FMI eleva projeção de crescimento global, enquanto Brasil segue em impasse do orçamento

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.


Compartilhar:


Clique para ouvir

IBOVESPA 0,0% | 117.499 Pontos

CÂMBIO -1,3% | 5,59/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Em uma sessão de pouca variação, o Ibovespa ontem chegou a superar os 118 mil pontos durante a manhã, mas perdeu força, encerrando o pregão próximo da estabilidade – a 117.499 pontos. Pesou na Bolsa a piora dos índices americanos, que fecharam todos em leve queda, após as máximas atingidas na véspera.

Já no mercado de renda fixa, as taxas dos juros futuros fecharam em alta, a despeito da queda nas taxas das Treasuries norte-americanas e a valorização do real frente ao dólar na sessão de ontem. A resistência em acompanhar a melhora nos demais ativos pode ser explicada pelo impasse com o Orçamento de 2021, que ainda não foi resolvido. DI jan/22 fechou em 4,66%; DI jan/24 encerrou em 7,69%; DI jan/26 foi para 8,59%; e DI jan/28 fechou em 9,08%.

Nessa manhã, mercados globais seguem sem movimentos expressivos (EUA +0,1% e Europa -0,1%), enquanto investidores aguardam a ata da última reunião do Federal Reserve. Destaque também para o pacote de infraestrutura de USD 2.25 trilhões promovido por Biden em discursos direcionados ao seu eleitorado. No entanto, divergências inclusive entre os membros de seu próprio partido seguem significativas.

Ainda no cenário internacional, o FMI elevou as projeções de crescimento do PIB mundial em 2021 e 2022, especialmente devido às perspectivas mais favoráveis para os Estados Unidos. Em evento da instituição, o Presidente do Banco Central do Brasil reforçou preocupação com o quadro fiscal do país, e sua visão de que elevar mais rapidamente a taxa básica de juros (Selic) no início do ciclo de alta significa elevar menos no fim.

No Brasil, as atenções seguem voltadas ao cenário político econômico. Enquanto permanece o impasse sobre o orçamento, o governo decidiu enviar um projeto de lei ao Congresso para flexibilizar um trecho da lei de diretrizes orçamentárias (LDO) e dar segurança à reedição do Benefício Emergencial para manutenção de emprego e renda (BEm). 

Enquanto isso, a Câmara aprovou ontem à noite o texto principal do projeto de lei que flexibiliza regras para a aquisição e aplicação de vacinas contra a covid-19 por empresas privadas.

Na agenda econômica do dia, além da ata da última reunião do FOMC, destaque no Brasil para divulgações de indicadores de atividade (produção de veículos) e inflação (IGP-DI), além da realização de leilão de infraestrutura envolvendo 22 aeroportos.

Tópicos do dia

Acesse aqui o relatório internacional

Economia

  1. FMI eleva projeções de crescimento global em 2021 e 2022; Governo brasileiro anuncia projeto de lei para destravar a reedição de programas emergenciais

Política

  1. Política internacional: Biden procura aumentar pressão popular por pacote de infraestrutura

Empresas

  1. A disrupção em detalhes, parte II
  2. Equatorial Energia (EQTL3): Tudo que você precisa saber sobre a  aquisição da CEEE-D
  3. Notícias Diárias do Setor Financeiro


Veja todos os detalhes

Economia

FMI eleva projeções de crescimento global em 2021 e 2022; Governo brasileiro anuncia projeto de lei para destravar a reedição de programas emergenciais

  • Em seu relatório de Perspectiva Econômica Mundial de abril, o FMI elevou a previsão de crescimento do PIB global em 2021 (de 5,5% para 6,0%) e 2022 (de 4,2% para 4,4%). Parte significativa da melhoria das estimativas para o crescimento mundial este ano foi motivada pelas perspectivas mais favoráveis para o PIB dos EUA (principalmente) e PIB da China: de 5,1% para 6,4% no caso da economia americana, e de 8,1% para 8,4% no caso da economia asiática. O Fundo reconhece que a economia mundial apresenta recuperação divergente, sobretudo devido aos diferentes ritmos de imunização contra a Covid-19. Para o Brasil, o FMI elevou sutilmente a projeção de crescimento do PIB em 2021, de 3,6% para 3,7%, e manteve a estimativa de alta de 2,6% para 2022. A organização destacou que as projeções fiscais de médio prazo para o Brasil “refletem total cumprimento” do teto de gastos federais;
  • Nesta linha, o Presidente do Banco Central do Brasil – Roberto Campos Neto – reforçou, em evento virtual conjunto entre FMI e Banco Mundial, que os grandes desafios do Brasil estão sempre ligados ao fiscal, ressaltando a necessidade de o País transmitir credibilidade nesta área. Sobre a reação de política monetária no contexto de pressão inflacionária, o banqueiro central reafirmou que aumentar mais rapidamente a taxa Selic no início significa elevar menos no fim;
  • Na seara política, o Governo Federal sinalizou o envio de projeto de lei para destravar a reedição do programa BEm (preservação do emprego formal). A proposta altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021, que foi aprovada com um artigo que exige compensação (via aumento de receitas ou corte de outros gastos) para todas as despesas adicionais, mesmo àquelas relacionadas a programas de caráter temporário. Segundo o governo, o projeto de lei também destravará uma nova rodada do Pronampe, que amplia a oferta de crédito a micro e pequenas empresas;
  • Em relação aos indicadores econômicos internacionais, destaque para a publicação, ontem, da abertura de postos de trabalho nos EUA (relatório JOLTS), que acelerou de 7,099 milhões em janeiro para 7,367 milhões em fevereiro; hoje pela manhã, os PMIs (Índices de Gerentes de Compras) da Zona do Euro referentes a março surpreenderam positivamente as expectativas do mercado. Ainda na agenda de hoje, merecem atenção a publicação da ata da última reunião do FOMC e dados de balança comercial e crédito ao consumidor nos EUA;
  • No Brasil, a Fenabrave divulgou ontem os licenciamentos de veículos novos em março, que contraíram 11% em comparação a fevereiro, atingindo o menor nível desde junho de 2020. Este resultado representou recuo de 5,5% das vendas de veículos no 1º trimestre de 2021, em linha com nossa estimativa de queda acentuada do comércio varejista no período. Ainda sobre atividade econômica, o PMI Composto do Brasil (divulgado pela IHS Markit) caiu de 49,6 em fevereiro para 45,1 em março, também o menor patamar em nove meses. Na agenda doméstica de hoje, e novamente com destaque ao setor automotivo, a Anfavea reportará dados de produção e estoques de veículos em março. No campo da inflação, a FGV publica o IGP-DI também referente ao último mês, que ainda reflete a pressão dos preços de commodities em alta e níveis depreciados da taxa de câmbio. Por fim, o governo federal iniciará hoje a 6ª rodada de concessões aeroportuárias, com o leilão de 22 aeroportos agrupados em 3 blocos.

