banco BV (ex-Banco Votorantim)

Entenda aqui quem é o banco BV.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Este é um relatório informativo sobre o emissor. Para informações sobre taxas de CDBs, LCIs, LCAs, LCs, acesse a Plataforma da XP.

Ao investir em um dos ativos do banco BV elegíveis à garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), como CDB, LC, LCI e LCA, o investidor está coberto até o limite de R$250 mil*.

Letras Financeiras (LFs) não são elegíveis à garantia do FGC.

Quem é o banco BV?

Histórico

O banco BV foi fundado em 1988 pela família Ermírio de Moraes como uma Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM), tendo como razão social Baltar Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Passou a atuar como banco múltiplo em 1991, sob o nome Banco Votorantim S.A., após autorização do Banco Central.

No decorrer da década, expandiu sua atuação para varejo (com foco em financiamento de veículos), com a BV Financeira, intermediação de valores imobiliários, por meio da Votorantim Corretora, operações de arrendamento mercantil, com a BV Leasing, e administração e gestão de fundos, por meio da BV Asset.

Em 2007, fundou a Votorantim Corretora de Seguros, visando ampliar a oferta de produtos e serviços aos clientes.

O Banco do Brasil adquiriu 49,99% do capital votante (ou 50% do capital social) do Banco Votorantim em janeiro de 2009, com o objetivo de fortalecer sua atuação no financiamento a veículos.

A partir de 2014, intensificou os investimentos em tecnologia e dados para ampliar a conexão com o ecossistema de fintechs e startups. Destaca-se a pareceria estratégica com a Neon Pagamentos, firmada em 2018, quando o Votorantim assumiu os serviços de custódia e movimentação das contas de pagamento da fintech.

O atual CEO da instituição, Gabriel Ferreira, foi alçado ao posto em setembro de 2019.

A mudança de marca para banco BV ocorreu em dezembro de 2019. Na nova arquitetura, a denominação BV aparece à frente de todas as linhas de negócio em que o banco atua, como BV Varejo e BV Corporate.

Em dezembro de 2020, o BV foi o sexto maior banco privado do Brasil em total de ativos.

Atuação

A instituição possui quatro principais verticais de atuação:

Crédito e Financiamento: engloba as operações de financiamento de veículos, crédito pessoal, crédito consignado, crédito com garantias, seguros e assistências, conta digital, cartões de crédito.

Em dezembro de 2020 o BV contava com 18,4% de participação de mercado no financiamento de veículos no varejo, sendo a segunda maior instituição para o setor no Brasil. O banco é líder no segmento de veículos leves usados.

Corporate & Investment Banking: fornece soluções financeiras para empresas com faturamento anual entre R$ 300 milhões e R$ 1,5 bilhão. Citam-se como produtos empréstimos e financiamentos, investimentos, mercado de capitais, câmbio e comércio exterior, derivativos, fianças bancárias e gestão de caixa.

Asset Management: gestora de recursos de terceiros do banco.

Private Bank: atendimento individualizado para clientes com grande volume de aplicações financeiras. Seus principais serviços são gestão de patrimônio e gestão de carteira.

Além disso, possui uma unidade de negócios de inovações, chamada BVx.

Presença

O banco BV é sediado na cidade de São Paulo e conta com pontos de atendimento localizados em Campinas (SP), Rio de Janeiro, Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Salvador (BA), Recife (PE), e uma agência offshore em Nassau (Bahamas).

Fonte: banco BV. Elaboração: XP.

Composição acionária

Os números abaixo entre parênteses são referentes à participação de cada acionista no total de ações com capital votante (ordinárias).

Votorantim Finanças (50,01%): controlada do Grupo Votorantim S.A., um dos maiores conglomerados industriais privados da América Latina, fundado em 1918.

Banco do Brasil (49,99%): maior banco público do Brasil e segundo maior banco no geral em quantidade de ativos. Constitui uma sociedade de economia mista com o Governo Federal do Brasil, que detém 50% das ações do banco. É líder de mercado em crédito ao agronegócio e crédito consignado.

Dada a maior participação em ações ordinárias, a Votorantim Finanças é considerada a acionista majoritária do BV. Destaca-se que no que se refere ao capital total (somando ações ordinárias e preferenciais), ambas as instituições possuem a mesma participação (50,0%).

Fonte: banco BV. Elaboração: XP.

Principais fatores do crédito

A carteira de crédito classificada (Resolução 2.682 do Banco Central) encerrou o exercício de 2020 em R$ 59,4 bilhões, montante 6,8% superior à posição do fim do ano anterior.

Em virtude da covid-19 em 2020, a inadimplência representada pela participação de devedores classificados nas categorias de E a H (atraso de pagamentos acima de 90 dias) avançou de 9,5% ao fim de 2019 para 11,0% em 2020. Enquanto isso, a provisão para devedores duvidosos (PDD) permaneceu estável em 7,3%.

A carteira de crédito expandida, que soma à carteira classificada garantias prestadas e títulos privados, apresentou crescimento de 6,0% para R$ 70,3 bilhões. Destacam-se a expansão de 7,0% na carteira de financiamento de veículos, que representa o principal negócio do banco, assim como o avanço de 19,7% da carteira Corporate.

Como consequência da menor demanda por novos empréstimos e do aumento da inadimplência no ano, o banco BV registrou lucro líquido de R$ 1,1 bilhão em 2020, valor 22,2% inferior ao apurado em 2019.

Em relação aos números reportados no primeiro trimestre de 2021, a carteira de crédito apresentou crescimento modesto, adotando postura mais conservadora na concessão, com leve melhora na qualidade da carteira e indicadores de inadimplência.

O lucro líquido do trimestre cresceu 61,4% em relação ao mesmo período do ano anterior para R$ 355 milhões.

Já o índice Basileia (indicativo de solvência) da instituição encerrou o 1T21 em 14,7%, confortavelmente superior ao atual mínimo de 9,25% exigido pelo Banco Central (BC).

A instituição planeja realizar seu processo de abertura de capital até o fim deste ano. A operação chegou a ser iniciada em fevereiro do ano passado, mas foi cancelada um mês após o início, dados os efeitos da covid-19.

Fonte

banco BV

Veja também

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.