XP Expert

Brasil: a primeira potência global da sociobiodiversidade? Carlos Nobre abre a Expert ESG em tom reflexivo

Na palestra inaugural da Expert ESG, o professor Carlos Nobre deu uma verdadeira aula sobre o tema da emergência climática. Confira

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Na palestra inaugural da Expert ESG, o professor Carlos Nobre deu uma verdadeira aula sobre o tema da emergência climática, abordando tópicos como os impactos da mudança climática que já afetam a economia global, perspectivas e alternativas para o futuro, a importância da exploração sustentável e moderna da Amazônia e o papel do setor privado.

A começar com um diagnóstico preocupante, o professor destacou que a temperatura do planeta pode alcançar níveis de 3 a 4 graus do que temos atualmente. O fenômeno teria consequências desastrosas tanto para a produção econômica e alimentícia no mundo, quanto para a própria existência humana. Segundo Carlos, “(o superaquecimento) pode deixar o nosso planeta inabitável no século XXII”.

Ao mesmo tempo, as perdas econômicas ocasionadas por eventos climáticos, aos quais assistimos sua frequência aumentar violentamente nos últimos anos, já podem ser sentidas ao redor do mundo em setores tanto da economia real quanto no sistema financeiro. Esses incluem desde empresas de agronegócio à grandes conglomerados de seguros e resseguros, que tentam equilibrar mudanças drásticas em seus balanços patrimoniais e de risco.

Acesse a página do evento Jornada do Investidor

Precisamos enterrar a energia fóssil, e a tecnologia está aí

Por outro lado, conforta o professor, a tecnologia hoje não representa mais um desafio. O caminho para a reversão desse cenário adverso passa necessariamente pela transição para uma economia de baixo carbono, por meio de energias renováveis. E essas já ganharam a batalha da competividade econômica. Hoje, energias eólica e solar tornaram-se acessíveis, e apesar de um desafio ainda relevante de ganhos de escala, crescem rapidamente ao redor do mundo, a exemplo de regiões nos EUA e no Reino Unido.

“São desafios que podemos vencer, mas precisamos fazer uma mudança radical, e enterrar os combustíveis fósseis”.

Prof. Carlos Nobre

A produção agrícola e pecuária também tem um espaço essencial nessa transição. Segundo Nobre, a exploração sustentável e moderna de solos eleva a produtividade da produção agropecuária. O professor destaca o exemplo da Holanda, onde a utilização de aproximadamente 20 mil Km2 em produção garante o mesmo valor em exportação observado no Brasil – onde são utilizados por volta de 400 mil Km2 para agricultura e pecuária de exportação.  

Emergência climática: Amazônia 4.0 e o papel do setor privado

Por fim, o papel da Amazônia e a atuação do setor privado também foram elencados como prioritários para o especialista em questões climáticas.

Para Nobre, “preservar a Amazônia não é só uma vontade política ou mesmo espiritual dos brasileiros, é sobre evitar a emergência climática no mundo”. Com uma biodiversidade única resultado de um fenômeno geológico e climático raro, o caminho para a exploração sustentável da Amazônia passa, assim como a exploração agropecuária do resto do país, pelo uso de tecnologia hoje já disponível. Em sua visão, é preciso industrializar a riqueza de nossa biodiversidade, mantendo a floresta de pé. E o setor privado tem um papel essencial para atingir esse objetivo – ao qual denomina de “Amazônia 4.0”.

Bons exemplos observados de envolvimento do setor privado na exploração sustentável da região já são realidade, e é preciso que se multipliquem – incluindo, também, a questão social, empoderando e envolvendo a população da região. Deste modo, segundo Nobre, “Podemos nos tornar a primeira potência global da sociobiodiversidade”.

Conheça Carlos Nobre

Natural da cidade de São Paulo, Carlos Afonso Nobre é engenheiro eletrônico, formado pelo renomado Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). No final de 1975, ingressou no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), em Manaus, o que despertou seu interesse científico pela Amazônia.

Porém, para desenvolver pesquisa ambiental sobre aquela região faltava-lhe formação específica. Foi buscá-la através de doutorado em Meteorologia no Massachusetts Institute of Technology (MIT). O interesse pela Amazônia continuou forte e direcionou sua atividade profissional para aquela região por muitos anos, participando e coordenando diversos experimentos científicos na Amazônia.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.