Carteira Agressiva – Maio 2020

Se o seu perfil é agressivo, confira nossa carteira recomendada para este mês.

Compartilhar:


A carteira recomendada representa a combinação sugerida por nossos especialistas visando a busca por maiores retornos dado um determinado risco e volatilidade, somada à nossa perspectiva atual do cenário macroeconômico.

O portfólio da categoria agressiva tem mais apetite a risco e, como consequência, maior sensibilidade ao cenário atual, apesar de sempre visar a proteção de capital no longo prazo. Olhando tanto para a parcela nacional quanto internacional, através dos multimercados, e com um maior percentual de alocação na classe de renda variável, existe o potencial do perfil atingir retornos bem expressivos.

Essa versão é dedicada ao investidor qualificado. Para acessar a verão público geral, clique aqui.

Carteira Agressiva

Abril foi um mês bastante difícil em termos de economia real, com números alarmantes de contágio do coronavírus e resultados de empresas publicados.

No entanto, o mercado já se acostumou com a idéia de um período de alguns meses “perdidos” para a economia, implicando em um ano de recessão global em 2020.

Frente à deterioração do cenário político brasileiro, optamos por seguir com o movimento de aumento de risco focando nas classes de bolsa americana e títulos de renda fixa americanos, retomando a exposição cambial em parte da carteira de bolsa.

Por fim, levando em conta os estímulos do governo, optamos por aumentar também a exposição à ativos de crédito, buscando se beneficiar do alto carrego oferecido pela precificação atual e de uma potencial reprecificação futura.

Esses aumentos foram feitos em detrimento da posição de prefixados e da de bolsa brasileira.

Além disso, aumentamos a exposição à Renda Fixa Global por meio de um fundo focado em crédito high yield nos Estados Unidos às carteiras, o AXA WF US High Yield Bonds Advisory FIC FIM IE CP como um novo ciclo de aumento da nossa exposição à risco frente às recentes quedas.

Essa estratégia consiste no investimento em títulos de renda fixa de empresas abaixo do grau de investimento e possui um comportamento histórico mais parecido com renda variável global do que com renda fixa global com grau de investimento, ainda que com cerca de um quarto da volatilidade da bolsa americana. Historicamente essa foi uma das estratégias mais rentáveis em momentos de recuperação econômica.

Escolhemos um fundo que além de trazer o benefício da diversificação geográfica (os retornos do fundo não são afetados por instabilidades dentro do Brasil) traz também segurança por meio da diversificação de posições com uma carteira de mais de 250 títulos, e por uma diversificação setorial também bastante interessante, na qual nenhum setor possui exposição maior do que 15% e o setor de maior exposição é o da Saúde, que está entre os menos impactados pelos choques atuais. O setor de energia possui uma exposição muito baixa na carteira do fundo. A taxa dos títulos em carteira hoje, com o hedge para reais, está acima de CDI + 7,0% ao ano, com prazo médio da carteira em torno de 3 anos.

Não é sua primeira carteira de investimentos? Confira em nosso relatório de alocação os ativos mais recomendados para ajustar os seu atual portfólio.

Performance em Abril

Em abril a performance da carteira agressiva foi de 4,0%, frente ao CDI de 0,28%.

Agressiva Alocação Mês 2020 12 M
Pós Fixado 8,00%
CDB BS2 102% CDI – Liquidez Diária 7,00% 0,29%
CRA Zilor CDI + 3,3% CDI – Out/24 1,00% 0,45%
Prefixado 7,50%
CDB Banco Omni 8,35% – 4 anos 7,50% 0,48%
Inflação 15,00%
XP Debentures Incentivadas CP FIC FIM 3,00% 0,96% -2,23% 4,88%
CRA Adecoagro IPCA + 4,75 anos Nov/27 3,00% 0,34%
Deb Neoenergia IPCA + 4,9 Jun/33 3,00% 0,34%
Deb Rota das Bandeiras IPCA + 5,45 Jul/34 3,00% 0,37%
Deb Equatoria IPCA + 4,75 Abr/39 3,00% 0,33%
Multimercado 30,00%
Kinea Xtr XP Seg Prev FIC FIM 7,50% 1,80% -9,59% -4,33%
XP Macro FI Multi 6,50% 1,17% -2,96% N/D
RPS Equity Hedge Advisory D30 FIC FIM 6,00% N/D N/D N/D
Giant Sigma Advisory FICFIM 3,50% 3,77% 3,30% N/D
Visia Zarathustra FIC FIM 3,50% 1,83% 7,32% 23,18%
COE Índice Seleção de Fundos – 5 anos 3,00% 1,82%
Renda Variável 22,50%
Brasil Capital 30 Advisory FIC FIA 6,00% 12,37% -33,82% N/D
Safari 45 FIC FIM II 5,50% 9,96% -33,80% -12,48%
Tork Advisory 60 FIC FIA 5,50% N/D N/D N/D
XP Long Term Equity FIC FIM 5,50% 9,25% -24,22% N/D
Internacional 17,00%
Morgan S. Global Fixed Income Advisory 7,00% 3,49% -4,20% N/D
AXA WF US HY Advisory FIC FIM IE CP 3,00% N/D N/D N/D
MS Global Opportunities Advisory FIC FIA IE 3,50% 17,78% 33,59% N/D
Trend Bolsa Americana FIM 3,50% 11,79% -13,48% -3,21%
Resultado 100,00% 4,05%

N/D – Fundos com menos de 6 meses de existência: INSTRUÇÃO CVM N.º 409 – Art. 75: Qualquer divulgação de informação sobre os resultados do fundo só pode ser feita, por qualquer meio, após um período de carência de 6 (seis) meses, a partir da data da primeira emissão de cotas. Para cálculo da rentabilidade da carteira, equiparamos a rentabilidade ativos isentos de IR (LCIs, LCAs, CRIs, CRAs e Debentures Incentivadas) com os não isentos através da adição da menor alíquota de IR (15%).

Performance desde o Início

Nossa carteira recomendada teve início em Setembro de 2017 e nesse período o retorno da mesma foi 20,9%, frente ao CDI de 17,0%

Rentabilidade passada não é garantia de futuro

Carteiras Agressivas Anteriores

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM