XP Expert

“As companhias estão tentando responder perguntas diferentes das que os investidores estão perguntando”, diz Meagen Tenety da Nasdaq

Meagan Tenety, analista líder de consultoria de ESG da Nasdaq.falou sobre o papel de uma Bolsa de Valores na liderança agenda ESG

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Neste painel, Marcella Ungaretti, sócia e Head de Research ESG da XP, e Renato Nishidate, Responsável Financeiro de Sustentáveis no IB da XP, entrevistam Meagan Tenety, analista líder de consultoria de ESG da Nasdaq. Durante a conversa, fica claro o importante papel de uma Bolsa de Valores na liderança agenda ESG e na educação das companhas com relação ao tema.

Meagen começa o painel contando que a perspectiva que a Nasdaq tem sobre a agenda ESG é a perspectiva do mercado de capitais. Isso significa que a Bolsa olha tanto para a disponibilidade de dados no ecossistema ESG, quanto para onde e como os investidores estão envolvendo esses dados nas suas tomadas de decisão com relação aos seus investimentos. Assim, a Nasdaq pode ajudar a “formar” e educar o management das companhias.

Assine já o Expert Pass

É importante falar a mesma língua

A falta de transparência na divulgação de dados com certeza é um dos grandes desafios hoje na agenda ESG. Mas a razão pela qual ela existe é porque as empresas não entendem as demandas que recebem, por parte dos investidores, nessa agenda. E isso porque ainda estão compreendendo o que é a agenda ESG, segundo Meagen. “As companhias estão tentando responder perguntas diferentes das que os investidores estão perguntando”, ela diz.

Este é o trabalho da analista: promover educação a executivos e conselheiros sobre quais são os principais fatores ESG que eles precisam endereçar em suas respectivas organizações. É importante que as empresas entendam quais são os tópicos materiais para a indústria a que pertencem e o que, de fato, impacta o seu negócio. E, então, podem começar a promover mais transparência ao mercado. “Não é simplesmente querer elevar sua nota em determinada agência de rating. […] Muitas empresas estão encarando ESG como um “projeto” dentre tantos outros, como um “contraturno” de responsabilidade da organização”, ela continuou.

“A falta de transparência é simplesmente um sintoma, mas a causa é a questão de que as empresas estão confusas com relação ao que é ESG.”

Meagan Tenety

A Nasdaq quer garantir que o que as empresas estão divulgando seja exatamente o que os investidores estão pedindo, e diminuir essa lacuna de comunicação. Dito isso, o objetivo é ajudar no processo de avaliação das medidas que estão sendo tomadas por parte das companhias, mas, principalmente, nos fatores que importam para elas. De acordo com Meagen, é muito comum que as empresas queiram divulgar o que elas já são boas, ou que acham que importa mais, mas, muito provavelmente, isso não será suficiente para responder o que os investidores estão pedindo. “Eu acho que o problema com ESG neste momento é que não se trata de ‘o que queremos’, existem muitos ‘desejos’ vindos da liderança dos negócios”, disse ela.

Três principais tópicos

Para exemplificar o papel da Nasdaq na liderança da agenda ESG, Meagen foca em três fatores muito visados atualmente nessa agenda: (i) diversidade, (ii) mudanças climáticas e (iii) segurança da informação.

(i) Diversidade: “Um dos nossos papeis é garantir que as companhias tenham a devida diversidade nos seus conselhos, uma vez que eles precisam de perspectivas diversas”, disse Meagan. Internamente, a Nasdaq está alinhada aos demais movimentos do mundo na promoção da diversidade. Nos EUA já existem diversas medidas sendo tomadas que pressionam as empresas na promoção da diversidade, por exemplo. “Estou orgulhosa de trabalhar na Nasdaq, acho que temos um grande papel de liderança nessa agenda”, continuou ela.

(ii) Mudanças climáticas: “Existem muitos frameworks ao redor do mundo que fazem um ótimo trabalho dando direcionamento às companhias no combate as mudanças climáticas”, disse Meagen. Mas, segundo ela, existem dois passos importantes a serem tomados pelas companhias. O primeiro é entender qual é o risco físico que as mudanças climáticas causam ao negócio e, o segundo, é compreender os impactos financeiros da transição climática. Uma vez que, querendo ou não, o mundo precisará entrar em uma transição de fonte de energia até o fim da próxima década, isso gerará um custo considerável para muitas empresas, e elas precisam se preparar.

“Até que você entenda o quanto o seu negócio impacta as mudanças climáticas, será mais difícil entender o quanto as mudanças climáticas impactam você.”

Meagan Tenety

(iii) Segurança de dados: Este ano, inclusive no Brasil, aconteceram uma série de ataques cibernéticos aleatórios, que mostraram o quanto as empresas estão despreparadas para combatê-los. “Com certeza, empresas de tecnologia estão mais avançadas nessa agenda, mas [com relação às outras indústrias], nós temos visto essa agenda ser endereçada a partir dos conselhos, inclusive através do recrutamento de novos membros que já possuem experiência na área e sabem como implementar práticas de segurança de dados”, disse Meagen. Apesar de este ser um tópico sensível para as companhias, fica claro que duas abordagens são bastante necessárias: (i) recrutar líderes que tenham a expertise em segurança de dados; e (ii) promover educação aos colaboradores que não são especialistas em cibersegurança sobre a importância da cibersergurança.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.