é considerada a maior do mundo, possuindo uma capacidade de 8.212 megawatts (MW);
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG. 

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.