XP Expert

Estímulos econômicos para combater os impactos do conoravírus em foco

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 4,85% | 74.617 Pontos

CÂMBIO 0,2% | 5,01/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa subiu 4,85% ontem aos 74.617 pontos, após fortes perdas da véspera. A bolsa brasileira acompanhou as bolsas americanas, que subiram 6%, após o anúncio de que o governo dos Estados Unidos está trabalhando para passar no Congresso um imenso programa de estímulos de US$ 850 bilhões (que já se fala hoje em US$1,2 trilhões) que envolve até mesmo o envio direto de dinheiro para as famílias.

Nesta manhã, mercados internacionais voltam a operar em queda, futuros do S&P 500 caem 4%, enquanto bolsas europeias caem 5% e asiáticas têm queda entre -2% e -4%.

No Brasil, a primeira morte por coronavírus foi confirmada e as preocupações continuam elevadas. O comitê de política monetária do Banco Central deve anunciar hoje às 18h mais um corte de 0,50 ponto percentual, levando a taxa Selic para 3,75%.

Na noite de ontem, o Palácio do Planalto anunciou que pedirá ao Congresso Nacional para reconhecer o estado de calamidade pública em decorrência da crise do coronavírus. A medida, depois de aprovada, terá validade até 31 de dezembro de 2020. Ela dispensa o Executivo do cumprimento da meta fiscal e permite a elevação de despesas sem descumprir o teto constitucional de gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal. A medida foi recebida de maneira positiva pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

O Ministério da Economia concederá entrevista coletiva nesta quarta-feira às 11h para dar mais detalhes do pedido. Entendemos que o reconhecimento de calamidade pública é um ato legítimo e que o Ministério da Economia e do Tesouro reforçarão o compromisso com a responsabilidade fiscal pós-2020. A lei prevê discricionariedade com as metas fiscais em situações extraordinárias como essa e concordamos que é hora de valer-se delas nesse momento.

A Câmara e o Senado anunciaram a implementação de sistemas eletrônicos de votações, o que permitirá que os congressistas continuem a apreciar medidas de resposta à crise mesmo nas próximas semanas, em que há expectativa de quorum ainda menor em Brasília.

Neste cenário de deterioração econômica, acreditamos que a análise do endividamento das empresas se torna muito relevante, exigindo atenção especial. Isso por conta do impacto no fluxo de caixa esperado para os próximos meses, aliado à necessidade de serviço da dívida, e à maior dificuldade em emissão de dívida e de ações.

Por isso, publicamos ontem relatório, (i) analisando três principais preocupações em relação ao cenário atual, e (ii) apresentamos um estudo detalhado para cada setor sobre os principais riscos e suas implicações para as ações da nossa cobertura. Além disso, listamos as empresas/setores mais resilientes: Elétricas e Saneamento, Ambev, Magazine Luiza, Lojas Renner, Vale, Suzano, Proteínas e Bancos. Clique aqui para mais detalhes.

Por fim, nossa visão sobre as medidas anunciadas pelo governo como a redução de juros, aumento do número de pagamentos e uma possível expansão da margem do crédito consignado é positiva para os bancos. Principalmente por ajudar a originação em um momento de incerteza com uma linha de baixa inadimplência e margem atrativa para os patamares atuais de juros. Clique aqui para mais detalhes.

Tópicos do dia

Coronavírus

A crise do coronavírus aos olhos da História
Gestores de fundos de investimentos debatem estratégias em cenário de incertezas
A volatilidade dos fundos de investimentos disparou: o que fazer?
Os impactos do coronavírus para as empresas

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Temporada de resultados do 4º trimestre

Clique aqui para acessar o calendário completo
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados

Brasil

  1. Política Brasil: Planalto anuncia que pedirá reconhecimento de calamidade pública ao Congresso
  2. Governo pede reconhecimento do estado de calamidade pública e BC deve anunciar às 18h de hoje mais um corte na taxa Selic

Internacional

  1. Política Internacional: Biden cada vez mais perto da indicação
  2. Petróleo: Preços de petróleo seguem em movimento de queda

Empresas

  1. Estratégia: Os impactos do coronavírus para as empresas
  2. Bancos: Mudanças no Empréstimo Consignado
  3. Vale (VALE3): Companhia deve suspender operaçōes na Malásia até 31 de março
  4. Shoppings (MULT3, IGTA3, BRML3): shoppings passam a operar em horário reduzido, brMalls suspende atividades em shoppings do RJ temporariamente
  5. Companhias Aéreas (AZUL4, GOLL4): Moody’s anuncia redução do rating de crédito de B1 para Ba3; S&P coloca ratings de Gol e Azul sob revisão

