Crédito Privado: a maior oportunidade da renda fixa em 2020. Confira a opinião de grandes gestores

access_time 08/12/2019 - 12:56
format_align_left 6 minutos de leitura

Apesar de a taxa do CDI estar em um patamar menor, o que resulta em taxas de retornos mais baixas, principalmente nos ativos pós fixados, os prêmios de crédito (retorno de títulos de crédito privado emitidos por um banco ou empresa acima do retorno dos títulos do governo equivalentes) que estavam bem baixos entre junho e julho, agora estão bem atrativos.

O movimento de aumento dos prêmios, normalmente explicado pela piora de crédito da(s) empresa(s), foi resultado da menor demanda pelo investidor e maior oferta do papel. Dito de outra forma, o movimento foi causado por uma necessidade de venda dos papeis dentro dos fundos de renda fixa, devido os resgates dos clientes, que por sua vez tomaram essa atitude em massa após visualizarem uma pior rentabilidade com o início das aberturas dos prêmios.

Essa dinâmica “bola de neve” abriu uma grande oportunidade de adquirir ativos de boas empresas com altas taxas!

Entenda mais sobre o assunto através da opinião de grandes gestores. Em seguida, explicamos como ajustar sua carteiras para 2020.

Augme Capital

O ano de 2020 vai entrar com a carteira de crédito melhor precificada. Para o investidor, carteira melhor precificada significa ativos mais baratos e perspectivas melhores de retornos. Acreditamos que o movimento técnico recente decorrente do resgate de fundos de crédito fará com que o mercado fique mais seletivo e passe a exigir mais prêmio de crédito para os ativos.

Nos dois últimos meses de 2019 já vivenciamos um aquecimento importante do nosso pipeline high yield (ativos com altas taxas e maior risco de crédito) com oportunidades de investimento com retornos entre CDI+3,7% ao ano, chegando até a CDI+12% ao ano. As estruturas vão desde debêntures de companhias de capital fechado até cessão de crédito de contratos no modelo “as a service” e investimentos em estruturas de eficiência energética.

Para finalizar entendemos que a combinação de juros baixíssimos com retomada do crescimento da economia aquecerá de maneira substancial a demanda por crédito, ao mesmo tempo que há melhora na capacidade das empresas de gerar caixa. Ou seja, demanda aquecida por crédito de boa qualidade. Difícil pensar em cenário mais motivador.

Saiba mais sobre o fundo Augme 45 Advisory FIC FIM CP.

Az Quest

Após um forte processo de realização dos preço dos ativos de crédito ocorrido em outubro e novembro, vemos dezembro começar com uma estabilização desse mercado e até já deixando as portas abertas para uma retomada da normalidade.

Optamos durante esse tempo por uma gestão ortodoxa, mantendo o caixa dos fundos relativamente alto, sem falar da ótima qualidade de crédito da carteira de ativos. Isso nos permite, numa eventual volta da normalidade, a consumir parte desse caixa na aquisição de ativos no secundário a preços muito interessantes (diria até baratos), além de contar com um mercado primário que rodará em 2020 com taxas de emissão bem acima das praticadas em 2019 e 2018. Dessa forma temos uma visão muito construtiva e positiva para 2020.

Saiba mais sobre o fundo AZ Quest Altro Advisory FIC FIM CP.

Gama Investimentos

O cenário para o mercado de crédito privado em 2020 é bastante promissor. Os vetores fundamentais para um ciclo contínuo de desenvolvimento são claramente positivos: por um lado, o mercado de capitais vem ganhando espaço na composição do financiamento do setor corporativo, tendo atingido em 2019 volumes recordes de emissões e de participação em relação ao investimento total no país; e do ponto de vista dos investidores, com a queda estrutural do juros, os spreads de crédito serão parte cada vez mais importante na composição do retorno das alocações em renda fixa.

Após o período recente de aumento de volatilidade na classe de crédito privado e o novo nível de equilíbrio dos spreads, somado às expectativas de volumes ainda maiores de emissões em 2020, o próximo ano deve registrar um crescimento significante do volume sob gestão de gestores dedicados. O aumento de funcionalidade da classe de investimentos, com maior liquidez no mercado secundário e marcação a mercado cada vez mais eficiente, além de uma relação de risco retorno muito competitiva, apontam para o contínuo crescimento relativo das alocações em crédito.

Saiba mais sobre o fundo Gama Top FIC FIRF CP LP.

XP Asset

Para 2020, acreditamos que o mercado de capitais continuará a ganhar protagonismo no financiamento da economia. A dinâmica da taxa Selic aliada ao desenvolvimento de novos canais de crédito trará dinamismo às fontes de financiamento.

Devemos lembrar que quanto mais desenvolvida é uma economia, mais ativo é o seu mercado de capitais. Assim, acreditamos em boas perspectivas para o mercado de crédito privado, com um maior número de empresas acessando o mesmo em busca de funding, gestoras se especializando nesta classe de ativos e investidores em busca de diversificação e retorno diferenciados.

Saiba mais sobre o fundo XP Debêntures Incentivadas FIC FIM CP.

Como aproveitar essa oportunidade dentro do seu portfólio de investimentos

Podemos aproveitar de algumas formas: por meio dos gestores de renda fixa ou comprando diretamente os papéis de crédito privado, que por sua vez, podem ser papeis pós fixados (percentual CDI) ou indexados à inflação (IPCA + uma taxa prefixada). Em nossas carteiras para pessoa física, temos as quatro combinações possíveis, respeitando sempre a exposição máxima a 20% dos seus investimentos em um único fundo e entre 3% a 5% diretamente em um papel dependendo do seu risco.

Nos perfis conservador e moderado, indicamos ativos de crédito privado na parcela pós fixada. Já na parcela indexada à inflação, sugerimos exposição por meio de ativos de crédito privado aos três perfis. Com destaque para os perfis moderado e agressivo, onde toda nossa parcela de inflação está nesses ativos, após termos substituído os fundos com exposição aos títulos públicos.

Importante: apenas alguns ativos com classificação de risco mais baixa (rating AAA) podem ser adquiridos por clientes conservadores. Saiba mais sobre esse papeis e todas nossas demais sugestões no Onde Investir.

Extra: Ilustração do Efeito do Prêmio de Crédito na Rentabilidade dos ativos.