XP Expert

Aumento de infecções pela covid-19 na Europa e nos Estados Unidos continua pressionando os mercados

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,2% | 101.017 Pontos

CÂMBIO 0,1% | 5,62/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Pressionado pelo movimento das bolsas internacionais, o Ibovespa fechou a última segunda-feira em queda de 0,24%, aos 101.017 pontos. Os principais motivos do pessimismo foram o novo recorde de 83 mil casos diários de infecções pelo novo coronavírus nos Estados Unidos, o que levou até o petróleo a cair 3,16%, a perda de entusiasmo quanto à aprovação de um novo pacote de estímulos americano antes das eleições e a implementação de novas medidas de restrição em países europeus, como Itália e Espanha. Depois da queda generalizada de ontem, hoje as bolsas amanhecem mistas, com a Europa caindo 0,4% e os Estados Unidos avançando 0,3%.

As taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem em queda, em semana de decisão do Copom. A queda poderia ter sido mais acentuada, mas a cautela global com a segunda onda da covid-19 e a fala do assessor econômico da Casa Branca de que as negociações entre democratas e republicanos não estão completamente paralisadas seguraram o movimento. O DI jan/21 fechou em 1,95%; DI jan/23 encerrou em 4,84%; DI jan/25 foi para 6,57%; e DI jan/27 fechou em 7,43%.

No Brasil, os jornais seguem leves, com a cobertura focada nas eleições municipais. Das notícias com impacto fiscal, o destaque foi que o governo fará uma contraproposta às centrais sindicais que buscam ampliar o seguro-desemprego aos trabalhadores demitidos na pandemia. A ideia é pagar duas parcelas a mais do benefício, mas limitando os beneficiários para evitar que fiquem pagamentos para 2021. O custo fiscal seria de R$ 7.3 bi, ante R$ 16.4 bi da proposta inicial das centrais sindicais. Além disso, o presidente adiantou ontem que o Diário Oficial trará redução de impostos sobre videogames. O impacto será pequeno, de R$ 36 mi em 2021 e R$ 39 mi em 2022, mas a notícia não deixa de ser negativa.

No âmbito político, foram fortes as reações à sugestão de Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, de se fazer uma constituinte. O destaque ficou para a possível reforma ministerial e para a pressão para mais investimentos públicos na segunda metade do mandato presidencial.

E na economia, o destaque de ontem foram os dados de crédito, que continuam em expansão. O indicador mostra que a política monetária expansionista vem funcionando e tende a compensar parte da retirada dos programas de auxílio do governo no ano que vem. Com relação à inflação, o índice da FIPE da terceira quadrissemana de outubro ficou um pouco acima do esperado, indicando que a inflação ao consumidor segue acelerando na segunda quinzena de outubro.

A agenda desta terça-feira traz como destaque a divulgação de balanços corporativos no Brasil e no exterior. No Brasil, será publicada, pelo Tesouro, a edição de setembro do Relatório Mensal da Dívida Pública. E nos Estados Unidos, serão divulgados pedidos de bens duráveis de setembro (que funcionam como bom indicador antecedente da indústria) e a confiança do consumidor de outubro.

Tópicos do dia

Agenda de Resultados

Cielo (CIEL3): Após o fechamento
Raia Drogasil (RADL3): Após o fechamento
Santander (SANB11): Antes da abertura
Temporada de resultados do 3º trimestre – o que esperar?
Calendário de resultados do 3T20

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Internacional

Empresas

  1. Klabin (KLBN11): 3T melhor do que o esperado com volumes mais altos em papel
  2. Petrobras: Gaspetro recebe proposta da Compass
  3. ArcellorMittal religa o alto forno 3 em Tubarão
  4. Proteínas: preços do boi gordo e do suíno vivo quebram recordes novamente, aumentando preocupação com pressão de custos

Veja todos os detalhes

Empresas

Klabin (KLBN11): 3T melhor do que o esperado com volumes mais altos em papel

  • Ontem, a Klabin reportou seus resultados operacionais referente ao 3º trimestre. De modo geral, os números foram acima do esperado, com EBITDA de R$1.233 milhões. O principal destaque foi o volume de papel sinalizando início de recuperação em mais setores da economia. Além disso, volumes de celulose vieram em linha com a nossa previsão e os preços se recuperaram no final do trimestre. Embora a alavancagem continue sendo uma preocupação, parece decente, considerando os projetos de expansão em andamento: Dívida Líquida/EBITDA em dólar atingiu 4,0x, contra 3,8x no 2T20;
  • Em papel, volumes maiores, devido à forte demanda de alguns dos setores mais impactados no primeiro semestre, como alguns bens duráveis, foram o principal destaque. O preço médio realizado foi ligeiramente mais baixo (-2% T/T, +8% A/A), enquanto os volumes em 513 mil toneladas foram 9% maiores A/A;
  • No segmento de celulose, o principal destaque foi o melhor mix entre clientes/regiões, compensando parcialmente os preços da celulose de fibra curta mais baixos no trimestre. Os volumes de vendas vieram em linha e as receitas cresceram 3% no trimestre, para R$1.051 milhões. Do lado negativo, custo caixa pior com preços mais altos de produtos químicos (soda cáustica) e custos relacionados a intervenções antes das paradas de manutenção, que geralmente ocorrem no segundo trimestre, compensaram o desempenho ainda bom nos volumes;
  • Vemos os resultados reportados como positivos e reiteramos nossa recomendação de Compra (preço-alvo de R$32/ação).

