Carteira Agressiva – Dezembro 2019

Se o seu perfil é agressivo, confira nossa carteira recomendada para este mês.

Compartilhar:


A carteira recomendada representa a combinação sugerida por nossos especialistas visando a busca por maiores retornos dado um determinado risco e volatilidade, somada à nossa perspectiva atual do cenário macroeconômico.

O portfólio da categoria agressiva tem mais apetite a risco e, como consequência, maior sensibilidade ao cenário atual, apesar de sempre visar a proteção de capital no longo prazo. Olhando tanto para a parcela nacional quanto internacional, através dos multimercados, e com um maior percentual de alocação na classe de renda variável, existe o potencial do perfil atingir retornos bem expressivos.

Carteira Agressiva

Novembro foi um mês ligeiramente positivo para a bolsa brasileira (0,95%) terminando perto de 108 mil pontos. No início do mês houve uma perda no mercado, compensando o ganho do final, em função de uma maior aversão a risco. As instabilidades da América Latina, incerteza quanto às próximas reformas do Brasil e também a complicação do acordo comercial entre China e EUA foram os fatores determinantes para esse aumento. A bolsa americana teve uma valorização de 8,69%, apesar do cenário internacional instável. Os EUA continuam sendo uma economia forte pois a Europa segue enfraquecida e a América Latina continua trazendo insegurança.

Apesar da economia brasileira estar mudando o rumo, enxergamos no mês anterior uma depreciação do câmbio nacional, em função da maior percepção de risco do Brasil, taxa de juros mais baixas e uma retomada gradual das atividades. O dólar continua como moeda forte, mas estamos otimistas para o mercado local em 2020.

Mantivemos a alocação na classe Pré-fixada em 7,5%, acreditando em um prêmio na parte intermediária da curva de juros. Nos papéis de até 1 ano haverá volatilidade em por causa do final do ciclo de corte de juros. Acima de 4 anos preferimos os papéis atrelados à inflação.

Renda variável, aumentada agora para 30%, traduz o otimismo com a situação atual do Brasil, pós reforma da previdência e indicação de uma importante agenda macroeconômica.

Utilizamos a parte de Inflação (15%) para contratar ganhos acima do IPCA por prazos mais longos. Após a abertura dos prêmios de crédito, optamos por deslocar o capital para os ativos isentos de IR, contratando prêmios de crédito acima de 1% ao ano.

Para se aproveitar de nosso tema de juros baixos no mundo, e em renda variável, diversificando a parcela de bolsa e trazendo uma exposição, pequena, à moeda americana reservamos 12,5% para a parte Internacional.

*As taxas de renda fixa indicadas correspondem às taxa de negociação de cada ativo no primeiro dia útil do mês. Para maiores informações sobre as taxas dos ativos de renda fixa acessar: https://experiencia.xpi.com.br/renda-fixa/#/home

Não é sua primeira carteira de investimentos? Confira em nosso relatório de alocação os ativos mais recomendados para ajustar os seu atual portfólio.

Performance em Novembro

Em novembro a performance da carteira agressiva foi de 0,85%, correspondendo a 222,5% do CDI.

Agressiva Mês 2019 12 M
Pós Fixado
Trend Pós-Fixado FIRF Simples 0,36% 5,35% 5,85%
Prefixado
Tesouro Prefixado 2022 -0,68%
CDB NBC 6,75% – 3 anos 0,52%
Inflação
SulAmérica Inflatie FI Renda Fixa Longo Prazo -2,04% 20,06% 21,70%
XP Debentures Incentivadas Crédito Privado FIC FIM -1,52% 10,53% 11,96%
CRA JBS – IPCA + 3,7% – 5 anos 0,53%
CRA Klabin – IPCA + 3,85 – 9,5 anos 0,55%
Multimercado
XP Macro FIM -1,47% 7,70% 7,91%
Verde AM Scena Advisory XP Seg FIC FIM -0,43% 8,41% N/D
Absolute Vertex Advisory FIC FIM 0,33% 8,62% 9,35%
Ibiuna Long Short Advisory FIC FIM 2,23% 8,84% 12,65%
Giant Sigma Advisory FIC FIM N/D N/D N/D
Giant Darius FIC FIM 0,10% 6,82% 7,49%
Renda Variável
Brasil Capital 30 FIC FIA 1,60% 42,47% 42,23%
Moat Capital FIC FIA 4,39% 32,19% 29,51%
Safari 45 FIC FIM II 0,54% 28,98% N/D
Tork FIC FIA 4,32% 39,47% 43,92%
Internacional
PIMCO Income FIC FIM IE 0,44% 9,17% 10,15%
Trend Bolsa Americana Dolar FIM 10,31% 38,84% 38,84%
Rentabilidade carteira 0,85%

N/D – Fundos com menos de 6 meses de existência: INSTRUÇÃO CVM N.º 409 – Art. 75: Qualquer divulgação de informação sobre os resultados do fundo só pode ser feita, por qualquer meio, após um período de carência de 6 (seis) meses, a partir da data da primeira emissão de cotas. Para cálculo da rentabilidade da carteira, equiparamos a rentabilidade ativos isentos de IR (LCIs, LCAs, CRIs, CRAs e Debentures Incentivadas) com os não isentos através da adição da menor alíquota de IR (15%).

Performance desde o Início

Nossa carteira recomendada teve início em Setembro de 2017 e nesse período o retorno da mesma foi 30%, frente ao CDI de 15%

Rentabilidade passada não é garantia de futuro

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.