XP Expert

Sessão de recuperação para o mercado local apesar do IPCA; Mercados globais em modo espera pelo CPI nos EUA

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA +1,8% | 103.779 Pontos

CÂMBIO -1,6% | 5,57/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Em sessão de recuperação, o Ibovespa encerrou o pregão de ontem aos 103.779 pontos, com alta de 1,80%. O dólar futuro, em direção oposta, caiu 1,67% e fechou cotado a R$ 5,57. As taxas futuras de juros fecharam o dia de ontem com viés de queda nos vencimentos curtos e de alta nos longos. O movimento se deu apesar do IPCA de dezembro acima do consenso de mercado e da queda do dólar e das taxas das Treasuries norte-americanas, podendo ser atribuído a fatores técnicos (montagem de posições em inflação implícita) e pelo leilão de NTN-B que ocorreu no dia de ontem, com maior risco ao mercado. DI jan/23 fechou em 12,025%; DI jan/25 foi para 11,515%; DI jan/27 encerrou em 11,445%; e DI jan/29 fechou em 11,52%.

Os jornais brasileiros repercutem o IPCA de 2021, que encerrou o ano em 10,06% ano contra ano, no maior patamar desde 2015. Horas depois do anúncio, a Petrobras anunciou reajustes na gasolina e no diesel, o que gerou revisões altistas para a inflação do primeiro trimestre. Em carta por ter estourado o teto da meta de inflação, o presidente do Banco Central elencou o preço das commodities e da energia elétrica, além dos riscos fiscais que pesaram no câmbio, como os principais fatores que levaram a inflação de 2021 a estourar o teto da meta.

Os mercados globais amanhecem levemente positivos (EUA +0,1% e Europa +0,5%) enquanto investidores aguardam os dados da inflação ao consumidor (CPI) nos EUA. Projeções apontam para um aumento de 0,4% nos dados de dezembro e 7,0% na comparação anual. O CPI, que será divulgado hoje às 10:30h, deve marcar a maior variação interanual em 4 décadas. Esse dado de inflação é um dos indicadores que contribui significativamente para o conjunto de informações que o FED usará para decidir sobre o ritmo de elevação dos juros por lá.

Na China, ambos os índices CSI 300 (+1,0%) e Hang Seng (+2,8) encerram em alta com otimismo também em relação aos dados de inflação, que por sua vez vieram abaixo do consenso (1,5% vs. 1,8%) da inflação ao consumidor e (10,3% vs. 11,2%) da inflação ao produtor, o que abre espaço para uma política monetária mais branda, reduzindo as preocupações dos investidores com uma possível desaceleração na economia do país, apoiando incorporadoras imobiliárias e outros grandes compradores de matérias-primas. Em relação à ômicron, o aumento nos casos na Europa mostra poucos sinais de desaceleração. A Alemanha registrou um novo recorde diário de casos de Covid-19 na terça-feira, e mais da metade das pessoas na Europa pode contrair a nova variante nos próximos dois meses se as infecções continuarem nas taxas atuais, disse a Organização Mundial da Saúde.

Na pauta ESG internacional, há indícios de que um tema deve dominar o Fórum Econômico Mundial neste ano: o risco do fracasso em lidar com as mudanças climáticas – com o tema “clima” liderando o ranking de maiores preocupações nos três horizontes de tempo do levantamento feito no Global Risk Report 2022, novo relatório de riscos globais que norteia as discussões do encontro que acontecerá de 17 a 21 de janeiro.

Tópicos do dia

Economia

  1. Inflação ao consumidor nos EUA é destaque da agenda dessa quarta feira

Política

  1. Partido democrata busca nova estratégia eleitoral devido embate interno sobre a agenda econômica

Empresas

  1. Oléo & Gás: Petrobrás anuncia novo aumento nos combustíveis
  2. Localiza Reportou Indisponibilidade Temporária de Sistemas; Neutro
  3. Mills (MILS3): Renúncia do CFO
  4. Priner (PRNR3): Prévia operacional do 4T21
  5. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Expansão da Tesla na China