Petrobras: Gaspetro recebe proposta da Compass

  • A Cosan anunciou ontem, via fato relevante, que sua subsidiária Compass apresentou sua proposta no processo competitivo de desinvestimento promovido pela Petrobras para alienar sua participação de 51% no capital da Gaspetro. A subsidiária de distribuição de gás da Petrobras, Gaspetro, é uma holding que possui participação em 19 distribuidoras de gás que exploram com exclusividade os serviços locais de distribuição de gás canalizado em diversos Estados do Brasil;
  • Os termos e condições da proposta são confidenciais, em razão da natureza do processo competitivo conduzido pela Petrobras. No entanto, a concretização da potencial transação está sujeita a diversos fatores, incluindo a escolha da proposta apresentada pela Compass como vencedora do processo competitivo, a conclusão bem sucedida das negociações dela decorrentes e a celebração do respectivo contrato de compra e venda para aquisição de participação de 51% do capital social da Gaspetro, que preverá condições precedentes habituais em transações desta natureza, incluindo aprovações regulatórias e concorrenciais dos reguladores aplicáveis;
  • Com base base em nossas estimativas realizadas levantamos no nosso relatório de início de cobertura (link), estimamos para a Gaspetro (i) um valor total implícito para a subsidiária entre R$4,33 bi e R$4,66 bi, (ii) para a venda de 51% de participação da Petrobras, uma arrecadação de recursos entre  R$1,57 bi a R$1,68 bi (valores já líquidos de impostos sobre ganho de capital), (iii)  em um ganho adicional por ação de R$ 0,12-0,13/ação com a venda, e (iv) uma redução no endividamento de (0,01)x;
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra para Petrobras, com preços-alvo de R$30 e R$29 para PETR4 e PETR3, respectivamente. Notamos que não incorporamos nenhum processo de venda de ativos em nossas estimativas de preço-alvo. Notamos que estamos restritos nas ações da Cosan por determinação de compliance.

ArcellorMittal religa o alto forno 3 em Tubarão

  • De acordo com um anúncio realizado ontem, a ArcellorMittal reiniciou seu alto-forno 3 da usina de Tubarão no dia 25 de outubro. O equipamento está parado desde março devido ao cenário econômico desfavorável decorrente do COVID-19 e tem capacidade de produção de 2,8 milhões de toneladas por ano de aço bruto. Com a retomada, a empresa terá capacidade de forno de quase 7 milhões de toneladas por ano na usina;
  • O religamento baseou-se numa decisão estratégica diante de uma aparente recuperação da atividade económica e do setor. Dessa forma, os três alto-fornos de Tubarão operam com capacidade reduzida, visando atender os clientes que retomaram gradativamente o consumo, porém acompanhando cautelosamente a demanda. Vemos a decisão como positiva para o setor siderúrgico, além do sinal favorável para a recuperação do mercado doméstico.

Proteínas: preços do boi gordo e do suíno vivo quebram recordes novamente, aumentando preocupação com pressão de custos

  • A margem dos frigoríficos seguem sob pressão frente a sucessivas altas e recordes registrados nos preços dos animais vivos, conforme destacamos no Expresso Alimentos & Bebidas nas últimas semanas;
  • O boi gordo fechou a semana passada em R$ 269/@ (+5% desde o início de outubro e +30% desde o início do ano). O suíno vivo fechou a semana em R$ 9,41/kg, um aumento de 18% no mês, 48% no ano e 77% versus 2019. O frango vivo, que apesar da alta segue atrasado em relação às outras proteínas, fechou a semana em R4 4,30, um aumento de 4% no mês, 34% no ano e 30% versus 2019;
  • A pressão nos custos também impacta os produtores, com a alta nos grãos reduzindo as margens. A soja fechou a semana em R$ 164/saca, aumento de 8% no mês, 85% no ano e 87% na comparação anual. O milho fechou a semana em R$ 79/saca, aumento de 23% no mês, 84% no ano e 62% na comparação anual;
  • O alento à pressão de custos vem dos câmbio desvalorizado (-28% desde o início do ano) e da demanda aquecida no mercado mundial. A proximidade do Ano Novo Chinês indica que o ritmo deve seguir forte por pelo menos mais um mês, o que deveria ajudar as indústrias. Exportações para a quarta semana de outubro:
    • Carne bovina segue forte em volume (131k tons, +5% A/A);
    • Carne de frango segue com preços 15% abaixo do mesmo período em 2019;
    • Carne suína com perspectiva de novo recorde em volume (67k tons +47% A/A) e mantendo preços estáveis (+1,4% A/A).
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.