Veja todos os detalhes

Brasil

Política Brasil: Planalto anuncia que pedirá reconhecimento de calamidade pública ao Congresso

  • No campo político, o Palácio do Planalto anunciou ontem que pedirá ao Congresso Nacional para reconhecer o estado de calamidade pública em decorrência da crise do coronavírus. A medida, depois de aprovada, terá validade até 31 de dezembro. Ela dispensa o Executivo do cumprimento da meta fiscal e permite a elevação de despesas sem descumprir o teto constitucional de gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal. A medida foi recebida de maneira positiva pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre;
  • A Câmara e o Senado anunciaram a implementação de sistemas eletrônicos de votações, o que permitirá que os congressistas continuem a apreciar medidas de resposta à crise mesmo nas próximas semanadas, em que há expectativa de quorum ainda menor em Brasília.

Governo pede reconhecimento do estado de calamidade pública e BC deve anunciar às 18h de hoje mais um corte na taxa Selic

  • Na noite de ontem, o governo anunciou que pedirá ao Congresso Nacional o reconhecimento do estado de calamidade pública para ampliar os gastos públicos em uma tentativa de fazer frente à pandemia do coronavírus. O Ministério da Economia concederá entrevista coletiva nesta quarta-feira às 11h para dar mais detalhes do pedido;
  • Além dessa, outras duas medidas estão em estudo pelo governo. A primeira consiste em conceder um benefício de renda temporário aos trabalhadores informais e a segunda consiste em permitir a suspensão temporária dos contratos de trabalho para empresas em dificuldades. Nesse caso, os trabalhadores que tiverem o contrato suspenso passariam a receber seguro desemprego do governo;
  • Cabe ressaltar que nesta quarta-feira, por volta das 18h, o comitê de política monetária do Banco Central deve anunciar mais um corte de 0,50 ponto percentual, levando a taxa Selic para 3,75% ao ano. Por enquanto, continuamos acreditando que a taxa Selic ao final de 2020 será de 2,75% e que, ao final de 2021, será de 4,75%.

Internacional

Política Internacional: Biden cada vez mais perto da indicação

  • Joe Biden teve forte desempenho em mais uma rodada de prévias na corrida pela indicação democrata á presidência dos EUA, vencendo nos três estados em disputa: Florida, Illinois e Arizona – Ohio, que também votaria nessa terça-feira, postergou primárias por causa do coronavírus. Conforme esperado, o resultado amplia vantagem do ex-vice presidente sobre Bernie Sanders e complica o panorama para o senador;
  • Com votos ainda sendo contados nos três estados, Joe Biden já conta com o apoio de mais 249 delegados, elevando seu total para 1147, enquanto Sanders soma mais 116, elevando seu total para 861. Fica claro quem domina a corrida.

Petróleo: Preços de petróleo seguem em movimento de queda

  • Os preços do petróleo tipo Brent seguem em movimento de queda, mantendo-se abaixo do patamar de US$30/barril. Nessa manhã de quarta-feira, a commodity opera em queda de -3,0% em US$29,4/barril;
  • O relatório oficial de fornecimento da Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) deve ser publicado hoje ao meio dia (horário de Brasília), com expectativas do mercado de um aumento de 3,256 milhões de barris nos estoques dos EUA;
  • Os estoques de petróleo dos EUA cresceram 7,664 milhões de barris na semana passada, ante a expectativa de mercado de 2,226 milhões, o que é visto como negativo dado que a perspectiva é que pandemia de coronavírus reduza a demanda pela commodity, o que somado à elevação de produção de países como Arábia Saudita e Rússia, deverá levar o mercado à uma situação de sobreoferta, pressionando ainda mais os preços da commodity.