Política

  • Joe Biden promove o pacote de infraestrutura de USD 2.25 trilhões em discursos direcionados ao eleitorado, a mesma estratégia utilizada pelo democrata para aumentar pressão no Congresso pelo pacote de estímulo mais cedo no ano. No entanto, divergências entre os membros de seu partido sobre o novo projeto são mais significativas;
  • Ainda, apesar de recente definição do Senado sobre o uso do reconciliation (manobra que permite aprovar matérias por maioria simples, ao invés dos 60 votos geralmente requeridos) favorecer o andamento da agenda da Casa Branca,  o amplo escopo do pacote de infraestrutura significa que certos pontos do projeto poderiam ficar de fora se democratas não conseguirem apoio republicano;
  • Na seara diplomática, os EUA e aliados estariam estudando boicote dos Jogos de Inverno de 2022 em Beijing, o que foi criticado pelo governo chinês;
  • No lado da pandemia, Joe Biden disse que todos os adultos dos EUA podem ser elegíveis para tomar vacina contra a Covid-19 no 19 de abril. E a Europa registra avanços na sua campanha de vacinação.

Empresas

A disrupção em detalhes, parte II

  • Diante de múltiplos mais altos, enquanto o cenário se deteriora, decidimos atualizar nossa cobertura do setor financeiro. Desde que atualizamos nossa cobertura de bancos incumbentes, em junho de 2020, o preço médio das ações de bancos privados aumentou em média 30%, quase se igualando os preços pré-COVID;
  • Por outro lado, os mesmos enfrentam: i) um cenário de crédito deteriorado; ii) novos entrantes mais competitivos e capitalizados; iii) mudanças relevantes de comportamento do cliente, o que na nossa visão não favorece os bancos incumbentes; e iv) regulamentações bem-sucedidas por parte do Banco Central, em contraste com expectativas de atraso por parte do mercado;
  • Um resumo do segundo relatório. Neste relatório, procuramos detalhar como os disruptores estão atacando o setor financeiro, desde segmentos tão tradicionais e regulados como o crédito consignado até o conhecido e já disruptado setor de adquirência. Clique aqui para acessar o relatório completo.

Equatorial Energia (EQTL3): Tudo que você precisa saber sobre a aquisição da CEEE-D

  • Em 31 de março de 2021, a Equatorial Energia informou que foi a vencedora do leilão de privatização da distribuidora de energia do Estado do Rio Grande do Sul, a CEEE-D. A companhia pagará um montante simbólico de R$ 100 mil pela participação de 65,9% do Governo do Estado na distribuidora, que deverá aumentar para R$ 144 mil após a subscrição pelo acionista controlador de um aumento de capital de R$ 2,78 bi na empresa relacionado a um abatimento de obrigações fiscais;
  • Publicamos um relatório completo (link), onde realizamos uma análise profunda sobre a nova concessão adquirida pela Equatorial e os potenciais pontos chave de criação de valor para os acionistas com a aquisição, tais como: (i) oportunidades relacionadas a reduções de custos gerenciáveis, (ii) redução da diferença entre as perdas de energia reais e o nível regulatório, (iii) outras ineficiências de custos e (iv) gestão do volume significativo de passivos financeiros, fiscais e regulatórios da nova empresa, sendo este último o fator mais relevante a se monitorar, na nossa visão. Finalmente, também abordamos as potenciais implicações da aquisição para a alavancagem da Equatorial e estimamos o quanto a empresa terá que aportar na nova subsidiária;
  • Com base em nossas análises, estimamos uma criação de valor entre R$ 1,11/ação e R$ 1,38/ação para a Equatorial Energia com a aquisição da CEEE-D, ou 4,3% a 5,5% do último preço de fechamento;
  • Mantemos nossa recomendação Neutra para a Equatorial Energia, com um novo preço-alvo de R$ 24/ação (de R$ 22/ação anteriormente). As mudanças em nossas estimativas referem-se à incorporação da CEEE-D em nossas estimativas (contribuição de R$1,1/ação, aproximadamente) e atualização das premissas macroeconômicas de nosso modelo.

Notícias Diárias do Setor Financeiro

  • Acesse este relatório com notícias do setor financeiro que complementam nossos comentários publicados no Morning Call, mas que não consideramos relevantes o suficiente para serem analisadas. Aqui você encontra o título com o link para a fonte original da notícia, além de uma breve descrição do conteúdo;
  • Clique aqui para acessar o relatório.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.