XP Expert

‘O mundo muda gradualmente até o de repente chegar’, diz John Elkington

John Elkington, considerado o “pai da sustentabilidade” explorou sua visão sobre a transição para um capitalismo mais sustentável e inclusivo

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

No penúltimo painel do primeiro dia, o chamado “pai da sustentabilidade” explorou sua visão sobre o ponto de inflexão no qual nos encontramos e a possibilidade de efetivamente fazermos transição para um capitalismo mais sustentável e inclusivo.

John Elkington é escritor, empresário e ambientalista. Por vezes descrito como o “pai da sustentabilidade,” ele é autor e co-autor de uma série de livros, incluindo “Green Swans: The Coming Boom In Regenerative Capitalism “(“Cisnes Verdes: O Boom do Capitalismo Regenerativo “) – disponível em inglês -, um projeto de manifesto para o futuro do capitalismo, da democracia e da sustentabilidade.

Cisnes Verdes: o novo boom do capitalismo regenerativo?

O livro escrito por John aborda meios de como governos, empresas e organizações da sociedade estão inovando (ou como diz Elkington, “desencadeando aspirais positivas ascendentes”) para enfrentar a emergência das mudanças climáticas e a consecução dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Ele explica que “cisne verde” (em contraste ao conceito de “cisne negro” criado por Nassim Nicholas Taleb) é uma mudança profunda no mercado, geralmente catalisada por mudanças de paradigmas, valores, mentalidades, tecnologias, modelos de negócios e outros fatores-chave. O “cisne verde” proporciona um progresso exponencial na forma de criação de riqueza econômica, social e ambiental, tendo como objetivo um avanço integrado em nas três dimensões.

Vivemos em um mundo em constante mudanças. A intensidade e rapidez com que as mudanças acontecem podem assustar. John ressalta que os nossos sistemas políticos (globalmente falando) têm muito a avançar para acompanhar tamanhas mudanças e regenerações. Regenerações econômica, política, social e, principalmente, regeneração da nossa biosfera.

 “O mundo muda gradualmente até o de repente chegar”

John chamou atenção à maneira como o ser humano não consegue enxergar mudanças exponenciais até que elas, de fato, apareçam para mudar completamente o cenário. Para ele, mudanças exponenciais serão cada vez mais presentes em nosso dia-a-dia e uma delas deverá ser a maneira como as pessoas e empresas lidam com a natureza. Se nada for feito, a escala dos problemas que iremos enfrentar será enorme e acontecerá de repente.

“Este é o país [Brasil] que eu quero ver na linha de frente em termos de defesa ambiental”

John se considera otimista de que as ações voltadas à sustentabilidade podem ser aprimoradas com o tempo. Entretanto, ele ressalta que a situação global é crítica. Os oceanos estão mudando, florestas estão derretendo e nós, seres humanos, já passamos do limite para conter uma margem controlável de devastação do meio ambiente. O motivo pelo qual se considera otimista é simples:

 “A nossa espécie tende a fazer um trabalho criativo quando necessário. Chegou o momento em que nós precisamos ser mais inovadores do que nunca”

Não podemos depender apenas das empresas e multimilionários que investem em ações em prol da sustentabilidade. Nós precisamos de incentivos do governo, precisamos regulamentações e protocolos bem definidos.

As empresas dependem de regulamentação, de regras claras, da ação governamental. Mas é preciso andar junto: durante muitos anos, as empresas fizeram lobby para impedir que governos realizassem o que era o certo. Como por exemplo a indústria do carvão ao restringirem regras de limpeza, mas essa indústria está para se tornar extinta”.

Agora, as empresas estão começando a acordar para as questões de sustentabilidade.

“Uma das coisas que mais me anima hoje é ver que as gerações mais novas estão entendendo a crise sistêmica em que vivemos e já estão se mexendo.”

E sobre ter esperança de que o mundo caminhará para uma agenda mais sustentável nos próximos anos, John acredita na capacidade dos jovens de liderarem essa agenda. E para isso acontecer, a linguagem precisa mudar. Todos precisam entender o que é uma agenda sustentável.

“Uma coisa que aprendemos na vida é que a espécie humana é um animal de rebanho, de grupo e quando ele se movimenta, ficamos desconfortáveis quando estamos na ponta. Sempre que uma nova agenda surge, as pessoas não se sentem confortáveis, a menos que usem a mesma linguagem.”

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.