Empresas

Estratégia: Os impactos do coronavírus para as empresas

  • Neste cenário de deterioração econômica, acreditamos que a análise do endividamento das empresas se torna muito relevante, exigindo atenção especial. Isso por conta do impacto no fluxo de caixa esperado para os próximos meses, aliado à necessidade de serviço da dívida, e à maior dificuldade em emissão de dívida e de ações.
  • Por isso, publicamos ontem relatório sobre os impactos do coronavírus para as empresas, analisando três principais preocupações em relação ao cenário atual – níveis de alavancagem, liquidez corrente e endividamento em dólar das empresas. Também apresentamos um estudo detalhado para cada setor sobre os principais riscos e suas implicações para as ações da nossa cobertura.
  • Nossa análise mostra que os setores que podem apresentar impactos operacionais médios a altos são: companhia aéreas, varejo, bancos e distribuição de combustíveis. Por outro lado, acreditamos que os mais resilientes sejam: Elétricas e Saneamento, Ambev, Magazine Luiza, Lojas Renner, Vale, Suzano, Proteínas e Bancos. Clique aqui para mais detalhes.

Bancos: Mudanças no Empréstimo Consignado

  • Como (outra) medida no combate ao coronavirus, o Conselho de Previdência Social anunciou duas medidas no segmento do crédito consignado: i) redução no teto de juros da linha; e ii) um aumento no número de pagamentos. Ambas as medidas são válidas apenas para consignado INSS (1/3 do total), mas podem eventualmente valer para as outras linhas (federal/estadual);
  • Nossa visão é positiva: a redução no juro é o único ponto negativo e poderia ter sido pior se considerarmos que: i) a redução já era esperada e poderia ter sido maior; ii) bancos já emprestavam dentro do novo limite; e iii) o maior impacto foi no cartão consignado, que é uma parte pequena do mercado;
  • Por outro lado, o aumento no número de pagamentos é positivo e poderia aumentar as a originação de crédito consignado em até 7,4% de acordo com nossas projeções. Não obstante, simulamos qual poderia ser o impacto de um aumento de 5 a 10% na margem consignável, que está sendo discutida pelo governo, e chegamos em resultados onde a originação da linha poderia aumentar algo entre 25 e 43% em relação aos patamares atuais de 72 pagamentos e 30% de margem consignável. Veja nosso relatório completo aqui.

Vale (VALE3): Companhia deve suspender operaçōes na Malásia até 31 de março

  • Como consequência de açōes contra o COVID-19, Vale poderá interromper as operaçōes em seu porto de blendagem de minério de ferro na Malásia (com capacidade de 24mt por ano) até o final de março;
  • Não vemos impacto para o preço do minério de ferro, pois apenas 1mt de blendados deixam de entrar no mercado em 2020. Porém, prêmio de qualidade – que favorece o minério do Sistema Norte da Vale – deve ter suporte neste momento, mesmo sendo uma interrupção curta.

Shoppings (MULT3, IGTA3, BRML3): shoppings passam a operar em horário reduzido, brMalls suspende atividades em shoppings do RJ temporariamente

  • De forma a responder ao surto de COVID-19 e atender às recomendações das autoridades de saúde e da ABRASCE, a Multiplan, a Iguatemi e a brMalls anunciaram ontem que, a partir de hoje, todos os shoppings vão operar temporariamente em horário reduzido: das 12h às 20h nos dias úteis e sábados (4 horas a menos que o habitual) e das 14h às 20h aos domingos (~2 horas a menos do que o habitual, enquanto algumas operações como a praça de alimentação deverão continuar funcionando normalmente);
  • A brMalls especificamente suspenderá as atividades no NorteShopping, Shopping Tijuca e Plaza Niterói por 15 dias (~27% do resultado operacional líquido da companhia, ou “NOI”), de forma a se adequar a um decreto publicado no Estado do Rio de Janeiro. Embora não se espere que essa política temporária de horários altere a dinâmica dos contratos de aluguel por ora, receitas de estacionamento e aluguel percentual deverão ser negativamente impactadas. 

Companhias Aéreas (AZUL4, GOLL4): Moody’s anuncia redução do rating de crédito de B1 para Ba3; S&P coloca ratings de Gol e Azul sob revisão

  • A agência de classificação de risco Moody´s rebaixou ontem, 17, o rating de crédito da Azul de B1 para Ba3, devido à disseminação acelerada do coronavírus. Para a agência, o setor de transporte aéreo é um dos mais afetados pela pandemia. Para os cálculos do rating, a Moody’s considera que haverá uma redução de 70% no tráfego de passageiros da Azul no 2° trimestre e uma redução de 30% no tráfego anual para 2020, resultando em geração de caixa menor em 2020, diminuindo os índices de liquidez da companhia e aumentando sua alavancagem. No mesmo dia, a S&P colocou os os ratings de Azul e Gol sob revisão.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.