XP Expert

As lições para o mundo pós-coronavírus, por Yuval Harari

Entenda a visão do professor e autor Yuval Harari sobre o futuro da humanidade pós-pandemia

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O que a pandemia evidenciou?

Em primeiro lugar, o sucesso da evolução científica: fomos capazes de identificar o vírus em 2 semanas, realizando mapeamento genético e em pouco tempo já produzimos testes para identificar infecção. Em poucas semanas sabíamos como evitar o contágio e conter a transmissão e, apenas 1 ano depois, já desenvolvemos vacinas seguras que estão sendo produzidas em massa.

Nada disso seria possível sem o avanço científico. Do lado negativo, esta crise evidenciou uma política falha, sem capacidade de cooperar globalmente para combater um inimigo comum. O que Yuval Harari tira disso: “se o inimigo comum era tão óbvio (um vírus) e as autoridades tiveram tanta dificuldade em cooperar unidas, isso desperta preocupação quanto a atuação sobre temas mais complexos, como a mudança climática”.

A globalização causou a pandemia?

Não, epidemias existem desde que o homem começou a cultivar plantas e criar animais, criando vilas e convivendo em grandes grupos. Mesmo há séculos, uma doença poderia atravessar o mundo e matar milhões em alguns anos. Hoje, a globalização, na verdade, pode ser uma ferramenta de cooperação e troca de informações para que autoridades tomem as melhores decisões para seus cidadãos.

Vivemos na era da desinformação?

Na verdade, notícias falsas e desinformação não são uma novidade e a história nos mostra que as informações mais virais nem sempre se conectam com a realidade. É muito mais fácil aceitar uma informação falsa e simples do que uma verdade dura e complexa. Olhando para a solução: Yuval acredita que o sistema educacional terá a missão de deixar de despejar informação excessiva nas crianças (pois o mundo atual já traz muita informação) e estimular o pensamento crítico dos alunos a julgarem o que é de fato é confiável.

Privacidade invadida?

A crise, sem dúvidas, acelerou o processo de monitoramento da população via dispositivos digitais, mas este processo deve ser cuidadosamente regulado por 3 pilares:

1) A informação coletada do cidadão deve ser usada, única e somente, em seu benefício;

2) O aumento do monitoramento é uma via de mão dupla: Quanto mais monitora-se o cidadão comum, proporcionalmente deverá crescer a vigilância sobre o Estado e seus governantes.

3) Descentralização dos dados: Para evitar acúmulo de poder e riscos autoritários, os dados devem ser coletados por instituições e organizações diferentes e não concentradas, por exemplo, na mão da polícia ou do serviço de inteligência.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.