XP Expert

Relatório de Alocação | Junho 2019

Visão para junho de 2019 Brasil Depois de 10 anos, este foi o primeiro mês de maio que o Ibovespa encerrou no campo positivo, contrariando os movimentos dos demais mercados internacionais. Nos mercados de juros, houve também valorização dos ativos e o câmbio fechou relativamente estável em comparação à abril. O principal motivo pelo qual […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Visão para junho de 2019

Brasil

Depois de 10 anos, este foi o primeiro mês de maio que o Ibovespa encerrou no campo positivo, contrariando os movimentos dos demais mercados internacionais. Nos mercados de juros, houve também valorização dos ativos e o câmbio fechou relativamente estável em comparação à abril.

O principal motivo pelo qual descolamos da performance não só dos países desenvolvidos, mas emergentes também, foi o cenário político local. A aprovação de importantes pautas no Congresso, como a de combates à fraude da Previdência e reestruturação dos ministérios, renovou o ânimo do mercado, pois ilustram a melhora da articulação e do diálogo entre Congresso e Executivo, essencial para destravar pautas importantes da agenda econômica do governo, como a reforma da Previdência.

Perspectivas

Em relação à agenda da reforma da Previdência, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, tem como expectativa que o texto seja aprovado no plenário da Casa no fim de junho ou na primeira quinzena de julho. No entanto, achamos o calendário muito otimista, e acreditamos que a votação na câmara dos deputados ocorra entre Agosto e Setembro, quando esperamos outra grande valorização dos ativos brasileiros. Para aprovação Senado, esperamos que ocorra no quarto trimestre.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é A3.jpg

Internacional

Diferente de Abril, Maio trouxe maiores preocupações com os ativos de risco no mundo. A disputa comercial entre Estados Unidos e China, que caminhava para um acordo, mudou de rumo rapidamente após anuncio de Trump no Twitter informando sobre um novo aumento das tarifas sobre importações chinesas. As ofensivas do presidente tiveram também como alvo a empresa Chinesa Huawei, maior produtora de equipamentos de telecomunicações do mundo, elevando o conflito para além de apenas uma guerra comercial, passando a ser também tecnológica.

Esse conflito tem peso representativo nas projeções de crescimento global, e seu reflexo pode ser visto não só nas quedas da bolsas globais, mas também na queda dos títulos soberanos no mundo, reflexo de uma busca dos investidores por ativos mais seguros.

Perspectivas

Apesar da volatilidade esperada no curto prazo, nosso time de estratégia global tem como cenário base um desfecho positivo no longo prazo. Em junho ocorrerá a reunião do G20, onde os presidentes podem se reunir, mas consideramos baixa a probabilidade de um acordo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-383.png

Renda Variável

Maio foi um mês desafiador após o Ibovespa testar os menores níveis do ano. A melhora do cenário doméstico nas últimas semanas foi responsável pela performance do índice, destaque no ano frente seus pares emergentes.

Nossas novas estimativas de lucro para as empresas do Ibovespa em 2019 estão 10% abaixo do consenso de mercado, crescendo 20% no ano comparado a 30% anteriormente.

Entretanto, para 2020 esperamos outro crescimento de 20% em lucros, 12% acima do consenso. Vemos o Ibovespa negociando em linha com o histórico em 2019 (12,4x Preço/Lucro), mas a 10,5x em 2020, patamar que consideramos muito atrativo em um cenário de aprovação da reforma.

Revisamos nossas estimativas, e agora projetamos o Ibovespa a 115 mil pontos no final do ano, 125 mil pontos no meio de 2020, e 140 mil pontos no final de 2020, considerando: (i) um cenário de estagnação econômica no começo de 2019, (ii) postergação da retomada de atividade para 2020, (iii) SELIC mais baixa por muito mais tempo, (iv) empresas mais desalavancadas, e (v) crescimento de lucros robustos ainda em 2019 e 2020.

Apesar do cenário de curto prazo desafiador, acreditamos que estamos no meio de uma transformação no Brasil, e vemos um claro caminho adiante para o avanço do Ibovespa.

Projetamos o Ibovespa a 115 mil pontos no final do ano, 125 mil pontos no meio de 2020 e 140 mil pontos no final de 2020.”

Multimercados

Observamos que os fundos seguem mais cautelosos em suas posições, com estratégia de investimentos menores e mais táticas devido às incertezas tanto no Brasil quanto no exterior. O cenário mais nebuloso faz com que os gestores sejam mais comedidos, evitando fazer alocações estruturais.
De forma geral, as posições mais comuns entre os fundos e também as que tiveram melhor performance no mês, foram aquelas a favor da queda dos juros no Brasil, diante da fraqueza da atividade econômica e a expectativa crescente, entre os gestores, de um corte adicional da taxa SELIC pelo Banco Central.
As posições detratoras estão associadas aos books de ações globais, principalmente compradas no índice S&P500.
Vale ressaltar que o investimento nesse tipo de produto requer um horizonte de longo prazo, de forma que a análise de rentabilidade deve ser considerada para janelas de no mínimo 24 à 36 meses.

Renda Fixa

O IPCA-15 passou de 0,72% em abril para 0,35% em maio. Os principais contribuidores foram os preços de remédios e de combustíveis. Como reflexo em nossas carteiras, a performance dos ativos IPCA+ não foram tão altas como anteriormente, mas quando olhamos o carrego desses títulos, ou seja, o retorno do título IPCA+ até o vencimento versus o CDI no período, ainda são posições que além de defensivas, têm tido um retorno excelente.
Nossa expectativa é que a inflação permaneça um pouco menor nos próximos meses, mas isso não muda nossa visão em relação à recomendação da aquisição de títulos indexados à inflação com prazos longos.
Tanto que, no último mês, incluímos os ativos pré-fixados para clientes que possuem um perfil mais agressivo. As taxas dos ativos pré-fixados foram menores em Maio do que estavam em Abril. Ainda vemos prêmio nesses ativos, agora em vencimentos mais longos que dois e três anos, visando a compra e carrego até o vencimento.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.