ESG

  1. Clima preocupa e deve dominar discussões no Fórum Econômico Mundial | Café com ESG, 12/01

Veja todos os detalhes

Economia

Inflação ao consumidor nos EUA é destaque da agenda dessa quarta feira

  • Dados divulgados no início do dia mostraram que o índice de preços ao consumidor (IPC) cresceu 1,5% em relação ao ano anterior, abaixo do crescimento de 1,8% previsto e do crescimento de 2,3% de novembro. Contraiu 0,3% em relação ao mês anterior em 2021, abaixo do crescimento de 0,2% nas previsões de mercado e do crescimento de 0,4% do mês anterior. Os dados também mostraram que o índice de preços ao produtor (IPP) cresceu 10,3%, abaixo do crescimento de 11,1% nas projeções e do crescimento de 12,9% de novembro. O crescimento mais lento em ambos os índices indicou o afrouxamento da pressão inflacionária à medida que o governo interveio para conter os altos preços das matérias-primas e combater a escassez de energia. No entanto, a segunda maior economia do mundo ainda enfrenta desafios em 2022, como problemas imobiliários, desaceleração da fabricação e surtos de COVID-19;
  • As restrições de coronavírus na hotelaria e no varejo aumentaram o número de funcionários alemães com jornada de trabalho reduzida em esquemas de proteção ao emprego em dezembro, disse o instituto econômico Ifo nesta quarta-feira. O número de trabalhadores em esquemas de trabalho de curta duração, também conhecido como Kurzarbeit, aumentou quase um quarto para 879.000, de 712.000 em novembro, segundo estimativas do Ifo com base em sua pesquisa mensal de opinião empresarial;
  • Na agenda, mercado está no modo de espera pelo CPI nos EUA, que será divulgado às 10:30 e deve marcar a maior variação interanual em 4 décadas. Esperamos que o índice cheio e núcleo aumentem 0,25% m/m e 0,4% m/m, respectivamente, em dezembro. O consenso de mercado atualmente está em 0,4% m/m e 0,5% m/m. Se nossa previsão for correta, o CPI  de dezembro aumentará para 6,9% a/a em relação aos 6,8% a/a em novembro, e o núcleo do CPI de dezembro aumentará para 5,4 % y/y (de 5% y/y em novembro). Nossos modelos estão mostrando neste momento que – tanto – a inflação cheia quanto o núcleo provavelmente atingiram o pico em dezembro. Esse dado de inflação é um dos indicadores que contribui significativamente para o conjunto de informações que o FED usará para decidir sobre o ritmo de elevação dos juros por lá;
  • No Brasil, o índice de preços ao consumidor IPCA subiu 0,73% em dezembro, acima da nossa estimativa e da mediana das expectativas de mercado (0,63% e 0,64%, respectivamente). Com isso, 2021 termina com variação de 10,06%. A surpresa de alta do mês deveu-se principalmente a retornos superiores aos projetados pela Black Friday. Nossa projeção para o IPCA de 2022 permanece em 5,2%.

Política

Partido democrata busca nova estratégia eleitoral devido embate interno sobre a agenda econômica

  • Nos EUA, com a agenda econômica democrata virtualmente paralisada, o partido torna o foco para direitos de voto e a mudança de regras do Senado. Devido a falta de apoio de republicanos às medidas eleitorais Joe Biden disse em discurso que apoia mudança de regras do Senado, como a suavização do famoso filibuster. No entanto, moderados como Joe Manchin e Kyrsten Sinema indicarem resistência a aprovarem alterações que não tenham apoio da oposição. Nesse contexto, a expectativa permanece negativa para aprovação da agenda;
  • Apesar da perspectiva negativa de aprovação, o tema torna-se a nova aposta de Biden para o ano eleitoral devido a falta de avanços sobre a agenda econômica. Mesmo sem obter a aprovação da pauta, a estratégia democrata visa colocar o assunto de direitos de voto sob os holofotes mostrar o partido como defensor da pauta, em meio a restrições adotadas por diversos estados republicanos. No entanto, por ora, o impacto dessa é limitado;
  • A alteração de regras do Senado deve também permanecer em foco. Vale lembrar que o filibuster é um mecanismo de obstrução que impede a aprovação de pautas que não tenham apoio de 60 senadores – com poucas exceções. A regra tem impedido avanço de diversas pautas consideras essenciais pelo governo, desde temas eleitorais a econômicos.

Empresas

Oléo & Gás: Petrobrás anuncia novo aumento nos combustíveis

  • A Petrobras anunciou aos seus clientes o reajuste da gasolina e do óleo diesel a partir do dia 12, quarta-feira. A gasolina ficará R$ 0,15 mais cara e o diesel, R$ 0,27. As altas são de +4,8% e +8%, respectivamente. O valor do litro da gasolina passará de R$ 3,09 para R$ 3,24. Já o do óleo diesel foi reajustado de R$ 3,34 para R$ 3,61. Essa é a revisão média, mas, na prática, há diferenças nos pontos de entrega dos combustíveis, dependendo da região onde estão localizados;
  • Esse é o primeiro reajuste anunciado em 77 dias. Em 15 de dezembro, a empresa reduziu o preço da gasolina e manteve o do diesel;
  • Apesar do aumento anunciado, no Diesel, a nossa estimativa ainda aponta para uma defasagem nos preços praticados pela Petrobras de R$ 0,05/L. em linha com as estimativas da Platts publicadas pela ANP. Tal valor implica em necessidade de aumento adicional sobre o novo preço anunciado de +1,3%;
  • Já na Gasolina, nossas estimativas apontam para uma defasagem de 0,40/L ao passo que as estimativas da Platts publicadas pela ANP apontam para defasagem de R$ 0,24/L, implicando em necessidade de reajuste adicional de +12,4% e +6,6%, respectivamente, a depender da metodologia (XP ou Platts/ANP);
  • Conforme publicado no nosso relatório de reinicio de cobertura de Petrobrás, vemos a companhia mantendo o padrão de seguir o preço de paridade de importação com bastante lag temporal.  Acreditamos que isso esteja levando outros importadores a se retirarem desse mercado, causando um aumento no market share da Petrobras.

Localiza Reportou Indisponibilidade Temporária de Sistemas; Neutro

  • Ontem a tarde, a Localiza reportou um incidente de segurança em seus sistemas, causando indisponibilidade dos seus sites de reserva (notadamente nos segmentos de RAC e Seminovos) que foram direcionados para outro endereço eletrônico;
  • Notamos que esse foi um incidente de segurança, e não se caracterizou como um ataque hacker direcionado, portanto sem impactos a sistemas internos e base de dados;
  • Ontem mesmo foi restabelecida a normalidade dos sites de reserva, e portanto vemos o evento como não material para os resultados da empresa;
  • Reiteramos nossa visão positiva com o setor de locação de veículos com preferencia por Localiza e Unidas (que tendem a ter performances alinhadas até a conclusão da fusão de suas operações recém aprovada pelo CADE).

Mills (MILS3): Renúncia do CFO

  • A Mills anunciou ontem (11) em fato relevante a renúncia do CFO e DRI James Guerreiro;
  • A empresa destaca que Guerreiro tomará posse, a partir do próximo mês, como CEO de uma empresa de outro setor, e que o CEO da Mills Sergio Kariya acumulará ambos os cargos até a eleição do novo diretor executivo;
  • Acreditamos que as notícias devem ser recebidas com cautela, pois a transição pode desviar a atenção de alguns projetos atuais ou operações das empresas. No entanto, aguardamos atualizações sobre o novo CFO designado e vemos com bons olhos a iniciativa da empresa de trazer mais clareza ao mercado com o Q&A que acontece hoje, às 11h30 (BRT);
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra para MILS3 e preço-alvo de R$ 8,20/ação.

Priner (PRNR3): Prévia operacional do 4T21

  • Ontem (11), a Priner divulgou sua prévia operacional, com receita bruta preliminar de R$ 131,5 milhões – uma queda de -3% no trimestre, mas aumento de +77% na comparação anual. A empresa também divulgou seu número de funcionários em 3,2 mil, ou -2% vs 3T21,+46% vs 4T20 e +20% vs 4T19;
  • Na prévia, a empresa afirma que os novos contratos representam 36% da receita do trimestre, tendo como principais clientes Andritz, Deten Química, Equinor, Estaleiro Jurong, Modec, Mota-Engil, Ocyan e Siemens. Ainda, a Priner destaca 750 vagas em aberto no final do trimestre, que devem ser preenchidas no período seguinte;
  • Vemos os resultados como positivos, pois a empresa conseguiu manter suas vendas em um patamar estável considerando os resultados robustos do 3T21. Vale ressaltar que o 4T21 é mercado por uma mudança nos contratos ativos, e, portanto, um impacto nas receitas já é esperado;
  • Reiteramos nossa recomendação de Compra para MILS3 e preço-alvo de R$13,4 para PRNR3.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Farmácia bate recorde de vendas em janeiro. (Valor);
    • Em parceria com Enjoei, lojas de roupas infantis recebem peças usadas para venda na internet. (Mercado e Consumo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • 3Tentos anuncia follow-on para destravar liquidez de ações (Valor Econômico);
    • Seca faz Conab reduzir projeção de colheita (Valor Econômico);
    • Em ano com maior IPCA desde 2015, preço da cerveja aumenta 8,70% (Guia da Cerveja);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Queda pontual no preço dos combustíveis segurou o IPCA de dezembro, diz IBGE. (Valor Econômico);
    • Nível de água dos reservatórios melhora, mas ainda não alivia conta de luz. (Estadão);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Expansão da Tesla na China

  • Recorde de vendas da Tesla na China;
  • Ex-executivo da Microsoft afirma que a empresa deveria abandonar o Windows e Office;
  • General Motors anuncia entrada no segmento de carros usados;
  • Taxas de juros mais altas nos EUA estimulam rotação das ações de crescimento para as de valor;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Clima preocupa e deve dominar discussões no Fórum Econômico Mundial | Café com ESG, 12/01

  • Revertendo as quedas vistas neste início do ano, o mercado fechou o pregão desta terça-feira em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,8% e +1,4%, respectivamente;
  • Na economia internacional, um tema deve dominar o Fórum Econômico Mundial neste ano, o risco do fracasso em lidar com as mudanças climáticas, com o tema clima liderando o ranking de maiores preocupações nos três horizontes de tempo do levantamento feito no Global Risk Report 2022, novo relatório de riscos globais que norteia as discussões do encontro que acontecerá de 17 a 21 de janeiro;
  • Na política, (i) de acordo com anúncio da Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos ontem, usinas a carvão serão responsáveis ​​por cerca de 85% da capacidade total de energia dos EUA programada para ser desativada este ano (12,6 GW vs. 14,9 GW de capacidade definido para ser aposentado), com gás natural e energias renováveis ​​ocupando uma parcela maior da oferta; e (ii) de acordo com o ministro do Clima, Robert Habeck, a Alemanha enfrenta uma tarefa gigantesca para atingir as metas de proteção climática que estabeleceu para si mesma, tendo que cortar seu uso de energia em até 25% nos próximos oito anos;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.